sábado, 24 de abril de 2010

Perfil do Escolhido: A. J. Edds - OLB - 4º Round

Um OLB de branco, de uma universidade que nem é essas coisas todas. Este é A.J. Edds, nossa aposta pra gerar pass-rush. Será que vai dar certo? Eu não sei, mas ele tem lá suas virtudes...

Abrindo o nosso Draft no sábado fomos atrás de mais um OLB e draftamos Edds, de Iowa. Ele com certeza terá direito a snaps em Miami, dada a falta de grandes nomes, mas com o desenvolvimento certo, poderá ter um bom futuro na Liga. Este é Edds, que assim como o Dolphins, precisa melhorar no setor...
  • Nome: A. J. Edds / Altura: 1.92 / Peso: 111 / Universidade: Iowa / Classe: Sênior.
  • Pontos Fortes: Possui o tananho ideal e força acima da média para a posição. Jogador duro, porém leal, e é competidor nato, lutando até o fim da partida. Tem ótimos instintos e é muito inteligente.
  • Pontos Fracos: Precisa de apoio adequado para desenvolver em um pass-rush de elite. Tem dificuldade na leitura do jogo, não é bom na cobertura em campo aberto e precisa ganhar massa muscular pra poder encarar melhor os Tackles da NFL.
  • Notas: Starter durante 3 anos na sua Universidade e foi o "dono" da defesa neste período. Não tem grandes números em termos de sacks, algo que tera que ter na Liga.
  • Avaliação do Flavão: Chega para ser, em tese, back-up dos OLBs do time ( Wake e Misi ao meu ver ), é mais adequado para atuar no Weak Side, devido a não ter a massa muscular necessária para tanto. Mas pode, se bem desenvolvido virar Starter do time.

Perfil do Escolhido: John Jerry - OG - 3º Round

O cara é forte, tem talento e vem de uma conhecida Universidade. Mas ele era mesmo necessário?

No terceiro round eu esperava de tudo ( até mesmo um QB, acreditem ), menos um Offensive guard. E porque essa surpresa? Temos uma OL que mistura talento, juventude e experiência em boas doses e é um dos melhores setores do time, com certeza o que tem menos problemas. Mas agora é feito e Jerry chega com qualidades suficientes para ser Stater. No lugar de quem? Hum, acho que vai sobrar pra Justin Smiley.
  • Nome: John Jerry / Altura: 1.98 / Peso: 149 / Universidade: Ole Miss / Classe: Sênior
  • Pontos Fortes: Excelente altura, ótimas mãos, excelente impulso no snap e extramente forte no jogo corrido, podendo ser o "abridor" de buracos pros nossos RBs, uma vez realizado o bloqueio ele vai além e às vezes realiza até mesmo outro. É um batalhador nato e, bom para a posição, náo é de cometer faltas. Instintos sólidos e durável, não ficando de fora de partida alguma. É versátil ( pode alinhar como Center ), tem muita qualidade e experiência.
  • Pontos Fracos: Não tem um bom jogo de pés e teve uma contusão ( fora da temporada da NCAA ) no joelho, não é muito rápido e ágil, não é tão bom no campo aberto, sendo fintando nessas situações com um certa facilidade, faltando-lhe explosão também nestas ocasiões.
  • Notas: Starter durante os seus 4 anos, algo raro entre os jogadores da NCAA. Foi nomeado para o 2º time da All Sec em 2009. Seu irmão Perria é DT do Pakers e seu primo Jamarc Sanfold é Safety do Vikings. Pode atuar tanto como RG ou LG, além de contribuir como Center eventualmente. Seu tamanho raro poderá fazer com que nossa OL passe para o próximo nível. Ronnie Brown e Ricky Williams devem ter ficado felizes com a escolha.
  • Avaliação do Flavão: Não era a nossa maior necessidade e eu fiquei um tanto surpreso com a sua escolha. Mas é um talento nato para Guard. Com ele em campo, deveremos ter mais força no jogo corrido, pois ele é forte nisto, podendo fazer com que nossos RBs possam obter mais jardas. Em que posição ele irá jogar? Eu arrisco que ele irá para a de RG, em substituição ao "peso" de ouro Justin Smiley. Para mim Donald Thomas não corre risco com a sua chegada.

