quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Nota de esclarecimento...

A falta de atualização do Blog, nada tem a ver com a derrota lamentável contra o péssimo Houston Texans ( que só joga assim contra o Miami ), e sim pelo fato do Blogspot estar tendo ( enormes ) problemas, ficando até mesmo um dia inteiro sem funcionar. E quando funcionava, eu não estava com tempo para postar. Sendo assim, deixo de publico esta nota, na qual, em respeito aos meus leitores ( que não são poucos ), que assim que o Blogspot permitir, irei postar em ritmo normal.
Atenciosamente
Flávio Vieira

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Feliz Natal!!!!


Venho desejar um Feliz Natal para todos os leitores do Blog e avisar que o mesmo estará de recesso até o Domingo, quando iremos enfrentar o Houston Texans, no Land Shark Stadium. Caso, e somente se, acontecer algo de extraordinário é que postarei algo por aqui. Sexta, não custa lembrar, tem jogo que nos interessa: Chargers at Titans. Mais uma vitória do time de Phillip Rivers e cia é o ideal.

FELIZ NATAL!!!
Atualizando: O Titans foi destruido pelo Chargers. Menos um na briga...

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Como anda o Miami...Week 16

Derrota, mas com um sabor extra de alegria, haja vista, ter tirado uma desvantagem de 18 pontos no quarto período, o que convenhamos não é coisa para qualquer time. Mesmo assim era um derrota prevista, mas o time mostrou que pode, sim, enfrentar qualquer time da Liga. Como já fizera contra o Colts e Saints.

O Houston Texans, que está - assim como nós - com 7-7. Além de ser contra um time contra o qual nunca saímos de campo alegres, é crucial vencer para mantermos nossas chances de post-season. Por isso, marcar e tentar anular Andre Johnson é a prioridade número 1. Será que Vontae Davis consegue fazer o mesmo que fez com Moss algumas partidas atrás?

O campeão do Super Bowl, o Pittsburgh Steelers, que vem em uma sequência de maus resultados, mas que venceu de forma dramática o Green Bay Packers, onde Big Ben passou das 500 jardas. Por isso, eu digo: pensemos primeiro no Texans. E depois nos Steelers. E depois vejamos se consiguimo a classificação para a Post-Season.

7-7. Tem gente tirando hoje a sign do Capitão Nascimento. Mas perder pro Titans é normal e dentro do Script. Mas mostramos que, com mais sorte e competência em segurar a bola, poderíamos ter vencido. Mas ao menos estamos a uma vitória de ficarmos zerados. O que para um time que tem o calendário osso como o nosso, é algo honroso. Mas eu quero mais, que fique claro..

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Palavra de Tony Sparano. E ai, você acredita?

Com este homem como Head Coach vencemos em dois anos ( e o atual nem terminou ainda ) mais partidas do que em três anos inteiros ( 2005/2006/2007 ). Por isso não é prudente duvidar da palavra dele...

"Minha mensagem para a equipe esta semana é a maneira que eu sei que nós ainda estamos nesta corrida. A melhor chance que temos é que temos que vencer dois jogos de futebol. Vencemos dois jogos de futebol de um par de vezes anteriomente, então vamos nos preocupar com um jogo de futebol agora, um de cada vez. Nós temos uma chance de jogar em casa. Nós ainda temos um coração pulsando em nós. E ainda estamos nesta corrida, e vamos preparar esse caminho. Essa equipe irá se preparar dessa maneira".

A frase acima é do nosso Head Coach Tony Sparano. E como ele mesmo diz: Why not us?? Why not us??
E mais alguns dados:
  • Na atual temporada vencemos 7 jogos. Destes conseguimos duas dobradinhas ( Bills/Jets - Pats/Jaguars);
  • Na era Sparano estamos 6-1 em Dezembro. E não há motivos para duvidar que consigamos ficar 7-1;
  • Iremos enfrentar dois times, que agora, estão com 0.500. Sabem qual é o nosso histórico recente contra equipes assim ou menos? 8-2 ( tendo perdido para Bills e Titans, apenas ). Então, em tese, temos motivos para estarmos alegres.

Vencer os dois jogos será fácil? Não, nenhum jogo é antes de começar, cabendo aos times torná-los ( ou não ) durante a partida. O Texans tem um dos mais mortais ataques aéreos de toda a liga e o Steelers tem uma das 3 melhores defesas da história. Mas querem saber? Eles que se preocupem com o Dolphins...

Mais Playoffs...

Do Diário NFL, do meu amigo Danillo Muller, texto didático sobre os desempates do Wild Card, que é bem complexo, mas que fica mais "amigável", neste texto.

Playoffs AFC:
AFC Sul - Indianapolis Colts (14-0) - Campeão e com mando de campo
AFC Oeste - San Diego Chargers (11-3) - Campeão e seed 2 no playoffs
AFC Leste- New England Patriots (9-5) - Virtual campeão da divisão
AFC Norte - Cincinnati Bengals (9-5) - Pressionado pelo Ravens
Wildcard 1 - Baltimore Ravens (8-6)
Wildcard 2 - Denver Broncos (8-6)

Na luta:
7. Jacksonville Jaguars (7-7)
8. Miami Dolphins (7-7)
9. NY Jets (7-7)
10. Pittsburgh Steelers (7-7)
11. Tennessee Titans (7-7)
12. Houston Texans (7-7)

Entenda os desempates:
WILDCARD - Baltimore está na frente do Denver pelo confronto direto (1-0).
AFC Leste - Miami está na frente do N.Y. Jets DENTRO DA DIVISÃO pelo confronto direto (2-0).
AFC Sul - Jacksonville está na frente de TEN e HOU DENTRO DA DIVISÃO pelo confronto direto entre os 3. JAC (3-1), TEN (2-2), HOU (1-3).
AFC Sul - Tennessee está na frente do Texans pela campanha dentro da divisão. TEN (2-4), HOU (1-5).
AFC - Jacksonville está na frente de Miami e Pittsburgh pela campanha dentro da conferência. JAC (6-4), MIA (5-5), PIT (4-6).
AFC - NY Jets está na frente do Titans pelo confronto direto (1-0).
AFC - NY Jets está na frente do Pittsburgh pela campanha dentro da conferência. NYJ (5-5), PIT (4-6).
AFC - Pittsburgh está na frente de Tennessee pelo confronto direto (1-0)

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Pilulas do dia seguinte...

Foi por pouco. Empatamos e fomos ao Overtime. E ai, Bironas acertou este FG. Mas bem que Yeremiah Bell chegou perto. Não fosse a falta de alguns centimetros e o jogador do Titans puxando ele...

Bom dia phináticos. Nosso time agora respira por aparelhos e precisa de um verdadeiro milagre para se classificar. E olha, que ontem quase aconteceu um. Mas nosso QB cometeu um erro que eu classificaria quase como grosseiro na prorrogação, mas mesmo assim eu acho que ele esteve bem ontem. Sofreu, é verdade, 3 Ints mas passou e bem das 300 jardas e comandou um comeback de 18 pontos, o que não é pouco, não só pela quantidade de pontos, mas pela qualidade da defesa em si. Mas vamos aos pontos:
  • Estamos errando demais. Não é possivel cometermos tantos fumbles como estamos fazendo agora. Ricky Williams cometeu nada menos que 5 fumbles em 2 jogos. Ano passado cometemos 13 erros. Até aqui, faltando dois jogos ainda, cometemos 25, praticamente o dobro. Assim, não dá. Perdemos várias possibilidades de FG ( ontem foram 2 ) e assim perdemos jogos. Um FG ontem e o Miami estaria 8-6 e não 7-7;
  • Nossa secundária continua sendo uma mãe e, em algumas situações, fazendo lances geniais. Vontae Davis fez uma interceptação da hora ontem, nop começo do jogo. Mas foi patético ao cair na cobertura(??) de Nate Washington. É preciso ser regular. Mas isso está díficil de acontecer.
  • Ricky Williams conseguiu recordes pessoais ontem. Conseguiu sua sexta temporada com mais de 1000 jardas e é o sétimo jogador com 32 ( ou mais ) a conseguir passar das 1000 em uma temporada. De lambuja, tem 12 TDs...
  • Por outro lado, não tenho do que reclamar de nossos WRs, de nenhum deles. Dos TEs passando por todos os Receivers, eles beiraram a perfeição. Nas interceptações, eles não tiveram culpa. E Hartline operou um milagre ao "roubar" a bola das mãos de um CB e realizar a recepção, que resultou no empate. Nota triste fica para a falta idiota de Greg Camarillo após a int do Overtime, que deu ao Titans 10 jardas vitais para chutar um FG de 46 jardas. Sem a falta, o chute seria de 56 e, mesmo sendo Bironas a chutá-lo, seria bem mais complicado acertar. Mas estão, no geral, de parabéns, pois deixaram a secundária do Titans, com a maior surra aérea da temporada. Nada mal...

