sábado, 4 de agosto de 2012

Detalhes do Contrato de Brandon Fields...

Brandon Fields agora é o quinto Punter mais bem pago da NFL.

O Miami Dolphins renovou com o Punter Brandon Fields, que fora um dos 3 melhores da temporada passada e o nosso melhor jogador de ataque depois de Brandon Marshall. O contrato é de 04 anos com um total US$ 13mi, sendo 3,3 destes garantidos, tendo o time a opção de efetivar o quinto ano.

Uma grana e tanto, mas que como todos os outros contratos recentes, incluem claúsula de obrigatoriedade do jogador ficar entre os 53 homens da temporada. Caso seja cortado, o jogador recebe apenas a metade e o time não fica com Cap empatado.

Se é merecido o contrato? Totalmente. 

Rapidinha: Brandon Fields

Nosso punter aceitou hoje uma extensão contratual de 4 anos, no valor de 13 milhões de dólares, com 3,3 garantidos. Com isso, ele passa  a ser o 5º punter mais bem pago da liga. Nada mal para aquele que foi, para muitos, nosso melhor jogador na temporada passada.


quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Philbin afirma que a batalha dos QBs segue em aberto, mas...


 


Na prática David Garrard tem sido mais consistente. Ele tem levado vantagem diante de Matt Moore, que hoje teve um desempenho ruim. Com relação a Ryan Tannehill o problema é que ele ainda não esteve no comendo do primeiro time e parece claro que Philbin e Sherman estão tentando protegê-lo, evitando assim que ele se exponha a erros e críticas exageradas.
 
Em todo caso eu penso duas coisas:
  • Garrard de starter representa um up-grade em relação a Moore, mas nada que seja uma Brastemp;
  • Pra quê draftar um rookie no TOP TEN para ele ser terceiro no Depth? Se a finalidade era essa, poderiam ter escolhido alguém no terceiro round.

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Detalhes do contrato de Tannehill

Dizer que muito do nosso futuro depende das mãos desse cara, é chover no molhado. Se ele vai render o que deve, não sabemos ainda, mas é o que todos esperam.


Desde 2010, o Dolphins tem adotado a política de "offset language" nos contratos. Eu não sei exatamente o significado disso, mas pelo que sei, é uma forma do time não ter prejuízo com salário do jogador que for cortado (eu exemplifico mais abaixo). Foi assim com B19, Reggie Bush, Matt Moore, Richard Marshall. Com Tannehill, não foi diferente, embora seu agente não quisesse (por isso da demora no acordo). Tannehill foi o único QB de 1º round a ter bônus de roster, ou seja, ele recebe caso esteja no elenco no 6º dia de Training Camp, a partir de 2013.

Eis o contrato que ele e seu agente queriam:

Bônus de assinatura: $7.653 milhões
Salário Base 2012: $390,000
Salário Base 2013: $965,841

Salário Base 2014: $1.541 milhões

Salário Base 2015: $2.117 milhões

E esse foi o contrato que assinou:

Bônus de assinatura: $7.653 milhões
Salário 2012: $390,000 base
Salário 2013: $480,000 base + $485,841 de bônus se ele estiver no elenco no 6º dia de training camp

Salário 2014: $570,000 base + $971,682 de bônus se ele estiver no elenco no 6º dia de training camp

Salário 2015: $660,000 base + $1.457 de bônus se ele estiver no elenco no 6º dia de training camp

Dessa forma, supondo que Tannehill tenha a receber do Dolphins 1 milhão no 4º ano, mas seja cortado, e assine com outro time por 500 mil, o Dolphins só deve a ele 500 mil.

Eu entendo  o ceticismo e concordo, ao oferecer um contrato assim para ele. No final das contas, caso ele realmente fique no time, não terá prejuízo algum. Mas isso evita do Dolphins ter algum prejuízo, caso ele seja um bust.


No final das contas, o salary cap ocupado por ele será esse:

2012: $2.303 milhões
2013: $2.879 milhões
2014: $3.455 milhões
2015: $4.030 milhões

terça-feira, 31 de julho de 2012

Training Camps: Dia 4

Cameron Wake parece bem adaptado ao esquema 4-3. E tem dado trabalho ao novato Jonathan Martin, que o tem enfrentado...
Os treinos também tem sido mais puxados. Sinal de mudança. Este é o estilo Joe Philbin...
Chad Jonshson já é um dos jogadores favoritos. E tem demonstrado em campo porque será o Wide Receiver #1 deste time...
Na defesa Kevin Coyle tem conseguido unificar o elenco e deixar todos a vontade. O elenco entendeu o sistema e todos estão dando tudo para agradar o novo Coordenador.
Enquanto isso no ataque duas constatações de antes dos treinos se confirmam: Lamar Miller ( e todo o nosso backfield ) está tinindo e será um destaque com certeza na NFL. A outra é que estamos mal servidos de recebedores...