Perfil do Escolhido: Koa Misi - DE/OLB - 2º round

Nawa'akoa Lisiate Foti Analeseanoa Misi. Este é o nome do nosso melhor LB escolhido neste draft. Se a sua produção estiver ligado ao tamanho do nome, Joey Porter será esquecido rapidinho...

Uma surpresa. Assim podemos classificar a escolha de Misi. Não que ele seja um péssimo jogador, longe disso aliás. Ele é power atlethic, ou seja, força é o seu forte. Seus números também são bons e ele jogou junto com Sean Smith, que teria dado ótimas informações sobre o ex-companheiro.

  • Nome: Koa Misi / Altura: 1,89 / Peso: 114 / Universidade: Utah / Classe: Sênior
  • Pontos Fortes: força atlética é sua principal qualidade, o que lhe permite ser extramamente explosivo, sem deixar de ter agilidade e velocidade enormes também. Sabe usar muito bem suas mãos para se livrar dos tackles. Versátil é o chamado "lenhador" e não desiste nunca das jogadas, dando o seu máximo em cada snap. Tem potencial de crescimento e é obediente taticamente.
  • Pontos Fracos: Seus instintos não são os melhores, tem dificuldade com marcação dupla - a qual deverá encontrar na NFL, não é um sackador nato e nem deve sê-lo na Liga.
  • Notas: Foi starter durante 3 anos em sua universidade, o que lhe confere experiência, foi nomeado para o 1º time da All CMM em 2009, tendo figurado no segundo time em 2008. É considerado um workout warrior, ou o chamado trabalhador dedicado. Sua qualidades atléticas o credenciam para ser um bom pass-rush na NFL, podendo até - se bem desenvolvido - virar um atleta de elite. Adequado ao esquema 3-4, o nosso, por isso não fomos de Sergio Kindle.
  • Avaliação do Flavão: Boa pick. A primeira vista parecia ser uma temeridade, mas agora ao buscar os dados complementares, vejo que ele é um nome interessante. Pode mesmo virar o nosso novo tackleador no Strong Side, força pra isso ele tem. Se o Wake render no Weak side, estaremos bem na temporada. Vários especialistas foram unânimes: a escolha dele ao invés de Kindle foi um bom movimento do Dolphins.

Perfil do Escolhido: Jared Odrick - DT/DE

Ele é o escolhido. Não é a nossa maior necessidade? Sim, fato, mas ele era o melhor jogador disponível. É esperar que ele venha a fazer o mesmo que na foto diversas vezes por ano
  • Nome: Jared Odrick / Altura: 1,93 / Peso: 138 / Universidade: Penn State / Classe: Sênior
  • Pontos Fortes: Tem um bom tamanho e biotipo forte. Velocidade de boa para ótima. Ótima reação quando o snap acontece, o que é vital para a posição. Usa bem suas mãos, consegue penetrar na OL adversária. Agressivo e muito competidor. Instintos bons e tem consciência das jogador. Trabalhador, versátil e boa leitura/adpatação aos esquemas.
  • Pontos Fracos: Não consegue sair-se bem dupla proteção, não é muito ágil e não se move bem lateralmente. Não é excessivamente forte no ponto de ataque. Não tem bom jogo de pés. Não é o mais produtivo e não é considerado um playmaker nato. Tem razoável capacidade crescimento. Sua "saúde" é um ponto questionável.
  • Notas: Sobrenome é pronunciado "ODD rick". Foi titular durante 3 anos an Penn State. Foi nomeado para o All-American, em 2009, além de figurar no primeiro time da All-Big Ten em 2008 e 2009. Foi o jogador defensivo do ano como sénior em 2009, na Big Ten. Foi cortado por uma mão quebrada e um tornozelo fraturado em 2007. Típico jogador que faz tudo bem, mas nada grande. É um Defensive Tackle no esquema de 4-3, mas - em tese - deverá render melhor como Defensive End em um esquema de 3-4. Sua altura e força física o impedem - novamente em tese - de ser o nosso novo NT. em 04/03. Não é particularmente chamativo, mas oferece uma agradável mistura de instrumentos físicos e intangíveis. No entanto é mais um Twenneer no elenco.
  • Avaliação do Flavão: Existiam opções melhores? Do ponto de vista de talento, não. Do ponto de vista das necessidades do time, sim. Poderíamos ter draftado Sergio Kindle ou Jerry Hughes, legítimos pass-rusher um de nossos calos, já que mandamos embora os dois OLBs titulares, ou ainda Taylor Mays pra ser o nosso Free Safety, calo da secundária. Mas não é um absurdo escolher o BPA ( melhor jogador disponível ). Só questiono que ele não será - mais uma vez em tese - o fiel da balança de nossa DL e que não deverá ser ele o substituto de Jason Fergunson. Enfim, temos que aguardar e dar chances a ele. Mas se ele tiver vindo pra ser DE, posição na qual não temos grandes carências - mas que poderá crescer bastante com ele, poderemos ter atrasado em uma temporada, o avanço de nossa defesa para o nível das defesas campeãs. Como conseguimos uma pick de segundo round na troca com o Chargers e com Kindle ainda disponível, quem sabe esse medo não seja apenas um, medo!!