Em suma, temos que vencer as duas em casa para que fiquemos com saldo na temporada. Após o mítico 4º período de ontem, creio que teremos chances reais em 2010 de sonhar em algo mais. Em 2009, pelo calendário e pelas contusões ( várias ), fizemos o máximo. Ano que vem, estaremos melhores...

Quanto aos Playoffs, temos 5 cenários:

  1. Dolphins ganhar dois últimos jogos. Neste caso o Patriots tem que perder os dois últimos jogos (Jac, @ Hou).
  2. Dolphins ganhar dois últimos jogos. Neste caso o Jaguars tem que perder um dos dois últimos jogos (@ NE, @ CLE). Além do Broncos perder para Chiefs na semana 17. Se Denver perder na semana 16, contra o Eagles, o tie-breaker favorece o Broncos.
  3. Dolphins ganhar os dois últimos jogos. Jaguars perde um dos dois últimos jogos (@ NE, @ CLE). Ravens perdem na semana de 16 para o Steelers (Nota - Se bater o Steelers, mas perder na semana 17, Ravens ganha tie-breaker com o Miami para um recorde de 3-2 em "adversários comuns"; Dolphins apenas 2-3 nestes jogos). Dolphins manteria sua vantagem desempate sobre Ravens (atualmente ,4388-,375 - dificuldade dos adversários vencidos).
  4. Dolphins ganhar os dois últimos jogos.- Jaguars perder um dos dois últimos jogos (@ NE, @ CLE). Ravens perder ambos os jogos restantes (Pit @, @ Oak). Titans perder um dos dois últimos jogos (SD, @ Seahawks) - caso contrário Dolphins perde no tie-breaker para Titans devido à derrota de domingo para o Tennessee.
  5. Dolphins ganhar os dois últimos jogos.- Jaguars perder um dos dois últimos jogos (@ NE, @ CLE).- Bengals perder ambos seus dois jogos restantes (KC, @ NYJ).- Ravens vencer ambos os jogos restantes (Pit @, @ Oak).

Em todos os cenários temos várias e várias situações a serem ponderadas. Sabe o que eu penso? Temos que vencer as duas, mesmo que fiquemos de fora. Vencer é sempre o objetivo e "entregar" jogo para ficar melhor posicionado no Draft é coisa de time pequeno. O que obviamente, não é o nosso caso...

De todas as possibilidades, eu creio mais no cenário 3: creio que o Jaguars perca para o Patriots e o Ravens pode perder pro Steelers. Assim, em vencendo as duas, estaremos dentro. É mais acessivel, pois não coloca um grande perder para um time "da lanterna", caso do Broncos diante do Chiefs. Mas o Broncos perdeu pro Raiders, então, fiquemos de olho, também no time do Colorado...

domingo, 20 de dezembro de 2009

Miami Dolphins 24 x 27 Tennessee Titans

Após estar perdendo por 15 pontos, o Miami arrancou espetacularmente no fim do quarto período, e conseguiu empatar a partida em 24x24. Mesmo com os erros defensivos e as ( duas ) interceptações de Chad Henne, o time empatou um jogo, que desde antes do fim do primeiro tempo, parecia perdido e que seria uma surra. Mas o time se recuperou e passou a flertar com uma virada espetacular. Na prorrogação conseguiu a posse de bola, mas em uma terceira pra 6, Henne acaba tendo um passe seu bloqueado e o mesmo cai nas mãos de um defensor.

Perder é, claro, sempre ruim. Mas ao menos mostramos, mais uma vez, termos como enfrentar qualquer time na NFL. Que nos reforcemos mais no ano que vem, e que não percamos tantos jogadores chaves por contusão. Mas eu fico alegre com a atuação de hoje. É uma derrota que enaltece o time.

Amanhã, mais detalhes da partida.

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Joking Dolphin: Enquanto isso, na sala do OQB...

E ai, Lisboa: vais pedir pra sair ou vais encarar??
Pergunta respondida: ele está usando a Sign no Forum Oquarterback. É assim que se faz, Lisboa, já que "aposta acertada, é aposta cumprida", parodiando o filme...

Charge by Juba Phinático. E dá-le Dolphins, e dá-le Capitão Nascimento...

Pra quem quiser o link da imagem, aqui está: http://img683.imageshack.us/img683/984/pedeprasairlisboeta.jpg
Coincidência ou não, este é o Post de número 600 do Blog. Agradeço a todos, os que de uma forma ou outra ajudam-me ( ou ajudaram ) a manter o espaço. Quero agradecer em especial a todos os colaboradores diretos ( os que postaram algo, os que nunca postaram nada e os que se encheram do meu modo de ser ). Mas em especial a todos os meus leitores, que com paciência garantem a boa audiência deste Blog. Que em breve, terá mudanças...

Como anda o Miami - Week 15

Vitória, sofrida demais, contra rival de estado, o Jacksonville Jaguars. Foi dura a partida, cometemos erros a dar com pau, mas apesar de tudo isso, vencemos. e Patriots, com direito a show de Henne e de Bess, e várias caras fechadas de Bill Belichik e de Tm Brady. E claro, Vontae Davis se mostrando mortal...

O Tennessee Titans, que arrasou o Rams, fora de da casa. É um adversário duro, que não está nas cabeças por causa do péssimo começo de temporada ( 0-6 ). Vencer é complicado, eles são favoritos, mas podemos vencer. Desde que não cometamos os mesmos erros de domingo passado.

O Houston Texans, um rival que eu "exigo" vitória. É um time chato do qual nunca vencemos. Sendo assim, com uma vitória em casa diante dele, estaremos a uma vitória da Post-Season. Claro e evidente que temos que ter muita atenção com eles, já que Matt Schaub e Andre Johnson é uma dupla que nos causou problemas nas últimas 2 temporadas.

7-6. E como está nos custando caro a derrota para o péssimo Bufallo Bills. Tivessémos vencido aquele jogo, hoje estaríamos na liderança da divisão e precisando apenas fazer o mesmo que o Pats fizesse. Mas isso é passado e agora temos que jogar mais 3 jogos e vencer todos. É um trabalho duro e sei que a maioria não acredita. Mas ano passado precisamos vencer 4 seguidas. E vencemos. Por isso, não é prudente duvidar do Miami. E tem gente que duvidou e falou um monte de besteira, que terá que usar uma certa sign, que está no forno. Me disseram, que o "gajo", irá pedir pra sair... talvez, ai será provado que ele é muleque, não caveira...

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Pilulas do dia seguinte...

Bom, vencemos mesmo cometendo um caminhão de erros ( 5 fumbles, 1 interceptação e um FG errado ). Mas mesmo assim, por incrível que possa ser, vencemos - pela segunda semana seguida - um time com mais vitórias que derrotas. Semana que vem pegaremos um time com menos vitórias que derrotas ( 6-7 ) mas que surrou sem dó o seu rival por mais de 40 pontos. Mesmo que tenham perdido o QB responsável pela sua recuperação - Vince Young - o Tennessee Titans é um time de respeito. E duro de ser batido em Nashville. Sendo assim, respeito e 0% de erros são a receita pra vencermos.

Por falar em vitória, achei uma forma mais clara de mostrar do que precisamos pra nos classificarmos pra Post-Season, em vencendo os 3 jogos que nos restam:
  • De uma derrota do Pats. Neste caso vencemos a divisão. E ela nem precisa ser contra o Bills.
  • De um derrota do Ravens. Assim ficamos a frente deste nas vitórias e empatamos como o Jaguars, contra o qual levamos vantagem no confronto direto.
  • De uma derrota do Broncos, obrigatoriamente contra Raiders ou Chiefs. Se não perder para estes, mesmo que eles percam para o Eagles, levaremos desvantagem no desempate ( vitórias na conferência ).

Em todo caso, mantenho o que havia dito antes: 3 vitórias e estaremos na post-season. Eu acredito. E você?

