sábado, 23 de agosto de 2008

Rookies Update

Vamos a segunda atualização de todos os Rookies do Miami até aqui na Pré-Temporada. Temos algumas boas surpresas:

  • First Roud Pick Jake Long - OT / Michigan - A defesa titular do Dolphins está sentindo o peso do overall first pick do Draft 2008, e o QBs gostando da proteção. Nas partidas até aqui, Long não permitiu um único sack e nos treinamentos a defesa não tem conseguido também;
  • 2° Roud Pick (a) Phillip Merling - DE / Clemson - É o reserva do veterano Vonnie Holliday, e deve aprender bastante com ele. É um destaque com certeza entre os rookies, mostrando que o Dolphins fez um grande acerto ao draftá-lo. Azar de quem o deixou passar. Poderá também ser aproveitado como OLB, algo que não parecia ser qualidade sua...
  • 2° Round Pick (b) Chad Henne - QB / Michigan - De "joke" a Backup em apenas três semanas. Assim podemos resumir a vida de Henne em Miami desde o dia 26 de Julho. O seu feito é grande já que deixou para trás o "melhor que Brady Quinn" e o "experiente"...
  • 3° Round Pick Kendall Langford - DE / Hampton - Deve ser o Starter como LE, deixando Matt Roth no banco - ou de LB como tem treinado. Gratíssima surpresa do draft, de desconhecido a Starter. Nada mal.
  • 4° Round Pick Shawn Murphy - OG / Utah State - Será o backup do experiente Justin Smiley, o que já não é pouco, pois o próprio titular disse que tinha que jogar mais para se manter como Starter. Será titular num futuro próximo e deverá ser um dos esteios da OL para a próxima década.
  • 6° Round Pick (a) Jalen Parmele - RB / Toledo - É o terceiro RB do elenco. E não devemos esperar mais do que isso dele. Alguma evolução nas próximas temporadas pode ser aguardada, mas não muito grande.
  • 6° Round Pick (b) Donald Thomas - OG / Connecticut - Já é o Starter da posição de RG. Se eu já achava ele um achado, imagine agora. Colocou Darilek no banco em apenas duas semanas de treinos. Precisa dizer mais alguma coisa sobre ele??
  • 6° Round Pick (c) Felix Hilliard - RB / Montana - Este talvez acabe sendo cortado ao fim da pre-season, já que hoje ele é o 5° RB do elenco. Não mostrou grandes "talentos" e nem conseguiu se destacar nas partidas até aqui, fazendo a sua permanência no elenco ser uma questão de tempo.
  • 7° Round Pick Lionel Dotson - DT / Arizona - Este parece estar conseguindo cavar o seu espaço no elenco. Já que treinou em três posições: DE, LB e DT ( a sua de origem ). Pela sua polivalência pode ficar entre os 53 ou ao menos na lista de 8 do Pratice Squad.

Além destes temos outros bons UDFA:

  • Dan Carpenter - É o Kicker do time para a temporada, desbancando Jay Feely que era "quase intocável"...
  • Davone Bass - Um dos WRs que está se destacando neste pre-season. Com o corte de David Kircus ele passa a ter chances reais de ser um dos escolhidos para a temporada;
  • Jayson Foster - Era QB, passou a ser WR e agora treina entre os especialistas. Pode até conseguir uma vaga entre os 53, mas a batalha é duríssima.

No geral dá gosto de ver como este Draft de 2008 foi excelente. Se fizermos mais dois drafts neste nível, estaremos no Super Bowl antes de 2012.

