sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

First Down: Ficar com Moore/Henne ou apostar em alguém no Draft?


Acho que não seja segredo para ninguém que eu não fique nem um pouco entusiasmado com a possibilidade de que Matt Moore seja o Starter em 2012. Me desculpem os que gostem da ideia, mas eu a abomino. E antes que digam que eu defendo Henne, não, também não o quero como Starter em 2012. Mas existe um problema bem interessante: se eles não o forem ( o que desejo ), quem o será?

Primeiramente vamos ver o que pode acontecer com qualquer um deles como Starter em 2012: o time ficar fora da post-season ou caso consiga a vaga, perder logo na sequência por falta de alguém com o algo a mais. Existe, contudo, uma chance de que um deles ao chegar na post-season ( nenhum dos dois jamais pisou em campo nessa situação ) exploda e vire o Sr. "Clutch". Existe esta chance é claro, mas eu prefiro ter alguém de quem eu possa esperar mais. Acho que todos estão comigo nesta. Sendo assim, chegamos a um consenso: Henne ( que vira FA ao fim da temporada ) e Matt Moore servem para Backups, não para Starters. Dessa maneira, vamos olhar para o Draft, certo?

Hoje o Miami seria o nono time a escolher e pelos scouts da NCAA existem 3 QBs que valem a pena uma pick dentro do Top Ten: Andrew Luck ( que deverá ser o First Overall Pick ), Matt Barkley ( que não deve fugir do Top 5 ) e R. Griffin III. Este é o Quarterback que poderia sobrar para nós. Poderia, mas é muito pouco provável que vá sobrar. Mas ai depende rolar Trades ou não. Onde eu quero chegar é que temos chances pequenas de pegar um deles. E ai é que chega a grande questão: os outros valem a pena? Ao que parece, não. Pegar qualquer um dos outros QBs com Pìck entre a 10ª e a 15ª segundo os analistas seriam reach e a depender do jogador em questão, coisa absurda mesmo. Algo como fez o Ravens ao escolher Joe Flacco, que era QB para sair depois de Chad Henne segundo alguns analistas.

E como fazer? Escolher outro QB no segundo round e correr o risco de vir outro Beck, ou pior ainda, um Pat White? Não é fácil sem dúvida, mas mando uma perguntinha: alguém ai conhece algum QB selecionado no segundo round que venceu, como Starter, o Super Bowl.?

Se não usarmos o Draft, podemos passar a pensar no FA. E disso, eu trato na próxima coluna, mas antes de encerrar um dado: o Miami é o quinto de 5 times com 4-8 e iremos enfrentar um deles domingo ( Eagles ). Vencer ou torcer por uma derrota para termos uma melhor chance de escolher um QB melhor?

8 comentários:

Dan Pereira disse...

olha entre Henne e Moore sou mais o Moore e não vou esconder isso só que não quero ver Moore como starter em 2012 queria um QB novo ou Rookie ou outro qualquer, arreia as calças pelo Manning se for o caso.

No draft estamos correndo perigo de ficar sem QB isso sem Barkley já deu a entender que está mais para lá do que para ca para ir no draft assim restando no top 10 Luck e Griffin sera que caiu um no nosso colo??? Não ai é pensar em outra posição WR ou CB e pegar um QB no FA é o jeito

Dan Pereira disse...

isso sim*

Tomás Rios disse...

Tenho minhas dúvidas sobre o Landry Jones, não sei se vai ser uma boa pegar ele no Draft, tomara que o Robert Griffin sobre pra nós, pq o Barkley não vem de jeito nenhum. Se não sobrar nenhum dos 3 pega o Riley Reiff pra fica no lugar do Colombo.

Derek Szabó disse...

Henne vira FA e Moore ainda tem contrato, então seria burrice pagar multa recisória ao Moore (que ao meu ver é melhor) e renovar com Henne. Ireland sabe disso, e como Henne nunca foi nada de especial na NFL, então creio eu que a nossa Jersey #7 ficará vaga no ano que vem.

Eu não acompanho à NCAA, mas torço por um QB Rookie, que possa ser nosso futuro, nossa franquia. Não quero que tragam um QB apenas pra dizer que trouxemos um QB.

Outra opção é pelo FA, mas sinceramente, nenhum nome me empolga.

FAs ano que vem:

Drew Brees - Um dos 3 melhores da liga, mas não sai de NO, sem chance.
Matt Flynn (GB) - Nas 2x que vi jogar, gostei do que vi, mas uma coisa é jogar debaixo da saia do A-Rod, sem pressão nenhuma. Outra é assumir uma bomba que é o Miami. Acho que dos FA, pode ser a melhor opção, mas longe de ser O CARA pra resolver nossos problemas
Alex Smith (SF) - Aprendeu a jogar esse ano com Jim Harbaugh, mas só sabe jogar com ele. Deve renovar o contrato graças ao bom ano que teve.
Jason Campbell (OAK) - Um Matt Moore mais velho.
Donnovan McNabb - Sem comentários.


Então o jeito ou é trade up pra pegar uma das estrelas do Draft, ou vender a alma pelo Peyton Manning, caso o Colts escolha o Luck para ser o futuro da franquia. Eu sou um admirador do futebol dele, e gostaria muito de vê-lo usando nossa Jersey #18.

Desculpem o comentário longo, mas fazia tempo que eu não deixava um desses.

bil disse...

drew bress, second round pick, super bowl winner

Flávio Vieira disse...

entre Henne e Moore eu fico com o primeiro. Aliás, deixei claro no texto que não fico com ninguém.

SEndo assim, vc fazem um erro ao dizer que se não rolar QB no Draft pega um no FA. o problema é que o draft é pós-FA e não o contrário.

E não se esqueçam que a maioria queria que o time gastasse pick em Kyle Orton. E vejam onde ele está hoje...

Dan Pereira disse...

Henne ficou dois anos com mais INT do que TD Moore está com 9 TD 5 INT não preciso nem dizer quem prefiro, gosto de TD e não de INT e Henne adora uma INT e fora que é burro demais para jogar na NFL.

e para falar em QB eu acho muito cedo ainda vamos esperar terminar os Bowls da universidade e a temporada da NFL fora isso é tudo especulação.

A gente não sabe nem quem vai se declarar para o Draft ainda e quem realmente vai ser FA ano que vem.

Flávio Vieira disse...

Moore fez o mesmo que agora está fazendo em 2009. Ai a torcida do Panthers ( e a Diretoria tb ) acharam que era a solução e deu no que deu...

e é injusto citar com o Henne, ao menos em 2009: ele pegou o time com 0-3 venceu 7 em 13.

2010 eu fico calado.