Quanto ao Dolphins em si, alguns destaques:

  • O Miami converteu 15 terceiras descidas. Um número espantoso sem dúvida. E algumas destas foram pra 3, 4 jardas. Sem dúvida um ótimo trabalho da OL, dos corredores e até mesmo dos recebedores. Pena que quase tudo era disperdiçado nos 5 fumbles, 3 deles perdidos.
  • Ricky Williams conseguiu seu quarto jogo na temporada para 100 ou mais jardas, o terceiro desde que Ronnie Brown ficou de fora na partida contra o Buccs. Nada mal, pro velhinho. Que tem, é bom que se diga, 10 TDs...
  • Cameron Wake precisa jogar mais tempo. Não é uma questão de colocar Porter ( ou Taylor ) no banco, mas sim de aproveitar o seu potencial. Ele pela segunda semana seguida conseguiu um sack em final de partida. Algo especial e que não pode ser negligenciado. Ótima aquisição da Off-season...
  • Passou desapercebido da maioria, até de mim, mas Vontae Davis começou no banco domingo, entrando no seu lugar Jason Allen. O porque disto? Um atraso, é o que foi anunciado. E ao que parece, ele não reclamou da decisão. E quando entrou, jogou bem. No lance de Holt - passe de 63 jardas - não era ele na marçação, e Sean Smith. Este sim é que está deixando a dejesar. Mas pode ser pelo fato de que os QBs estão ficando "temerosos" de mandarem a bola na direção de Davis.
  • Yeremiah Bell foi praticamente perfeito domingo ( também não era na cobertura de Holt, e sim Gibril Wilson ) e fez deflecções perfeitas e voltou ao seu - ótimo - nível de 2008. Se mantiver assim, poderemos ter mais partidas com o QB adversário sofrendo.
  • Lousaka Polite. Tá ai uma grata surpresa. Grata não, ótima. Ele converte quase todas as quartas descidas tentadas, bloqueia, corre em lance que não 4º down e domingo passado ainda recebeu passes. Grande destaque também no time de especialistas.

Até quarta pessoal, pois amanhã estarei em Recife. Até mais...

Projeção de Playoffs

Antes do "pílulas do dia seguinte", farei um resumo de nossas chances para conseguir uma vaga na Post-Season, a despeito do que diziam certos "entendidos" por ai:

Estamos com uma campanha de 7-6, temos 4-2 na divisão e 5-4 na conferência, que são os desempates em caso de duas ( ou mais ) equipes empatarem. A vitória contra o Jaguars deu-nos uma vantagem importante: em caso de empate com eles, vencemos o confronto direto.

De um modo didático temos duas chances de classificação:

  • Vencendo a AFC LESTE. Para isso precisaremos que o Pats perca uma partida ao menos. O Pats tem pela frente Bills (F), Jaguars(C) e Texans (F). Eu diria que apenas o fato de jogar duas fora seja o fator complicação pro rival. Em todo caso, se a derrota viesse contra o Bills na semana que vem, seria da hora... O Jets tem a mesma campanha nossa, mas pra mim é carta fora do baralho: vencemos eles duas vezes, e portanto, temos vantagem no confronto direto. E seu final de temporada tem jogo até contra o Colts...

  • Conquistando uma das duas vagas no Wild Card. Aqui estamos em 4º na briga, atrás de Broncos, Jaguars e Ravens. Mas pera ai, você disse que temos vantagem contra o Jaguars? Sim, temos. Mas tal vantagem só aparece no fim da classificação. Por falar no time de Jacksonville, ele pode ser o fiel da balança desta classificação nossa: pega o Colts na quinta e depois o Pats. Caso vença o Pats e perca do Colts, nos deixará líder da AFC Leste. Caso perca pro Colts e pro Pats, ficaremos a sua frente, caso é claro vençamos Titans e Texans. Já a sua última partida é traquila: o Cleveland Browns. O outro rival nesta briga é o Baltimore Ravens, que tem uma schedule até traquila: Bears em casa e duas fora, contra Steelers e Raiders. Como, se vencer as 3, estaremos eliminados, temos que torcer pro Bears e Steelers. E isso, é claro, se vencermos as 3 que nos restam.

Em suma: vencendo as 3 partidas restantes, ainda assim teremos que torcer contra o Ravens, haja vista, que levamos vantagem no desempate contra o Jaguars. Claro que se o Pats perder uma, a divisão pode ser nossa, mas ai é outro papo...

Correção: estamos 7-6 e não 7-5 como um - atento - leitor bem observou... corrigo no local correto e feita a menção aqui...

domingo, 13 de dezembro de 2009

Miami Dolphins 14 x 10 Jacksonville Jaguars

Em uma atuação dividida em duas partes ( ótima no primeiro e pífia no segundo ) o Miami Dolphins venceu o Jaguars e conseguiu chegar na marca de 7-6, igualando-se ao rival. Com esta vitória mantemos as chances de classificação para o Pós-temporada, agora mais perto. Teremos 3 jogos e - acredito - vencendo os três estaremos classificados para os Playoffs. Mais tarde, faço um apanhado mais detalhado. Só queria dizer umas frases:
  • Chad Henne jogou 3/4 da partida de forma brilhante, conseguido acertar 17 passes seguidos. Ai ele se empolgou e errou 4 e teve mais uma interceptação. Manter uma regularidade é essencial. Hoje a defesa limpou sua barra. E antes que me esqueça, ele marcou seu primeiro TD como membro de ataque. Pra quem não entendeu, ele marcou correndo...
  • Como é lindo ver o nosso front-seven em ação. Sacks e muita pressão em cima de David Garrard. Sensacionais as atuações de Wake, Porter, Soliai e cia. Agora é pressionar um tal de Michael Vick, que adora correr com a bola...
  • Greg Camarillo teve a atuação de sua vida. 110 jardas em 7 recepções. Pelo menos um WR do elenco tem se destacado a cada rodada. Semana passada foi D-Bess. Quem sabe semana que vem será TGJ...
  • Nossa secundária alternou bons momentos e os trágicos. Garrard acertou apenas 11 passes, mas um deles foi pra 63 jardas e para o "velhinho" Tory Holt. Não podemos levar tanta big plays...
  • Sparano continua invicto em dezembro e agora tem 18-11 em 29 jogos como Head Coach. Mas precisa tomar melhores decisões. No fim da partida, após uma quarta descida falhada do Jaguars, o time foi pro passe - que foi interceptado - quando o mais correto seria uma corrida, para disparar o relógio. Isso contra o Titans poderá ser fatal...

Mas vencemos e isto é o que importa. Vencer sempre é o mais importante... E por alguns instantes, estivemos liderando a divisão. Mas no fim o Panthers não segurou a pressão e perdeu. Não faz mal, a divisão segue em aberto. E tem o Jets na briga também...

Chad Henne teve outra atuação até interessante. Mas ficou sem TD passado e ainda sofreu outra Interceptação, a quinta em 3 jogos...

David Garrard foi pressionado a partida inteira e sofreu vários sacks, mas não soltou a bola e nem levou interceptação. Mas teve uma partida, digamos assim, fraca...

Tony Sparano toma decisões certas na maior parte do tempo. Mas às vezes chama umas jogadas que não dá pra entender o porquê...

Ricky Williams teve uma atuação consistente e não fosse os dois fumbles perdidos, perto de perfeita. Ele tem feito sua parte e ajudado o time a marcar pontos...

sábado, 12 de dezembro de 2009

Linha Ofensiva: os lenhadores fazem seu (bom) trabalho...

Existem setores de um time que são mais lembrados que outros, e na NFL isso não é exceção. Sendo assim, pense rápido: de quem você se lembra primeiro quando um QB lança um TD? Do corpo de recebedores, do próprio QB ou da OL? Raramente alguém dirá, a OL.
Para fazer justiça aos 5 homens ( ou seriam gigantes ) cujo trabalho é fazer o ataque andar, vamos a algumas imagens do jogo de domingo, no TD de Henne para Hartline, no quarto período:

No começo da jogada, temos 2 WRs e 2 TEs ( Hartline, Camarillo, Haynos e Fasano, nesta ordem ) e um RB ( Williams ). Henne chama uma jogada fake com Williams, abrindo a defesa do Pats. Aqui é que começa o show da OL. Em amarelo a rota que cada recebedor percorreu. Haynos não corre, fica pra ajudar na proteção ao nosso QB...

Observem que formam-se dois bolsões de proteção ( em vermelho ) e que existem 3 jogadores do Pats em coverage ( cobertura, em azul ), sendo que o mais distante da End Zone é o responsável por parar Williams. O LB em amarelo, fica sobrando e resolve também ir na cobertura. Isso se mostraria fatal para o Pats, pois foi um jogador a menos a colocar pressão em Henne, que na sequência...