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Kansas City Chiefs x Miami Dolphins

Uma prévia da penúltima partida da temporada regular? Pode ser, mas temos que olhar para outros pontos nesta partida, dento de casa amanhã:

  • A evolução de Ted Ginn Jr - Claro e evidente que ele não passou de "provável Bust" a "Playmaker" em apenas uma off-season. Mas ele está demonstrando uma evolução clara e já faz por merecer a posição de Starter. Só não concordo em ele ser o WR1, mas isso é outra coisa. Esse jogo será interessante para ele por dois motivos básicos: a) Será o segundo com o QB titular definido, e portanto o entrosamento deve fluir melhor; b) E ele será fixado como WR1, sendo portanto, o principal alvo dos "Chads";
  • A "nova" defesa - O nova entre parentêses se deve que Porter, Torborm Anderson e cia não são exatamente jovens. Mas como nunca jogaram juntos e os rookies estão chegando com vontade, é sim uma defesa nova. Kendall Langford, rookie do terceiro round, deve começar com titular de RE e o outro DE rookie, Phillip Merling será testado de OLB. Por isso, olha na defesa;
  • A atuação dos "Chads" - É cedo para otimismos, eu mesmo mantenho os pés no chão, mas para quem sobre sem QBs á quase uma década, chega a ser alentador que nossos QBs até aqui não tenham sido Interceptados - apenas Beck cometeu um fumble. Por isso, agora que está definida a ordem dos QBs ( Pennington, Henne, Beck e McCown ), esse jogo será importante para o Starter ( Chad-P ) e o seu backup ( Chad-H );
  • O jogo corrido - Na pré-temporada os "titulares" pouco jogam. Ronnine Brown - nosso maior Injure Prone - quase nem entrou em campo. Por isso é bom olharmos com mais atenção ao "pothead" Ricky Williams e cia. Jalen Parmele tem conseguido destaque moderador, Patrick Cobbs idem e o Lex Hilliard é o mais apático de todos. Se Brown ficar de fora, será deste "exercíto de Brancaleone" que dependeremos;
  • Jogadas de ataque - Até aqui é Dan Henning quem tem chamado as jogadas de ataque, algo normal, já que Sparano era Coordenador Defensivo no Dallas desde a época de Parcells. E não tenho do que reclamar. Uma boa variação entre corridas e passes é fundamental para o time, e é justamente o que tem acontecido. Que continue assim é o que toda a nação Phins espera.

Clique na foto e vá para o Gamebox da partida. Aparecendo links para a partida, eu posto aqui...

EDIT: Essa foi a mensagem de número 200. E vamos rapidinho rumo às 400 mensagens. Com fé de que farei textos sobre momentos alegres nesta temporada.

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Rapidinhas do Miami

Entre as batalhas que mais estão quentes no elenco, duas chamam mais atenção: Wide Receivers e Safetys.


Mais uma prévia dos 53 felizardos que irão jogar o Super Bowl XLIII em Dallas, em Fevereiro de 2009!!! =]]


Travis Daniels foi trocado com o Cleveland Browns. O ganho com a troca? Uma valiosa 7ª escolha. Como o Browns deverá ficar na metade de cima da tabela de classificação, será uma escolha de fim de feira. Achei ruim a troca, mas vai que aparece um HOF com essa pick...


Phillip Merling de OLB? Se for, será uma grata surpresa. Além disso Kendall Langford está treinando muito bem, e já é cotado para ser Starter do time, no lugar de Matt Roth. Eita draft porreta de bom, esse de 2008!!!


Você se aventura a projetar os números de Will Allen e Yeremiah Bell para a temporada de 2008? E quer saber como foram projetados os de Channing Crowder e de Joey Porter? Clique na foto...


Várias perguntas, algumas respostas. Leiam o que diz Coach Sparano sobre os "Chads" e se surpreenda...

Clique nas fotos para ler, em inglês, as matérias completas...

Rádio Undefeat - Programa 3

Terceiro programa de nossa Rádio, falando sobre vários assuntos, dentre eles:

  • A chegada de Chad Pennington;
  • A briga dos Quarterbacks;
  • Como pode ser a nossa temporada?;
  • Editorial;
  • E muito mais.

Ronnie Browm sendo trocado??

