sábado, 6 de agosto de 2011

Dois Toques - Porque ignoram a defesa do Miami?

Esta defesa, em 2010, ficou no Top Ten de quase todas as estatisticas. Só não foi melhor porque tomamos duas surras pro Pats, quando o ataque não conseguir converter pontos e a mesma ficou cansada.

Agora em 2011 temos tido um noticiário focado no ataque e os motivos são vários: saída de ídolos ( Brown e Williams ), novo Coordenador Ofensivo ( Daboll ) e a incerteza sobre QBs ( Henne, Moore, Devlin e agora O´Connell ). Mas porque ignoram nossa defesa? Temos um dos melhores DCs da NFL ( Mike Nolan ), temos talento em desenvolvimento ( Davis, Smith, Misi, Odrick, Carroll... ) e veteranos da hora ( Dansby, Allen, Taylor... ), e todos sabem que montar um setor "matador" leva ao menos 3 temporadas. Estamos agora na segunda e a defesa já foi Top Ten, após um 2009 desastroso.

Alguns pontos que podem deixar-nos mais animados:
  • Miami vem fazendo adições mais no ataque do que na defesa, mas enquanto as do ataque precisarão se entender entre si, as poucas adições na defesa não;
  • A troca que fizemos entre Crowder e Burnett se explicam pelos números: Crowder tinha - em toda sua carreira ( 6 anos ) - apenas uma interceptação e dois fumbles forçados. Burnett fez mais do que isso na temporada passada, portanto temos aqui um upgrade;
  • A chegada de Jason Taylor. Claro e evidente que ele dispensa maiores apresentações, mas ele é um jogador diferente da maioria por um fato: ele faz as grandes jogadas. Quando o adversário está perto de um TD decisivo ele é o cara com quem você pode contar para impedí-lo;
  • Cameron Wake vai para a sua terceira temporada. Não custa lembrar que LB é uma posição de aprendizado continuo e como se dá tal aprendizado é o que diferencia os LBs bons dos Mitos. Wake teve 14 sacks ano passado e foi para o Pro-Bowl. Este ano a perspectiva geral é de ele ir além. Até onde? 20 sacks talvez não seja pedir demais;
  • Paul Soliai era uma peça descartável ano passado nesta época. Agora é "apenas" o melhor homem da DL. E quem foi que fez isso? Apenas ele? Não é claro. Aqui vem o dedo de Mike Nolan. Que disse que pode melhorá-lo ainda mais agora em 2011. Você duvidaria do nosso Coordenador de Defesa?
  • Jared Odrick e A.J. Edds jogaram ( juntos ) apenas 1 partida em 2010. E agora estão saudáveis e mostrando evolução. O primeiro ao que parece deverá ser reserva de Langford e o segundo de Burnett. Mas os dois, esperem por isso, poderão vir a ser Starters durante a temporada;
  • Will Allen poderá, quem sabe, jogar uma temporada inteira após dois anos de estaleiro. Se isso se confirmar, espere por grandes notícias acerca de nossa Secundária;
  • Sean Smith e Vontae Davis irão para break-out year, ou se preferirem, para a temporada de maturidade ou para a temporada após o aprendizado. É comum dizer que as posições mais complicadas para se adaptar ao jogo da NFL são os Wide Receivers e Cornerbacks, justamente pelas gritantes diferenças do jogo da NCAA com o da Liga;

Por isso a é sintomática a resposta de Vontae Davis quando perguntado sobre o que esperar da defesa em 2011: Vitórias. Iremos vencer partidas para este time.

Aguardar para ver. Só teremos a ganhar se ele estiver certo. Tomara que esteja...

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Trainning Camps: 05/08

Eu até imagino os mais jovens tendo a possibilidade atuar ao lado de uma lenda viva, um HOF certo que, tenho 100% de certeza, entrará na primeira tentativa.

No entanto, infelizmente, a idade chega e Taylor está consciente que será usado na rotação dos LBs. Mas, que se registre, será uma rotação altamente qualificada. Pelo o que Nolan falou Taylor será o back-up imediato de Misi ( algo natural ), mas poderá usá-lo em outras posições, até mesmo na DL, pois Nolan pretende em alguns Snaps alinhar 4 homens na DL e ai Taylor se encaixaria perfeitamente.

Sparano observa sua tropa. Não custa nada lembrar que esta será sua quarta temporada. Resultados são, por demais, esperados.

