quarta-feira, 10 de julho de 2013

5 razões para acreditar que possamos destronar o NE Patriots

tá, todos sabem, eu não gosto dele. Mas passam por ele todas as nossas chances de vencer a divisão...




Texto originalmente feito no The Phinsider, que eu adequei ao português ( e mais do que simplesmente traduzir ). Espero que gostem, pois tem comentários meus inseridos no texto. Facilmente percebíveis...

1. Tom Brady perdeu seus 4 principais recebedores.

Wes Welker se juntou a Peyton Manning no Denver Broncos, enquanto os Patriots não renovaram com Brandon Lloyd, ambos em março. Rob Gronkowski, possivelmente o melhor TE da NFL atual, passou por outra cirurgia no mês passado, e provavelmente vai começar a temporada na lista de machucados, perdendo até algumas partidas. Mas talvez o mais preocupante para a equipe tenha sido a prisão do Tight End Aaron Hernandez, que enfrenta várias acusações de assassinato em primeiro grau, e que foi cortado logo após sua prisão em 26 de junho. Todos estes quatro jogadores representaram 75% dos passes que Brady completou na temporada passada. Enquanto Brady tem o dom de transformar jogadores médios em armas produtivos, esta temporada será certamente um passo longe demais para ele.


2. Ryan Tannehill ter uma segunda temporada como o time espera e precisa.

Por que há tanto hype para um cara que só jogou doze touchdowns no ano passado, treze interceptações e uma taxa de acerto de apenas 58,3% ( é eu também me pergunto de onde vem tanta “boa vontade” )? Bem, Tannehill também conseguiu o recorde da franquia para um rookie em jardas totais ( 3.294 ), apesar de ter um ataque medíocre para trabalhar. Mas esta não é a única razão. Muito simplesmente, Ryan tem as habilidades, talento, confiança e liderança para dar o próximo passo nesta temporada. Um dos maiores, além de pontos para o nosso jovem quarterback na temporada passada foi a sua capacidade de se mover no pocket para evitar a pressão inúmeras vezes. Isso por si só mostra a maturidade e inteligência mais semelhante a um experiente jogador do que um novato tentando fazer um nome para si mesmo na NFL. Uma área na qual Tannehill poderia melhorar nesta temporada é o seu desempenho em terceiros downs. Sete de seus treze interceptações vieram em terceiros downs. No entanto, as novas adições no ataque deve ajudá-lo, inclusive Mike Wallace, Brandon Gibson e o tight end Dustin Keller. Considerando que Keller fique saudável, ele pode finalmente fornecer a equipe o tipo de tight end que precisamos desesperadamente.


3. Defesa, defesa, defesa!

Miami tem uma defesa de primeira linha que a classificou como a 7 º na última temporada em pontos permitidos por jogo, apesar da presença de uma ataque descontroladamente inconsistente ( dai eu ficar imaginando o que teria acontecido se Tannehill fosse um QB muito melhor do que de fato o é ). No entanto as adições de Dion Jordan , Phillip Wheeler, Dannelle Ellerbe, Brent Grimes e Jamar Taylor deve ajudar a defesa para tornar-se ainda melhor. Na última temporada, a equipe lutou contra o passe, como refletido no dado de que o Dolphinsi sofreram setenta passes para vinte ou mais jardas (empatado com o New York Giants em 28 º lugar no NFL), mas isso deve mudar este ano, com as adições que foram feitas ( sobretudo LBs e DBs ). Além disso, um jogador que não tem recebido muita atenção nesta offseason é Dion Jordan. Enquanto ele pode levar algum tempo para se adaptar às nuances da NFL, não é prudente descartá-lo, pois ele poderá surpreender muita gente com sua produção nesta temporada.


4. Joe Philbin manda e desmanda.

Atrevo-me a dizê-lo? Finalmente temos um treinador que pode levar a equipe para o sucesso. Herm Edwards da ESPN classificou Joe Philbin como um dos treinadores que mais impacto conseguiram no novo time e no jogo deste, e é fácil perceber porquê. A abordagem detalhada de Philbin, comportamento calmo e grande senso de humor funciona bem na NFL. Não só isso, mas Philbin tem o vestiário bem controlado e verdadeiramente com ele, mas ele também tem o respeito de todos, desde os fãs até o proprietário. Joe Philbin, Kevin Coyle e Mike Sherman detêm as chaves para o sucesso futuro da equipe. Vamos esperar que eles consigam isso.


5. Mike Wallace é um craque e isso fará a diferença!

Mike Wallace está pronto para ajudar Ryan Tannehill nesta temporada na qual ele precisa mostrar que pode passar para o próximo nível. Wallace tem uma média na carreira de 17,2 jardas por recepção e ocupa o 4 º lugar entre receptores ativos. Desde que entrou na liga, há quatro anos, Wallace lidera a NFL com 27 recepções para mais de 40 jardas. No outro lado muitos criticaram Wallace por ser um pônei de um truque só. Para aqueles que sustentam este ponto de vista, o fazem por sua própria conta e risco. O Steelers têm frequentemente usado ele em diversas situações e em diversos planos de jogo. Rotular Wallace de um pônei de um único truque, se você gosta, poderá queimar a língua de muita gente ao fim da temporada. E é exatamente isso que esperamos e é por isso que ele foi contratado.


Pensamentos Finais:  
O New England Patriots venceu o AFC Leste na última temporada com um recorde de 12-4, seguido pelos Dolphins (7-9), os Jets e os Bills (ambos 6-10). No entanto, as novas adições que o Dolphins fez nesta offseason, e a revolta que o Patriots têm experimentado ao longo dos últimos meses, deve levar essa divisão para uma temporada interessante pela frente. A questão é: você está pronto para isso?

Nenhum comentário: