domingo, 30 de dezembro de 2007

Imagens da última ( será mesmo?? ) derrota...

Nossos atuais QB até que tentam e temos que reconhecer que eles são esforçados...
Mas isso, é claro, não é o sufuciente...
Merecemos e precisamos de mais, temos que ter os melhores, não podemos aceitar apenas esforçados

E isso a partir de agora é trabalho de Bill Parcells ( aqui ao lado do dono da franquia Huizinga ), que tem fama de saber montar times vencedores, principalmente quando tem escolhas boas para isso. E no draft de 2008 ele terá 4 entre as 65 melhores...

É no que confiam, e sonham, os torcedores. Que o grande Tuna nos salve!!!


Será que ele volta para uma temporada?? Pela cara e a emoção demonstradas hoje...



Um breve comentário: acabou!!! Termina esta temporada que parecia que ia demorar uma década. Agora é esperar que Parcells consiga remontar o time para 2008 ( sim, remontar, afinal milagre é com DEUS ) para vencermos pelo menos 6 jogos ano que vem, e para podermos sonhar algo para 2010, quiçá em 2009. Este é o meu último post do ano. Feliz 2008 cheio de paz e alegria para todos. Já em Janeiro quero tentar montar uma prévia do draft e dar uma olhada sobre os jogadores que serão FA. Afinal, em Setembro tem outra temporada para ser coberta, discutida e criticada ( de bom e para o mal ). Feliz 2008 e que Parcells, assim como a foto, nos salve de outra humilhação. Se bem que pior do que está, definitivamente, não pode ficar...

Acabou!!! E para variar...

Com mais uma derrota. A 15ª nesta temporada e a 26ª nas ultimas duas temporadas. Mas acabou e agora resta ao trio de homens que nos guiam(?) remontar este time para o ano que vem e planejá-lo para as próximas temporadas. Porque digo remontar para o ano que vem? Porque é impossível fazer este time vencedor no ano que vem. Não tenham falsas esperanças: iremos novamente ficar de fora da post-season em 2008. Mas se começar um processo de reconstrução, com escolhas certas via draft e free-agency, poderemos ter esperanças para 2009 ou 2010. De Muller não espero absolutamente nada, apenas que não atrapalhe. De Cameron, que pegou um abacaxi danado, podemos ter ainda esperanças, afinal ninguém desaprende do dia para a noite. De Bill Parcells vem as nossas chances de voltarmos aos dias de grandeza: ele ganhou dois SB e perdeu outro pelo Patriots. Fracassou no Jets, mas montou este time do Dallas que pode ir ao SB. Esperar, é o que podemos fazer. E que alguém vença o Patriots. Sobre o jogo de hoje o esperado, mas uma novidade: sem fumbles e interceptações para os dois QB ( Lemon e Beck - ambos com mais de 100jd ), Ted Ginn recebendo mais do que 3 passes e marcando TD - o seu segundo, não se esqueçam que foi apenas o segundo TD dele. Levamos outra virada, e perdemos por causa do ataque ( que fica pouco tempo em campo ) e da defesa ( que não para chad 85 ). No mais, apenas esperar que Parcells consiga fazer este time vencer ao menos 6 jogos no ano que vem. Se vencermos mais que isto, que ergam uma estátua para ele...

Mais um recorde nosso já era...

Como eu já disse mais de uma vez, desgraça pouca é bobagem. Não bastasse estarmos nos tornando a maior piada da história da Liga, não bastasse termos o pior elenco de nossa história - com algumas poucas excessões - e sem perspectivas de grandes melhoras no curto prazo ( leia-se dois anos ), ainda vemos os recordes da franquia sendo derrubados semana a semana. Marino perdeu seus dois mais impressionantes recordes para Bret Favre, que se jogasse na AFC e contra os adversários que Marino teve que enfrentar jamais teria conseguido, que está em temporada de MVP, mas é claro que o queridinho Tom Brady é quem vai ser eleito, justo aliás. Mas a franquia perdeu um recorde e uma relagalia.
O Recorde - 70 Td´s em 1984 - a mais espetacular da história, até ontem quando o Patriots fez 72;
A Regalia - De ser o único time a fazer a "perfect season".
Falta mais alguma coisa acontecer???

segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

Só falta mais uma...

  • Só falta mais uma semana, e pelo 7 ano seguido iremos ver a post-season pela TV;
  • Mais uma semana e terminamos a pior temporada de nossa gloriosa história;
  • Mais uma vitória e o Patriots, logo eles??, irão terminar com 16 vitórias. Caso vençam no divisional play-offs eles igualam a marca de 72, de vitórias em sequência;
  • Mais uma temporada perdida;
  • Mais um ano se aproxima, e desde que Marino parou que eu espero pela "grande temporada". Quem sabe em 2008? Feliz Natal para todos...

domingo, 23 de dezembro de 2007

Perder nem foi o mais dolorido

Mantendo-me fiel ao que disse quando fomos humilhados pelo Jets em casa, não faço mais - nesta temporada - análises dos jogos do Dolphins. Deixo isso para Junior e Alex - que aliás estão por demais ausentes - e me atenho mais aos, digamos assim, contornos dos jogos. Não vi o jogo, nem mesmo os melhores momentos. O Patriots, me parece, vai conseguir fazer 16-0. Menos mal que nós não iremos mais, graças a Deus e ao vento que empurrou para fora o chute do Ravens, fazer 0-16. Devo reconhecer que fiquei com muito medo disso acontecer. Mas voltando ao jogo desta semana 16, perder não foi o mais dolorido, e sim vermos o time levar, para variar, 28 pontos sem resposta. Ah, alguns dirão, mas foi para o Pats, o super time? Que super o quê, fossem as arbitragens mais sérias e eles teriam perdido para o Colts e para o Ravens. Mas mesmo assim, nós fomos meio humilhados, já que em casa, tinha chegado a 48-0. Portanto a humilhação foi apenas meia. Feliz Natal e que o Giants, tire forças sabe-se lá de onde para barrar a gozação que vem por ai...

quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Novidade. Será mesmo uma boa novidade??

O Miami contratou Bill Parcells, ex NY Giants e NE Patriots, para ser o nosso Diretor Geral de Operações ( seja lá o que isso queira dizer... ).
Esta é a notícia, crédito para o blog "O Quaterback" ( crédito para quem merece ). Agora pergunto aos amigos deste espaço: é uma boa?
1 - Pela pompa do cargo, ele será chefe do Randy Muller, que é o GM. Podem aparecer rusgas e azedar o relacionamento.
2 - Parcells montou o bom time do Giants do fim dos anos 80 ( Ganhou até SB ), mas depois nunca mais foi o mesmo. No Patriots, é verdade, foi ao SB mas levou uma lavada do SF.
3 - Da última vez em que recorremos a uma lenda entre os técnicos, Jimmy Jonshon, fomos duas vezes à post-season e perdemos no Divisional.
4 - Dada a péssima qualidade dos dois - Muller e Cameron - em draftar atletas, e tendo em vista que teremos 4 escolhas entre as primeiras 65, é bom termos alguém que montou elencos vencedores.
E ai, o que você acha: é uma boa, nada de mais ou é uma fria?? Dê sua opinião!!!

terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Passada a euforia da vitória...

É momento também de lamentar que o Grande Dan Marino perdeu mais um de seus recordes: o de jardas passadas na carreira. Bret Favre do Green Bay Packers, que diga-se de passagem joga em uma divisão sem adversários de qualidade como os que Marino teve que enfrentar, passou a marca e agora é o líder geral também nesse quesito. Não fosse a temporada espetacular do "queridinho" da mídia, Tom Brady, e Favre seria pule de 10 para MVP. Além deste Favre conseguiu nesta temporada o de maior número de vitórias - que era de John Elway - e o de TD´s na carreira. Em uma temporada que quase nos joga na lata de lixo, essa foi mais uma notícia ruim.
Domingo é contra o Patriots, 14-0. Dá para vencer? Em condições normais não. Mas após sair do zero, teria um gosto pra lá de especial de vencermos os "queridinhos" da mídia - e também das arbitragens - e estragarmos o sonho deles - e pesadelo nosso - da temporada perfeita. Quem sabe. É muito difícil, mas impossível mesmo não é...

domingo, 16 de dezembro de 2007

Cenas de uma epopéia...

315 jardas e apenas um Td? Apenas? Foi o TD mais importante de nossa recente história...


e o melhor de tudo, sem Interceptações e Fumbles...


Camarillo para Presidente!!!!


E é assim que queremos a defesa jogando, pra vencer!!!


O passe...


A recepção...


A corrida para a felicidade e dizer a toda a NFL: O MIAMI NÃO SERÁ O TIME DA TEMPORADA IMPERFEITA!!! ISSO JAMAIS!!!


A mais pura e verdadeira alegria. Tinha que ser assim, na prorrogação, após quase perdemos a 14ª. Quase, mas não perdemos. Somos o Miami Dolphins,
A LENDA DA NFL!!!
Que no ano que vem, com escolhas e contratações certas, possamos ter 12 desses momentos. Quem sabe...

Grande Jason Taylor!!! Grande Miami Dolphins!!!

THE UNDEFEATED TEAM E NUNCA UGLIESTEAM!!!


O time venceu. É hora de comemorar. Mas ainda temos mais dois jogos, e sabem como é, ainda dá para fazer 3-13. Que se cuide o Patriots e o Bengals. Go Dolphins!!!

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Férias... curtíssimas, mas mesmo assim férias...

