sábado, 3 de janeiro de 2009

Wild Card Week - Ravens at Dolphins


O jogo da vingança?? Não, nada disso. :Será o jogo do "queremos e podemos mais, muito mais. Ou se preferirem: WHY NOT US??"...

Parece sonho e muitos phináticos ainda pensam estarem sonhando com isso. Muitos, eu incluso, só cairemos na real amanhã, às 16:00h ( horário de Brasília ), quando vermos os nossos valentes e abnegados atletas adentrarem no Dolphins Stadium. Ai não restará mais dúvidas de que o time realmente venceu a divisão e que estamos na Post-Season. 

É no mínimo curioso que o adversário seja o mesmo de nosso último jogo de Post-Season e que o local seja o mesmo. A história será diferente? Impossível responder, mas acho que isso tem um propósito: ligar passado e futuro. E que o futuro próximo, não pare amanhã.

O que precisamos para vencer o Ravens? Milagre? Não, apenas anular uma defesa monstro e intimidar um QB Rookie em seu primeiro, óbvio, jogo de Post-Season. Pra conseguirmos isso temos que:
  • Impôr pressão em Joe Flacco - Ele é um rookie e, portanto, não tem vivência de pós-temporada, que é jogado em outro nível. Tudo bem que quase todo nosso time também não tem, mas três peças preciosas tem: Joey Porter, Vonnie Holliday e Jason Fergunson. Estes sabem os caminhos e atalhos para se conseguir intimidar um QB adversário, ainda mais sendo ele um rookie. Se estes três obtiverem êxito, teremos uma boa chance de vencer o jogo. Além disso, se a secundária conseguir uma Int logo no começo, melhor ainda...;
  • Limitar às jardas do RBs do Ravens - O Baltimore tem um eficiente jogo corrido, que já nos causou grandes estragos no jogo da temporada. Só que de lá para cá, os RBs do time cairam um pouco de produção, não muito é verdade, mas nossa defesa melhorou consideravelmente. Se limitarmos eles a pouco mais de 100 jardas, e conseguindo intimidar Flacco, nossas chances aumentam ainda mais;
  • Garantir a Chad Pennington um mínimo de segurança - Aqui é o maior problema: manter Terrell Sugs e Ray Lewis longe de nosso QB. É impossível? Não, é claro, mas bastante complicado. Se evitarmos os sacks e ele tiver tempo para encontrar os alvos ( Fasano e Bass principalmente ) atraíremos os membros da secundária, deixando-os preocupados com os passes curtos, abrindo espaços para, quem sabe, uma bomba para TGJ. Sempre existe essa esperança, mesmo que eu não acredite nele para decidir o jogo. Mas querem hora melhor para ele mostrar que eu estou errado??;
  • Correr contra a muralha - Todos sabem que a defesa do Ravens é excelente contra o jogo corrido. Isso é fato. O que cabe entaum aos nossos RBs? Fazerem o algo mais, conseguindo na marra se preciso, aquela fundamental jarda para mais uma descida. Marcas TDs é importante, mas porém o mais importante será cansar a defesa do Ravens, mantendo-a em campo e a nossa no banco. Se isso acontecer, a vitória é possível. Mais do que ela é agora;
  • Não cometer erros ou cometê-los em menor número do que o Ravens - O Miami instituiu uma marca em 2008: é o time que menos cometeu erros, apenas 13. Se mantivermos a posse da bola e conseguirmos tirá-la do Ravens, a vitória será uma certeza. Trabalho extra para os membros do ST e para Dan Carpenter. Pois um FG perdido pode ser a diferença entre continuar sonhando com o SB ou passar a planejar a temporada 2009.
Tudo isso acima é sonhar demais? Talvez, é possível que sim. Mas não era o que diziam sobre jogarmos em Janeiro?? Como disse Tony Sparano ( citação no post anterior ): "Nunca deixem alguém dizer que vocês não podem". E claro, o grito de guerra deste time: 

"WHY NOT US?? WHY NOT US??"

sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

Dircurso de Tony Sparano...


No vestiário, após a histórica vitória de 24x17 contra o Jets, que nos valeu a conquista da AFC Leste pela primeira vez desde 2000:

"Porque não nós? Porque não nós??" – jogadores respondem emocionados...

"Escutem, eu não sei se eu vou falar bonito aqui. Mas quero dizer que estou orgulhoso, eu realmente estou orgulhoso com vocês.

Eu disse para vocês o que vocês precisavam para chegar aqui, eu disse exatamente o que vocês precisavam. Cada um de vocês realmente foram bem aqui hoje, você deveriam estar orgulhosos. Vocês já deveriam estar orgulhosos antes, mas sabe, agora nós temos outras coisas para ficarmos ansiosos.

Temos novos objetivos agora!