Permanece super protegido, com tempo e sem pressão qualquer para pensar e decidir o que fazer. Vejam que agora temos 3 bolsões ( vermelho ) de proteção a Henne e que ainda existe um LB sobrando, sem marcar e sem pressionar - ou tentar - o QB. Henne, com tempo e com a excelente rota percorrida por Hartline ( e contando com a falha do CB, que deixa-o pro Safety, mas o mesmo vai atrás de Camarillo ) consegue o TD. Uma aula da nossa OL, que deu todas as condições para que o TD saísse...

Os nomes de nossos lenhadores? Aqui são eles:

  • Jake Long - Left Tackle
  • Justin Smiley - Left Guard
  • Jake Grove - Center
  • Donald Thomas - Right Guard
  • Vernon Carey - Right Tackle

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Sparano e seus números...


Citei dois posts atrás números impressionantes de Tony Sparano. E eu mesmo levantei um agora interessante:
  • Em 12 jogos contra rivais da AFC Leste, ele tem a marca de 8-4 ( 0.660 ), a saber: 3-1 contra Bills e Jets e 2-2 contra o outrora super poderoso NE Patriots. Sabe qual fora a última vez em que consiguimos isso em duas temporadas? Faz tanto tempo, que o HC era um tal de Don Schula...

E não custa lembrar: ainda não perdemos em Dezembro com ele de Head Coach. Se mantivermo-nos assim até o fim do ano, a vaga no Wild Card ( quiçá até mesmo a Divisão ) será nossa. Aguardem. E não se esqueçam da "mantra" dele:


"WHY NOT US?? WHY NOT US??"

Como anda o Miami - Week 14

Vitória épica contra o odiado rival NE Patriots, com direito a show de Henne e de Bess, e várias caras fechadas de Bill Belichik e de Tm Brady. E claro, Vontae Davis se mostrando mortal...

O Jacksonville Jaguars, dentro da casa deles. Um time forte e que tem uma forte defesa, além de estar 7-5. e portanto na nossa frente no WC pick. Sendo assim, vencer é a única opção para a partida. Portanto, outro show de Henne será importante, assim como Ricky Williams passar das 100 jardas e marcar TDs.

O, agora definitivamente fora da PS, o Tennessee Titans, que perdeu. Mas mesmo fora é um time bem complexo de ser batido e é treinado por uma lenda chamada Jeff Fischer. Jogo no qual não entramos como favorito, mas temos chances de vencer, mas teremos que atuar perto do máximo que podemos. Caso contrário, a derrota me parece o caminho natural. Existe muito do melhor time da NFL em 2008 neste time, e ele pode reaparecer contra nós. Tomara que não...

6-6. Após o tropeço ( que nos custou a liderança ) do Bills, nós vencemos o rival mais forte e de forma pra lá de emocionante. Agora temos que vencer os 4 jogos e garantir o Wild Card. É possivel vencermos os 4? É. Iremos vencer? Ai eu já não posso garantir nada. Mas temos chances contra os 4, ainda mais que o papão Steelers está fora, após perder - em jogo fraquíssimo - pro Browns e ficar com praticamente eliminado. Assim sendo, em vencendo os outros 3, teremos um time em férias na última partida...

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Mais algumas coisinhas...

Algumas notas interessantes, ainda sobre a partida de domingo:
  • Miami está 5-0 no mês de Dezembro com Tony Sparano de Head Coach, ou se preferirem, nunca perdemos neste mês sob o comando de Sparano. Se fizemos 4-0 nas próximas 4 semanas, Wild Card será nosso, com certeza. Quiçá até a divisão;
  • O Patriots perdeu duas seguidas pela primeira vez desde o mês de novembro de 2006. Foram nada menos que 50 jogos sem perder duas seguidas;
  • O Patriots perdeu a primeira partida no mês de Dezembro desde 2006. Sabem que fora a última equipe a fazer isso? Joga na Flórida, é da AFC e não é da divisão Sul;
  • E mais um motivo pra ficarmos esperançosos na divisão: O Pats está 1-5 em viagem. Fará mais duas fora ainda...

Com relação ao nosso time em si, eu tenho três estatisticas da hora:

  • Davone Bess tem números ótimos em suas duas primeiras temporadas, comparadas com WRs que jogaram no Miami na mesma situação. Vence - por pouco - Wes Welker e está atrás apenas de Irving Fryar e de um tal Mark Duper - que lidera a maioria das estatísticas do Miami pra WRs. Só tem um detalhe: ambos ( Fryar e Duper ) tinham como QB um tal de Dan Marino... D-Bess está bem na fita.
  • Chad Henne foi questionado por alguns ( eu mesmo queria Brian Brohom ou Colt Brennan ), mas também está muito bem em comparação com dois QBs Starters de seus times e que sairam antes no Draft: Matt Ryan do Falcons e Joe Flacco do Ravens. Nas 9 primeiras partidas dos 3, Henne está atrás deles ( por pouco, é verdade ) em numeros de TDs, porcentagem e etc, mas tem a mesma campanha: 6-3. Se levarmos em conta que ele não tem a mega defesa do Ravens e nem os bons WRs do Falcons, podemos deduzir que ele também está bem nesta comparação. Claro que conta contra ele nesta comparação o fato de que as 9 partidas não terem sido como Rookie e sim como Sophomore, mas mesmo assim é animador o seu começo. E um adendo: das 6 vitórias, em 4 ele comandou winning drives no fim da partida, contra o relógio e comandando viradas heróicas. Algo que os outros dois nao fizeram nas mesmas 9 primeiras partidas.
  • Já com relação aos nossos WRs, um doce pra quem adivinhar quem é que tem o pior rendimento em passes direcionados a si? Quem falou TGJ acertou. Ele segura menos de 50% do passes que vão para ele ( 44,5% pra ser mais preciso ). O melhor é uma surpresa: Greg Camarillo, com mais de 70%. O segundo é Davone Bess, que no entanto é quem mais segurou passes, mas também teve mais lançados, mas mesmo assim ficou com mais de 70%. O terceiro é Hartline, com 56%. Grande TGJ...

Para ler a matéria completa ( em inglês ), clique em http://www.thephinsider.com/

PS: Ainda estou sem NET em casa. Por isso, atualizações, só eventuais...

Pilulas do dia seguinte... Playoffs??

Ok, passaram-se mais do que um dia após a sensacional vitória contra o Pats, mas é que sem net está osso e viajei ontem a Recife, capital do meu estado. Sendo assim o papo hoje é pós temporada. Para começar um texto do Diário NFL, do meu amigo Danilo Muller:

  • Situação dos Playoffs
    Se os playoffs começassem hoje, essa seria a situação:
    Playoffs AFC
    AFC Sul - Indianapolis Colts (12-0)
    AFC Oeste - San Diego Chargers (9-3)
    AFC Norte - Cincinnati Bengals (9-3)
    AFC Leste- New England Patriots (7-5)
    Wildcard 1 - Denver Broncos (8-4)
    Wildcard 2 - Jacksonville Jaguars (7-5)
    Na luta:
    Baltimore Ravens (6-6), Miami Dolphins (6-6), NY Jets (6-6), Pittsburgh Steelers (6-6)
    Houston Texans, Tennessee Titans (5-7) sobrevivem por aparelhos ( fonte: diarionfl.zip.net

Dado o texto acima, estamos neste momento em 4º na briga pelo Wild Card, mas a situação é um pouquinho pior do que parece. Nos desempates levamos desvantagem atualmente contra o Jaguars ( na Confereência ) e contra o Ravens ( jogos comuns ). Digo Jaguars e Ravens porque acredito que o Broncos se classifique a frente da gente ( pega Raiders e Chiefs por exemplo nas 4 rodadas finais ).

Para passarmos então teremos que vencer primeiramente o Jaguars, e assim ficarmos com campanhas iguais, e contarmos na sequência que eles percam, ao menos, dois jogos já que irão enfrentar times fortes como Colts e Pats. Sendo assim, em eles perdendo dois, podemos terminar na frente. Já com o Ravens o problema são os jogos comunns ( 3x2 deles contra 2-3 nossos ). Por isso temos que, em tese, terminar a frente. Ou vencer mais times comuns que eles.