Trabalho na Prefeitura de Salgueiro-PE, onde moro. Há exatos 3 anos e meio que não sabia o que eram férias. Por isso estou passando 4 dias, apenas e tão somente 4 dias, na Capital do meu estado, Recife. Durante esses dias irei ficar praticamente sem postar. Este post, por exemplo, está sendo feito a partir de uma Ciber que fica em Jaboatão dos Guararapes, Zona Metropolitana, e muito provavelmente será o último até segunda, quando volto para Salgueiro e para o trampo. Por isso ficaremos sem notícias, pelo menos postadas por mim. Por isso, Alex e Junior mãos à obra, para que este espaço não fique parado como o nosso time. Aliás, nosso time não está parado, apenas anda, e rápido, para trás, para o fracasso. Domingo é contra o Ravens e é dia de perder a 14ª e igualar a marca do Bucs de 76. Pode acontecer o contrário?? Claro que pode, mas para ser bastante sincero, não acredito nisso... infelizmente.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

It´s Final Countdown

Hit dos anos 80, a Banda Europe emplacou praticamente um único sucesso, que virou lembrança da década. Mas o que essa música tem a ver com o Miami? Na verdade é o que o Miami tem a ver com a Música:
1 - Nos anos 80 draftamos, mais precisamente em 83, um certo Dan Marino na 27ª escolha do primeiro round;
2 - Nesta mesma década estivemos pela última vez em um Super Bowl ( na verdade em dois: 82 e 84 );
3 - Sempre éramos favoritos ao SB, e chegamos mais duas vezes na final da AFC;
4 - Foi a última grande fase do Miami, que assim como a Banda Europe, ficou por lá, no passado;
5 - A música em português significa contagem regressiva. Temos apenas mais 3 jogos para não passarmos a maior de todas as humilhações da Liga: perder todos os jogos da temporada. Já somamos 16 jogos seguidos sem vencer, mas em temporadas diferentes, mas já é uma grande humilhação.

domingo, 9 de dezembro de 2007

Imagens que valem por mil palavras... ou ao menos por 13... derrotas!!!

Fumble tosco em Kick return? Quando a fase é negra, até isso acontece...

e é claro que fumble, mais tosco ainda, de Quaterback idem...

Não adianta fazer bico, Cameron, tem é que chupar a manga que você mesmo plantou...

E que nos humilha a cada semana. Essa loira está mais feliz com seu time ou por tirar sarro conosco??



Ah, para não esquecer, perdemos a 13ª seguida, mais uma e igualamos o recorde negativo de 0-14. Detalhe trágico: já somos o pior time da história da Liga, já que perdemos as 3 últimas partidas da temporada passada, com isso já estamos a inacreditáveis 16 jogos sem vencer. É mole ou querem mais? Pois acreditem, ainda teremos mais humilhação por ai. O placar do jogo?? Caso alguém se interesse, foi de 38x17, com direito a 24 pontos, isso mesmo 24 pontos, apenas no primeiro quarto.
Se me contassem isso, após eu ter passado 10 anos em coma, que o Miami de "undefeated team" passara a "ugliest team", eu me suicidaria na hora...
Ao entrar na parte de edição, pude ver que está foi a postagem de número 50. Infelizmente, triste postagem...

quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

Coisa boa a esperança...

Certa vez, um poeta escreveu que a Esperança é a melhor e a pior coisa da natureza humana. Melhor porque ao tê-la o homem não se entrega às dificuldades. Pior porque mesmo nas intransponíveis o homem continua a insistir, perdendo tempo e não buscando outros caminhos.
Feito este preâmbulo, comento um voto em particular da nova enquete do Blog. Um especifíco e peculiar voto. Algum torcedor do Miami votou que a nossa vítima será o Patriots e dentro do estádio deles. Isso é uma esperança da qual não compartilho, mas é bom ver que existe que ainda acredite neste time. E ainda mais que possamos vencer o Patriots. Ano passado, é bom lembrar, vencemos o time da moda fora de casa e por um placar dilatado, sendo a surpresa da rodada. Mas repetir esse placar é algo que eu não acredito. Até porquê, ao contrário desse ano, começamos mal mas nos recuperamos após a metade da temporada. Algo que este ano nem perto fizemos. Mas se vencermos os Pats, quem sabe eu recupere a minha esperança neste time. Esperança de que no futuro próximo, dois ou três anos, possamos voltar a sonhar com SB... quem sabe, pois sempre existe a Esperança...

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Ainda podemos ter esperanças que sairemos do zero??

Estamos com 0-12. Disse em um post anterior que somos a 7ª franquia a fazer essa "façanha". Só que teremos mais 4 jogos e o calendário não é dos mais animadores. Se não vencermos os Bills Domingo acho que já era. Afinal depois pegaremos Ravens, que quase venceram o imbatível Patriots, e depois o próprios Pats fora de casa, o que não quer dizer, já que tanto faz jogarmos em casa ou fora, sempre perdemos. Se perdermos as três, algo provável, já seremos o time com mais derrotas seguidas a Liga, o que por si só já será triste. Mas ainda teremos uma última chance: se vencermos o Bengals, que já está fora de PS, em casa, poderemos ficar empatados com os Lions. Isso seria, ou será, o máximo que podemos sonhar. Vencer Bills ou o Bengals. E não estou dizendo que são jogos fáceis, mas se compararmos com os outros dois... mas para um time que não consegue vencer o Jets, dá realmente para sonhar em vencer algum destes jogos??

terça-feira, 4 de dezembro de 2007

A espera de um milagre...

Será que o nosso acontecerá??

Passado no Corredor da Morte de uma prisão do sul dos Estados Unidos, em 1935, À Espera de Um Milagre é a adaptação para o cinema do romance best-seller de Stephen King (publicado em 1996) sobre a história de um guarda de prisão que desenvolve um relacionamento incomum e comovente com um preso que possui um dom ao mesmo tempo mágico, misterioso e miraculoso.À Espera de Um Milagre é todo contado em flasbacks por Paul Edgecomb à sua amiga Elaine Connelly. Edgecomb agora vive num asilo para idosos, seis décadas depois de ter trabalhado como o guarda chefe do Corredor da Morte na Penitenciária de Cold Mountain. Lá, a tarefa de Edgecomb durante a era da Depressão do Sul era cuidar de quatro assassinos que aguardavam sua caminhada final pelo Green Mile, uma comprida passadeira verde que leva os presos de suas celas até a cadeira elétrica.Durante anos, Edgecomb anda por essa passadeira acompanhando uma grande variedade de presos. Mas nunca antes ele conhecera alguém como John Coffey, um negro enorme condenado por Ter matado brutalmente duas gêmeas de nove anos. Coffey certamente tem tamanho e força para matar qualquer um. Sua conduta, porém, opõe-se à sua aparência. Além de sua natureza simples e ingênua e um medo mortal do escuro, o preso parece possuir um Dom sobrenatural. Edgecomb começa a questionar se Coffey foi realmente o culpado do assassinato das duas meninas.Com o desenrolar da história, Paul Edgecomb aprende que, às vezes, os milagres acontecem nos lugares menos esperados.

Rapidinhas:

  • Nem estreiou direito e Rick Williams já está de fora da temporada. Que fase...
  • Nenhuma pista sobre os assassinos do Safety Sean Taylor. Continuo dizendo: tinha que ter sido em Miami??
  • Domingo é dia de nova derrota. Por isso Cam Cameron já está, no site oficial, preparando a torcida para mais uma sova... explicar porque se desfez do ataque inteiro ele não explica...

Correção:

  • Na nota, mais de desabafo do que qualquer outra coisa, sobre a derrota vergonhosa para o Jets, disse que poderemos ser a primeira franquia a conseguir a proeza de 13 derrotas seguidas, o que não é verdade. Em 76 o Bucs fizeram a temporada imperfeita, 4 anos depois de nós fazermos a perfeita. O correto, portanto, é que poderemos ser a primeira equipe a perder as 16 partidas, já que a temporada com 16 jogos existe desde 77, um anos depois do Bucs estipular o "recorde" atual. Se perdermos mais duas, o que é bem provável, igualamos e se perdemos mais três, passaremos a ser o pior time de todos os tempos...


domingo, 2 de dezembro de 2007

Pra variar...


É Cameron, que falta faz ter dispensado: Welker, Mcmichel, Chambers, Mare e não ter draftado o Brad Quinn...

Para não fugir da rotina perdemos mais uma, e de goleada e pior ainda para o nosso eterno rival. Para que não nos esqueçamos foi a 12ª da temporada e seguida. E já fazemos parte da elite da história da Liga. Elite da pior espécie: nos tornamos o 7° time a perder as 12 primeiras partidas da temporada. E como iremos perder mais, provavelmente passaremos a ser o único time a perder as 13 primeiras partidas de uma temporada. Assim é o nosso grande Miami montado por Randy Muller, que não custa lembrar que tem contrato até 2010. Mantemos a nossa tradição de instituir recordes, a diferença é que atualmente não nos orgulhamos de tais marcas. Para que fique claro, as outras seis equipes que fizeram 0-12 e como terminaram suas temporadas:

2007 Dolphins ??? / 2001 Lions 2-14 / 1986 Colts 3-13 / 1980 Saints 1-15
1977 Buccaneers 2-14 / 1976 Buccaneers 0-14 / 1962 Raiders 1-13

Sinceramente, acho que iremos superar o Bucs e fazer 0-15. Comentários sobre a partida deixo para os amigos colaboradores do Blog. Pois eu não tenho mais saco para falar sobre esse time que só tem me envergonhado. Sinto tristeza de ver o meu Miami, o time de mais glórias desta Liga. Não irei mais falar sobre os jogos. Recuso-me a escrever sobre este monte de jogadores, que não são os grandes culpados, mas que não estão honrando esta mítica camisa. "Undefeated" jersey...

