sábado, 27 de junho de 2009

Sobe e Desce...

Sean Smith: Este é o cara!!! E Tony Sparano assina embaixo...

Matéria do Blog Thephinsider mostra três jogadores que sobem e três que descem nesta off-season. Com adaptações e comentários meus, portanto não é o texto original traduzido, mas sim que serviu de base para este:

Subindo:
  • Sean Smith, CB/S - Sem dúvida uma grande contratação, possivelmente melhor que Vontae Davis, por seu disciplinamento tático e carater irrefutável. As notícias sobre ele são as melhores possíveis e os especialistas que cobrem o time sempre rasgam elogios a ele. Além disso ele está por quase cavar seu lugar como Starter do time. E detalhe salta aos olhos: em seus 4 anos em Utah, ele só jogou como CB/S nos dois últimos. Antes ele era Wide Receiver. Espantoso.
  • Jake Grove, C - Ok, todos sabem que eu sinto "saudades" do Samson Satele, mas é inegável que a OL tenha melhorado seu desempenho até aqui nas OTAs e MiniCamps. Ele custou caro ( com todos os bônus possíveis por desempenho ele pode embolsar até 29,5mi, uma grana preta sem dúvida ) mas seu rendimento até aqui corresponde ao seu "peso". Não podemos nos esquecer que Satele saiu do Dolphins porque seria leve demais e que Grove veio exatamente pra preencher esta lacuna. Se ele conseguir desempenhar bem seu papel, poderemos ter um belo ano dos nossos RBs...
  • Patrick Turner, WR - Este está mostrando que poderá calar seus críticos, que o consideraram uma escolha nula, pois ele seria Receiver pra fim de Draft ou até mesmo ser um UDFA. Não acreditei nisso, pois não acredito que ele passasse do fim do terceiro round, no máximo do top 10 do quarto. Ele está mostrando que pode ser o que mais sentíamos falta: de um recebedor alto, pras bolas na End Zone e contra CBs bons, mas "baixos". Quem se lembra bem de 2008, quase todos os passes dentro da Red Zone eram pros TEs, que em geral são mais altos. Agora, com Turner que tem 1.98m, estas bolas podem ir para um WR. Que assim seja.
Descendo:
  • Eric Green, CB - Mas já? Não posso dizer que ele seja um desperdício, mas o escritor o colocou com o jogador no qual ele tem menos fé pra render em 2009. Não sei se é pra tanto, ele tem treinado no primeiro time, embora Sean Smith seja o primeiro do sobe e que possa roubar-lhe tal condição de Starter, creio que Green poderá ser mais efetivo do que os outros CBs que estavam no Dolphins em 2008. Mas se um Blogueiro dos EUA acha isso, é prudente abrir os olhos;
  • Brian Hartline, WR - Bom este até que tem feito um trabalho decente, mas nada de assombroso. O problema dele é a concorrência: Camarillo, TGJ, Bess e Turner parecem solidificados no elenco, com Brandon London e Ersnet Wilford jogando bem nos treinos, melhor do que ele até. Sendo assim, qual o papel dele no time? Até este momento: eu não sei dizer, mas ele terá que ralar pra conseguir um...;
  • Cameron Wake, DE/OLB - Este chegou credenciado por ser um "estrela" da CLF - Liga Canadense de FA. Até agora não mostrou nada além de ser um "jogador de rotação", tendo treinado como DE e como OLB, sempre no segundo, às vezes no terceiro, time. Ele está em aclimatação no Dolphins, ao sair de uma liga de nível quase 0 pra NFL. Mas poderia estar sendo mais efetivo nos treinos. Se ele for apenas um jogador pra descansar Porter, terá saído caro demais.
Reitero que o texto é baseado no colihido nestes site ( www.thephinsider.com ).

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Dois toques... e com uma preocupação grande!!!

Dois toques rápidos:

  • Amanhã teremos uma coletiva especial no LandShark Stadium. O movito? A confirmação de que Glória Estefan e seu marido Emilio Estefan se tornarão sócios minoritários. Sabe o que eu penso? Stephen Ross quer atrair a mídia pro Miami Dolphins, e isso ao meu ver, parece ser salutar. Mas demonstra que ele talvez não tenha tanta bala na agulha quanto parecia possuir.

  • Vontae Davis foi, ou teria sido, preso por dirigir sem licença válida no Estado da Flórida ( lá nos EUA, ao contrário do Brasil, cada estado faz sua própria legislação e exigem coisas distintas, embora uma base seja comum ). Onde está o problema? Oficialmente o time anunciou que no mesmo dia e horário, ele estava treinando com a equipe ( dia 09 ). Ou Vontae Davis conseguiu se dividir em dois ou o Miami Dolphins já o está "protegendo" de suas próprias "besteiras". Não é um absurdo ele dirigir sem uma carteira de habilitação válida na Flórida, mesmo que ele tenha tido suficiente pra ter providenciado uma, mas o time "tentar" esconder tal fato, é um problema grande, enorme. E pode abrir precedentes perigosos...