Mas ainda temos a divisão, que apesar de tudo, encontra-se ainda aberta ( como está custando caro aquela derrota pro Bills... ). O Pats tem 7-5 e nós 6-6 - ao lado do Jets - mas temos 4-2 na divisão contra 3-3 do Jets e 3-2 do Patriots, que ainda irá enfrentar o Bills. Como, pra mim, é praticamente impossível o Pats perder pro Bills, temos que vencer um jogo a mais que o New England, pois neste caso teremos mais vitórias na Conferência do que eles. No entanto tenho que reconhecer que a tabela do Pats é mais traquila que a nossa: além do Bills tem o Panthers, o Jaguars e o Texans ( os dois últimos também jogam contra gente ). Sendo assim, é vencer as quatro que temos pela frente ( Jaguars, Titans, Texans e Steelers ) e torcer que alguém derrote o Pats. O ponto positivo é que são 4 times da AFC, questão de desempate pra divisão, isso é claro, contando que o Pats vença o Bills. Porque se a "tal" derrota for contra o Bills, se empatarmos em vitórias, ficamos com o título diretamente...

São essas, de forma didática nossas chances. Mas só o fato de estarmos vivos - ainda que com poucas chances - após a semana 13 já é uma grande vitória. Segundo alguns babacas por ai, o time teria morrido antes de a temporada começar...

domingo, 6 de dezembro de 2009

Miami é o time da virada, Miami é o time do amor...

Pela cara do Brady, você tem idéia de como foi o jogo... A foto da cabra não teria sentido aqui, mas ele está amarrando o maior bode, por causa da int do Davis, espetacular por sinal...


Antes de mais nada, quero pedir desculpas pela falta de atualização, é que meu modem da OI queimou na quinta a noita devido a trovões e relâmpagos e não consegui um pra comprar. Posto da casa de minha cunhada. Aviso que 50% de Salgueiro está em NET pelo mesmo motivo.

Ao jogo em si, pouco posso falar, pois não vi o mesmo. Ao ver os melhores momentos fiquei com algumas impressões, e deixarei para que vocês façam as correções necessárias, pois viajo hoje a noite pra Recife e só voltarei na terça. Vamos aos pontos:
  • Vontae Davis será o calo de Brady pelos próximos anos. 2 jogos, duas interceptações, o garoto gosta mesmo interceptar o Sr. Bunchen, e ambas contra um tal de Randy Moss de Wide Receiver;
  • Chad Henne não desiste nunca. Ele tenta, luta contra a (péssima) qualidade dos seus recebedores, mas vai conseguindo marcar seus TDs e conseguir suas vitórias. Já são 6 em 9 jogos. E duas das derrotas não podem ser creditadas na sua conta. No entanto, lançar 52 passes é algo irreal. Mas quem liga quando derrota-se o Pats?
  • Ricky Williams precisa de ajuda. Mas de onde ela pode vir? Eu não faço a menor idéia, mas precisamos dela venha de onde vier...
  • Nosso Front-Seven é do balacobaco. Tom Brady ao que parece sofreu a partida inteira e Cameron Wake foi monstruoso no lance que decidiu a partida. Ele é uma grata surpresa. No mais paramos o Pats em uma situação de Quarta pra 1 jarda. Bill Belichik não deve conhecer nosso Front-Seven pra tentar aquilo...
  • TGJ é mesmo um cara inexplicável. Como WR a mesma pouca produção, mesmo que tenha feito uma recepção importante e complicada. E em um retorno primoroso nos colocou no meio do campo e em condições chutar um FG. Não o que dele se espera, mas ao menos hoje não foi desastroso...
  • Nossa OL comete erros, mas em determinados momentos parece até Top Five. Se conseguir ser regular pra cima, podemos ter esperanças...
  • Sparano tem 2x2 contra Bill Belichik. Poucos HCs podem se orgulhar disto.
  • Davone Bess foi soberbo. Mais de 100 pela primeira em sua carreira e conseguindo TD - o primeiro da temporada - e várias conversões de primeira descida. Outro que está sendo além do esperado é Brian Hartline. Marcou o seu terceiro TD. Quem dera certos WRs do time fizessem parecido...
Agora é partir pra cima do Jaguars em Jacksonville. Se vencemos, ficaremos com 7-6. Ai, depois é pensar no Titans. Ou seja, um jogo de cada vez. Afinal, ainda temos chances, mesmo que pequenas... E não é prudente duvidar do time da virada...


PS: Esta vitória não tem * como a do ano passado. Tom Brady estava em campo...

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Como anda o Miami - Week 13

Derrota, sofrida, contra o nosso rival de divisão, Buffalo Bills. Lamentável...

O NE Patriots em casa. É um time forte, que foi surrado pelo Saints de Drew Brees. Portanto eles virão mordidos. Cuidado...

O Jacksonville Jaguars, o outro rival de divisão. Que nos deve uma conta, sobre um certo 63x7, na despidida de Dan Marino...

5-6. Bem que o Patriots deu uma bela ajuda ao ser surrado pelo Saints, mas nós fomos incompetentes ao máximo ao perdemos para o Bills. Agora é vencer o Pats, ficar um jogo atrás deles e sonhar em que eles percam mais que a gente até o fim da temporada. Ou seja, já era Post-Season... E quem perde do Bills pode esperar outra coisa?

domingo, 29 de novembro de 2009

Miami Dolphins 14 x 31 Buffalo Bills - Triste derrota...

Realmente não dá para entender. Nada pode explicar perder um jogo como este que, pra variar, poderia ter sido decidido no primeiro tempo, mas que não o fizemos. E ainda tomamos 17 pontos de desafagem de uma equipe claramente inferior, mas que lutou a cada bola como se fosse a última e sobretudo, capitalizou nossos, vários, erros hoje. Paciência.

A chance que restava, se foi. Afinal mesmo que vençamos o Pats na semana que vem - algo que sempre foi algo mais pra sonho do que realidade, ainda ficaremos uma partida atrás. E nem eu acredito que nestas situações de tabelas consigamos tirar tal vantagem. Com a derrota também damos adeus a qualquer chance de Wild Card, pois o máximop que poderemos fazer é 10-6, e isso se vencermos 5 jogos seguidos. Realmente perdendo pro Bills, não tem como mesmo sonhar com algo mais...

Amanhã a tarde eu posto as pilulas do dia seguinte, mas temos - pra variar - dois culpados: A secundária ( que foi vergonhosamente surrada por um péssimo QB ) e os Recebedores, incapazes de segurar passes fáceis. Vide um tal de TGJ...

Miami Dolphins 7 x 7 Buffalo Bills - Half-Time

O primeiro tempo o time do Miami teve uma interceptação dentro da End Zone ( passe do Ricky Williams pro Haynos ) e isso fez com que ficassemos com apenas 7 pontos. O QB do Bill Ryan FitzPatrick fez um TD corrido, deixando nossa defesa a ver navios. Agora é tentar corrigir e vencer a partida. Mas que este primeiro tempo me lembra certas partidas ( onde dominamos e não matamos o jogo ), está me lembrando...

sábado, 28 de novembro de 2009

Perfeito... o vídeo, que fique claro...

Miami Dolphins at Buffalo Bills

Neste domingo faremos um jogo crucial para o time na temporada, pois vencendo ficaremos pela primeira vez na temporada com mais vitórias do que derrotas. E com uma, provável, vitória do Saints na segunda diante do Patriots, estaremos em condições assumir a liderança da divisão na semana 13. Claro que temos que primeiro, antes de tudo, vencer o Bills. Que a despeito do que dizem, não é pato morto, embora viva um momento bastante atribulado. Mas não temos nada com isso e temos que vencer e vencer. Então, vamos lá ao que precisa ser feito para esta vitória venha:
  • Ricky Williams - Começo citando um jogador e não um setor, até porque o setor agora é ele. Alguns dirão que temos Lex Hilliards e que ele foi bem contra o Panthers, mas não acredito que ele venha a ser constante o suficiente para confiarmos nele como chave pra vitórias. Sendo assim, que o velho, e bom, Williams corra e corra, o máximo que puder. Será fundamental pra vencermos.
  • Secundária - Sim, o setor mais frágil em 2009 ( mais até que os recebedores ) é chave sim pra vencermos. Mesmo que o rival não tenha, nem de longe, um ótimo QB mas em uma excelente dupla de Recebedores em Terrell Owens e Lee Evans. Sendo assim, e ainda mais porque Marshall Lynch não irá jogar, o Bills deverá focar no passe a maioria de suas jogadas. Até porque temos uma das melhores defesas contra corridas de toda a liga e eles não deverão se sair bem neste quesito, usando dos seus recebedores. Momento para outra boa atuação do setor, como a de Yeremiah Bell, que beirou a perfeição contra o Carolina.
  • Recebedores - Na última partida tivemos duas ótimas atuações ( Bess e Hartline ) e duas boas ( TGJ e Camarillo ). Por isso é bom que eles repitam tal papel amanhã. Assim ficaremos bem mais próximos da vitória e Henne mais tranquilo, sabendo que poderá confiar ao tentar um passe.

