sábado, 2 de março de 2013

Prazo final para usar a Franchise Tag é na segunda...

Randy Starks um dos melhores jogadores de 2012, será se ele vai ser Tagado? Segunda saberemos...

Nesta segunda-feira expira o prazo para que os times coloquem a Franchise Tag em seu melhor jogador e assim o mantenham por mais uma temporada.
No nosso time existem 3 jogadores que merecem/poderiam receber a Franchise Tag. Vamos a eles e porque ( ou não ) assinar a Tag com eles:
  • Randy Starks, Defensive Tackle. A DL do Dolphins é o setor que funciona, isso ninguém duvida. Atuando agora no 4-3 o quarteto titular ( Wake, Soliai, Starks e Odrick ) sabe o que faz e realiza o trabalho bem feito. Tivesse melhor ajuda do ataque, talvez eles tivessem nos levado a post-season. Bom, mas tem um Starter que é Free-Agent e Pro-Bowler ainda por cima: Randy Starks. Eu o tagaria porque não sairia tão caro assim ( 8,9mi ) e porque ele fez em campo por merecer ganhar mais. Contudo o time pode usar esse valor pra reforçar o ataque e deixar Starks sair. Nesse caso o time deslocaria Odrick por meio da DL ( jogara como DT em Penn State ) e efetivaria Olivier Vernon como DE no oposto a Wake;
  • Sean Smith, Cornerback. Hummm... problemático, com certeza. Ele é o nosso melhor CB e isso já diz muito sobre a qualidade do setor. Smith tem mãos ruins e deixa escapar interceptações fáceis. Além disso perdeu-se em coberturas/marcações aparentemente fáceis, mas em outras partidas esteve bem. Mas valeria a pena tagá-lo? Sim e não. Sim porque ele é Starter e não pode-se virar time Contender perdendo 3 ou 4 Starters todo ano. Não porque é possível repô-lo via Draft, mas é que nem sempre os que são escolhidos rendem melhor que os que saíram. O custo da Tag é o mesmo de Starks, mas pra mim faz menos sentido tagar o CB;
  • Jake Long, Ofensive Tackle. Outro belo problema, não é? Pois bem, primeiro o valor: a regra da Tag diz que o valor é a média dos maiores salários ou 20% a mais do que o último salário, sempre o que for maior. E no caso de Long, esse valor vai ser o segundo, o que vai dar impressionantes 15,5mi, ou mais de 10% do Cap. Absurdo, né? Mas valeria a pena? Primeiro é que Long está saindo de uma segunda cirurgia ( e bem complicada ) no joelho e pode nunca mais render como um dia jogou. Claro e evidente que isso é um risco, mas e se ele sair e voltar a ser o mesmo em outro time? Já pensaram nisso? Eu não sou favorável a Tag, mas entenderia perfeitamente se o time assim o fizer. 

Nenhum comentário: