quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Dois Toques: uma penca de contusões...

"Uma vitória sem sabor, mais com cara de derrota". Pode parecer um exagero, mas a frase dita por vários Generais durante os séculos, vem a calhar com o nosso caso, na vitória diante do Titans. Afinal, foram tanto os "héróis" que cairam durante o combate, que seria o caso de se pensar: valeu a pena?

Não estou dizendo que era o caso de perder e ficar com os jogadores. É apenas olhar como vencemos, mas podemos ter dado adeus a post-season, mesmo que a vitória fosse a única forma de mantermos o sonho. Senão, vou listar todos os problemas atuais do Dolphins:
  • Jake Long, LT: Contusão (séria) no ombro. Todos sabem que Long é um dos 3 melhores LT da NFL, mas as chances de que fiquemos sem ele até o fim da temporada ( talvez depois do jogo de amanhã ). E portanto a questão é mais embaixo: como substituir alguém deste quilate? Trocando em populês: como se substitui um Dan Marino? Resposta: não se substitui...
  • Vernon Carey, RT: Contusão serissíma no joelho. Fora da temporada. E o pior, ele é quem poderia tentar "diminuir" uma provável perda de Jake Long.
  • Chad Pennington, QB: Contusão no ombro. Fora da temporada. Todos sabem do apreço que tenho por Chad-P e pelo o que ele fez em 2008. Mas sei que ele não é o futuro desta franquia. Serviu bem ao que foi proposto. Agora infelizmente deve encerrar de vez a carreira.
  • Chad Henne, QB: Contusão no joelho. Ainda não foi definido o tempo, mas o certo é que se Henne puder jogar, será daqui a 4 ou 5 semanas. Portanto, ele só voltaria, na melhor das hipóteses, diante do Bills em casa, na semana 16. É o QB na qual a franquia deveria apostar pros próximos anos. Ao menos é o que eu penso. E ele fazia uma boa partida quando se machucou. Mais uma, aliás...
  • Joe Berger, C: contusão no joelho. É mais um problema na OL. E sem OL, nenhum QB joga. Ok, Peyton Manning é uma exceção, mas este faz parte do HOF ainda na ativa.
  • Outros jogadores estão treinando com limitações, para poderem suportar as partidas: Cameron Wake, Chris Clemons, Yeremiah Bell, Kendall Langford e Randy Starks. A perda de um deles ( e é possível mais que isso ), pode enfraquecer ainda mais o elenco. Alguns destes nomes, nem tem reservas...

Ainda sobre a partida de amanhã: mas agora é com Tighpen que iremos. E devemos ter confiança nele, apoiar e esperar que as coisas fluam. Um dado interessante é que: alguém percebeu que o nosso playbook estava mais agressivo do que vinha sendo usualmente? E que com isso Henne jogou melhor? E que assim, temos mais chances pra vencer os próximos jogos? Pode parecer bobagem, mas eu venho falando disso ( sobre o nosso OC ) a muito tempo. Ao que parece, ele se mexeu. E isso é bom, muito bom. Que venha mais, muito mais...

Nenhum comentário: