quinta-feira, 22 de maio de 2008

Existe futuro sem passado??

O Vencedor do Walter Payton Man of the Year. Estará ele de mudança para outra franquia?? Um trocadalho do carilho: tá parecendo o Obama...

Nunca escondi de ninguém que os meus ídolos da era pós Marino eram dois jogadores de defesa: Zach Thomaz e Jason Taylor. Juntos formaram por anos uma das melhores defesa da Liga. Jason Taylor inclusive foi o Deffensive Player de 2006. Mas quando Parcells assumiu a primeira providência foi dispensar um dos pilares da defesa ( que não era mas nem sombra do que fora um dia ). Com a dispensa de Zach Thomaz, que havia ficado mais fora do que em campo nas últimas três temporadas, pensei que a defesa seria reestruturada em cima da experiência de Taylor. No time desde 1997, ele é o único elo que existe do atual elenco e o maior de todos os QBs que a NFL viu: Dan Marino. Por isso a sua saída representará definitivamente o fim de uma era, de quando o Miami sempre era franco favorito ao SB, melhor time da AFC Leste e vencedor. Jason Taylor une o fim deste gloriosos anos aos tempos atuais, de grande penúria.

A questão que quero levantar se divide em:

  • É o mais acertado se desfazer do seu mais talentoso, porém já veterano, defensor e apostar em outros atletas? Ou;
  • O prudente é mantê-lo para servir de apoio aos mais jovens?

As informações dão conta de que ele pediu para ser trocado. Tais rumores já existiam desde o Draft, mas ele sobreviveu - o Jaguars teria feito uma proposta oficial - ao recrutamento. Com as novas adições, e sua manuntenção, fiz até uma mudança de posição para ele ( levando em conta que o time draftou dois DE ), colocando-o de OLB, posição bastante familiar para ele.

Outro ponto a ser tocado é: qual é o preço por um DE/OLB Top Five da Liga? Uma escolha de first round mais uma de terceiro? Um WR tipo Anquan Boldin ou "Ocho Cinco"? Trocar a qualidade indiscutível dele por quantidade em outros setores carentes do time, tipo a secundária?

Não sei a resposta para estas questões, mas de coração, sei que não se faz um futuro promissor sem o passado. E Jason Taylor é a única pessoa em todo o elenco do time que faz sorrir... ainda. Até quando só Parcells, Ireland e o próprio Jason Taylor - que pediu para ser trocado - sabem... desde já, estou mais triste ainda. Mais até do que a temporada de 1-15.

Meu time é uma porcaria e ainda estou perdendo o meu ( único ) ídolo. E já havia perdido Chambers, Mare, McMichel, Welker, Brad Quinn e etc...

Jason Taylor, um futuro incerto

Jason Taylor, a maior estrela do Dolphins, parece estar cada vez mais longe de Miami. O jogador defensivo de 2006, que atualmente está participando do programa televisivo "Dancing With The Stars", não compareceu nos primeiros treinos da equipe. Isso até poderia não signicar nada, porque esses primeiros treinos são opcionais, mas a recente declaração do técnico Tony Sparano faz com que e a situação de Taylor torne-se duvidosa. Disse Sparano:
"Aqui está o que eu sei: o que eu sei é que Jason Taylor - e eu estou feliz que nós temos esta informação; isso é importante -- Eu sei que Jason não vai estar em qualquer atividade organizada da equipe. Eu sei que Jason nao vai estar em qualquer minicamp, e eu sei agora que Jason nao vai estar no training camp."
Por essa fala podemos ver que Sparano não conta mais com Jason Taylor na equipe. A coisa mais acertada a se fazer agora seria uma troca pelo melhor que pudermos conseguir, algum jogador ou escolha no draft. Parece que a nossa ultima ligação com a "era Marino" está indo embora.


http://www.nfl.com/videos?videoId=09000d5d8086f1f3

quarta-feira, 21 de maio de 2008

Acertos de salários. E tem surpresa...

  • No primeiro dia para acerto oficial de salários, o FO do Dolphins acertou contrato de 5 anos com o first overall pick do draft 2008, OT Jake Long, por 5 anos, U$57,75 milhões, sendo U$30 milhões garantidos ( na verdade isso havia acertado na quarta antes do draft, mas só hoje é que pôde ser registrado ). Também assinou com outros 3 rookies, os RBs Jalen Parmele e Lex Hilliard (escolhas de sexto round) e DE Lionel Dotson (escolha de sétimo round), com valores não divulgados. O acerto com o DT Dotson é uma surpresa, já que com este acerto o time passa a ter 4 Dts com contrato superior a um ano. Mas vai entender o que Parcells está pensando...
  • Miami Também assinou com Offensive Lineman Steve McKinney, ex Colts e Texans. E também acertou com o UDFA C Matt Spanos. São algumas adições para dar profundidade no elenco. Se bem se lebram da Série "E agora quem poderá nos defender??" com relação aos homens da OL eu disse que seria necessária adição mais uma ou duas peças. E elas chegaram agora. Se bem que antes tinham demitido um C...

domingo, 18 de maio de 2008

E agora quem poderá nos defender?? Linebackers

Nossos Linebackers. De cima para baixo: o mais bem pago e com anel de campeão ( Porter ), o HOF que é DE ( Taylor ), o substituto da lenda Zach Thomas ( Crowder ), o outro campeão ( Torbor ), o "operário" ( Ayodele ), uma aquisição interessante ( Anderson ), o sobrevivente do Draft 2007 ( Smith ) e um dos UDFA que pode até vingar ( Brown )

A questão é: aqui fica o coração ou o cérebro da defesa? Na dúvida entre as definições, fico que aqui se determina o quão forte é uma defesa. E temos motivos para estarmos esperançosos, já que talento existe aqui. Se iremos voltar aos dias iniciais dessa década e termos uma defesa matadora já em 2008 eu não sei dizer. Mas para o ano que vem é bem provável. Vamos aos nossos LineBackers.

  • Joey Porter - Campeão do SB com o Steelers é o mais bem pago dos LB. Com a verdadeira "barrafunda" do ano passado, pouco pôde mostras. Mas com a nova Comissão Técnica este problema deverá ser resolvido. É um Starter e que deverá ter uma excelente temporada. E uma temporada boa dele é sinal de que as vitórias ficam mais próximas do Dolphins.
  • Jason Taylor - É um dos melhores DE da Liga, mas o coloco aqui, já que ele já jogou ano passado de LB. E como é bem possível que tenhamos uma defesa 3-4, Sparano e Pasqualini devem aproveitá-lo com LB. Prova de como ele é versátil. Não irei falar muito dele. Todos na NFL conhecem seu talento. E é o último jogador do Miami a ter jogado com Marino.
  • Channing Crowder - Draftado para aprender com o mito Zach Thomas o caminho das pedras ele está preparado, já que agora não temos mais o nosso MLB. E ele tem talento para isso, tanto é que para não ficar no banco, Cameron o colocou ano passado para atuar como OLB. Mas ele tanto pode jogar por fora como por dentro. E como ILB que ele deverá formar na defesa 3-4. É hora de mostrar que o aprendizado foi bem feito...
  • Reggie Torbor - Adquirido no FA, ele vem com anel de SB no dedo. É uma preciosa aquisição, já que ele fez parte da defesa que destruiu o Pats no SB XLII.
  • Akin Ayodele - Adquirido em uma troca com o Dallas, segundo o Pio ele é hoje titular como ILB. Em todo caso, como veio do Cowboys, tanto Sparano quanto Parcells sabem do seu potencial. Espero que ajude muito e que possa ajudar a defesa voltar a ser o que um dia foi.
  • Charlie Anderson - Uma interessante aquisição para o corpo de Linebackers. Veio do Houston no período de FA. Servirá bastante na rotação de LB.
  • Kevin Smith - Mais um sobrevivente do Dtaft 2007. Será que ele sobrevive ao corte e fica no elenco?? Só Sparano e Pasqualini sabem a resposta. Ou nem eles talvez saibam ainda...
  • Keith Saunders / Kelly Poppinga / Titus Brown / Junior Glymph / Edmond Miles - Os quatro primeiros são UDFA e Miles veio no FA de 2007. Destes talvez apenas um fique para a temporada, a não ser que alguns deles encham os olhos do nossos treinadores, a tesoura deve rolar solta entre aqui. Poppinga pelo nome e Brown pelo histórico levam certa vantagem.

Na quarta eu coloco o que se pode esperar da nossa secundária, que não é muito boa e nem recebeu reforços decentes. Amanhã gravo o segundo programa da Rádio Undefeat.

Jason Taylor - Dancing with Stars

Jason Taylor participando do "Dancing with Stars" - Dançando com as Estrelas. Tem até participação do Dan Marino. E claro que a parceira do Taylor tem que se virar, ele é infinitamente mais alto do que ela...

E agora quem poderá nos defender?? Deffensive Line

A nossa Deffensive Line, com reforços jovens e bons atletas experientes. De cima para baixo: o candidato a estrela ( Merling ), uma aposta de Parcells ( Langford ), o titular que deve virar reserva ( Roth ), o veterano ( Holliday ) e a nova parede da Linha ( Ferguson )

O Miami tem ao todo 14 jogadores para a sua Deffensive Line ( 11 DEs e 3 DTs ). É claro que é um número muito grande, mas nessa época do ano os times inflam seus elencos para tentarem descobrir algum Starter para a temporada - é raro, mas existem vários exemplos, como Tony Romo do Dallas - e os elenco ficam com mais de 80 jogadores ( atualmente temos 82 ).