Nesta terça-feira, seguindo as regras do novo CBA, não teremos treinos e os jogadores só voltam a treinar na quarta. Vamos a alguns pontos importantes dos treinos dessa segunda:

  • Lesões: WR Brian Hartline - Panturrilha - ficou de fora pelo segundo dia seguido; SS Chris Clemons - Lesão na perna - participou dos treinos individuais, mas não tomou parte nos de grupo; WR Clyde Gates - Tendão - ficou de fora da prática; DE Olivier Vernon - torceu o tornozelo durante os treinos individuais, mas voltou depois 15 minutos depois; 
  • Os principais destaques entre os Wide Receivers foram, que surpresa, Chad Johnson, Legedu Naanee e Davone Bess. Na sequência aparecem Roberto Wallace e Julio Pruitt. Wallace inclusive diz estar totalmente a vontade no sistema WCO ( West Coast Ofense ) pois ele jogou assim em San Diego State;
  • Rishar Marshall deverá ser provavelmente o Cornerback Nickel ( aquele que entra em situações claras de passes, sendo assim um terceiro Starter na posição ).
  • Anthony Fasano tem atuado de Wide Receiver de uma forma como nunca fora antes usado em 5 anos de Dolphins. E todos tem gostado disso, incluindo o próprio jogador;
  • Ontem foi a vez de David Garrard atuar com Starter no treino e teve um desempenho regular. A expectativa é que no treino de quarta Moore volte a comando a equi pe  e que Tannehill tenha sua chance na quinta;
  • Vida de rookie nunca é fácil. Quando você é OL e tem que enfrentar um dos melhores Pass-Rush da Liga então é que a coisa fica preta. Assim tem sido a vida de Jonathan Martin diante de Cameron Wake. Mas isso, ele próprio reconhece, tem um lado excelente: quando chegar na temporada ele terá um aprendizado e tanto diante das feras que irá enfrentar. Além disso ele está sofrendo adicionalmente porque sempre fora LT em Stanford e está tendo que se adaptar a jogar na direita;
  • Segund o Kevin Coyle o maior ajuste no 4-3 terá que ser feito para Koa Misi, que antes atuava no Strong Side e agora jogará no Weak Side.
  • Um jogador que pouca gente tinha dado importância quand o de sua chegada é Jamaal Westerman, ex-Jets. Agora ele está com um lugar praticamente garantido como pass-rush reserva e tem se destacado no Special Team. Por essa, creio eu, ninguém esperava;
  • Os treinos desta segunda focaram a Red Zone, onde ganha-se ou  perde-se uma partida por uma falha, seja ela defensiva ou ofensiva. Nosso Coacho disse que a defesa está a frente do ataque ( alguém esperava o contrário?? ). Mas ele nem de longe está em panico, afinal "só temos dois dias de treino e um nenhum ataque fica pronto do dia para a noite". Esse é Coach Joe...

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Tannehill treinou bem. E se ele conseguir ser o Starter?