Fim de feira, as boas pick, acreditem, apareceram...

Em sentido oposto dos 3 primeiros rounds, os picks do chamado "fim de feira", foram animadores. A saber, os escolhidos foram:
  • 4º Round, 21º pick ( 119º geral ) - A. J. Edds, OLB ( Iowa ). Chega para ser o OLB no Strong Side, que era ocupado por Joey Porter. Não digo que ele será Starter, apenas que irá jogar por este lado da defesa;
  • 5º Round, 14º pick ( 145º geral ) - Nolan Carroll, CB ( Maryland ). Pode ser o reserva imediato de Sean Smith e é bem produtivo no Special Team, talvez a maior razão para sua escolha;
  • 5º Round, 32º pick ( 163º geral ) - Reshad Jones, S ( Georgia ). Chega para fazer sombra a Chris Clemons, que deve ser o nosso Free Safety. Bom jogador, ágil e que batalha duramente em cada lance. Detalhe: neste pick ano passado o próprio Clemons foi escolhido.
  • 7º round, 5º pick ( 212º geral ) - Chris McCoy, OLB ( Midle Tennesse State ). Universidade obscura, nome mais ainda obscuro e ninguém sabe nada dele. Estranho? Em sétimo round, quase todos são assim.
  • 7 round, 45º pick ( 252º geral ) - Austin Spliter, OLB ( Ohio State ). Quase o último a ser draftado, Spliter chega pra jogar no setor mais duvidoso do time. E ai, pode acabar cavando um lugar entre os 53 da temporada. Vem de uma conceituada universidade.

Análise ( geral ) do Flavão: De um modo geral, adorei este fim de feira ( que ainda não acabou ), pois trouxemos jogadores para setores que realmente precisamos. Podem até não vingar, mas vem para tentar tampar buracos que temos no elenco. Jones é fera, caiu pro 5º round por que tem problemas de durabilidade...

Round 2 e 3: Que picks foram essas?

Por problemas de saúde ( pressão arterial alta ), não pude realizar o acompanhamento insttantâneo do Draft, e por isso peço desculpas a todos, mas o motivo é claro era impeditivo. Mas olhando pelo lado bom, ainda bem que eu não estive on-line ontem, porque ao olhar agora o que fizemos, eu estou com muitas dúvidas. Vamos a elas:
  • Porque raios passamos reto por Sergio Kindle, Terrency Cody e Taylor Mays para draftarmos Koa Misi? Bom, ao ler sobre o mesmo vi que ele tem qualidades que poderiam ser até melhores do que as de Kindle. Até ai tudo bem, mas ele é um melhor talento do que Mays, que seria o nosso FS Starter dada a sua grande qualidade? E sobretudo passar Cody, um monstro como NT? Não faz, aparentemente, sentido a não ser que Misi venha a ser o pass-rush em substituição a Porter no Weak Side. Pode até ser. Mas eu teria ido de Cody ou de Mays, com certeza.
  • Se Misi já foi uma escolha pra lá de surpreendente, o que dizer de John Jerry, um OG? De todos os setores do time, o único que é Top na Liga é a OL, mais até do que nossos corredores. Um setor que tem 5 Starters sólidos e elogiados por todos os analistas da NFL, precisava gastar uma pick tão alta em um OG? A resposta sobre todos os sentidos é não. Porque o fizemos? Sei lá, mas eu não teria feito isso. Sairam depois dele, só para saber: Major Wright(S), Navarro Bowman(OLB) e Corey Peters(DT/NT).