No mais, é não cometer erros. Assim como fizemos contra o Panther, uma partida 100% sem erros.

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Sacanagem...

Recebi este comentário do meu amigo, blogueiro e torcedor do Pats, Gustavo Alckimin:

Pô Flávio, voce viu que mudaram o jogo do Patriots e Dolphins de horário? Agora é torcer para o Bandsports transmitirem o jogo.


Nem preciso dizer que detestei a decisão. O jogo era um Sunday Night Football e foi mudado de horário ( embora, assim como o Gustavo, sei que isso acontece, devido a importância dos jogos, embora tal jogo possa ser decisivio também ) e passado pra tarde. Mesmo que isso venha trazer alguma vantagem pro Miami ( calor em Miami contra o frio avassalador que faz em Boston ), sou contra tais acontecimentos, até por que - caso Bandsports não transmita - deixamos de ter oportunidade ver um jogo do Dolphins ao vivo em português.

Paciência. E torcer duplamente: para vencermos e que tenha transmissão. E obrigado pela informação Gustavo. O qual eu sempre recomendo para ser lido em seu ótimo Blog.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Jason Fergunson fora e Jake Grove quase...

Esta era prevista após a sua saída, de maca, contra o Panthers. Ele estava meio que por fora e tentou voltar e até que jogara bem contra o Buccs. Mas contra o Carolina, sentiu feio e esta fora da temporada.

Esta é a quinta season ending no Dolphins: Cobbs, Brown, Allen ( o Will ), Fergunson e Pennington. Resolvi buscar quando foi a última vez em que ficamos sem 4 Starters ( Cobbs era o terceiro RB do time ) e apenas achei algo parecido em 1979, quando 3 Starters e dois reservas tiveram suas temporadas encerradas. E claro, tivemos a de 2007 ( de péssima lembrança ), em que Trent Green e Ronnie Brown ficaram de foram quando eram Starters e Ricky Williams se machucou na sua volta, contra o Steelers. Mas não tivemos outras importantes contusões no elenco.

Tony Sparano disse que confia em Paul Soliai ( terceiro anista ) para comandar a DL e disse que poderá mover Randy Starks para a posição de NT caso necessário, já que poderia suprir sua saída com a entrada, como Starter, de Phillip Merling que de fato vem jogando bem. É preciso acreditar.

Na nossa OL tivemos quinta contusão com Grove, Berger e Garner ( Starter, back-up e "gambiara" ). A situação de momento é: Jake Grove está fora do jogo contra o Bills. Irá passar por uma avaliação mais detalhada, mas seu caso é preocupante. Joe Berger tem 50% de chances de jogar contra o Bills, o que vem a ser animador. Já Nate Garner tem 25% de chances de ir pro jogo. Tanto é que hoje Andrew Gardner ( LT back-up de Jake Long, que também participou de alguns snaps ) treinou como Center para qualquer enventualidade. Afinal, nunca se sabe...

Sobre os Running Backs, até aqui nenhuma outra movimentação. Esperava que o time trouxesse alguém do FA, mas até aqui, nada. Aguardemos. E confiemos que nosso Front Office tenha montando um elenco forte e que possa suprir tais ausências

Seis jogos: 6 problemas ou 6 soluções?

O Miami está a 6 partida do fim da temporada. É hora de analisarmos mais detalhadamente sobre estes seis rivais que iremos enfrentar:
  • Buffalo Bills ( fora ) - É um rival que está em baixa. E com todo respeito ao Buffalonians do Brasil ( vide meu amigo Dário Lourenço - Vascão voltou!!!! ), é um jogo no qual o Miami é favorito e temos que vencer a partida. Mesmo que o time tenha Terrell Owens e nós, nem de longe, não temos a mais das seguras secundárias;
  • New England Patriots ( casa ) - Outro rival de divisão, mas que é - reconhecidamente - melhor que a gente. O time do Miami, no entanto, jogou de igual pra igual na casa do Pats. Outra partida daquele nível e com um pouco mais de "aproveitamento" é plenamente possível vencer. Se o Saints vencê-los na semana que vem, saíremos desta partida com a liderança da Divisão. Não custa nada sonhar;
  • Jacksonville Jaguars ( fora ) - Rival de Estado que está numa crescente ( vem de 6-4 ), e é um time forte e que tem um jogo corrrido respeitável. É possível vencer, mas precisaremos estar ligados como na partida contra o Panthers ( são times de níveis parecidos );
  • Tennessee Titans ( fora ) - Jogar em Nashville não é fácil, esteja o Titans bem ou não. Como eles estão se recuperando, é um jogo chave e complicado. Se tivermos vencido os 3 jogos anteriores estaremos embalados e podemos vencer. Mas, mesmo não estando no nível de 2008, eu tenho medo deste Titans;
  • Houston Texans ( casa ) - após jogar dois jogos complicados fora de casa, iremos jogar um outro no Land Shark Stadium. Nunca vencemos o Texans, e é claro iremos acabar com isto. Por isso, arrumem uma "metralhadora" para pararmos Andre Johnson. Vencendo e ficando com 9-7 ou 10-6 poderemos chegar na última semana com chances de ir pra Post-Season;
  • Pitsburgh Steelers ( casa ) - Terminar jogando contra o atual campeão não é bem o que eu queria, mas eles estão tendo seus problemas e ontem perderam para o Chiefs, que é inferior ao nosso time. Isso quer dizer que iremos vencer? Não, mas serve de alento. O time deles também poderá precisar da vitória pra se classificar e isto deixa ( ou deixará ) o confronto em aberto.

Em suma: são seis partidas duras ( exceto o Bills ), mas eu creio que temos o necessário pra vencermos Texans e Jaguars, para igualarmo-nos ao Titans e para endurecer ao máximo contra Pats e Steelers. É impossível vencer o 6 jogos? Não, apenas é pouco provável. Assim como era ano passado e deu no que deu. Então lembrem-se do "mantra" no nosso Head Coach: "WHY NOT US? WHY NOT US?".

domingo, 22 de novembro de 2009

Situação de Playoffs...

Com a 11ª semana praticamente encerrada ( tem ainda dois jogos, mas que não alteram a nossa atual posição ) temos que:
  • Para buscar um Wild Card estamos precisando vencer vários jogos. Hoje somos o 10º time da AFC ( sabendo-se que apenas os 4 campeões de divisão e os dois melhores fora estes ) é que vão para a Post-Season temos um problema. Mas tem notícia boa: estamos 5-5 e temos um time com 6-4 na nossa frente que iremos enfrentar ( Jaguars ) e outro que pode ficar com o mesmo recorde ( Texans ). Problema vem a ser o Ravens que tem um calendário até que fácil pro fim e está na nossa frente. Steelers e Bengals perderam, o que vem a ser uma boa notícia, assim como o Denver.
  • Na divisão não contamos com ajuda do Jets, que agora está oficialmente fora da briga, ao perder por Pats, que lidera com 7-3. Por isso agora temos uma única forma de vencer a AFC Leste: torcer demais pelo Saints e fazer o Pats ficar com 7-4, e se vencermos o Bills ficamos com 6-5. E teremos uma batalha decisiva na semana 13, onde uma vitória, nos tornaria líder da divisão. Parece loucura? Não...