Parece até primeiro de Abril!!! Clique na foto para ler a matéria no site Oquarterback ou entre no Fórum do mesmo para comentar essa e outras notícias do Miami e da NFL em geral.

Eu até cai no riso quando vi essa matéria. Afinal não faz o menor sentido trocar o único atleta do elenco de ataque que é TOP, ainda mais deixando o "pothead" Ricky Williams como RB Titular. Mas como esse período a boataria da NFL é grande, já que vários jogadores que não rendem nas TC são ameaçados de Trade. Mas Sparano já confirmou, conforme matéria acima, que nem Beck e nem Brown serão trocados. Sinto-me mais aliviado.

terça-feira, 19 de agosto de 2008

Perfil: Chad Henne

Chad Henne is a Joke? é um dos vídeos mais assistidos sobre rookies da turma de 2008. E ele não é nada bom para com Henne. Será que ele merece isso? Clique na foto e veja o vídeo

Chad Henne jogou como Univesitário em Michigan e contou com parceiros de ótima qualidade para conseguir sucesso ( enquanto time ): Mario Williams, Mike Hart e Jake Long. Todos os três na NFL, e o último - o first pick - ainda é seu companheiro de time no Dolphins. Sobre Henne pode-se dizer várias coisas:

  • Que é um QB que em sua temporada de Sênior ( como são chamados os jogadores em sua quarto ano de Universidade ) teve números pífios: 1938 jds com 17 Tds e 9 interceptações. Com isso o seu valor no Draft caiu e muitos consideraram um reach ele ser escolhido no segundo round;
  • Que é um grande candidato a BUST. Já que sobrevivia das corridas de Hart e dos bloqueios de Long. Aqui eu o defendo, já que Long ainda o protegerá das defesas adversárias e que o jogo do corrido do Miami tem tudo para ser TOP na temporada;
  • Que não tem mecânica de passe para jogar na NFL, que nunca foi um "grande" prospecto, que não serve para comandar uma equipe, etc...;
  • Que não sabe ler defesas ( algo essencial em um QB ) e que dentro do pocket costuma demorar mais que o devido para realizar passes. E que se já o era assim na NCAA, pior seria na NFL, onde o tempo para a realização do passe é menos da metade do que ele tinha;
  • Que não conseguiria se dar bem em Miami competindo contra Beck e Josh McCown, quanto mais com a chegada de outro Chad, o Pennington. E que iria acabar como 4° no Depth, talvez sendo até cortado ao fim da temporada;

Mas Chad Henne chegou com todo o intuito de provar o seu valor. E com humildade e determinação trabalhou de forma dura e séria para conseguir cavar o seu espaço no elenco. No início das Training Camps era declaradamente o terceiro, tanto é que treinava com o terceiro time. Se o primeiro time de ataque já não é uma brastemp, imaginem o terceiro. Mas ele se destacou por sua precisão e um surpreendente controle. E enquanto isso "os dois melhores" brigavam entre si para ver quem seria o Starter. Em uma semana de TC ( reveja a cobertura nos arquivos do Blog ) ele já conseguia ter um desempenho melhor que os dois. No "coletivo" uma semana antes do jogo contra o Bucs, foi ele o que mais se destacou. Durante a semana ele superou Beck, que passou a treinar com o terceiro time, e ficara atrás de McCown que até a sexta era o Starter do time.

Foi quando chegou em Miami Chad Pennington. Cortado do Jets que acabara de adquirir via Trade o mito Brett Favre, ele assinou com o Dolphins por dois anos. E tudo mudou, de forma definitiva em Davie, local dos treinamentos. Na partida contra o Bucs, Beck começou como Starter, Henne foi o segundo e McCown o terceiro. O recém chegado assistiu ao lado dos companheiros o jogo, tentando se aclimatar o mais rápido possível ao novo ambiente, e viu Henne ser o responsável direto por posicionar o time para chutar dois Field Goals, únicas marcações do time no jogo. A virada começara.