Até parecia que íamos, enfim, vencer a primeira. Apenas parecia. Só uma nota: há três jogos que o ataque não marca TD. Sequer unzinho que seja...

terça-feira, 27 de novembro de 2007

Desgraça pouca é bobagem II

Além de ter que ver o jogo, para muitos horrível, Miami 0x3 Pittsburgh ( sexta derrota do Maimi por apenas 3 pontos ), a NFL está de Luto pela morte de Sean Taylor, Safety do Washington Redskins. Se não me engano é o cara que decretou nossa primeira derrota ao interceptar Trent Green num passe que, se desse certo, resultaria em um TD. Ele foi baleado em sua casa nos arredores de Miami, dai a desgraça do título, perdeu muito sangue, entrou em coma e morreu. Para os torcedores do Redskins e os familiares de Taylor os mais sinceros pêsames de toda a equipe do Undefeatteam.
Trecho de Matéria do Blog O Quaterback:
"O episódio acaba acabando prematuramente com a carreira de um dos mais promissores defensive backs da NFL. Taylor foi jogador de Florida Gators, e lá despontou como uma grande promessa da NCAA. No draft de 2004, foi o 5th overall pick do Washington Redskins, e desde então vinha crescendo a cada ano."
Mas será que tinha que ser em Miami...

0-11!! O que é que ainda pode acontecer...

Em um ponto todos os que comentam neste blog concordam: estamos passando vergonha, e das grandes. Há os que conseguem enxergar algo de bom nesta pífia temporada. Outros se mostram esperançosos com o ano que vem e com o futuro. E claro, existem os que não percebem nenhuma luz no fim do túnel, onde eu me incluo. Gostaria de convidar a todos os torcedores do Miami a deixarem as suas opiniões aqui no Blog: à equipe de colaboradores, façam-no por meio de textos. Aos visitantes, mandem e-mail para flaviojvieira@yahoo.com.br para que possamos formular um documento, que será traduzido para o inglês e enviado para Randy Muller e Cam Cameron. Quem sabe se eles perceberem que existem pessoas no mundo inteiro insatisfeitas, envorgonhadas, desesperadas, maltratadas eles resolvam fazer algo. Colaborem...
Sobre o jogo acho que deixei claro a minha decepção. Disse que o time perderia, que não acreditava que escreveria sobre uma vitória, mas perder de 0 já é dolorido e por apenas um field goal?? Ginn Jr tem engrenado, marcou o primeiro punt de retorno para esta equipe desde 2000, na partida contra o Eagles. Sabiam dessa?? Pois é. Ontem ele recebeu três passes, ótimo. Isso quer dizer que com um QB decente podemos ter esperanças... Beck ainda não interceptado, embora sua produção, tanto em passes como em jardas, ainda seja tímida, mas pelo menos mostra que ele não se afoba e tenta forçar os passes. Isso é bom, mas é o suficiente? Com Ginn Jr e Beck iremos voltar a ser, pelo menos, uma Franquia séria nesta liga? Será que podemos confiar nos dois para as próximas 6, 7 temporadas e sonhar em SB? Penso que não... mas teremos vários drafts até lá, além de podermos escolher 4 entre os 96 melhores rookies no ano que vem... Se usarmos bem, se fizermos um draft preciso, quem sabe podemos sonhar em evolução. Post-season? se der certo, em 2010, quem sabe. Mas se perdermos essa oportunidade rara e dolorida ( já que para termos a 1ª escolha geral estamos nos desmoralizando ), aí caros amigos, eu jogarei a toalha...

0-16 é o caminho

Sobre o quê será que eles conversavam? Sobre como perder mais uma? Não, pois isso é inevitável...

Poucas coisas podem ser ditas quando se perde de 0. Poucas coisas podem ser ditas quando se perde por um field goal. Quando as duas coisas acontecem no mesmo dia, aí então é desesperador. Era previsível perdemos para o Steelers, melhor time que o nosso, mas cada derrota do Miami nesta temporada tem sido peculiar. NÃO ME LEMBRO DE UM JOGO 0X3. Sendo assim eu não espero mais por vitórias nesta temporada. NÃO É POSSÍVEL QUE NÃO TENHAMOS TIME PARA SEQUER ACERTARMOS UM FIELD GOAL. ONDE RANDY MULLER ESTAVA COM A CABEÇA AO CONTRATAR JAY FEELY, QUE É INCAPAZ DE ACERTAR UM FIELD GOAL COM MAIS DE 30JD?? E SE LEMBREM QUE ELE MANDOU EMBORA UM KICKER DE ELITE, OLINDO MARE!!!

Meus caros, iremos fazer a temporada imperfeita. É fato, duro e verdadeiro. Estou decepcionado, com raiva e envergonhado. Pela primeira em meus mais de 25 anos como torcedor do Miami pela primeira vez tenho vergonha de torcer por este time(??).

Desculpem o desabafo, mas para mim que vi este time no SB, vê-lo nessa penúria é demais...
Antes que comecem os comentários, devo dizer três coisas:
1 - O campo estava encharcado? Sim, mas para os dois times...
2 - Perdemos Ricky Williams em uma jogada desleal. Caso ele tivesse ficado em campo talvez, e apenas talvez, tivéssemos vencido o jogo. Chatman também saiu. Certo, mas antes de os dois saírem não havíamos criado a situação para Field Goal;
3 - Meti o pau no Feely, mas o Field Goal que ele perdeu, virou nova 1ª descida por causa de falta. Ok, mas mesmo assim ele errou o chute para 38jd. Mare acertaria o chute, aposto... correção: a falta não gerou uma nova primeira descida, mas é que o gênio do Cameron resolveu, já que Feely errara o chute e que o mesmo seria ainda mais longo, tentar uma 4ª descida para 11 que claramente não daria, como de fato não deu, certo, mas mantenho o que disse sobre o Mare acertar o chute, inclusive o segundo... ( correção feita a partir do comentário do Alex Barros colaborador do Site )

sábado, 24 de novembro de 2007

Como só jogaremos ( ou será perderemos?? ) na segunda...

Quando escrevi o primeiro post ( e quem é da antiga lembra-se e quem não é vá nos arquivos ), sabe que o que mais quero é tornar isso um lugar de bom debate sobre o ( péssimo ) time do Miami. E em debate existem opiniões diversas, e claro, irei respeitá-las. Abaixo, comentário do Felipe Pio, um dos mais assíduos leitores deste blog:
"Felipe Pio disse...
claro q vai haver divergencias de opiniao, esta eh apenas a minha. acho q estamos exigindo demais do Ginn. Quandu ele chegou em miami foi vaiado, como você espera que alguem faça um trabalho assim?? e acho q o problema da equipe esta em muitos outros setores que nao os wr. 1°- nao vemos eles dropando bolas, até pq as bolas nem chegam neles, e 2° ao inves de criticarmos o nosso ataque, que jah tinhamos uma ideia q seria ruim este ano, devemos criticar a defesa, que era apontada como uma das melhores para este ano, e simplesmente sumiu, cade Taylor?? Thomas(sempre machucado)?? Joey Potter?? Pois é, acho q se tivermos alguma meta primaria pro off season, concerteza nao vai ser WR"
Irei comentar, por partes:
1 - Exigimos demais do Time. Porque? Por quê o amamos e sofremos com o que vemos. Tínhamos uma 9ª escolha e o que todos esperavam é que draftassem um QB para ser o Comandante. Elway, Marino, Montana, Griese ( o pai ), Favre, Manning, Brady sempre serão lembrados primeiro do que seus times. Porquê? Por quê eram, os três últimos ainda o são, lendas. Precisamos arrumar outra lenda o quanto antes, até para deixarmos definitivamente Marino em paz.
2 - O Ginn JR é péssimo jogador? Não. Irá evoluir? Sim. Será um WR de Elite? Acho que não. É um retornador com futuro? Sim. Mas, com a necessidade de um QB, não era a nossa prioridade. Tínhamos Welker no elenco e vejam a temporada fantástica dele no Patriots. Trouxemos um jogador para uma posição em que já estávamos servidos, e bem por sinal. Nada contra ele, Ginn JR. Ele foi vaiado? Mereceu ou tem merecido elas? Não. E sabem porquê? Por quê ele nem deveria estar em Miami, a torcida é passional e vaia quem pode. Temos como vaiar quem trouxe ele?
3 - A temporada de Ginn Jr é espetacular? Ele irá aparecer entre os 3 rookies do ano? Ele tem quantos Td´s mesmo? Me parece que o do Lions já tem 3. Culpa dele o time não ter QB para passar a bola? Claro que não...
4 - A vaia é a desculpa para o, digamos assim, mal começo na NFL? Se for, ele está no time errado...
5 - Concordo plenamente com Felipe, não que esteja discordando de todo o resto, quanto a estarmos pondo culpa apenas no ataque e protegendo a defesa. Eu mesmo levantei um dado: perdemos quatro jogos de virada. Quando se toma uma virada, é porquê aconteceram duas coisas básicas: o ataque ficou sem a posse de bola ( via erros ou mesmo por não conseguir avançar ) ou a defesa entregou a rapadura. Contra o Texans aconteceram as duas coisas; já na partida contra o Bills o ataque não se manteve em campo no 4º período e a defesa pouco pôde fazer; contra o Eagles o ataque não conseguiu produzir nem mesmo um mero field goal ( para ser justo com o Ginn JR ele é do ataque, mas marcou como especialista, mas marcou... ); contra o Redskins foi um conjunto geral, mas a defesa abriu o bico...
6 - Os WR´s realmente não dropam bolas. Para isso, como o Felipe bem disse, é preciso que elas cheguem.
7 - Não acho que estejamo bem servidos de WR´s. Brooker é vetereno. Hagan está com 2 temporadas é quase dispensável, não temos um bom TE ( embora Martin tenha se esforçado, ainda preferiria Mcmichel. Mas entre reforçar os recebedores e a defesa, fico com a defesa, desde que venha um QB decente, coisa que Beck também nunca será...
8 - Taylor, Thomas e Porter são LB. Os três. Então é preciso ter mais gente em volta. Nenhum dos três é garoto, e se estamos ruins agora, a coversa é de que Taylor e Thomas estariam propensos a se aposentarem ao final desta, pífia, temporada. A diretoria então encheu os dois de benesses para reverter o quadro. Se os dois param, ai de nós...
9 - A diretoria deve acertar a mão no próximo Draft. Só que as escolhas via draft raramente levantam time ruim, como infelizmente é nosso. A menos que no anterior tenha sido fincadas bases e no atual se complemente. A simples adição de qualidade na defesa resolve o problema, sem se ter quem passe a bola??
10 -Basta ver a parcial da enquete sobre a próxima temporada: vc acredita em Post-season?? A maioria esmagadora aposta em Não.
11 - Cheguei até aqui, pois iremos perder agora em horário Nobre. É que apesar de tudo, ainda somos daqueles times que todos os anos jogam no MNF. Sempre. Mas Flávio você já está cravando que perderemos para os Steelers? Sim. Mas adoraria acordar na terça e ver que estava errado. Mas sinceramente, sei que isso não acontecerá...
Parabéns pelo comentário Felipe, e caso queira fazer parte do blog, é só dizer...

domingo, 18 de novembro de 2007

Eagles 17 x 7 Dolphins. Mais uma...