Vamos a alguns lances dignos de nota nos treinos de hoje do nosso querido Miami Dolphins:
  • Na posição de ILB estão treinando como Starters Karlos Dansby ( óbvio ) e o recém contratado Kevin Burnett. A.J. Edds está, por enquanto, perdendo a briga com Burnett. O back-up de Dansby tem sido Austin Spitler;
  • Lyndon Murtha ( OT ) conseguiu um pacake ( quando o offensive Lineman consegue derrubar o DL ) pra cima de ninguém mais, ninguém menos do que Jason Taylor. Não é qualquer que consegue isso, ressalte-se. Murtha deve briga com Mark Colombo para ser o RT do time;
  • Jared Odrick conseguiu, como melhor lance, uma pressão no passe de Pat Devlin. E Odrick até agora não fez nada, nada mesmo, que justificasse a sua escolha neste TC. Preocupante;
  • Nolan Carroll e Nate Ness seguem mostrando evolução, evitando passes e fazendo boas coberturas;
  • Matt Moore foi apresentado a Koa Misi. Acho que não gostou nada disso. Ele demorou um pouco além do que poderia e foi sackado;
  • Edmond Gates bateu Vontae Davis num passe longo de Henne. Duas boas notícias no mesmo passe: Henne acertando um passe ( errou 10 e acertou, além deste, apenas mais 2 ) e Gates demonstrando saber correr as rotas corretamente. Davis ser batido não é uma boa, claro. Mas as outras duas, sim;
  • Entre os Safeties, os Starters tem sido Chris Clemons e Tyrone Culver. Até aqui Yeremiah Bell está na reserva. Culpa da idade?
  • Sean Smith, pra variar, segue sem ser queimado. Alguém se surpreende com isso? Não porque Smith seja ruim, mas é que os QBs...;
  • Lembram que eu disse que Henne só acertou dois passes? O outro foi para D-Best no meio do campo para 20 jardas, quando os times estavam jogando 7-7. Claro que sobra mais espaço no campo, mas também existem menos para lhe proteger;
  • Já Pat Devlin conectou passe com o UDFA Clyde Gates na end zone, em um 7-7. Pena foi que Gates deixou a bola cair;
  • Brandon Marshall não treinou hoje. Motivo não foi revelado. Mas ele foi diagnóstico com Distúrbio Psicológico. Alguma surpresa com isso?
  • Jason Taylor também é um alento nas equipes especiais, mesmo quando era o melhor DE da NFL. Agora, mais experiente, ele deverá contruibuir ainda mais.
Amanhã, treino em dois expedientes.

Bomba: Miami tem um novo QB!!

Claro e evidente que não é o camisa 12. E sim o camisa 5, Kevin O´Connell. Claro e evidente também, que o título da matéria é uma gigantesca ironia. Afinal O´Connell talvez, creio eu, não seja melhor sequer que Moore. Mas deixa pra lá...

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Dois Toques - Kyle Orton é a solução pros nossos problemas?

Trago para aqui a discussão do forum OQuarterback: Kyle Orton é fraco ou a solução de todos os nossos problemas? Leia a matéria e depois vote na enquete ao lado.

Todos sabem que o Miami tentou adquirir o QB Kyle Orton do Denver Broncos. A negociação parou quando o Broncos exigiu uma pick de terceiro round mais um DE Starter do Miami ( Langford ou Starks ). Nós oferecemos uma de quarto round mais Philipp Merling que, de fato, está sobrando dentro do elenco. Mas o cerne da questão não é nem o valor, mas sim se ele é realmente fraco ou salvador da pátria. Vamos ao que pode ser dito sobre o mesmo:
  • Kyle Orton está em sua sétima temporada. Foi escolhido pelo Chicago Bears em 2005 e lá ficou até 2008, sendo envolvido na troca que trouxe Jay Cutler para Chicago, sendo usado como "brinde", ou seja um adendo na troca. Aqui cabe citar que, se o Bears o achasse bom para o seu time não o teria "dado" de graça pro Broncos. Acho que todos concordam com isso, creio eu.
  • Em Denver com Josh McDaniels ( ex-Pats ) no comando, o seu jogo cresceu, é fato. Mas um dado me chama a atenção: o seu Rating ( 87,5 ) e a porcentagem de acerto de passes ( 58,3 ). No primeiro número ele fica entre os 15 melhores da temporada e no segundo em 24º, atrás de - acreditem - Chad Henne que foi o 16º. Só a título de comparação, é claro.
  • Outra questão interessante é que: como pode o Broncos ter um QB que passou para mais de 3600 jardas em apenas 13 jogos e ainda assim escolher um QB novato no Draft? Tem algo ai, não acham? Afinal não são tantos QBs assim que passam das 3600, ainda mais em apenas 13 partidas. Isso é um adendo interessante a respeito do Orton.
  • Pra finalizar, fica a pergunta: melhor gastar pick com um QB que pode render - vá lá - por duas ou três temporadas ou escolher um QB no Draft em 2012, que poderá ficar conosco por 15 ou mais temporadas? Claro e evidente que existe um problema ai: um eventual rookie pode não render melhor que o Orton é claro. Mas pra mim vale a pena correr o risco do que ficar com um QB que melhore agora, mas impeça melhora a longo prazo.