Eu lhes disse à muito tempo, jamais deixe ninguém te falar que vocês não conseguem, nunca deixe ninguém falar que você não conseguem.

Joey Porter disse isso outro dia para a defesa: "Essas coisas não acontecem toda hora, e você ganha o boné cinza quando você ganha essas coisas" E sabem o que? Ninguém jamais pode tirar esse boné cinza de vocês. Ninguém. É o seu boné cinza!"

Na seqüência Joey Porter puxa o grito de guerra com todos os jogadores cantando e pulando e termina o mais emocionante vídeo que eu vi sobre o Miami.

Que rever isso tudo?? Clique na foto do provável Coach of the Year. E mesmo que ele não leve o prêmio, jamais deixam alguém dizer que ele não mereceu. Porque os jogadores Miami farão isso...

Crédito para a Tradução: Ivan, torcedor do Colts e membro do Forúm OQuarterback...

quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Feliz 2009 para todos...



FELIZ 2009, PHINÁTICOS OU NÃO. 
ESTE FOI UM ANO HISTÓRICO. O DE 2009 TAMBÉM SERÁ, COM CERTEZA.
PARA MARCAR A FELICIDADE PHINÁTICA EM 2008, CLIQUE NA FOTO E O VÍDEO DO GAME OF THE WEEK, CONTRA O JETS.

Chad Pennington é o Comeback Player of the Year

"The Miami Dolphins quarterback won The Associated Press 2008 NFL Comeback Player of the Year award Wednesday, the second time in three years Pennington has received the honor. He also earned it in 2006 while with the New York Jets.
Pennington is the first player in the 11 seasons of the award to win it twice."

O nosso QB Chad Pennington venceu o Prêmio de Comeback Player of the Year ( algo como o maior retorno, reviravolta de uma temporada para outra ). E isso pela segunda vez...
Ficamos agora no aguardo que o Coach of the Year seja Tony Sparano...

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Resposta da ESPN...

"Flavio,

Nós temos os direitos de transmissão dos dois jogos de wildcard do sábado. Há anos é assim. Se a NFL tivesse marcado o jogo dos Dolphins para sábado, seria esse o transmitido. O wildcard é a única rodada em que mostramos algum jogo da NFC. A partir das semifinais de Conferência, vamos sempre com a AFC. Então, se Miami passar pelo primeiro jogo, você vai poder vê-lo na ESPN....

 

Abs,

Everaldo"


Sabia de antemão que mandar e-mails para a NFL ( eu mandei em inglês e ainda não obtive resposta ), ESPN e Bandsports não iriam fazer o jogo ser transmitido, era óbvio isso. Mas a resposta do Everaldo é cortêz e mostra como ele tem respeito pelos fãs de NFL, sejam ele do Dolphins ou não. Nos resta é torcer, como nunca para que possamos passar pelo Ravens e assim, vermos Steelers x Dolphins na ESPN.

Outra coisa, mandar estes e-mails não é de todo perdido. Mostra que estamos atentos e mostramos que cobramos, caso não tenhamos nosso time na TV. Deixar passar esse absurdo sem reclamar é que seria infrutífero...

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Miami boicotado ( de novo ) pela TV...

Não bastasse a piada que foi não passarem o jogo do Miami x NY em detrimento de passarem Broncos e Chargers ( um passeio do time da casa ), agora ESPN e Bandsports irão passar juntos 3 dos 4 jogos de Wild Card, deixando apenas um de fora. Preciso mesmo dizer qual é o jogo??

Em contato com o Paulo Mancha, Comentarista do Bandsports, ele me explicou que o canal só tem os direitos de transmissão dos jogos de Playoffs da NFC.

Entrei em contato com o Everaldo Marques, narrador da ESPN, e aguardo retorno para o fato de o jogo estar fora da grade. Em off, na Comunidade do Miami no Orkut, colhi a informação de que a ESPN só tem os direitos dos jogos da AFC, mas vai passar o jogo do Falcons x Cards ( um clássico da NFL, com certeza ).

É lamentável que um jogaço entre dois times com 11-5 seja preterido por um com um time que tem 8-8 ( novamente o Chargers ) ou para o jogo do Cards ( também 8-8 ). 

So nos resta uma coisa: lamentar, e torcer bastante pela NET.

EDIT: Na Espn - que coisa - a emissora tem os direitos de transmissão da AFC nos Playoffs, mas por um acerto com um emissora dos EUA ( CBS ) recebeu o jogo Falcons x Cards em troca do jogo do Miami x Ravens. É realmente um absurdo...

Grande Merling, o Mago!!!

Uma imagem sem necessidade de complemento.


"I swear to God -- and I don't do this much -- last night we were at dinner and Phillip asked, `Have you ever scored in college or the NFL?' I laughed and said I almost scored in college. He was like, `I've never touched a football in a game since high school.'