Ted Ginn, o "fenomenal" finalmente fez um TD em retorno... só demorou 10 partidas, e ele é o fantástico 9° escolhido!!!

Com apenas 9 de 22 passes completos (pelo menos nenhuma interceptação, mas infelizmente nenhum TD também), menos posse de bola que o time adversário (25 minutos, contra 35 do Eagles) e menos jardas pelo nosso QB que o reserva do Philadelphia, esse foi um jogo desastroso para o time. Nosso único TD veio, finalmente, de Ted Ginn Jr. ao retornar um Punt e a defesa até que teve um bom desempenho, mérito de um péssimo ataque do Eagles, mas ainda assim, algo para nos alegrar. Não passamos das 100 jardas corridas (77 para ser exato) e fizemos apenas 186 jardas totais no ataque, contra 352 do adversário.
O jogo mostra mais uma vez nosso fraco ataque, nos restando agora apenas esperar os machucados voltarem, assim como Ricky Williams e torcer para que seja o suficiente para fazer o time ganhar pelo menos um jogo, o que eu acredito que não irá mais acontecer, pelo jeito que o time vem jogando e o fato de nossa agenda agora tender apenas a ficar mais difícil.

quarta-feira, 14 de novembro de 2007

Resultado da enquente: Qual posição deve ser coberta pela primeira escolha??

Não entendo a contagem de porcentagem das enquetes do blog, mas o resultado é esse:
1 - Não é óbvio, um QB 24 (96%)
2 - Um WR, para o lugar de Chambers 10 (40%)
3 - Um CB, pois estamos mal na cobertura 5 (20%)
4 - Um homem da OL 6 (24%)
5 - Um homem da DL 8 (32%)
6 - Qualquer uma das opções acima 1 (4%)
Está claro pelo resultado, que em si é bastante confuso, que os leitores desse espaço querem um QB, eu me incluo entre estes. A idéia pode mudar a partir de Domingo: e se Beck terminar bem a temporada, conseguindo 4 vitórias em 7 jogos? Se ele passar bem, não for interceptado, não cometer erros primários e etc? Será que a enquete será diferente? Só o tempo dirá. Tem outra enquete nova, sobre a titularidade de Beck e a volta de "tihuana" Williams. Votem...

Foi só falar no Capitão Nascimento...

Que as coisas passaram a andar em Miami. Se eu soubesse que bastasse a simples ameaça do Bope - Equipe Alfa - passar por perto de Miami, eu teria feito isso antes. Salve, salve Capitão: faca na caveira!!!!
Bom, sem demora, vamos às boas novas:
1 - Finalmente Cam Cameron se rendeu a si mesmo. Como assim?? Se ele afirmou que Beck era melhor QB que Brad Quinn, o mais lógico, quando Green se machucou era colocá-lo para jogar, certo? Não!! Ele pôs o Limão nas outras 6 partidas e o resultado foram mais seis derrotas. Agora, após termos a nossa pior sequência de derrotas em nossa história, ele se rende... a si mesmo. Antes tarde do que nunca. Tomara que Beck seja mesmo melhor que Quinn... com sorte, ainda dá para sonhar em 4-12!!!
2 - Após 18 meses de suspensão, Ricky "Tihuana" Williams volta ao Miami. Aqui devo dizer, de coração, que estou bastante surpreso com o anúncio. Primeiro porque o próprio Cameron disse que com Williams não jogaria. Segundo porque Chatman está fazendo um trabalho decente - não bom, mas decente. Mas isso foi no começo da temporada e com Roonnie Brown jogando. Agora, penso que a idéia é dar experiência ao time e não sobrecarregar o novato. Se for assim, ponto para Cameron e Muller. Sou justo, malho os dois diretamente, mas quando acertam, e me parece ser esse o caso, aplaudo. Se tivessem feito isso na semana 4...
Para quem está sem qualquer alento, essas duas notícias chegam a ser fantásticas, mas apenas apontam que nossos comandantes estão atentos, e graças a Deus começando a agir... Mas tem notícia ruim também
1 - Tavares Tillman, Safetym está fora da temporada. Ele não é nuito visto, mas tem sido útil em algumas coberturas, e cá para nós, se com os titulares a defesa está a porcaria que é, imaginem quando alguém da Pratice Squad é efetivado?? É o caso de Tuff Harris. Boa sorte a ele e à nossa ( combalida ) defesa...
Números do novato como Universitário - Montana:
53 jogos / 45 starts / 170 tackles / 6 interceptações /18 pass breakups.
Ele também retornava punts. Foram 71 punts com uma média de 13.8-yard e 3 touchdowns.
Nasceu em 23 de Janeiro de 1983. Harris jogou em Colstrip (Mont.) no High School.
Piada infâme: Se quiserem manter Ginn Jr apenas como WR já tem quem retorne os punts...

segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Capitão Nascimento: A Solução!!!

Aproveitando a foto, ótima por sinal, do torcedor do Miami que apareceu com um saco na cabeça ( não viu a foto? ela está no banner do blog ) eu descobri a solução para os problemas do Miami: Capitão Nascimento.
1 - Ou o time vence as sete partidas que falta, incluindo ai o Patriots, ou vai todo mundo para o saco;
2 - Vassoura, ou melhor o cabo, para Randy Muller caso ele não monte um time decente para o ano que vem;
3 - Treinamentos nos morros do turano, subir de rappel os morros e ainda segurar granada. Assim será o trainning camp do ano que vem;
4 - A única diferença será a farda, ou melhor, uniforme que por questões sentimentais, continuará a ser verde, mas será um tom mais escuro. Exigência do Capitão.
5 - Obviamente, Ricky Williams sumiu de Miami, pedindo para sair...

Para desopilar um pouco...

Destaques do Miami no Site da NFL? Só com fatos históricos. E temos dois para comemorar essa semana.

1 - No dia 12 de Novembro de 1995, 12 anos atrás, Dan "Touchdown" Marino atingiu a marca de Fran Tarkenton e se tornava ( ainda o é, só que Favre ontem se tornou o segundo a passar das 60.000 jds e ameaça mais este recorde de Marino - 61,361 ) o líder de Jardas Passadas na NFL. A marca foi atingida com um passe de 9 jd para o WR Irving Fryar na derrota de 34-17 para o Patriots de Bill Parcells.

2 - Em 14 de Novembro de 1993, o lendário e mítico Técnico "undefeated" Don Shula se tornava o recordista de Vitórias na NFL ( 325 na época ). Naquele dia vencemos o Eagles por 19-14.
Em uma temporada sem alento, nenhum, lembrar o passado "glorioso" de nosso time é uma forma de desopilar...
Desopilar = expressão nordestina que equivale a relaxar, esquecer algo desagradável lembrando algo alegre. Combina conosco esta expressão??

domingo, 11 de novembro de 2007

Falta acontecer mais alguma coisa nesta temporada??


Precisa dizer algo??


Serei curto, curtissímo aliás, em minha fala hoje. Não existe nada de novo com relação a vergonha que temos passado semana após semana. Estamos na 10ª e conseguimos a proeza - inédita para nós - de estarmos com 0-9. Já disse que os dirigentes são os grandes culpados por termos este time(??) que temos. Ja falei que pioraram o que já estava pra lá de ruim. Já disse que Lemon é uma piada, aliás o time inteiro é uma piada. Mas fico pensando: o que falta acontecer? Perder para o Patriots levando de 0 pontos? Não consigo entender: contra uma das melhores defesas conseguimos fazer 28 pontos. Bastaria a metade disso e teríamos vencido 3 jogos ( Redkins - 10x13, Giants 10x13 e Bills ). Mas contra ataque medianos o nosso time apenas engatinha no ataque. Cansei. Levar uma virada, como essa de hoje, contra o Bills, com direito a conversão de 2 pontos por corrida, é demais... fui

Estamos todos assim, cabisbaixos...

Os amigos Alex e Felipe disseram coisas que quero comentar:

1 - O Alex, colaborador do Blog, afirma ( com razão ) que o time não sabe finalizar as partidas. Tomamos viradas bobas por isso ( Texans, Giants e Bills ). Isso sugerem dois problemas básicos: falta de treinamento - culpa do Cameron - e de capacidade técnica. Nos dois casos a situação é grave e ambos apontam para Randy Muller, nosso grande(??) GM.