Em suma é isto. Bem que o Jets poderia ter dado uma forcinha, mas ai era pedir demais de um time tão ruim quanto o de NY...

sábado, 21 de novembro de 2009

Rookies e Sophomores - Análise meia-temporada

Durante a temporada passada fiz uma análise mais próxima dos rookies e sophomores ( jogadores em segunda temporada na NFL ), e sei que estou devendo algo neste sentido. Por isso farei agora uma rápida atualização, na ordem do QB até os "chutadores".
  • Chad Henne - QB - Sophomore ( fim do 2º round ). O melhor de todos? Num futuro próximo poderá ate mesmo vir a ser, mas ao menos está nos levando até aqui a uma campanha de 5-2 como Starter ( ok, 3 destas 5 foram contra times da AFC Leste ), e suas duas derrotas até agora poderiam, perfeitamente terem sido vitórias ( Saints e Pats ). Está sendo essencial em nossa recuperação. Não é um Ryan, mas nem de longe parece um Russell.
  • Pat White - QB - Rookie ( metade do segundo round ). Não sei o que falar a respeito dele. Passes ele ainda não acertou e conseguiu algumas poucas corridas e não recebeu passes. Ou seja, nada do que dele se esperava. Aguardemos para maiores análises, mas me parece previsão de escolha errada.
  • Jake Long - LT - Sophomore ( primeiro escolhido geral de 2007 ). Três dados representam o quão bom ele é: 1) foi ao Pro-Bowl como rookie, o primeiro first overall pick a fazê-lo desde 1970; b) Anulou completamente Julius Peppers na quinta; 3) Evolui a cada dia. Corre para ser o melhor LT da Liga. No entanto começou mal em 2009, mas agora está dando a traquilidade que seu amigo de longa data precisa.
  • Donald Thomas - RG - Sophomore ( meio do 6º round ). Era para ser mais um em fim de feira. E hoje é o Starter da OL ao lado de Vernon Carey. E não é qualquer Starter não, é um dos sólidos. Achado e tanto.
  • Andrew Gardner - LT - Rookie ( sétimo round ). Este está sendo útil na rotação da OL e dando um descanso a Jake Long quando este precisa de algum. Não é uma estrela, apenas um "trabalhador padrão". Mas que bem treinado pode virar até um Stater eventual.
  • Joey Haynos - TE - Sophomore( não draftado ). Este é um caso raro no Miami: um não dradtado dando certo. Está sendo efetivo na temporada, com as ausências de Fasano e de Martin.
  • Patrick Turner - WR - Rookie ( terceiro round ). Não sei exatamente o porque, mas ele ainda não recebeu um passe sequer. Minha esperança pra resolver os problemas dos recebedores do Miami, pela sua altura. Fica sem avaliação.
  • Brian Hartline - WR - Rookie ( quarto round ). Uma grata surpresa, é o terceiro em jardas no elenco e está fazendo recepções úteis. Já é Starter do time.
  • Davone Bess - WR - Sophomore ( não draftado ). Um achado. Não ter sido draftado, e lembrem-se que ele era o alvo preferido de Colt "fogo na bomba" Brennan. Pois é, caiu em Miami e é o líder de jardas e recepções do time, mesmo sem ter marcado nenhum TD. Mas para isso tem uma explicação: ele é baixinho, e na End Zone isso é um problema e tanto. Mas é o melhor WR do time, atualmente. E não custou nada ao time. Já tem uns por ai...
  • Lex Hilliard - RB - Sophomore ( sexto round ). Perdeu espaço em 2008, mas mostrou valor em 2009 e cavou seu lugar no elenco. Quinta ele fez, e duas vezes, uma corrida espetacular para first down. Tem boa perspectiva de jogar bastante na temporada atual, agora que Ronnie Brown está fora, e tem sua chance de ouro pra cavar seu lugar no elenco.
  • Phillip Merling - DE - Sophomore ( começo do segundo round ). Metade dos GM´s da Liga passaram reto por ele, por o acharem um injure prone. Pois bem, ele não só jogou todas as partidas como é usando amplamente na rotação dos DEs. Escolha ótima. Brett Favre, é claro, não gostou...
  • Kendall Langford - DE - Sophomore ( começo do terceiro round ). Quando o mesmo foi escolhido, todos perguntaram: quem é este? Hoje, ninguém mais faz esta pergunta. Starter, e sólido por sinal, desde o primeiro treino, é garantia de solidez na DL, mesmo que ( ao contrário de Merling ) não tenha grandes números, mas ele não precisa deles para ser um dos melhores de nossa defesa.
  • J.D. Folsom - LB - Rookie ( sexto round ). Até aqui, apenas no Special Team. Mas lá tem feito um bom trabalho. TGJ agradece...
  • Vontae Davis - CB - Rookie ( first round ). Sem dúvida ele está mostrando seu talento. Mas como é rookie e lançado a ser Starter em um setor que não era forte, pelo contrário, está aprendendo na marra. Levou uma aula de Moss, mas o WR ficou impressionado como ele fez a Interceptação no primeiro quarto.
  • Sean Smith - CB - Rookie ( fim do segundo round ). O mesmo que para Davis, apenas com um adendo: está errando mais. No entanto, acredito termos uma dupla - e forte - pros próximos 10 anos.
  • Chris Clemons - FS - Rookie ( meio do quinto round ). Seguro, ágil e forte. Assim é Chris Clemons. Que está aparecendo mais nas partidas e está sendo útil no Special Team.
  • Dan Carpenter - K - Sophomore ( não draftado ). Kickers normalmente não são draftados, ou quando o são acontece nos late rounds ( exceção é Seba, do Raiders, escolhido no First Round!!!! ). Carpenter já é um clutch Kicker e tem 94,1% de aproveitamento na temporada atual. Espetacular. E ano passado ele foi o mais votado pro Pro-Bowl, mas não foi porque a eleição popular serve apenas como referencial, não determina quem vai. Este ano, creio eu, ele tem chances reais de ir.

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Pilulas do dia seguinte...

Segunda não fiz esta coluna por um motivo não nobre: a atuação pífia, apesar da vitória, não merecia comentários adicionais aos que eu já havia feito. No entanto a de ontem, merece sim e vamos a elas:
  • Parece consenso termos uma boa defesa. Isso quase ninguém contesta, a não ser as falhas na secundária ( que apareceram ontem, talvez menos do que em outras partidas ). Mas ela cansa e não me parece ser apenas uma questão de ficar mais ou menos em campo. Contra o Colts ela praticamente nem entrou em campo e mesmo assim pareceu cansada. O time é o que mais leva pontos no segundo tempo e ontem ainda conseguimos levar nada menos que 14!!!
  • Jake Long calou a boca de muitos críticos que tem. E me deixou bem alegre. Ele não permitiu que Julius Peppers um dos melhores DEs da Liga sequer se aproximasse de Henne e o máximo que ele conseguiu foi forçar um fumble. Atuação de ouro de Long. Que quando necessário foi ajudado, e bem, por Justin Smiley.
  • Falando de OL, eu nunca vi nada parecido com as contusões ontem na posição de Center. Jake Grove, o Starter, machucou-se ai veio o backup dele Joe Berger, o mesmo machuca-se. Ai coloca-se o RT Nate Garner, que por extrema infelicidade também sai lesionado. Se por acaso os dois "natos" não puderem jogar, teremos mais um problema pra resolver. Center é um posição bastante específica e fundamental para o ataque.
  • O velho Joey Porter voltou. E tudo porque passou pelo banco. Parece ter "pregos" no banco do Miami. TGJ quando foi pra lá, conseguiu estabelecer o seu "primeiro" recorde positivo. Porque negativo, ele já possuia um, ou -1 pra ser mais "preciso". Já Porter foi efetivo demais ontem e conseguiu 2 sacks. Os problemas na OL do Panthers podem ter ajudado, mas ele é "fera".
  • A secundária teve uma boa partida. Claro que ainda levamos 1 TD nas costas, mas de um modo geral, uma boa atuação. Isso se, obviamente, tomarmos as atuações anteriores com parâmetro. Destaque para Yeremiah Bell, que salvou um TD de DeAngelo Williams no terceiro quarto, que acabaria virando Interceptação para Natan Jones. E próprio Bell ainda faria outra grande jogada: tirando, literalmente, doce da boca de criança de Steve Smith. É assim que se joga.
  • Ricky Williams é um caso a parte. 32 anos e uma vitalidade garoto. No entanto, faz-se necessário que o time encontre uma alternativa a ele. Já que ele poderá ter um dia ruim e ai...
  • A Wild Cat só foi usada 3 vezes ontem. Acho acertado, pois assim podemos torná-la mais letal. Não é uma jogada pra ser usada em "linha de produção" e sim para ser o "filé de borboleta", o algo diferente. E o motor da Wild é Ronnie Brown, que não poderá mais jogar.
  • Nossos recebedores são engraçados pacas. Ás vezes somem e em outras são quase que perfeitos. Contra o Bills bem que poderia ficarem, ao menos, na média...
  • Ainda sobre contusões, arrumem urgentemente uma benzedeira. Além dos 3 na OL, Jason Fergunson, da maneira com saiu ontem, não deve voltar tão cedo. Assim, é capaz de terminamos sem time... toc, toc, toc...