Recebemos 3 reforços do Draft ( Merling, Langford e Dotson ), outros tantos vieram via FA. A verdade é que a nossa defesa tem tantos opções, que deveremos ver Jason Taylor mudando de posição, indo jogar de LB. Vamos aos homens responsáveis em impedir o jogo corrido adversário e botar pressão no QB adversário.

  • Phillip Merling DE - É o grande reforço vindo do Draft. Para muitos deveria ter saído no primeiro round, mas uma contusão ( que os médicos do Miami disseram não ter problemas futuros ) fez com que ele caísse até sobrar para o Dolphins em sua primeira escolha do segundo round. Com isso recebemos um sólido DE para montarmos a nossa defesa no 3-4. Segurança e qualidade não lhe faltam para tanto.

  • Kendall Langford DE - Outro reforço do Draft, vem como uma aposta do Parcells. Pouco sei dele, mas o Pio - colaborador do Blog - disse que ele é bom e deverá inclusive brigar pela posição de Starter com Holliday. Se isso se confirmar, o Draft de 2008 terá sido ainda melhor do que pareceu ser...

  • Matt Roth DE - Foi titular durante a fatídica temporada de 2007. Permaneceu e deve virar Backup de Merling. Apenas, e tão somente se, Merling não se adaptar rapidamente ao sistema de Defesa da NFL é que poderá ter chances. Mas é um bom jogador e que será útil demais na rotação...

  • Vonnie Holliday DE/DT - Outro que foi titular em 2007, e que deve permanecer assim para 2008. Mas a presença de Langford servirá para que ele jogue ainda mais, para se manter como titular. É o mais experiente de toda linha: começou no Packers, depois foi para o Chiefs e chegou em Miami em 2005. Pode, em uma necessidade, jogar de DT. Mas acho que não precisaremos disso, já que temos 5 DTs no Elenco. Atualizando: No site oficial do Miami ele aparece com DE, mas vários amigos me informam que ele é na verdade um DT. Olhei as escalações do ano passado e ele realmente atuou com DE, às vezes com NT. Em todo caso é homem da DL.
  • Lionel Dotson / Quentin Moses / Rodrique Wright / Rob Ninkovich - DE - 4 nomes e provavelmente uma única vaga. De quem será?? Não tenho grandes conhecimentos sobre todos, mas sei que: a) Dotson foi escolhido no sétimo round e talvez por isso tenha uma vantagem; b) Moses veio via FA em 2007 e nada fez no ano passado; c) Wright foi draft no sétimo round de 2007, em uma posição pior do que a do Dotson; d) Ninkovich foi trocado com o Saints. Se tivesse que apostar, eu arriscaria que está entre Dotson e Wright.
  • Jason Ferguson DT - É a nova barreira da Linha Defensiva. Veio de uma troca com o Dallas por uma escolha de sexto round no Draft dfe 2009. Pelo que falam dele e pelo o que eu mesmo li, ele será a nova muralha de nossa Linha. Chega com o currículo de ter jogado com Parcells. Excelente contratação, a melhor do FA na minha opinião, e será o Starter e ainda terá ( muito ) apoio do elenco, que conta com outras 4 opções.
  • Randy Starks DT - Outro que veio do FA e era jogador do Titans. Deve em tese ( caso o Miami use mesmo a formação 3-4 ) ser o primeiro reserva de Ferguson. Tem números consistentes e sempre que entrar manterá o nível do titular.
  • Anthony Toribio / Kory Robertson / Paul Soliai - DT - Os dois primeiros chegaram no FA e o terceiro já estava no elenco. Destes, em tese, um deve ser cortado, talvez até dois. Se a defesa for 4-3 precisaremos de dois reservas ( talvez até dos 3 ), mas se for a 3-4 ( a formação mais provável ) não precisaremos de mais do que 3 DT´s. Dos que chegaram este ano, confio mais em Robertson. Toribio é praticamente um desconhecido para mim. E Soliai talvez leve alguma vantagem por já conhecer os outros jogadores de Defesa. Os que ficarem serão importanten na rotação, para que os dois principais DT não se cansem e possam sempre dar o máximo quando estiverem em campo.

Eu falei que temos 14 jogadores, mas citei apenas o nome de 13. Ganha uma passagem ( tem que ir no Balcão da VASP para poder viajar ) para vê-lo no final do "Dancing With Stars". Porque não o citei?? a) Ele ainda pode ser negociado; b) Se ficar ( tomara ), será como LB.

Na segunda-feira é a vez do Linersbacks. Os homens que tem que parar o que a DL não conseguir. E é chamado de o coração da defesa. Embora outros falem em cérebro...