2 - O Felipe aponta para a insistência no Limão. Devo dizer em defesa de Chris Lemon que ele tem feito um papel decente, dada a sua falta de qualidade. Bastaria a defesa ser mais "eficiente" e estaríamos com pelo menos 4-5. Voltando ao que disse o Felipe qual seria a diferença entre perder com o Limão ou com o novato Beck? Se ele realmente é melhor que Brad Quinn - frase de Cam Cameron para justificar a sua aquisição - porque ele não joga? Seria mais lógico, já que a temporada está perdida e o máximo que pode acontecer de pior é ficar como estamos, colocá-lo para jogar e dar-lhe ritmo de jogo, preparando-o para o ano que vem, quando ele comandará este ataque. Ou será que viram que fizeram cagadas em dobro? Nem trouxeram QB nem WR que preste ( o "fenômeno" Ginn JR recebeu outro passe ontem, dois nos últimos dois jogos com um TD - único ate aqui ).

Minha opinião particular é: Beck não joga porque nos treinamentos ainda não mostrou nada. E posso até estar errado Felipe, mas ele é o maior bust de nossa história. Maior até que o Ginn Jr, que duvido que vire o Superstar que disseram que ele seria. Com relação ao que disse o Alex, a solução vai demorar bastante: é preciso renovar a defesa, melhorar bastante a OL e a DL e contratar um Kicker de elite. Ou seja, coisa para mais de 6 anos... isso se O Randy Muller encontrar o Capitão Nascimento e pedir para sair após ir para o saco... aliás, o torcedor da foto já foi...

sexta-feira, 9 de novembro de 2007

Rapidinhas...

  • O Dolphins assinou com DB Jereme Perry, pois colocou Abraham Wright na IR. É uma baixa menor, haja vista que Wrigth é um novato e está sendo preparado para substituir Joey Porter, quando este parar. Por falar em Porter um jornal de Miami fez um cálculo e descobriu que ele custa apenas 32 milhões ( penso ser em reais ) por Sack. Que coisa.
  • Zach Thomas recebeu mais algumas benesses no seu contrato, tudo para que ele fique mais uma temporada, evitando a tragédia de que ele e Jason Taylor parem ao final desta temporada, o que seria catastrófico. Com isso esperam amadurecer os possíveis reservas, o que tenho que admitir é algo inteligente, desde que é claro os jovens sejam de qualidade...
  • Para quem esperava que John Beck fizesse sua estréia contra o Bills, nosso HC determinou que o limão irá começar. Não entendo porque escolheram Beck. A desculpa foi aquela que todos conhecemos: montar o melhor special team da liga, com a escolha de Ginn Jr, e draftar um QB melhor que Brad Quinn. E eu faço a pergunta: se Beck é melhor do que Quinn, porque ele não joga??
  • Para matar as saudades de post-season, vai aqui um vídeo da temporada em que estivemos por lá pela última vez: ttp://play.rbn.com/?url=nfl/nfl/open/dolphins/demand/2001_Highlights.rm&proto=rtsp&rbnkey=1&lid=2001_Highlights

sábado, 3 de novembro de 2007

E se tudo fosse diferente?

Semana de folga na para o excelente Miami Dolphins. Alguns até não gostaram, afinal embalado com 7 vitórias seguidas ( após um tropeço acidental em Washington ) o time vai muito bem obrigado. A defesa capitaneada pelos excelentes ( e experientes ) Zach Thomas e Jason Taylor está acabando com os QB´s adversários, que não sabem o que fazer. A defensiva tem as maiores marcas da histórias em Sacks, Tackles, TD´s, safetys e jardas concedidas para meia temporada. É uma barreira, que nem mesmo Tom Brady e seus WR´s ( Moss na frente ) conseguiram furar. O ataque não é uma Brastemp mas está fazendo bonito e ganhando os jogos. Brad Quinn de promessa já é realidade em apenas 5 jogos como titular. Chambers, Brooker, Hagan e Welker estão fazendo a festa, com destaque para o primeiro que tem 9 Tds e para o último que lidera a liga em passes recebidos. Roonie Brown está tendo a sua melhor temporada e carrega ( literalmente ) o time nas costas nos momentos em que Quinn, pela sua inexperiência, erra.
Meia temporada é hora de analisar o que deu de errado e pensar para a frente, já que com 7-1 a post-season é certeza. Mas todo esse sucesso começou muito tempo atrás e é sobre isso que eu irei falar
Quando Cam Cameron chegou falando em montar um time vencedor logo na primeira temporada, teve quem achou que ele estivesse brincando. A resposta está ai, com essa campanha brilhante. Draftou o Franchise Quaterback que precisávamos desde a aposentadoria de Marino, e teve a coragem de colocá-lo em campo depois da terceira partida. Trocou Culpepper, por escolhas com o Raiders, mantendo a tese de reforçar ainda mais essa equipe. Claro que para nós torcedores a saída de Randy Mcmichel foi sentida, mas com a temporada de Welker e Chambers, devo reconhecer que ele nem está fazendo tanta falta. Martin tem se esforçado para ser um bom TE, e para ser franco tem conseguido. A saíuda de Olindo Mare essa sim é sentida. Ele é um kicker de elite, e Jay Feely por mais que se esforce erra chutes, que não fáceis, mas essa é a diferença entre a elite e a normalidade.
No período de Free-agency fomos inteligentes e reforçamos a OL com qualidade e juventude, por isso a boa temporada de estréia de Quinn e as corridas de Brown. Pecamos, um pouco, na DL que tem permitido mais jardas corridas do que deveria, mas com as escolhas vindas da troca com o Raiders ( segundo e quarto rounds ) esse problema poderá ser resolvido.
Teremos mais 8 jogos. Sinceramente, sem menosprezo, iremos bater duas vezes no Bills. Perder para o Pats está na normalidade, só que Quinn estará ainda mais acostumado com a NFL, e não se esqueçam que os vencemos, quando eles eram invictos. Contra Bengals e Eagles deveremos ter vitórias. O Jets é a piada da divisão, conferência e liga, portanto vencer é a única opção, ainda mais sendo em casa, onde estamos invictos. Contra o Steelers o jogo mais perigoso, fora o do Pats. E ainda tem o Ravens, que perder ou ganhar vai depender de qual defesa jogar mais. Pelas minhas contas, um 13-3 ( com derrotas para Pats e Steellers ) será um recomeço fantástico. Já começo até mesmo a ver meu time no Arizona para o SB XLII. Ganhar o terceiro SB? Por enquanto sonho, mas quem sabe. Com esta defesa quase impenetrável pelo ar e com este ataque capitaneado por Quinn ( parecendo um veterano de 10 temporadas ), tudo é possível... Quanto ao futuro, tenho certeza de que se não for agora, ano que vem estaremos no SB. E ai, meus caros amigos, será para ganhar...
ESTE TEXTO É FICÇÃO PURA. NOMES E CITAÇÕES APENAS PODERIAM TER ACONTECIDO SE TIVESSÉMOS DIREGENTES COM UM MÍNIMO DE COMPETÊNCIA...

Sai uma enquete e entram outras novinhas...

Queria parabenizar o Alex pela excelente coluna de estréia e dizer que teremos ainda mais movimento por aqui de agora em diante. Com relação a enquete que se encerrou vamos aos resultados:
Como você se sente com a campanha do Miami?
Péssimo - 7 (29%)
Horrível - 12 (50%)
Penso em mudar de time - 0 (0%)
Quer saber, eu já sabia - 8 (33%)
Foram ao todo 27 votos, o que me deixa por demais alegre. Este é um espaço para debatermos a péssima situação do nosso time e tentar descubrir o que o futuro nos reserva. As novas enquentes são: "Quantos anos levaremos para voltar a disputar um SB?" e "Você acredita em Post-Season ano que vem?". Aproveitem e deixem comentários para ilustrarmos as respostas...

quinta-feira, 1 de novembro de 2007

E o futuro?

Antes de mais nada, meu nome é Alex Bastos e queria agradecer a oportunidade de estar participando do grupo que escreve aqui no blog e dizer que fico muito feliz com o aumento de visitas do site, mostrando que apesar do momento que passamos, o time tem torcedores fiéis. Agora ao que o futuro nos reserva:

