sábado, 28 de novembro de 2009

Perfeito... o vídeo, que fique claro...

Miami Dolphins at Buffalo Bills

Neste domingo faremos um jogo crucial para o time na temporada, pois vencendo ficaremos pela primeira vez na temporada com mais vitórias do que derrotas. E com uma, provável, vitória do Saints na segunda diante do Patriots, estaremos em condições assumir a liderança da divisão na semana 13. Claro que temos que primeiro, antes de tudo, vencer o Bills. Que a despeito do que dizem, não é pato morto, embora viva um momento bastante atribulado. Mas não temos nada com isso e temos que vencer e vencer. Então, vamos lá ao que precisa ser feito para esta vitória venha:
  • Ricky Williams - Começo citando um jogador e não um setor, até porque o setor agora é ele. Alguns dirão que temos Lex Hilliards e que ele foi bem contra o Panthers, mas não acredito que ele venha a ser constante o suficiente para confiarmos nele como chave pra vitórias. Sendo assim, que o velho, e bom, Williams corra e corra, o máximo que puder. Será fundamental pra vencermos.
  • Secundária - Sim, o setor mais frágil em 2009 ( mais até que os recebedores ) é chave sim pra vencermos. Mesmo que o rival não tenha, nem de longe, um ótimo QB mas em uma excelente dupla de Recebedores em Terrell Owens e Lee Evans. Sendo assim, e ainda mais porque Marshall Lynch não irá jogar, o Bills deverá focar no passe a maioria de suas jogadas. Até porque temos uma das melhores defesas contra corridas de toda a liga e eles não deverão se sair bem neste quesito, usando dos seus recebedores. Momento para outra boa atuação do setor, como a de Yeremiah Bell, que beirou a perfeição contra o Carolina.
  • Recebedores - Na última partida tivemos duas ótimas atuações ( Bess e Hartline ) e duas boas ( TGJ e Camarillo ). Por isso é bom que eles repitam tal papel amanhã. Assim ficaremos bem mais próximos da vitória e Henne mais tranquilo, sabendo que poderá confiar ao tentar um passe.

No mais, é não cometer erros. Assim como fizemos contra o Panther, uma partida 100% sem erros.

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Sacanagem...

Recebi este comentário do meu amigo, blogueiro e torcedor do Pats, Gustavo Alckimin:

Pô Flávio, voce viu que mudaram o jogo do Patriots e Dolphins de horário? Agora é torcer para o Bandsports transmitirem o jogo.


Nem preciso dizer que detestei a decisão. O jogo era um Sunday Night Football e foi mudado de horário ( embora, assim como o Gustavo, sei que isso acontece, devido a importância dos jogos, embora tal jogo possa ser decisivio também ) e passado pra tarde. Mesmo que isso venha trazer alguma vantagem pro Miami ( calor em Miami contra o frio avassalador que faz em Boston ), sou contra tais acontecimentos, até por que - caso Bandsports não transmita - deixamos de ter oportunidade ver um jogo do Dolphins ao vivo em português.

Paciência. E torcer duplamente: para vencermos e que tenha transmissão. E obrigado pela informação Gustavo. O qual eu sempre recomendo para ser lido em seu ótimo Blog.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Jason Fergunson fora e Jake Grove quase...

Esta era prevista após a sua saída, de maca, contra o Panthers. Ele estava meio que por fora e tentou voltar e até que jogara bem contra o Buccs. Mas contra o Carolina, sentiu feio e esta fora da temporada.

Esta é a quinta season ending no Dolphins: Cobbs, Brown, Allen ( o Will ), Fergunson e Pennington. Resolvi buscar quando foi a última vez em que ficamos sem 4 Starters ( Cobbs era o terceiro RB do time ) e apenas achei algo parecido em 1979, quando 3 Starters e dois reservas tiveram suas temporadas encerradas. E claro, tivemos a de 2007 ( de péssima lembrança ), em que Trent Green e Ronnie Brown ficaram de foram quando eram Starters e Ricky Williams se machucou na sua volta, contra o Steelers. Mas não tivemos outras importantes contusões no elenco.

Tony Sparano disse que confia em Paul Soliai ( terceiro anista ) para comandar a DL e disse que poderá mover Randy Starks para a posição de NT caso necessário, já que poderia suprir sua saída com a entrada, como Starter, de Phillip Merling que de fato vem jogando bem. É preciso acreditar.

Na nossa OL tivemos quinta contusão com Grove, Berger e Garner ( Starter, back-up e "gambiara" ). A situação de momento é: Jake Grove está fora do jogo contra o Bills. Irá passar por uma avaliação mais detalhada, mas seu caso é preocupante. Joe Berger tem 50% de chances de jogar contra o Bills, o que vem a ser animador. Já Nate Garner tem 25% de chances de ir pro jogo. Tanto é que hoje Andrew Gardner ( LT back-up de Jake Long, que também participou de alguns snaps ) treinou como Center para qualquer enventualidade. Afinal, nunca se sabe...

