terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Fim de uma era. E agora José?

Tony Sparano não é mais o nosso Head Coach. Aliás, ele o era quando começou o ano?

A menos que você more em Marte, deve ter ficado sabando que em Janeiro o dono do Miami Dolphins, Stephen Ross cruzou todo o território dos EUA para ir a San Francisco contratar o atual técnico do Niners, Jim Harbaugh. Pois bem, ele fez isso e não contratou o cidadão que agora tem apenas a segunda melhor campanha da NFL!!. E o que isso tem a ver com Tony Sparano, agora ex-treinador do Dolphins? Tudo, ora bolas. Afinal Sparano não havia sido demitido ainda ( e a previsão é que seria logo ) e o dono do time cruzara o país de costa a costa atrás do melhor Coach da NCAA que queria ir para NFL ( o melhor, custo dizer isso, é Nick Saban de Arkansas, que não deverá nunca mais voltar a NFL ). Quem em sã consciência ficaria satisfeito com isso? E como é que se faz isso e no dia seguinte convoca a imprensa para, ao lado de um claramente constrangido Sparano, dizer que tem total confiança no Coach?

Não custa nada lembrar que Ricky Williams ( que tem feito falta ) abriu a boca e desancou Sparano para a imprensa, crendo ( como todos ) que Sparano jamais permaneceria no cargo. E ficamos com Sparano e sem Williams. Mas tem mais: a fala de Williams seria a sensação de todos no vestiário. E outra: porque demitir agora quando ele venceu 4 em 6 e não quando o time perder sete seguidas, tendo entregado feio diante do Broncos? Porque manter ele por mais 6 partidas? Só para agora mandá-lo embora? Mas porquê? Será que pensaram mesmo que daria para vencer 9 jogos e ir para a post-season? Espero que não.

Stephen Ross corrije agora, com uma temporada terrível de prejuízo, um erro cometido em Janeiro. E que pode ter-nos custado 4 ou 5 anos a mais longe do Super Bowl. Mas porque isso? Ora, nenhum técnico conseguirá chegar aqui e nos levar ao Super Bowl no ano que vem. Tivemos uma chance de ter um que poderia ter conseguido, mas Ross ( sabe-se lá porque ) não o contratou.

Sparano fez o seu melhor? Acho que sim. Chegou em um ponto e de lá não passou. E nem pode-se usar em sua defesa que não teve poder, porque ele próprio disse que foi a favor de Pat White. Enfim, termina uma era. Que ao contrário das duas anteriores, ao menos nos levou a post-season. Mas que, na média, foi insuficiente para o que queremos para o nosso time. E detalhe: quando ele assumiu em 2008, o time não tinha um QB. Ele agora sai, e o time continua sem ter um...

Quem será o novo Coach? Muitos deverão discordar, mas por mim o correto seria efetivar Mike Nolan. Tem o comando da defesa e conhece a organização por dentro. Não seria ( mais uma ) traumática a reconstrução e com o OC certo, este ataque pode tornar-se letal. Enfim é esperar.

5 comentários:

Dan Pereira disse...

olha eu penso o seguinte, Sparano pegou um time de 1-15 e levou para 11-5 com Pennington de QB e playoffs, ano seguinte perdeu Pennington e entrou Henne ai foi a decadencia da era Sparano ele não soube jogar com o Henne e sentiu muito a perda de Pennington e ai foi onde tudo foi para o saco ele perdeu o controle entrou em desespero e ai vimos que Sparano não era um bom HC.

2008- 11-5 QB Pennington
2009- 7-9 QB Henne entrou na week-3
2010- 7-9 QB Henne
2011- 4-9 QB Moore entrou na week-4

olha ele conseguiu motivar um time que tava 0-7 para 4-9 não é qualquer HC que consegue deixar seus jogadores motivados como Sparano deixou ele é fraco sim mais tem muitos piores por ai, eu tinha certeza que ele seria mandado embora mais não tão cedo como foi.....bom agora que venha um HC de nome e pegue o Griffin ou de a vida e traga o Luck no Draft ai sim.......


desculpa o tamanho do texto

RFIALHO disse...

Eu sou bem cético quando se trata de contratar "coachs" nos Dolphins. Principalmente depois de tudo que aconteceu no inicio do ano, todo mundo começa a especular um monte de grandes nomes... o Ross com aquela cara de sonso dele vai feito um cachorro babão atras dos caras... mas nenhum dos grandes nomes dá a mínima para o Dolphins.

Por isso mais uma vez acho que no final das contas vai aparecer um zé ninguém ai para ser nosso HC. É a mesma coisa que fizemos com o OC no inicio do ano... grandes nomes, promessa de um ataque espetacular, com uma nova filosofia de jogo... e aí que aparece?... Brian QUEM?

Sei não, acho melhor a galera colocar os pés no chão pra depois não ficar frustrado.

Flávio Vieira disse...

bem observado Fialho, por isso eu efetivaria o Nolan.

E acho que perdemos nossa grande chance de ouro ao não termos conseguido o Harbaugh.

Ele é o diferencial no Niners. Poderia sê-lo em Miami? Eu não tenho a menor dúvida.

Dan Pereira disse...

por enquanto são esses nomes os mais falados:

Bill Cowher
Jon Gruden
Jeff Fisher
Brian Billick
Schottenheimer Marty
Les Miles

Henne em uma entrevista disse estar triste por Sparano ir embora e que esperava ficar mais um ano no Dolphins com Sparano de HC....

melhor ler isso do que ser cego

Pedro Braga disse...

O miami so vai começar a funcionar quando um técnico de nome, que cospe marimbondo, e não fica aplaudindo field goal, for contratado. Nada de efetivar coodenador para HC, nada de pegar HC da NCAA que venceu 32 de 35 partidas...temos que ter um HC que no minio, ja tenha um anel de Super Bolw, dinheiro a gente tem.