Pra terminar um frase de Steve Mariucci, sobre Chad Henne

Henne coming into his own as game manager

Dolphins offensive coordinator Dan Henning did a great job of gameplanning. He ran only three snaps out of the Wildcat, perhaps because Ronnie Brown wasn't available. Three times on third down the Dolphins moved Chad Henne to the right for third-down conversions. He was the best coming out of the draft at throwing the ball on the run. It looks like this guy is developing right before our eyes. He's 5-2 now as a starter and he's gaining confidence in himself and his coaches are gaining confidence in him. They threw the ball 18 times in the first half. Maybe the Wildcat is going to be on the back burner a little bit.

Eu concordo com ele em praticamente quase tudo. E o detalhe do recorde é que impressiona: 5-2... se levarmos em consideração que ele perdeu apenas para Saints e Pats, aumentar ainda mais o feito. E em partidas, onde o time teve reais chances de sair com a vitória, fazendo não ser nenhum absurdo dizer que poderia ser até 7-0!!!!

Dolphins 24 x 17 Panthers. Continuamos vivos na temporada...

Em uma partida onde mais uma vez dominamos quase que completamente, o Miami venceu por 24x17 em noite de gala de vários jogadores ( Davone Bess, Jake Long, Ricky Williams, Randy Starks e entre outros ), mas o final, meu Deus. Sparano deve ter ficado inveja do Belichik e não sei o que ele pretendeu, mas foi pra uma quarta pra 3 jardas quando tínhamos um FG certo ( ou quase, porque certo mesmo, nunca é ) e permitiu que o Panthers tivesse mais uma chance.

Fora isto é importante salientar que nossa defesa portou-se - até a secundária - mas vencemos. RickY TD Williams foi um monstro, Bess agora será ( como bem disse o Ivan Zimmerman na transmissão ) BEST e até mesmo TGJ jogou direito, não foi brilhante mas também não foi a figura apagada da últimas partidas.

Agora é torcer contra o Pats domingo. Pois, como todos sabem, é impossível torcer pelo Jets...

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Como anda o Miami - Week 11

Vitória, suada demais, contra nosso rival de estado o Tampa Bay Buccanners, com direito a mais um Henne Miracle.

O Carolina Panthers, fora de casa. É um time forte, que não foi bem no começo do ano, mas agora está melhorando. E sem Ronnie Brown e com a "Porter polêmica", nada será fácil. Aliás, nunca é mesmo...

O Buffalo Bills, nosso eterno rival no Ralph Wilson Stadium. O time acaba de demitur seu treinador, Terrell Owens começou a "xiar" e o clima - neva aos montes por lá - não está nada animador. Sendo assim, e com os nossos próprios problemas - teremos várias assuntos para tratar. Tomara que ao menos o Saints vença o Pats na semana 12.

4-5. Estamos com uma campanha quase zerada. Dependemos de uma vitória hoje pra ficarmos zerados. Em todo caso, vencer hoje é bom para dar ânimo ao time, com a notícia de que Ronnie Brown está fora. E claro, temos um jogo que pode vir a ser decisivo para a temporada, na semana 13.

Ronnie Brown está fora da temporada...

A temporada dele acabou. É uma tremenda falta de sorte. E que agora: Run, Rick, Run!!!

E o pior se confirmou. Com uma lesão no pé, terminou a mais produtiva temporada de Ronnie Brown, que mantém uma triste sina: uma temporada inteiro, uma pela metade ( ou menos ). Estou com tempo escasso e não tenho como fazer um post mais detalhado sobre o assunto. Mas uma coisa é evidente: nossas chances de post-season, que já eram bem reduzidas, ficam perto de inexistentes. Passam a depender de que achemos uma "alternativa" para mantermos o jogo corrido em uma patamar aceitável. Não sei como fazer isso, mas...

É a terceira season ending nossa na temporada. As outras duas foram o QB Chad Pennington e o RB Patrick Cobbs, este que já estava fazendo falta - e muita por sinal.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Joey Porter não quer ( ou não pode ) jogar na quinta...

Cena que ele viveu pela primeira vez em sua vida, exceto quando foi rookie no Steelers.

Que Joey Porter tem a boca maior que seu talento - que é enorme - todos sabem. Que ele, às vezes, consegue motivar os seus companheiros é outro fato marcante em sua carreira. Que ele consegue ser uma grande arma defensiva, idem. Mas este ano ele não está produzindo como em 2008. Voltou ao patamar de 2007, sua primeira temporada em Miami. É preciso salientar que ele é o maior salário do elenco e precisa, mais do que os outros, prozuzir sempre. É um típico jogador que precisa de "shows" para continuar sendo um "show-man", ou em outras palavras, o seu combustível são as suas 'big plays". Sem elas, ele vira um jogador quase que comum.

Ele está péssimo? Não. Apenas era natural que as defesas focassem mais nele em 2009 após o espetacular 2008 ( líder da AFC em sacks, com 17,5 ), mesmo que nas últimas 4 partidas da temporada passada tenha conseguido apenas 1 sack.

Temos então um problema e tanto pra resolvermos: ele no banco - sem o combustível - ficará ainda mais improdutivo, mas por outro lado como mantê-lo Starter sem produzir para isso e deixando jogadores que vem sendo mais "efetivos"?

Ele pode ter pedido pra não jogar por não concordar em fazer parte da rotação e ter exigido a titularidade ( e ai ter demonstrado uma tremenda falta de humildade e companheirismo ) ou pode apenas estar sentindo-se de alguma contusão - semana passada ele perdeu duas sessões de treinos. Se for a segunda, ainda bem, temos um problema médico em um dos melhores jogadores do time o que, em parte, justificaria as suas atuações medianas. Mas se for a primeira opção, ai temos uma bomba pra resolver.

Em todo caso, se ele quiser sair, tem mercado e deveremos conseguir boas picks e/ou jogadores. Talvez um playmaker no ataque não seja tão ruim assim, caso ele venha a ser trocado...

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

E não é que o Colts venceu o Pats!

Um babaca torcedor do Pats ( do Forum o OQB e que não representa em nada os bons torcedores do Pats, vide meu amigo blogueiro Gustavo Alckimin ) disse que Bill Belichik fica sempre com esta cara durante as partidas ( pouco importando se vence ou perde ), quando postei uma parecida no jogo contra o Dolphins. Se for mesmo, ele ( BB ) é um artista ( sem qualquer relação a fatos recentes, de 2000 pra cá... )

Este é o TD que, por pelo menos mais um semana, manteve as nossas parcas chances de Post-Season vivas, caso consigamos vencer a divisão.
Eu explico melhor: estamos agora duas partidas atrás do Pats, que ainda pegam o Saints antes fazerem uma visita ao Land Shark Stadium. Com uma vitória do time de Drew Brees sobre o Pats na semana 11 ( e nós consigamos vencer Panthers e Bills fora de casa ), podemos terminar a week 12 na liderança da AFC Leste...

Eu não sou torcedor do Colts, mas sempre disse que simpatizo com o time, pela sua história e por muitos ter montando o melhor time de todos os tempos, na década de 50. E não nego não nutrir nenhum sentimento aprazível com relação ao NE Patriots. Pois bem, eu me arrependo de ter ido dormir ontem quando o Colts, pela segunda vez na partida, ficou 17 pontos atrás no placar. Sendo assim, achei o jogo terminado. Mas quem tem Payton Manning tem craque... Quem terá amarelado ontem? Garanto que não foi Manning, que ainda por cima, deixou-nos mais perto de um sonho, ainda muito distante...

E agora, o que dirão os babacas? O Miami perdeu pro Colts porquê não tem time, segundo meia dúzia de idiotas por ai. Segundo um certo débio mental, que também faz parte do OQB e é torcedor do Colts, o Miami nem time é. O Pats seria um arremedo de time também?? Sendo que o Dolphins, um timeco segundo os dois débios mentais, teve a bola da vitória em suas mãos ( nas de TGJ pra ser mais preciso ), já o super Pats ontem perdeu no finalzinho, sem ter como dar resposta.

Nada como um dia após o outro e uma noite no meio, como diz meu velho pai...

Já sobre Ronnie Brown, até agora, nenhuma outra novidade. Esperemos pelo melhor, como ele próprio disse ontem. Ou então teremos que contar com mais produção de Ricky Williams. E ai cabe uma pergunta: ele tem mais a oferecer ou já está jogando o seu máximo? Resposta a esta e a outras perguntas, acho que só amanhã...