O camisa 17 teve um bom primeiro treino após assinar contrato, que deixou a todos impressionados. Será que ele consegue virar Starter?
Neste dia 30 este Blog completa 5 anos, como todos sabem. A odisseia até agora tem alternado mais momentos ruins do que momentos alegres, mas de um modo geral nossa história tem sido proveitosa. Como já disse mais de uma vez, não sei quem depende mais de quem nessa convivência. Só sei que os dois lados convivem bem a 5 anos e com ânimo mais que suficiente para mais 5 vezes 5 anos. O futuro promete.
Falando em futuro, como falar dessa palavra sem relacioná-la com Ryan Tannehill? O rookie demrou além do limite para assinar contrato, perdeu dois dias de treino. Mas eis que ontem ele entrou em campo, e o Coordenador Ofensivo Mike Sherman ( seu Coach na Texas A&M ) acho que ele poderia estar enferrujado ou sem ritmo, mas eis que ele superou a expectativa de todos e fez um treino muito bom.
Após o treino ele deu sua primeira coletiva como jogador do Dolphins e deu diversas declarações, mas eu destaco duas:
- Ao ser perguntado se acredita que pode ser Stater: Eu sinto que estou na briga. Pode ser que eu esteja sendo ingênuo, mas Philbin e Sherman não me disseram o contrário, sendo assim eu tenho chances de brigar pelo posto. Eu irei lutar todos os dias pelo posto e darei o meu melhor para conseguir o posto de Starter.
- Como avalia seu primeiro treino: Eu não acho que fui ruim, ainda tenho algumas coisas para trabalhar, melhorando meu jogo de pés, tendo melhor presença no pocket, lendo melhor as defesas. Foi um bom começo sem dúvida e eu estou animado para continuar aprendendo. 
Aparentemente, confiança não lhe falta. Ele foi bem, mas ainda não o suficiente para que possa ficar em vantagem na briga pela posição de starter. Mas quem sabe ele não consegue ficar com backup, permitindo que o time libere um espaço no Depth? Aguardar para ver...

5 anos de Undefeat...

Quando eu criei este Blog não sabia se teria leitores. Hoje quando o Blog completa 5 anos de existência me espanto ao ver quantas pessoas acessam este espaço todos os dias. E por isso só tenho a agradecer a todos vocês, pois sem a ajuda ( com críticas, elogios e sugestões ) de vocês, este jamais teria se tornado um dos mais longêvos dentre os Blogs de times da NFL. Este dia também é para vocês.

domingo, 29 de julho de 2012

Training Camps: Um apanhado geral...

E não é que pelo andar da carruagem, Matt Moore será o Starter em 2012? Isso dá uma ideia do quão ruim deverá ser a temporada...
 
 Os treinos começaram na sexta e agora com 3 dias já é possível termos uma ideia daqueles deverão ser Starters na primeira partida da temporada. Claro que em algumas posições mudanças devem ocorrer, mas em outras já existem starters sólidos e em algumas o starter já era conhecido antes dos treinos. Vamos a um posição por posição, de forma rápida e suscinta:
  • Quarterbacks: Matt Moore está quente ( ou seria menos frio do que o seu "oponente"? ) e mudou a concepção geral de que seria batido por David Garrard. Pelo o que demonstrou até agora deverá ser, com folga, o Starter. Ryan Tannehill mesmo tendo assinado não deverá conseguir nada além do que ser o terceiro no Depth. E isso dá uma ideia de quão boa foi a sua escolha no Draft;
  • Runningbacks: Lamar Miller é o cara. De longe o destaque deste início de TC. Reggie Bush consegue mostrar solidez e será o starter. Daniel Thomas vai ser o terceiro, com Slaton e Messam brigando por uma vaga no elenco;
  • Wide Receivers: Tudo dentro do previsto, ou seja, nada além de desempenhos normais. Nada de relavantes a ser destacado.
  • Linha Ofensiva: Tem conseguido abrir espaços pros corredores e parecer estar em sintonia. Tem treinado assim: Long, Hicks, Pouncey, Carey e Martin;
  • Linha de Defesa: o mesmo que para a OL pode ser dito com relação a DL. Assimilaram bem a mudança de 3-4 para 4-3. Wake ainda patina, mas mostra clara evolução. Starks e Soliai são fortes e Odrick está em vantagem com relação a Olivier Vernon;
  • Linebackers: Burnett tem sido uma grata surpresa atuando por fora ( era ILB no 3-4 ). Misi parece não ter sentido a mudança e Dansby deve seguir sendo o leão dessa defesa;
  • Defensive Backs: o setor tem seus Starters conhecidos e até aqui não tivemos nenhuma surpresa.
É só o começo, mas eu acho que passará pelos corredores o quão longe conseguiremos ir na temporada. Porque se dependermos do QB Starter. E isso nós já sabiamos antes das TCs...
 
E amanhã este Blog comemora 5 anos.

Dolphins assina com Tannehill

Enfim, acabou a novela. Ryan Tannehill acabou de assinar seu contrato com o Dolphins. O contrato é de quatro anos e o time tem o direito de exercer o quinto ano. Valores não foram divulgados, todavia, espera-se que gire em torno de $12.6 mi. O Miami incluiu a cláusula "offset language" no contrato, ou seja, ele não é totalmente garantido. Bom pra o Dolphins, porque esse moleque tem uma cara de bust...