O que o resto dessa temporada nos reserva?
Agora na semana 9 estaremos em BYE. Esperêmos que o time aproveite bem esses 7 dias pra treinar suas falhas, revisar as jogadas, se entrosar mais e que comecem a dar o sangue nos jogos, pra gente pelo menos não ficar com 16 derrotas!
Na semana 10 enfrentaremos o Buffalo Bills, time que vem tendo uma temporada regular para ruim, não tendo produzido mais do que 17 pontos em nenhum jogo, mas tendo uma defesa que tem trabalhado bem, conseguiu suas 3 vitórias e 4 derrotas. Enfim, um jogo possível de ser ganho, caso o time se concentre, não bobeando no ataque e se a defesa se organizar e voltar a jogar como jogou no ano passado. Vamos torcer para que isso aconteça.
Na semana 11 vamos enfrentar o Philadelphia Eagles, um jogo que será difícil de ganharmos, apesar do Eagles não está produzindo tanto quanto poderia em seu ataque, ele conta um time superior ao nosso, com o Donovan McNabb como QB, Brian Westbrook de RB e agora com Brian Dawkins de volta na defesa após 5 semanas sem jogar por causa de um machucado no pescoço. Essa será provavelmente mais uma derrota para nós, mas nunca se sabe não é mesmo?
Na semana 12 jogaremos contra o Pittsburgh Steelers, primeiro colocado na AFC North, com 5 vitórias e 2 derrotas, um jogo que, mantendo o modo como estamos jogando, iremos com grandes chances perder, tendo o Steelers um QB que tem tido uma temporada espetacular, após um grave acidente de moto no ano passado e um RB como Willie Parker, que apesar de não realizar grandes corridas, do jeito que a defesa do Miami está vai ser difícil pará-lo, mas pelo menos será um jogo para assistirmos na ESPN na segunda-feira.
Na semana 13 enfrentamos nosso grande rival da divisão, o NY Jets, não apenas pela história, mas porque é um dos únicos que está num estado tão lastimável quanto o nosso, tendo apenas 1 vitória e 7 derrotas. Um jogo possível de ganharmos, mas não podemos entrar confiantes em campo, até porque estamos até piores que o Jets, então o time precisa jogar com garra, para tentar terminar, quem sabe, em terceiro na nossa divisão.
Na semana 14 enfrentamos o Buffalo Bills novamente, mas agora na nossa casa. Caso o time consiga dar a volta por cima nas semanas anteriores a essa, poderá ser uma vitória para nós, mas caso o time mantenha o modo como tem jogado, acredito que a previsão não será diferente do que a da semana 10.
Na semana 15 enfrentaremos o Baltimore Ravens, definitivamente um jogo difícil, considerando a atual situação do nosso ataque, com certeza será um jogo com bastantes interceptações e fumbles do nosso ataque, ainda mais porque estaremos jogando na casa do Ravens, onde a torcida com certeza irá apoiar sua defesa, uma das melhores da NFL.
Finalmente, na semana 16 enfrentamos o New England Patriots, candidato favorito a se unir ao nosso time no recorde de temporada perfeita, podendo conseguí-lo ainda por cima contra o Miami. New England que tem feito TDs em cerca de 80% das vezes que pegou a bola atrás da linha de 20 jardas (sendo a média da NFL de 15%), ainda irá enfrentar a defesa que anda bem falha do Miami, podemos apenas torcer para que não seja uma humilhação.

quarta-feira, 31 de outubro de 2007

A dura vida de lanterna...

Nunca antes em nossa gloriosa história, vivemos uma situação tão vexaminosa. Não fosse a pífia campanha dos Saints e estaríamos com a pior campanha, solitariamente é claro, da NFL neste ano. Montar equipes vencedoras é bem complicado, alguns times conseguem com uma inacreditável, e chata, facilidade manterem-se entre os primeiros. Caso de Cowboys, Steelers, Packers, Broncos, Colts, que entram ano e saem ano entre os favoritos para o SB. Claro, que até mesmo estes tem suas temporadas decadentes, às vezes por contuções de estrelas, às vezes por períodos de transição, mas não me lembro, e olhe que eu acompanho NFL desde 83, que estes times e mais uma meia dúzia ( nesta época nós estavamos entre essa elite, e lá ficamos até 2001 ) tenham desgrigolados como o nosso time. Nossa última aparição em PS ( Wild Card para ser mais preciso ) foi em 2001 contra o Ravens em casa. Senão me engano foi 20-3. De lá para cá, mais nada. Como não iremos neste, e muito pouco provavelmente no ano que vem, passaremos 9 temporadas com apenas duas presenças em Post-Season. Isso é aproveitamento de times, com todo o respeito que tenho por todas as franquias da NFL, secundários ou terciários. Não para o Miami Dolphins. Não para o meu time.
Iremos, com toda a certeza, fechar a década com saldo negativo de vitórias - primeira vez em nossa história. Iremos também, ter o pior numero de presenças em PS. E claro seremos a piada da Liga por pelo menos mais um ano. 2002 a 2007, iremos completar 6 anos sem alegria. Vá lá, tivemos uma campanha de 10-6 e perdemos a vaga para o Broncos pela regra de que os campeões de divisão tem vaga garantida ( para quem não sabe o Denver fez 9-7 e ficou com a vaga ), mas depois disso, nem perto passamos da vaga. E o time tem piorado seguidamente, chegando na situação em que está.
Para se reconstruir um elenco é preciso pegar o que se tem de melhor e torná-lo elite. Exemplo do que fez o Pats: sempre teve uma boa defesa e a tornou com excelente aquisições na melhor da NFL ou o Colts que sempre teve bons ataques e o reforçou ainda mais e hoje é apenas o campeão do SB. Claro que nos dois casos, os outros setores não são exatamente fracos ( o ataque do Pats está impossível e a defesa do Colts idem ), mas lá eles fizeram uma escolha. A questão é: temos como nos espelhar neles?
1 - O ataque só não está pior, porque não pode ser menos inoperante do que já é. Poderíamos até mesmo optar pelo ataque, adicionando via FA e Draft mais talento na OL ( que está horrível ) e nas demais posições: um Franchise QB ( basta ver o que o Favre está fazendo esse ano para perceber o quanto um time precisa de um ), melhores WR, um TE decente e claro mais um RB, não que Brown seja ruim, mas ele precisa de um Backup decente ( Ricky Williams, já imaginou?? ). Mas desde o começo de sua gestão, Cameron fez o seguinte: não renovou com McMichel, trocou Welker e trocou ( ou será deu de graça?? ) Chambers. Basta ver o rendimento do três em seus times para ver o quanto isso foi errado...
2 - Defesa. É moda dizer: "ataques ganham jogos, defesa campeonatos". Acho a maior babaquice, embora tenha dado certo em alguns times. Nossa defesa era, até 2006, considerada uma das 5 melhores da Liga. Ganhamos algo? Fomos a PS? Tivemos ao menos temporadas vencedoras? A resposta é não. E o que temos agora? Uma defesa torta, que consegue levar 6 td od Brady e mais 5 do Derek Anderson. E não posso esquecer 5 do Cullpepper. Reforçar essa defesa teria sentido? Com a qualidade que os nossos dirigentes draftam...
3 - Mesclar entre os dois. Perdemos dois WR de extrema qualidade. Temos dois ídolos envelhecidos na defesa. Acho que teremos de escolher em mesclar, ou seja, continuar ruim nos dois pontos do campo.
4 - Torcer. Resta sempre a possibilidade de quem algum jogador escolhido no 5º ou 6º round vire um Zach Thomas, ou que um QB de 27ª escolha vire um Dan Marino. Mas isso são coisas que acontecem uma vez na vida. E já aconteceu conosco em menos de 14 anos...

domingo, 28 de outubro de 2007

Nem em Londres a nossa rotina muda...


O Manning mais fraco foi o bastante para nos vencer em Wembley. Pensei que jogando fora dos EUA, o time ia render mais... ledo engano... vejam a cara do banco do Miami. Estavam de férias??

Todos que frequentam este espaço sabem que a temporada já foi para o ralo. Aliás, ela foi para o ralo muito antes de começar. Quando draftamos Ted Ginn JR - que levou apenas 8 jogos para fazer um TD!!! - e deixamos passar o promissor Brad Quinn a temporada estava perdida. Era óbvio isso. Só faltava a confirmação. Não falta mais. Vamos ao resumo de mais uma ( previsível ) derrota:
1 - Cleo Lemon está fazendo um trabalho decente como QB, tenho que reconhecer. Não estamos perdendo partidas por causa dele. Hoje passou bem ( 17/30), para uma quantidade razoável de jardas ( 149 ) e ainda conectou um TD sem ser interceptado. Querer mais do que isso dele é justo? Desde que ele não cometa uma jogada tosca como a do Fumble, que resultou no Field goal do Giant que decidiu a partida...;

2 - Com Roonie Brown teríamos saído do zero na temporada. Se Chatman ( horrível, cometeu um Fumble vergonhoso ) conseguiu fazer 79jd na defesa do Giants, RB teria passado, fácil das 130, e com isso teríamos vencido. Mas ele se machucou...;

3 - Os recebedores, que ficaram, fizeram um grande esforço para tentar marcar pontos. Apenas esforço, resultado prático quase zero;

4 - O nosso Kicker, Jay Feely errou um Field Goal de 48 jd. É um chute fácil? Não. Mas um time de ponta(??) tem que ter um Kicker que faça mais do que apenas acertar field goals fáceis...;

5 - A defesa acordou. Fica complicado falar apenas pelas estastísticas, mas Manning, graças a DEUS o mais fraco dos irmãos, passou para inacreditáveis 59jd. Mas ele correu para o TD que decidiu a partida. No geral, e pelas péssimas atuações recentes, a defesa esteve bem...;

6 - Draftamos o Ginn Jr para quê mesmo? Foi para termos o melhor time de especialistas da liga, estou certo? Pois o que conseguiram foi piorar o que já não era bom. A cada dia me espanta ainda mais a competência de Randy Muller em formar elencos...;

O primeiro TD a gente nunca esquece... que demorou tanto!!!

7 - Ainda sobre o Ginn ele, enfim, conectou o seu primeiro TD na NFL. Ok, ponto para ele. Mas ele só recebeu este passe. Assim ele nunca será o nosso Playmaker, que por sinal foi embora para o Chargers e já fez até TD por lá...;

8 - Cheguei até aqui, afinal 8 é o número de nossas derrotas, para lembrar que folgamos semana que vem. E por isso, novidade, não iremos perder... que fase - horrível e sofrível - a nossa...

sexta-feira, 26 de outubro de 2007

Boas novas? Só aqui no Blog...

Depois de mais de 02 meses no ar, o Undefeatteam cresceu, ao contrário do time que tanto amamos, que só anda para trás e passos largos. Temos agora um grupo de colaboradores: Alex Barros e Júnior Phinatic. Ambos são jovens, tem opiniões distintas sobre assuntos do dia-a-dia do Miami e chegam para enriquecer este espaço, que começou quase deserto, pois vários posts ficaram ( e ainda estão ) sem comentários, mas a verdade é que viramos notícia. Outros blogs ( Bola Oval, Quaterback, Diário NFL ) citaram várias vezes esse espaço e em retribuição todos eles estão na Seção "Eu recomendo".