Até aqui um draft sem cobrir buracos críticos da defesa, trazendo dois reforços em setores em que não estávamos mal e um pra uma necessidade que vem cheio de dúvidas. Sei não, mas a primeira vista, este terceiro Draft da era Parcells está sendo até aqui o pior de todos, mesmo que Odrick seja um ótimo valor pro time, mas não onde precisávamos. Aliás em todos os drafts tivemos escolhas "duvidosas", como os Rbs nos late rounds em 2008 ( Jalen Parmele e Lex Hiliard ), Pat White em 2008 e agora essas 3 escolhas. Vá lá, duas já que Odrick é um talento verdadeiro.

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Refazendo o Plano...

Hoje teremos o 2º e 3º rounds, e temos picks em ambos. Primeiro duas considerações:
  • Não fiquem surpresos caso rolem trades, sobretudo no nosso caso, as para baixo. É costume de Parcells em Drafts fazer isso. Ele apenas não o fez em 2008 e 2009 porque não conseguiu com quem fazer. Se aparecer uma proposta interessante, ele irá aceitar. E não se esqueçam que com a de ontem, conseguimos reduzir a metade o custo da vinda de Brandon Marshall e ainda temos o Odrick, que está longe de ser um péssimo jogador.
  • Muitas das equipes que venceram SB recentemente, tem jogadores vindos dos midle rounds, por isso é aqui que, de verdade, se consegue elenco. Não basta ter uma estrela, é preciso elenco.
  • Ainda sobre a trade: o Miami além da pick de segundo round recebeu o ILB Tim Dobbins, com 5 anos de experiência. Vem pra fazer depth, além disso irá ter que assinar com o Chargers a tender, já que ele é RFA, para só ai vir pro Dolphins. É um adendo que só descobir agora.

Sendo assim, jogadores que servem à nossa defesa e ainda estão disponíveis:

  • Sergio Kinndle, OLB - Pass-rush do nossos sonhos, desde ontem a noite;
  • Terrence Cody, NT - Para o caso de Odrick ter sido draftado pra ser DE, o que é o mais provável;
  • Daryl Washinton, OLB - caso alguém escolha o Kindle antes da gente, ou façamos trade-down;
  • Taylor Mays, S - o melhor DB disponível no momento.
  • Carlos Dunlap, DE/OLB - Pode ser o pass-rush escolhido, até mesmo antes do Kindle. Ou depois, caso role trade-down.

Fora destes é quase impossível prever algum nome no segundo round. Quando escolhermos nosso pick, irei fazer rapidamente uma lista de jogadores do terceiro round.

quinta-feira, 22 de abril de 2010

E com a 28ª pick o Dolphins seleciona...

Jared Odrick, DT de Penn State. Foi uma surpresa, mas ele não é um mau jogador, mas eu queria talento no OLB ou na Secundária. Segundo meu amigo Guilherme Oppitz ele é mais DE do que NT no esquema 3-4. Daqui a pouco mais informações do escolhido...

Tá chegando a escolha...

Faltam 2 escolhas para nossa pick de primeiro round e ainda temos sobrando: Taylor Mays(S), Jerry Hughes(OLB), Dan Williams(DT) e Sergio Kindle(OLB). Destes, creio eu, um será escolhido. Minha aposta de última hora? Bom, eu iria de Williams, mas Mays não é nenhum absurdo.

Miami troca sua pick com o Chargers

Em um draft cheio de reachs absurdos e escolhas toscas a dar com pau, o Miami fez algo sensato: trocou sua pick com o Chargers, escolhendo na posição deles no round 1 ( 28ª ), além da escolha de segundo ( 40ª ) e a de quarto round os times trocaram de posição. Grande negócio de Parcells e cia...

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Mock Draft Undefeat Team

Hoje a tarde eu e mais alguns amigos, fizemos um Mock Draft, tentando acertar as escolhas de primeiro round do Draft, que começa amanhã. Agradecimentos: Rafael Nóbrega, Guilherme Oppitz e aos membros do Chat do Blog: Pedro, Derek, Henrique e Rock.

  • 1 - Saint Louis Rams – Sam Bradford – QB – Oklahoma - Escolha óbvia e necessária para a reconstrução do time, após as duas últimas pífias temporadas.
  • 2 - Detroit Lions – Ndamukong Suh – DT – Nebraska - A defesa do Lions precisa de um jogador como Suh para passar ao próximo nível e incomodar os QBs adversários.
  • 3 - Tampa Bay Bucanneers - Gerald Mccoy – DT – Oklahoma. A defesa tem necessidade de ter um grande valor como base da defesa. Com McCoy eles conseguem isso.
  • 4 - Washington Redskins – Russel Ukong – OT – Oklahoma State. O time preferiu ir na experiência de McNabb do que se arriscar em Clausen. Sendo assim, draftam o melhor OT disponível, para proteger sua nova aquisição.
  • 5 - Kansa City Chiefs – Bryan Bulaga – OT - Yowa. A busca por OTs é onda desde 2007. Sendo assim o Chiefs, que ainda não tem o seu, arruma-o ao draftarem Bulaga. Matt Cassell agradece.
  • 6 - Seatle Seahawks – Trent Williams – OT – Oklahoma - O mesmo que para o Chiefs, sendo que o Hawks não tem o seu QB em bom momento ( Hasselbeck ) e está longe de ser um jovem.
  • 7 - Cleveland Browns – Eric Berry – S – Tennesee - Aqui é a chamada "pule de 10". Mesmo que outro grande valor sobre aqui ( tipo Suh ou McCoy ) o time irá de Berry. Refazendo assim a sua secundária.
  • 8 - Oakland Raiders – Jimmy Clausen – QB – Notre Dame. Não faz sentido o Clausen no Raiders? Fazia o Darrius Harvey-Bey? O Jamarcão? O McFadden? Ou seja, nada faz sentido quando quem drafta é o "mágico" Al Davis.
  • 9 - Bufallo Bills – Dan Williams – DT - Tennessee. O nosso rival está mudando o sistema da defesa ( de 4-3 para o da moda 3-4 ) e precisa de um NT. Williams, mesmo com cara de reach, é o indicado.
  • 10 - Jacksonville Jaguars – Derrick Morgan – DE – Georgia Tech. Outra escolha óbvia. O time não consegue gerar pass-rush e um fatores para isso é a falta de DEs. Com Morgan, resolvesse este problema, ou ao menos, parte dele.
  • 11 - Denver Broncos – Dez Bryant – WR – Oklahoma State. Alguém duvida desta escolha? Basta ver que eles não possuem mais WRs de qualidade.
  • 12 - Miami Dolphins - Jason Pierre-Paul – DE/OLB – South Florida. Nossa escolha tem que ser cirúrgica. E ao escolhermos JPP draftamos o mais atlético jogador deste draft, mas que é um diamante bruto, que precisa ser bem lapidado. Pra mim faz sentido, embora eu quisesse mesmo é Earl Thomas.
  • 13 - San Francisco Niners – Joe Haden – CB – Florida. Eles precisam de talento na secundária e Haden é um valor bom demais para ser passado.
  • 14 - Seatle Seahawks – C. J. Spiller – RB - Clemson. Westbrook velho e sem reposição? Combinação ruim demais, ainda mais sem a segurança de McNabb. Por isso Spiller, o melhor corredor deste draft é uma aposta lógica.
  • 15 - NY Giants – Roland Mcclain – ILB – Alabama. A defesa do Giants decaiu demais depois de 2007. McClain pode ser o elo de ligação com o velho nível.
  • 16 -Tennessee Titans – Everson Griffen – DE – Southern California. Uma das melhores defesas, precisa de mais talento? Sim, e Griffen é uma aposta. Arriscada até.