Sobre os Running Backs, até aqui nenhuma outra movimentação. Esperava que o time trouxesse alguém do FA, mas até aqui, nada. Aguardemos. E confiemos que nosso Front Office tenha montando um elenco forte e que possa suprir tais ausências

Seis jogos: 6 problemas ou 6 soluções?

O Miami está a 6 partida do fim da temporada. É hora de analisarmos mais detalhadamente sobre estes seis rivais que iremos enfrentar:
  • Buffalo Bills ( fora ) - É um rival que está em baixa. E com todo respeito ao Buffalonians do Brasil ( vide meu amigo Dário Lourenço - Vascão voltou!!!! ), é um jogo no qual o Miami é favorito e temos que vencer a partida. Mesmo que o time tenha Terrell Owens e nós, nem de longe, não temos a mais das seguras secundárias;
  • New England Patriots ( casa ) - Outro rival de divisão, mas que é - reconhecidamente - melhor que a gente. O time do Miami, no entanto, jogou de igual pra igual na casa do Pats. Outra partida daquele nível e com um pouco mais de "aproveitamento" é plenamente possível vencer. Se o Saints vencê-los na semana que vem, saíremos desta partida com a liderança da Divisão. Não custa nada sonhar;
  • Jacksonville Jaguars ( fora ) - Rival de Estado que está numa crescente ( vem de 6-4 ), e é um time forte e que tem um jogo corrrido respeitável. É possível vencer, mas precisaremos estar ligados como na partida contra o Panthers ( são times de níveis parecidos );
  • Tennessee Titans ( fora ) - Jogar em Nashville não é fácil, esteja o Titans bem ou não. Como eles estão se recuperando, é um jogo chave e complicado. Se tivermos vencido os 3 jogos anteriores estaremos embalados e podemos vencer. Mas, mesmo não estando no nível de 2008, eu tenho medo deste Titans;
  • Houston Texans ( casa ) - após jogar dois jogos complicados fora de casa, iremos jogar um outro no Land Shark Stadium. Nunca vencemos o Texans, e é claro iremos acabar com isto. Por isso, arrumem uma "metralhadora" para pararmos Andre Johnson. Vencendo e ficando com 9-7 ou 10-6 poderemos chegar na última semana com chances de ir pra Post-Season;
  • Pitsburgh Steelers ( casa ) - Terminar jogando contra o atual campeão não é bem o que eu queria, mas eles estão tendo seus problemas e ontem perderam para o Chiefs, que é inferior ao nosso time. Isso quer dizer que iremos vencer? Não, mas serve de alento. O time deles também poderá precisar da vitória pra se classificar e isto deixa ( ou deixará ) o confronto em aberto.

Em suma: são seis partidas duras ( exceto o Bills ), mas eu creio que temos o necessário pra vencermos Texans e Jaguars, para igualarmo-nos ao Titans e para endurecer ao máximo contra Pats e Steelers. É impossível vencer o 6 jogos? Não, apenas é pouco provável. Assim como era ano passado e deu no que deu. Então lembrem-se do "mantra" no nosso Head Coach: "WHY NOT US? WHY NOT US?".

domingo, 22 de novembro de 2009

Situação de Playoffs...

Com a 11ª semana praticamente encerrada ( tem ainda dois jogos, mas que não alteram a nossa atual posição ) temos que:
  • Para buscar um Wild Card estamos precisando vencer vários jogos. Hoje somos o 10º time da AFC ( sabendo-se que apenas os 4 campeões de divisão e os dois melhores fora estes ) é que vão para a Post-Season temos um problema. Mas tem notícia boa: estamos 5-5 e temos um time com 6-4 na nossa frente que iremos enfrentar ( Jaguars ) e outro que pode ficar com o mesmo recorde ( Texans ). Problema vem a ser o Ravens que tem um calendário até que fácil pro fim e está na nossa frente. Steelers e Bengals perderam, o que vem a ser uma boa notícia, assim como o Denver.
  • Na divisão não contamos com ajuda do Jets, que agora está oficialmente fora da briga, ao perder por Pats, que lidera com 7-3. Por isso agora temos uma única forma de vencer a AFC Leste: torcer demais pelo Saints e fazer o Pats ficar com 7-4, e se vencermos o Bills ficamos com 6-5. E teremos uma batalha decisiva na semana 13, onde uma vitória, nos tornaria líder da divisão. Parece loucura? Não...

Em suma é isto. Bem que o Jets poderia ter dado uma forcinha, mas ai era pedir demais de um time tão ruim quanto o de NY...