O time não ajuda, a Diretoria só atrapalha, as contusões estão nos matando. No post sobre a humilhação sofrida contra o Patriots ( previsível, mas nem por isso dolorida ) eu coloquei a imagem dos torcedores do pats tirando onda ou fazendo previsão. Me preocupo pelos dois lados: se levarmos uma buchuda ( expressão aqui do NE que equivale a perder de 0 ) nem sentirei tanto, pois será garantia de primeira escolha no draft 2008. Mas se o Patriots fizer 16-0 ai cairá a nossa última alegria: a temporada perfeita. Seria demais, até mesmo para mim...

quarta-feira, 24 de outubro de 2007

Domingo é em Londres...

Prova cabal de nosso rico passado é o fato de que seremos a primeira franquia da AFC a jogar uma partida de Regular Season fora do Continente Americano ( ano passado tivemos uma partida no México ). O passado é glorioso, mas o presente é desastroso. Quem sabe, jogando na Europa, não consigamos reencontrar o caminho das vitórias?? Não custa nada sonhar ( mesmo sem termos um QB decente, com nosso RB machucado, sem WR que preste, sem defesa... )

segunda-feira, 22 de outubro de 2007

Desgraça pouca é bobagem... ou não??

o Felipe deixou uma matéria nos comentários sobre a derrota ( ou seria humilhação, sei lá estou táo confuso ) para o Patriots. Está em inglês e pelo pouco que sei, realmente é verdade: Roonie Brown está fora do resto da temporada. Se a troca do Chambers já era, por si só, tosca, imaginem agora sem o nosso RB titular. Ele ainda não está na IR do Dolphins, mas parece que será colocado ainda esta semana. O Safety Renaldo Hill também se machucou, mas deve voltar logo. E sim, o jogo contra o Giants é de mando nosso, o que quer dizer que jogaremos apenas 7 vezes em casa e as tradicionais 8 fora, mas fica uma questão Felipe: se perdemos todos os jogos com mando nosso, a torcida só terá o desprazer de assistir 7. Por esse lado é interessante... Que fase a nossa...
Diante dos comentários, resolvi acrescer essa matéria:
1 - A idéia do pothead Rick Williams é salutar. Afinal ele é muito melhor do que o Brown. E acredito que não temos muitas alternativas;
2 - Parece, apenas parece, não ser para o resto da temporada a geladeira de Brown. O time, como vcs sabem vai jogar em Wmbley e ele vai viajar. Informações otimistas, dão contam de volta na 13ª semana. ( infelizmente é fim de temporada para os dois. Sem WR, Sem RB, com a secundária ainda mais fraca. 2-14 ou até 1-15 passará a ser uma excelente temporada... )

domingo, 21 de outubro de 2007

E o Miami segue firme... rumo à pior campanha de sua história

Sacanagem de torcedores rivais ou previsão do futuro ( no dois casos 0-16/16-0 catastróficas para nós )

0. Esse é o número que nos persegue nesta temporada. 0% de paciência. 0% de qualidade em todos os setores do time. 0 vitórias. E agora vemos, infelizmente, a pior campanha de todos os tempos do nosso time. Perder para o Patriots era previsível e esperado, mas será que precisava levar seis td´s de passe? O nosso QB Lemon foi interceptado uma vez, mas não conseguiu passar sequer para um Td ou colocar o nosso Kicker para chutar field gols. Um coisa interessante é que o time conseguiu ficar com a bola, afinal foram mais de 35min contra menos de 25 do NE. Então, o que deu errado? A defesa não aguentou o tranco e foi 6 vezes vazada. Aliás, pouca vezes vi um jogo em que os dois Kickers não chutaram: o nosso por falta de chance, o deles por que o ataque não permitiu. Sei que o Patriots era favorito, mas não aceito o nosso atual time(??), que a cada dia vai sendo piorado pelos nossos dirigentes. O que temos que fazer agora é esperar. Semana que vem, mostrando que ainda temos prestígio na liga, iremos jogar a primeira partida da NFL na Europa. Seremos os primeiros, juntamente ( obviamente ) com o Giants, a pisarmos no gramado de Wembley. Será gostoso ver o time jogar por lá. Tendo em vista que o ataque do Giants não é nem de perto como o do Patriots, quem sabe vencemos a partida. Quanto ao resto da temporada, acho que não passaremos das 3 vitórias, se é que chegaremos a passar de duas. Mas, se ficarmos com a pior campanha, temos que draft certo, e trazer o frachise quaterback de que tanto precisamos. É o que restou... Na enquete sobre a partida a maioria dos votantes acertou. Fomos humilhados. Eu não achei que alguém pudesse apostar na vitória, eu me auto proclamo o mais otimista torcedor do Miami e mesmo assim votei na derrota óbvia, mas o maior percentual foi para a nossa humilhação. Estavam, infelizmentem certos...

sábado, 20 de outubro de 2007

Carta para os dirigentes...

Estou, neste final de semana, escrevendo uma carta que enviarei nessa ordem: para o Head Coach Cam Camerom, o General Manager Randy Muller e ao proprietário da franquia. Um colega meu de trabalho, expert em inglês irá traduzi-la, e eu irei colocá-la como post aqui. Além disso enviarei a mesma para Espn, ABC e CBS. Pode até não dar em nada, mas quero mostrar o meu - e para ser sincero, o nosso - descontentamento com a atual situação deste time que amo. Quem sabe vendo que até torcedores no Brasil estão insatisfeitos com as seguidas lambanças feitas pelo trio, ele resolvam repensar o que estão fazendo. Quem sabe...
Domingo tem jogo, infelizmente, contra o Patriots. Quero, de coração, agradecer a todos que estão entrando neste espaço e deixando ( ou não ) suas opiniões nas caixas de comentários. Este blog tem crescido e isso é obra de vocês. Quanto ao jogo: posso até estar errado, mas o NE é tão favorito e nós tão derrotáveis, que é um desses jogos em que o improvável costuma acontecer... não custa nada acreditar nisso, pois nas nossas armas de ataque...

quinta-feira, 18 de outubro de 2007

Alguém ainda acredita neste time(!!)??

No seguimento à inacreditável troca de Chris Chambers para o Chargers, por nada, é bom lembrar outras lambanças feita pelos nossos ultra competente(??) dirigentes:
1 - Deixaram ir embora um excelente TE, Randy Mcmichel;
2 - Trocado o WR Wes Welker;
3 - Demitido o Dante Cullpepper, sem sequer ganhar uma escolha de draft. E deu no que deu no jogo contra o Raiders, para onde ele foi de graça...
4 - Draftar Ted Ginn Jr, quando precisávamos de um QB, Brad Quinn por exemplo;
5 - Trocar com Chiefs o QB Veterano, que até que não jogou tão mal quanto eu esperava, Trent Green para ser o comandante deste ataque(??);
6 - E agora, como desgraça pouca é bobagem, mandar Chambers para San Diego por uma reles escolha de 2° round.
Parafraseando o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso: "assim não pode, assim não dá". Infelizmente para nós, poder até que não pode, mas os homens que cuidam(??) do destino deste time fazem assim mesmo.
Crédito para algumas lambanças que eu havia esquecido:
http://bolaoval.net/2007/10/os-erros-de-miami.htm - Blog da Bola Oval. Aqui é assim, crédito para quem merece...

quarta-feira, 17 de outubro de 2007

E Chambers se foi... Quem sair por último que apague a luz...

No post sobre a derrota para o Texans eu fiz uma pergunta: Será que pode ficar pior do que isso?? Não demorou muito e os nossos competentes(??) dirigentes deram a resposta: sim, pode... ( e leiam lá que eu disse: "não deveria ter feito esta pergunta")

Chris Chambers foi trocado por uma escolha de segundo round do próximo draft. Ou eu estou enlouquecendo ( algo que com esse time do Miami é bem provável ) ou nossas estrelas estão querendo sair para times melhores?? Será que estamos fadados a virarmos, sem deméritos a esses times, Cardinals, Bengals e etc, como franquias nas quais as estrelas não querem jogar? Trocar Chambers com o Chargers é de uma burrice tremenda. Explico porque:
1 - É um time da mesma conferência;
2 - Deverá ficar na parte de cima no próximo draft, arrisco dizer que de 20ª para cima;
3 - Já é um time forte, portanto estamos reforçando um time ainda mais. No futuro se os enfrentarmos, teremos ainda mais dificuldades;
4 - Ficamos com o nosso próprio ataque, que já é bastante improdutivo, ainda mais fraco;
5 - De que adianta ter muitas escolhas e draftar errado, quando se precisa de um Franchise QB e se traz um WR retornador, que até agora nada fez;
6 - Se for para fazerem a cagada que fizeram agora, eu preferiria o contrário: reforçar o elenco com estrelas cedendo escolhas.
Estou cansado e revoltado. Como podem fazer isso com o time que amo. Será que merecemos tanto castigo por sermos o único time "undefeated" da história?. Por quanto tempo mais ficaremos fora do SB? Porque o Ranfy Muller não pede demissão? Ele está acabando com o nosso time. Com o time que eu amo. Isso é demais para mim. O que falta acontecer? Rumores dão conta que Thomas e Taylor, estão propensos a se aposentarem as final desta temporada, acabando com o que resta de qualidade nesta defesa. Não temos QB que preste, temos um RB esforçado, que não consegue vencer partidas. Tinhamos um real "playmaker" e abrimos mão dele por apenas uma escolha do segundo round, que aposto, será da 20ª para cima. Fosse uma de primeiro round, até ia, afinal, seriam duas escolhas entre as, sei lá, 22 primeiras, mas não. Quem vai receber as bolas nesse ataque: o veterano Booker? O inexperiente Hagan? Ou o novato candidato a bomba Ted Ginn Jr?
As perspectivas são as piores possíveis: sem QB, sem WR e sem defesa. Querem mais? Acham que o pior já passou? Aguardem novos capitulos dessa novela de terror que está instalado em Miami. Acreditem, ainda vem mais coisa, de muito ruim, por aí...
Por problemas na caixa de comentário, republiquei este post

segunda-feira, 15 de outubro de 2007

0-7??