Abaixo a ficha do Orton, para que todos possam tirar suas próprias conclusões:


quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Vernon Carey aceita redução de salário

Vernon Carey, que ainda não tinha participado de treinos nesta Pré-Temporada, aceitou uma redução salarial e uma mudança de posição, sendo delocado para RG. Sendo assim agora ele abre espaço para que o recém contrato Marc Colombo, ex-Cowboys, possa atuar como RT. Nessa situação Carey passaria a ser Starter com Guard, em lugar de John Jerry, cuja evolução não está agradando a Tony Sparano.

É um movimentação válida sem duvida, pois Carey já tinha jogado como Guard no próprio Miami ( 2006 ) e na Universidade. Aguardar para ver no que vai dar esta mudança, afinal Carey foi um dos 10 melhores RTs da temporada passada. Será que se manterá entre os melhores no meio da OL?

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Oficial: Ronnie Brown assina com o Eagles

Achei que ainda o veríamos com a Camisa do Miami, mas infelizmente agora é oficial: Ronnie "The Wild Cat" Brown assinou contrato com o Eagles. Valores? 1 milhão por um ano, com bônus por produção. Fontes sinalizam que o Miami ofereceu o triplo. Fim de uma era. Será para sempre lembrado pelo o que fez no dia da foto acima. Eu até coloquei assim: "agarra-me se puderes". Fará, muita, falta...

Dolphins Wave - Training Camp 4


Situação ta tensa em Miami. Na Training Camp desta segunda, toda vez que Henne errava os passes ou que fosse incompleto, mesmo sem ser culpa dele, a torcida vaiava hoooooooo!!!! Em uma jogada que o rookie linebacker Jonathan Freeny desviou um passe para o tight end Anthony Fasano, os fãs começaram a cantar: "Queremos Orton."

Houve momentos para se destacar na segunda-feira à noite, tais como, backup quarterback Tom Brandstater conectado com wide receiver Julius Pruitt, que bateu sua cobertura e correu 40 jardas para um touchdown. Novamente a estrela do training camp continua sendo o defensive tackle Paul Soliai que continua a dominar a linha de frente. Lembrando que ele tem que chegar a um acordo salarial até a sexta-feira.

O quarterback rookie Pat Devlin lutou durante a maior parte do treino, sendo sacado várias vezes. Ele reagiu perto do final da noite lançando para Brian Hartline, num passe de 50 jardas. Os Dolphins tem nesta terça-feira seu primeiro dia de descanso do training camp. Os treinos recomeçam nesta quarta-feira às 11h, com campo da New Southeastern University

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Viva. Jason Taylor é de novo um Dolphins Player!!!

Sorria você também, como Jason Taylor. Que retorna pra sua casa, de onde nunca deveria ter saido um dia. Mas esqueçamos o passado recente dele e comemoremos. Mesmo que com um dia de atraso, o Blog recebeu um grande presente: a volta do ídolo eterno. Não custa nada lembrar que ele é o sétimo em sacks na história da NFL e líder entre os jogadores em atividade. Só falta um Super Bowl. Por enquanto, que fique claro...

domingo, 31 de julho de 2011

Presente de grego no aniversário do Blog?


O Miami Dolphins colocou hoje Jake Long na Pup List. O que isso significa? Em tese que ele não poderá participar de treinos. Mas não fiquemos assustados, em qualquer momento ele poderá ser reintegrado ao elenco. E além disso, enquanto lá ficar, o Miami pode assinar com outro jogador para ocupar o seu lugar.

Se, e apenas se, Long ficar na Pup List pro começo da temporada, ai é que virá um problema. Pois ele só poderia voltar a jogar na sexta partida. Acho que nem preciso dizer os danos que isso acarretaria no time.

4 anos de Undefeat Team. E que venham mais 4...

Postagem repetida em virtude dos 4 anos do Blog. Não há nada de novo no post, apenas não quero deixar passar em branco o dia de hoje.
Hoje, dia 31, este Blog, quem diria, chega ao seu 4° aniversário. 4 anos de batalha dura, de vitórias, derrotas e porque, de muito, mas muito mesmo, prazer. Escrever sobre o Miami não é e nem nunca foi uma obrigação. Foi, é e sempre será um extremo prazer.

Agora estamos em um momento que não sei classificar exatamente, com a chegada de Matt Moore e com umas movimentações no mínimo estranhas.

Mas disso eu falo, talvez depois. Este post é de agradecimento a todos os que passam diariamente por aqui ( santo Google Analytics ) e que mantém este local sempre movimentando o espaço. E assim como em um já distante 31 de Julho de 2007, este espaço está disponível para todos. Como sempre será...

Miami assina com Mike Pouncey

Mike Pouncey no dia em que foi draftado. Agora ele poderá treinar normalmente com o Miami.

Os valores não foram revelados mas pelas regras definidas para contrato de novatos, ele vai ganhar 10 milhões a menos que seu irmão, Maurkice, do Steelers, mesmo tendo sido escolhido 10 posições antes. A duração é de 4 anos e ele irá receber pouco mais de 9 milhões.

O Miami agora já tem acerto com todos os seus rookies. E Edmond Gates e Donald Thomas estão conseguindo destaque nos treinamentos.