Mais uma semana de duros treinamentos e Henne teve a sua condição de Backup ratificada por Tony Sparano e Dan Henning, Técnico e Coordenador de Ataque respectivamente, que colocaram Beck em terceiro e McCown em quarto. Para quem era "uma piada" Henne já havia feito muito. Mas ele ainda viveria seu grande dia, para tristeza dos dois "grandes".

Sábado contra o Jaguars, Henne entrou no início do segundo quarto e não cometeu um único erro grosseiro: nada de fumbles, nada de interceptações, nada de afobação. Henne jogou como se fosse um veterano e ao contrário do que acontece nessas situações em TCs, quando um QB vai muito bem e se tem mais dois jogadores no Depth Chart, ficou em campo até o final da partida, conseguindo uma atuação elogiada pelos cronistas que cobrem o dia-a-dia do Dolphins.

Isso faz de Henne um excelente QB? Claro que não. Ele será uma futura estrela? Claro que não, também. Mas que o seu início na NFL é bastante animador, ninguém mais tem dúvida. Não tenho grandes expectativas quanto a ele, nunca às tive diga-se de passagem. Mas quem sabe assim, sem grandes pressões, ele consiga se desenvolver mais ainda? E quem sabe também eu não acabe ganhando um ídolo com a camisa 7? Só o tempo poderá dizer. Pelo pouco que vi até agora, se ele se manter assim, vai longe o "Joke".

Clique na foto de Henne passando a bola para Rocky Williams e confira os dados da boa atuação de Chad Henne contra o Jaguars. É Pre-Season, mas para quem seria uma completa piada...

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Dolphins 19 x Jaguars 14

Finalmente uma vitória!!! Ué Flávio, não é você mesmo que disse que em Pré-Temporada vencer não é importante? Sim, mas quando o seu time vence apenas um jogo em 16 numa temporada...
Vamos a análise do time após a segunda partida desta Pré-Temporada:
  • "Chads". A nossa dupla caipira começou bem. Pennington comandou apenas os dois primeiros drives e conseguiu o TD ( corrido por Williams ), jogando com bastante desenvoltura, mostrando que já está adaptado ( mais do que se poderia supor ) ao Playbook do Miami. Henne jogou quase 3/4 da partida e fez números interessantes ( falarei de sua atuação na parte perfil, no próximo post ). Foi de animar essa "estréia" deles...;
  • Rick Williams. Deu mostras de que pode voltar a ser 80% do velho Williams, e isso é ótimo. Com ele e Brown em forma, temos sim como termos um dos melhores jogos de corrida da Liga inteira;
  • Defesa. Como um todo a defesa foi bem. não permitindo ao ataque regular do Jaguars andar muito. No entanto este feito deve ser relativizado, haja vista, que os ataques titulares costumam sair cedo de campo, para dar espaço para os jogadores que ainda querem cavar espaços no elenco. Mas mesmo assim, o ataque do Jaguars só conseguiu andar quando o time do Miami estava em campo com o seu terceiro time.
  • Wide Receivers. O destaque foi TGJ, mas tivemos outras boas surpresas no sábado, como Greg Camarillo e Anthony Armstrong com 3 recepções cada um. E TGJ foi o grande nome, com 58 jardas para 4 catches. Assim o garoto vai longe, com certeza...
  • Comissão Técnica. Me parece estar acertando a mão. O time consegue variar o jogo corrido com jogo de passe - embora é claro iremos focar mais no primeiro do que no segundo - mas como é bom percebermos que temos "gente qualificada e honesta" trabalhando com o Dolphins.
  • Joey Thomas. que fez um lance simbólico. Qual?? Interceptou o Cleo Lemon...

A vitória foi menos emblemática do que às atuações dos jogadores e a atitude dentro de campo. Dessa maneira, fazer o 5-11 está menos impossível. Que assim seja...