sábado, 12 de janeiro de 2013

Renovar ou não renovar: Brian Hartline, Wide Receiver

Foi com ele que Tannehill conseguiu a melhor química, portanto não seria interessante pro desenvolvimento do nosso inexperiente QB perdê-lo, certo?

Eu cantei a bola antes da temporada. ao falar que poderíamos esperar mais de Hartline em 2012, pois esta era a sua quarta temporada e usando o exemplo de Greg Jennings, poderíamos esperar mais. Pois ele fez mais do que o esperado, mesmo que só tenha anotado um TD, ele foi o 16º da Liga em média por passe recebido e o 22º em jardas recebidas. Números excelente dado o fato de que o QB do time é um rookie inexperiente e que não teve uma grande temporada como outros rookies ( Luck, RGIII e Wilson ).

Ele conseguiu manter o Miami, pelo terceiro ano seguido, com um recebedor com mais de 1000 jardas. O que parecia quase impossível ao começo da temporada, afinal sem Brandon Marshall isso beirava a loucura se alguém afirmasse após a troca que levou B19 para o Bears. Mas Hartline conseguiu uma química com Tannehill e conseguiu sua melhor temporada na carreira.

E o que se faz com esse jogador se ele chega a seu ápice justamente na temporada na qual termina o seu contrato? Bom, esse é um dos principais dilemas dessa Off-Season, e não existem uma resposta fácil ou correta. No ínicio da temporada de 2012 essa conversa nem seria considerada ou o contrato oferecido seria quase irrisório comparado com o que ele agora vai querer. Mas é assim na NFL e não podemos exatamente criticar Jeff Ireland por não ter feito uma extensão contratual com ele em 2012. Não era possível prever que ele seria o melhor alvo pra Tannehill e que ele viraria um recebedor de 1k. Claro e evidente que ter renovado com ele teria custado menos grana, mas mesmo assim ele iria querer barganhar um aumento ou até mesmo fazer um Hold-out. 

Agora temos que resolver esse problema. E como se equaciona isso? Oferecendo um contrato compatível com o seu rendimento em campo. Mas quanto seria esse contrato compatível? Lendo diversos analistas, praticamente todos falam por volta de algo na casa dos US$ 5 milhões. Temos Cap Room suficiente para isso, é claro, mas temos que pensar em outras posições onde somos carentes e até mesmo se não seria melhor gastar essa quantia e mais uns 2 ou 3 milhões para trazer um Wide Receiver melhor ( Mike Wallace ou Greg Jennings ).

Por outro lado seria correto deixar sair o principal alvo de Ryan Tannehill? Pois isso pode atrapalhar o desenvolvimento do garoto, já tinham pensado nisso? E acho que ninguém quer isso, certo? Eu também não, por mais que eu não ache que o Ryan vai ser o que dele muitos esperam, mas uma coisa eu sei: continuidade é algo que ajuda muito nesse trabalho de desenvolvimento de um QB. Por isso o nosso Front Office precisa tentar equibilibrar necessidade, custo e melhoria do time ao renovar ou não com Hartline. Eu sinceramente renovaria. Ele fez por merecer. 

2 comentários:

Anônimo disse...

Quem vão ser os adversários dos Dolphins na temporada regular em 2013/2014 ?

Flávio Vieira disse...

posto isso amanhã...