  • 17 - San Francisco Niners – Mike Iupati – OT – Idaho. Alex Smith pode até ir bem em 2010, mas para isso será necessário proteção. Iupati é a melhor opção.
  • 18 - Pittsburgh Steelers – Maurkice Pouncey – C – Florida. A OL do Steelers é uma piada. Big Ben - se não suspenso ou negociado - irá agradecer. É o melhor Center do Draft. Outra necessidade seria um FS, com Thomas a ser um talento valioso nesta altura.
  • 19 - Atlanta Falcons – Brandon Graham – OLB – Michigan. O ataque parece no ponto, mas falta qualidade na defesa, sobretudo para gerar pass-rush. Sendo assim Graham faz total sentido.
  • 20 - Houston Texans – Earl Thomas – S – Texas. O mais novo time da NFL agradece aos GMs rivais que deixam o segundo melhor S do Draft sobrar até eles. E não o deixam passar.
  • 21 - Cincinatti Bengals – Taylor Mays – S – Southern California. A secundária do Bengals foi a diferença entre a ida ao SB e ter parado no Divisional Playoffs. Com Mays, o time tenta evitar nova queda.
  • 22 - New England Pats – Jermaine Gresham – TE – Oklahoma. O time do Patriots tem um grupo bom WRs, mesmo que Welker venha de uma séria contusão. Mas o time precisa de um TE, forte e que possa servir de desafogo do ataque. Gresham é opção.
  • 23 - Green Bay Packers – Charles Brown – OT – Southern California. Você sabe qual time sofreu mais sacks em 2009? Pois é, Rodgers irá rir de orelha a orelha se Brown for o escolhido.
  • 24 - Philadelphia Eagles – Kyle Wilson – CB – Boise State. Eagles precisa de talento na secundária e Wilson é o nome.
  • 25 - Baltimore Ravens – Jarred Odrick – DE – Penn State. Os anos são implacáveis e a defesa do Ravens precisa se rejuvenecer. Odrick é um nome ideal.
  • 26 - Arizona Cardinals – Sean Wheaterspoon – OLB - Missouri. Dansby veio pro nosso time. Precisa mais pra explicar o pick em Wheaterspoon?
  • 27 - Dallas Cowboys – Anthony Davis – OT - Rutgers. O famoso pipoca da NFL, Tony Romo precisa de proteção para deixar os críticos com a boca fechada. Será Davis a solução?
  • 28 - San Diego Chargers – Ryan Mathews – RB – Fresno State. Acabou a era LT em san Diego. Darren Sproles é um RB que precisa de complemento. Mathews pode ser este complemento.
  • 29 - NY Jets – Sergio Kindle – OLB - Texas. Nosso mais odiado rival precisa - acreditem - de OLB, pra dar ainda mais corpo a sua ( assustadora ) defesa. Kindle cairia com uma luva no sistema de Rex ( calado em 2009 pelo Dolphins ) Ryan.
  • 30 - Minnesota Vikings – Kareem Jackson – CB – Alabama. Alguns apostam em Tim Tebow neste pick. Mas Jackson é um pick mais sensato e pensando a longo prazo, já que a secundária sofreu com Drew Brees e enfrenta duas vezes por ano a dupla Strafford e Rodgers. Além de Jay Cutler.
  • 31 - Indianapolis Colts – Roger Saffold- OT - Indiana. E temos mais um OT ( sétimo ) neste primeiro round. Pois é, até mesmo Peyton Manning precisa de alguém a protegê-lo. E Saffold é um nome, até certo pontos surpreendente, que pode ser o homem da tarefa.
  • 32 - New Orleans Saints – Taylor Price – WR – Ohio State. Já imaginaram Brees com um WR melhor do que os que ele tem a sua disposição atualmente no Saints? Seguindo este pensamento, Price é o valor ideal ( que trocadalho triste este... ).

