domingo, 27 de novembro de 2011

First Down - Não deu no dia de Ação de Graças...

Como todos sabem, eu não ligo para o que dizem os críticos do Blog. O Blog é nosso, é da torcida do Dolphins e para os leitores ( sérios ) de outros times, que fazem deste um dos mais vitistados Blogs de NFL da Blogsgfera Brasileira, o que me deixa bem orgulhoso. Por isso tanto faz se falam que eu só posto em vitórias do times ou não. Ninguém está nem ai se meu PC quebrou ( posto de uma Lan House neste momento ) e se tive que viajar a trabalho. Enfim, aqui é um espaço nosso e feito para um público específico. Sendo assim up.

O Miami perdeu para o Dallas. Um adversário melhor, com um momento melhor na temporada do que os outros 3 que tinhamos vencido anteriormente, fora de casa e com um QB que tem seus dias de estrela. Perder era uma possibilidade bem real. E que acabou acontecendo. O que me deixa meio curioso é que o Miami deve ser a equipe que mais perder por menos de um posse na NFL nesses últimos 10 anos. Quase sempre é assim, poucas são as varridas que levamos comparando - é claro - com as que perdemos por menos de uma posse.

Enfim perder é normal, ainda mais diante de um Cowboys e fora de casa, o que não é normal é tomar FG no finalzinho, é voltar a ser inoperante na Red Zone. Isso não é normal. Agora é bola pra frente e seguir tentando vencer o maior número possível de partidas.

4 comentários:

Derek Szabó disse...

E pensar que se não tivessemos entregue aqueles 2 jogos (podem falar o que quiserem, na minha opinião, foram entregues e boa), estaríamos com 5-6 e reais chances de irmos aos playoffs.

Tv. J disse...

Play-offs, o que era difícil se tornou impossível =/

Flávio Vieira disse...

pois é, quando fizemos 0-3 eu já tinha entregado os pontos...

Dan Pereira disse...

pode parecer mentira mais eu acreditei até 0-4 depois disso eu tinha certeza que a temporada estava perdida.

Agora é esperar o Draft.

vi a NCAA nesse final de semana e dos QBs o que mais me agradou foi Matt Barkley depois dele o Luck, Griffin, Moore, Murray e por ultimo Jones