And that [darn] little son of a [gun] picked the ball off and ran in for a touchdown and juked out the little geriatric guy [Favre]. That was kind of funny."

Channing Crowder, talking about Phillip Merling and his INT return for a TD

Você leu direito. Crowder e Merling conversaram na véspera da partida sobre se o segundo já havia marcado em sua carreira, algum TD. Pois bem, a resposta de Merling foi não, quase havia marcado um, na Faculdade. Pois não é que ele marcou justamente contra o Favre e sendo decisivo para a vitória?

domingo, 28 de dezembro de 2008

Miami é o campeão da AFC Leste.

Se alguém me falasse que no dia 27/12 o Miami seria Campeão da Divisão após 8 anos, eu falaria: "está louco você, isso é impossível!!". Pois não é mais. Eu mesmo esperava algo em torno de 5 vitórias, achando loucura total pensar em mais de 7. Pois bem, vencemos 11, e isso são 10 a mais do que em 2007. E a vitória hoje tem outros significados:
  • Derrotamos o Jets na casa deles, o que ha muito tempo não conseguiamos;
  • E de quebra, deixamos o NE Patriots de fora. O que é excepcional;
Por isso temos que comemorar. O próximo jogo é contra o Ravens, e muitos dirão: "impossível vencer o Ravens e a sua defesa". Por isso eu digo: impossível é uma palavra que não mais existe no Miami Dolphins. Não após 2008 e o dia de hoje.

Vamos às imagens desta impressionante vitória:

Nossa secundária conseguiu uma proeza: duas interceptações em Brett Favre. A secundária não, Andre Goodman...

Ele, que ficara marcado por uma cobertura tosca no Moss, hoje esteve ligado: além das interceptações, ainda cobriu bem, deu tackles e foi um dos melhores em campo...

E até TGJ resolveu dizer presente: primeiro com o TD da comemoração acima e depois com uma recepção para 44 ( isso mesmo, 44!!! ) jardas. Que bom seria que fosse sempre assim...

Chad Pennington continua achando os seus alvos, sobretudo os TE. O outro TD foi para Anthony Fasano, o sétimo da temporada.

Favre tentou, no braço, colocar o Jets na Post-Season. Passou para um TD, conseguiu 233 jardas em 20 passes completos de 40 tentados. Mas...

Sofreu 3 Ints. Uma deles do Rookie Phillip Merling, que meia NFL passou reto no Draft, deixando ele cair em nosso colo... que maravilha. Deve ter GM morrendo de inveja ou de raiva...

Aqui, neste momento o jogo estava 14x6...

Chad Pennington continuou passando bem na partida: 200 jardas ( 22/30 ), dois TDs, um fumble perdido e muita eficiência. Um retrato do Miami em 2008...

Coles deu trabalho como na primeira partida. Mas hoje a secundária tornou seu trabalho muito mais complicado. Mesmo assim em 4 recepções, ele marcou um TD e conseguiu 88 jardas. Mas não foi o suficiente...

OBRIGADO BRETT FAVRE. OBRIGADO POR TUDO E POR TER SAÍDO DE SUA APOSENTADORIA...

GANHAMOS UM QB. NÃO APENAS UM QB, MAS UM LÍDER. QUE QUER NOS LEVAR MAIS LONGE. ATÉ ONDE? TAMBA BAY PARECE UMA BOA PEDIDA...

E realmente hoje foi o dia...

Eu choro copiosamente neste instante... é muita emoção e às palavras me faltam. Mas a emoção é imensa...

A AFC LESTE TEM UM NOVO DONO. QUE VEM PRA FICAR, NO LUGAR QUE É SEU DE DIREITO.

VIVA O MIAMI DOLPHINS. VIVA TODOS OS PHINÁTICOS QUE SOFRERAM ANO PASSADO. O DIA DA LIBERTAÇÃO CHEGOU. GRITEM, EXTRAVAZEM SEU SENTIMENTO.

E EXIJAM RESPEITO. QUE É O QUE MERECEMOS.

QUE VENHA O RAVENS. VENCÊ-LOS É IMPOSSÍVEL? ESSA É UMA PALAVRA QUE NÃO EXISTE APÓS O FEITO DE HOJE...

Hoje é o dia...

União: a grande marca deste time. Ela nos trouxe até aqui e será a chave para uma vitória histórica logo mais...
  • De voltarmos aos Playoffs;
  • De mostrar para toda a NFL que somos o bom e velho Miami novamente;
  • De mostrar que os dias de tormenta ficaram para trás;
  • De conseguir o escalpe do Jets. E dentro da casa deles;
  • De vencer a divisão, que por anos a fio, foi nosso território;
Enfim é o dia da auto-estima. De voltar a sentir orgulho do time que amamos.

Go Dolphins, Go!!!! Playoffs 2008? Yes, we can and we will!!! I believe!!!