Draft é amanhã e o calendário de 2010 divulgado...

Amanhã é o dia do Draft. E o Chat do Blog irá estar bombando comentando as escolhas de todos os times e claro, esmiuçando as nossas. Assim que o escolhermos um jogador, o perfil básico do mesmo irá aparecer aqui no Blog, quase que instantenamente. Quer entrar no chat? digite como contato no seu msn o seguinte contato: group343080@groupsim.com. Após a inclusão, chame a atenção e irá aparecer o convite para se juntar ao Chat. Clique em abrir e pronto, você estará automaticamente conectado ao Chat. A comunidade do Dolphins no Orkut também estará a postos, eu me dividirei entre estes 3 canais. Fique ligado e comente no Blog, no Chat e no Orkut. Este draft é de suma importância não só pra 2010, mas para às próximas 5, 6 ou até 7 temporadas.
Também foi divulgado a ordem de nossos adversários. Veja quando e onde iremos entrar em campo nas 16 rodadas da temporada regular:
  • Dolphins at Bills, 12 de Setembro;
  • Dolphins at Vikings, 19 de Setembro;
  • Jets at Dolphins, 26 de Setembro ( Sunday Night Football );
  • Patriots at Dolphins, 04 de Outubro ( Monday Night Football );
  • Bye
  • Dolphins at Packers, 17 de Outubro;
  • Steelers at Dolphins, 24 de Outubro;
  • Dolphins at Bengals, 31 de Outubro;
  • Dolphins at Ravens, 07 de Novembro;
  • Titans at Dolphins, 14 de Novembro;
  • Bears at Dolphins, 18 de Novembro ( Thursday Night Football )
  • Dolphins at Raiders, 28 de Novembro;
  • Browns at Dolphins, 05 de Dezembro;
  • Dolphins at Jets, 12 de Dezembro;
  • Bills at Dolphins, 19 de Dezembro;
  • Lions at Dolphins, 26 de Dezembro;
  • Dolphins at Patriots, 02 de Dezembro.

Algumas análises preliminares:

  1. Saímos na pior por pegarmos Lions em e os dois mais forte da NFC North fora de casa, no caso Vikings e sobretudo o Packers e o seu temível Lambeau Field.
  2. Começamos com dois jogos fora de casa e teremos os 3 confrontos dentro da divisão nas 4 primeiras rodadas. Se vencemos as 4, arrancamos bem, caso contrário... além começar e terminar longe de casa.
  3. Nas 4 últimas rodadas acontecerá o contrário, ou seja, iremos ter a volta contra os rivais. Não gostei deste formato. Estes jogos são carregados por demais com rixas e são sempre complicados. Mas está feito e não temos como mudar.
  4. Iremos ter apenas um Monday Night, contra 2 ano passado ( fora o que foi modificado, contra o Pats, que passou pro Domingo ). Isso é reflexo do que aconteceu em 2009.

domingo, 18 de abril de 2010

Draft Prospects: Major Wright - FS

Não é da época de vocês, mas ele me lembrou do seriado Duro na queda, hit do início dos ano 80.

Caso a nossa opção de primeiro round seja por um OLB, teremos que buscar um Free Safety no terceiro ou quarto. E um dos bons nomes que deverão estar disponíveis é de um jogador que já é da Flórida, dos Gators.

  • Nome: Major Wright / Altura: 1.82 / Peso: 93 / Universidade: Florida Gators / Classe: Júnior
  • Pontos Fortes: Altura adequada a posição. Boa velocidade e com raozável explosão, necessária para acompanhar os WRs adversários. Confiável e consegue parar bem as jogadas. Tem longos braços o que facilita o alcance da bola e é hábil. Apesar de júnior, é experiente, já que joga regularmente desde o seu primeiro ano na Universidade.
  • Pontos Fracos: Não é tão físico e explosivo quanto o necessário para enfrentar os rivais de NFL, mais fortes e mais agéis que os da NCAA. Tem que compensar sua falta de explosão para igualar-se na cobertura. Fica, por vezes, fora de controle e por recebe faltas e em outros momentos escolhe mal as rotas.
  • Notas: Starter praticamente em todos os jogos desde que chegou nos Gators, no entanto nunca recebeu indicações na SEC, uma das mais fortes de toda a NCAA. Sua durabilidade é considerada ótima, já que jogou a temporada quase toda com um dedo quebrado. Tem as ferramentas para ser um Starter sólido na NFL, mas com certeza será ao menos um back-up eficiente e Special Teammer valioso.
  • Cotação: O ideal seria que ele sobrasse pro quarto round, o mais indicado por ele. Se o escolhermos no terceiro, teria um certo ar de reach, a menos que ganhemos no próprio Draft - via Trade down - outra(s) pick(s) de terceiro.