Será que a nossa defesa conseguirá pará-lo??

Essas duas perguntas, a do título e a da foto do incrível Tom Brady poderiam resumir-se a uma só: podemos vencer o Patriots?? Impossível não é, mas mantenho o que disse anteriormente: se vencermos com Lemon como QB titular, temos que erguer uma estátua para ele na frente do nosso estádio. As vezes me pergunto pq estamos tão mal assim e cheguei a uma conclusão: deve ser castigo por termos sido de 1970 ( chegada de Shula ao Miami ) até 1999 ( aposentadoria de Marino ) considerados sempre como favoritos ao SB. Tudo bem, que nesse periodo tivemos campanhas ruins, mas jamais duas, três seguidas. Depois que Marino se aposentou, a menos que eu esteja enganado, estivemos apenas duas vezes na post-season, e as duas foram nas temporadas após a sua aposentadoria ( 2000 e 2001 ), sendo que apenas em 2000 jogamos em casa. Assim realmente as coisas ficam por demais distantes. Com essa temporada, pífia para dizer pouco, iremos completar nada menos que 6 temporadas seguidas, fora da Post-season, recorde negativo na história da franquia. E para ser sincero, não creio que iremos no ano vem, pois não vejo como os homens que cuidam do nosso time possam fazer uma mudança do dia para a noite.

Voltando ao jogo contra o Patriots, qualquer coisa fora uma lavada tá valendo. Até mesmo perder por um field gol me deixaria até que animado. Mas penso que não será assim;. Mas quem sabe aconteça uma hecatombe e consigamos sair do 0... afinal, sempre resta essa possibilidade...


domingo, 14 de outubro de 2007

Mais do mesmo... péssimo futebol...

O que está acontecendo com essa defesa(??). E semana que vem tem apenas o Patriots de Brady, Moss, Welker, Stallworth...

Sei que estou ficando repetitivo, mas é que a ruindade deste time do Miami também o é. 41x31 para Browns é o fim da picada. Ou não quem sabe, afinal semana que vem tem o Patriots em casa. Nada contra o simpático Cleveland, mas cá para nós, levar 41 pontos é demais para o Miami. Se contra o Browns levamos mais de 40, quantos levaremos do melhor time da Liga??. Sobre o jogo podemos tirar algumas considerações:

1 - Lemon fez uma partida decente. Passou para 2 Td, marcou outros dois, conectou 24 de 43 passes ( mais de 50% de aproveitamento ) para mais de 250jd´s. Não se pode negar que ele tenha feito uma boa partida. Mas Flávio ele foi inteceptado duas vezes? Sim, mas compensou marcando outros dois. Ponto para ele. Outras atuações parecidas podem até resultar em vitórias para o time;

2 - As demais peças do ataque estiveram até bem. Brown passou das 100jd novamente e ainda recebeu mais 69 em nove passes. Chambers recebeu 6 passes para 79. E Martin marcou os dois td, num total de apenas 18jd. Ou seja, o ataque esteve bem, afinal marcou 31 pontos. Só falta, para ajudar a defesa, ficar mais tempo com a posse de bola. Corrigindo isso, quem sabe dê até para vencer umas três partidas nesta temporada;

3 - A defesa foi uma peneira, para variar. Sem Thomas essa defesa não existe. Lembremos que ele tem 35 anos e podemos ver o que o futuro nos aguarda. O time do Cleveland correu 140jd e pelo ar foram outras 245, ou seja, somadas o time avançou quase 400jd. Assim não existe ataque que possa vencer partidas. Chegamos, apesar dessa quantidade de jardas sofridas, perdendo de 24x27, portanto a vitória era possível, como já havia sido contra o Redskins, contra o Jets e contra o Texans. Mas a defesa não está conseguindo parar o ataque adversário. Marcamos mais um TD hoje, mas levamos outros 2. E a diferença que era de apenas 3, virou 10 ao final da partida. Como resolver isso?? Treino. Talento existe, apenas está sendo mal aproveitado...

4 - E os nossos especialistas, que o nosso "great" Head Coach Cameron disse no início da temporada, seria o melhor da liga, e que Ted Ginn Jr seria eleito o rookie of the year??



A realidade é que, para variar, perdemos mais uma vez. Esta temporada está empatada com a de 2003 como a de pior início de todos os tempos da franquia. Semana que vem tem Patriots. Posso até errar, tomara que erre, mas creio que iremos amargar nesse ano o pior de nossa gloriosa história. Pois depois tem o Giants em Wembley. Mas o Giants está mal Flávio? Sim, mas em termos de estar mal, ninguém na liga entende mais do que a gente...

sexta-feira, 12 de outubro de 2007

Mudanças... pelo menos aqui neste Blog.

Após mais de 70 dias no ar, o Blog Unfefeat está passando por mudanças. Resolvi mudar a cara do Blog, adicionar novas funções ( vídeos, enquetes, links, etc ). Mesmo que até aqui não tenha sido exatamente um sucesso de público, muito acessam este espaço mas não deixam as suas preciosas opiniões. Estou tentando junto a comunidade do Orkut atrair mais leitores deste espaço e estão nos meus planos abrir espaços para outros torcedores que queiram escrever matérias. Estamos passando por umas das piores fases da nossa gloriosa história, mas temos que manter a cabeça de pé e esperar por dias melhores. Pois, acreditem, eles virão... por enquanto, aqui. Num futuro, que espero que não demore muito, no Dolphins...

terça-feira, 9 de outubro de 2007

O gênio e seu pupilo...

Acima: Randy Muller olhando o time(??) que ele montou. Tamanha competência realmente merece um lugar no Hall of Fame em Canton Ohio, afinal não é qualquer um que leva um time de favorito ao SB para o pior em apenas 5 temporadas. Mas ele já teve seu reconhecimento: tem contrato até 2010. Torcedor do Miami, acreditem o que está ruim pode, e infelizmente vai, ficar pior.
Embaixo: Muller e o Head Coach Cam Cameron. Os dois falando após a (quinta) derrota do time. Fico até com medo de pensar sobre o que falavam... porque é que temos gente tão incompetente cuidando de nossos destinos. E pensem que são esses dois quem escolherem Ginn JR, deixaram passar Brad Quinn e que irão ter em suas mãos no próximo draft uma escolha top five, quem sabe até mesmo a 1ª. Mas com a qualidade dos dois podemos esperar outras bombas no draft...

O longo ( e duro ) caminho até a folga...

Como todos sabem, a NFL tem 17 rodadas mas os times só jogam 16 vezes, o que quer dizer que cada time folga uma vez na temporada, o que eles chamam de "bye". A do Miami, para nossa infelicidade será apenas na semana 9, ou seja, até lá teremos mais três jogos: Browns, Patriots e Giants. Irei analisar cada jogo e ver o que se pode esperar deles, além de 3 derrotas é claro.
Cleveland Browns - Esquecendo que é para lá que foi o QB que eu queria no meu time - Brad Quinn - este é um jogo que podemos vencer. Quando digo isso é porque dos três é o mais acessível para nós, mas também o era o jogo contra o Texans e perdemos. Green não joga, e vejam que já olho isso como um grande problema. Lemon não fez um trabalho horrível contra o Texans, dentro de sua capacidade, ele jogou foi muito. O problema é que ele não tem qualidade para ser nem 3° QB, quanto mais o primeiro. Volto a tecla: se Quinn estivesse em Miami seria a hora dele ganhar experiência, pq a temporada já foi para o ralo...
Podemos vencer se: 1 - a defesa voltar a limitar os adversários a menos de 14 pontos; 2 - Ronnie Brown continuar a correr como tem feito desde a partida contra o Cowboys ( parece inacreditável, mas ele é o 5° da NFL em jardas corridas ); 3 - As demais peças de ataque ( Chambers, Peelle, Martin, Booker, Hagan ) pelo menos conseguirem, digamos assim, umas 200jd´s; 4 - Os especialistas acordarem...
New England Patriots - Tenho caláfrios só de pensar nesta partida. Nossa defesa é a 3ª pior da liga, o Patriots é apenas o melhor time da Liga e tem o ataque mais poderoso de últimos tempos. Sendo assim, como fazer para vencê-los?? Vem de Indianapolis a receita: relógio e 0% de erros. Se vencer essa partida e se for Lemon o QB, mando erguer uma estátua para ele. Podem crer, não estou brincando.
Podemos vencer se: 1 - acontecer um milagre; 2 - Se chuver canivetes; 3 - Se Brady adoecer e Moss amanhecer com dor de barriga; Falando sério agora - 4 - Mantermos a posse de bola o maior tempo possível ( como diz Parreira: quem tem a posse da bola vence o jogo ); 5 - Não cometer erros. Nada de fumbles idiotas e interceptações burras; 5 - a defesa, leia-se Daniels, parar Moss; 6 - Brown correr mais de 200jds; 7 - Chamber marcar mais td´s que Moss...
New York Giants - Aqui, caso consigamos a improvável vitória sobre o Patriots, o moral estará alto e poderemos atuar mais relaxados. Caso contrário, cheguemos com 0-7, o que é mais provável, ai teremos todo o mundo caindo sobre os jogadores. Conheço pouco o time do Giants e uma análise do que fazer para vencê-los fica para mais tarde, mas sendo contra o Giants ou contra Rams, Saints este time do Miami vai entrar como franco favorito... a derrota é claro...