sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Caminhos para a vitória: Monday Night vs NE Patriots

Alguns anos atrás, passar contra a defesa do Pats era suicídio. Hoje em dia, é o caminha mais fácil para conseguir jardas...

Com 2-1 de campanha ( e 1-1 dentro da divisão ), a partida de segunda-feira a noite ( MNF ), ganhou ares de decisão. Sim, tão cedo assim. Explico: outra derrota e ficamos em desvantagem contra os dois rivais, e em caso de empate dentro da divisão, vale o desempenho dentro da mesma. Por isso, mais do que nunca, segunda é vencer e vencer, não temos outra alternativa. E como fazer para vencer o time de Brady, Moss, Welker e cia? Bom, antes de mostrar os caminhos cito um dado interessante: desde 2000 o placar é 11x09, sendo este o mais apertado do Pats contra os rivais de divisão neste período. E desde 2004 ( exceto o fatídico 2007 ), os times vem dividindo derrotas. Portanto, se perguntarem a Bill Belichik, qual rival mais perigoso, é bom provável que ele diga o Dolphins. Vamos ao que temos que fazer para encaminhar o empate neste embate ainda este ano ( já que a série histórica vencemos por 50x39 ):
  • Chad Henne to Marshall. Dan Henning precisa acordar de sua hibernação e conscientizar-se de que temos um combo fortíssimo no passe. Marshall esteve perto da perfeição domingo contra o Jets e Chad Henne fez sua melhor partida, passando longe das interceptações. Além disso, D-Best e B-Hartline tiveram partidas ótimas, mas ainda insistimos na ( às vezes ) improdutiva Wild Cat. Espero que contra o Pats, deixemos nosso QB livre pra escolher as jogadas, claro e evidente que variando passe e corrida, afinal temos dois RBs de elite. Mas nada de deixar Ronnie Brown e Ricky Williams em "direct snap". Henne to Marshall é a jogada. Ainda mais que a secundária do Pats é uma das 5 piores da temporada.
  • Parem os TEs. Dustin Keller foi o cara que nos matou domingo. Alguns lembrarão de Braylon Edwards, e é merecida a lembrança. Mas quem conseguiu downs improváveis e terríveis foi o TE. Aliás, não é de hoje que temos problemas contra TEs, e diga-se de passagem, é um problema nas defesa 3-4, pois falta gente na DL e ai os Safeties tem que subir pra marcar, deixando espaços atrás. E é preciso termos mais preocupação ainda, pois poucos QBs na NFL sabem usar os TEs melhor do que Tom Brady, se é que existe algum. Por isso olho aberto ( em 100% do jogo ) em Hernandes e Gronkowski, pois se eles tiverem espaço...
  • Pressão em Brady. Bom, isso é tarefa básica de qualquer defesa, certo? Sim e não. Fizemos isso contra Edwards ( que não pode ser levado em consideração, pois foi cortado do Bills esta semana ) e Favre ( que está em baixa até aqui na temporada, mas é uma lenda ), mas em Mark Sanchez no Domingo nem encostamos nele. Sendo assim, é bom que Mike Nolan tenha acertado o nosso pass-rush, porque Tom Brady com tempo pra pensar e com a leitura de defesas que ele possui, nossas chances de vitória caem consideravelmente, isso se não se tornarem nulas. Claro que temos Vontae Davis ( duas ints contra Brady, uma dos melhores marcas contra de sua carreir ), mas não podemos contar - vide Jason Allen - que em todos os jogos iremos ter jogadores em dia de MVP. Por isso é bom que Misi e Wake ao menos consigam fazer Brady sair do pocket, ficando mais desconfortável e tendo que se livrar da bola, não fazer um passe 100% certinho. Se isso acontecer - de gerarmos pass-rush - temos 60-40 de chances de vencer. Do contrário, eu diria que passam a ser de 30-70 ou menos.

Nenhum comentário: