quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Hora de olhar pra temporada dos rookies...

Foram 09 jogadores escolhidos. Um deles nem sobreviveu ao corte da temporada. Outro é o pomo da discórdia entre os torcedores, tem o que praticamente não entrou em campo, tem o que teve que mudar de posição... enfim, todos os rookies do Dolphins tiveram bons e maus momentos. Vamos ver o que rolou na temporada deles, com nota e tudo:
  • Round 1 Pick #8 - Ryan Tannehill - QB, Texas A&M - Discussão sem fim. Ou com fim, pois em 2 anos saberemos o fim da saga. Como ela será é que é problema. Polêmicas a parte, todos concordam em uma coisa: ele está melhor agora no fim da temporadas, mas não está conseguindo ter excelentes atuações e sim jogos seguros, errando menos mas não aumentando o número de acertos. Além dos adversários serem mais fracos. Antes do fim da temporada ele está 12-12. Seria bom, mas 3 rookies QBs tem mais Tds, mais destaque e concorrem entre si para ver quem vai ser o Rookie Ofensivo do Ano. É esperar pra ver o que rola em 2013, mas o meu sentimento não mudou desde o dia em que ele foi draftado. Nota B-;
  • Round 2 Pick #42 - Jonathan Martin - OT, Stanford - Que tal entrar em um time para ser RT e terminar o ano substituindo aquele que pra muitos era o melhor LT da Liga em 2010? Gelada, não é mesmo? Pois ele se virou bem até aqui, apesar do erros costumeiros de rookies. Parece promissor e com espaço pra crescimento. Nota B;
  • Round 3 Pick #72 - Olivier Vernon - DE, Miami - Uma atuação histórica diante do Jets valeu o ano. E ele foi consistente a temporada inteira, rodando entre DL e LB. Está progredindo bem e agora vai ter que mostrar-se melhor em 2013. Boa aquisição até aqui. B
  • Round 3 Pick #78 - Michael Egnew - TE, Missouri - Quem? Pois é, a pergunta do dia do Draft permanece. Até aqui praticamente não entrou em campo. Tem cara de bola fora, e daquelas pra gente nunca mais esquecer. Nota E;
  • Round 4 Pick #97 - Lamar Miller - RB, Miami - Por algum motivo inexplicado Joe Philbin e Mike Sherman insistiam em deixar ele de fora. Quando resolveram colocá-lo ele deixou esperança de que pode ser bem útil para os próximos anos. Nota ( por ter jogado pouco ) B-;
  • Round 5 Pick #155 - Josh Kaddu - OLB, Oregon - Tem atuado mais no Special Teams, mas parece que cavou seu lugar no elenco, pelo menos para 2013. Nota D;
  • Round 6 Pick #183 - BJ Cunnigham - WR, Michigan State -Tão bom, mas tão bom que nem sobreviveu ao corte do 53 man rostes. Bust do Draft até aqui, mesmo que o round tenha sido o sexto. Sem nota, é óbvio;
  • Round 7 Pick #215 - Kheeston Randall - DT, Texas - Parecia ser apenas mais um a tentar a sorte em uma TC saindo em little rounds. Mas eis que ele está fazendo uma temporada de rookie sendo bem interessante tanto nos STs quanto sendo usado na rotação dos DTs. Nota D;
  • Round 7 Pick #227 - Rishard Matthews - WR, Nevada - Excelente achado ou um jogador que aparece pela fraqueza do grupo de WRs? Difícl saber agora, mas ele tem feito o seu papel e conseguido suas jardas, apesar de ter recebido apenas 8 passes. Em 2013 saberemos melhor a resposta para a pergunta feita acima. Nota C, pelo round em que saiu.

2 comentários:

Luiz Paulo disse...

O draft desse ano comparado com o de anos passados foi excelente.

Tirando o Egnew, todos que ficaram contribuiram pro time e podem contribuir ainda mais ano que vem!

Flávio Vieira disse...

todos menos o Cunnungham, né?