domingo, 22 de setembro de 2013

Week 3 - Falcons 23 x 27 Dolphins - Vencer é bom... e eu gosto!!!

Foi suada, com extrema dificuldades... mas foi épica. 
Não há como negar: existe algo de diferente no ar em Miami. Jogos como este ano passado o time perderia, mas agora está vencendo. Pela segunda semana seguida vencemos um rival forte e que é cotado pra pós-temporada. Tannehill apanhou que só, a defesa não apareceu em quase a partida inteira, mas no momento certo, que é o que importa sejamos francos, os dois resolveram. Wake saiu no segundo quarto, Ellerbe saiu no terceiro e Soliai já não jogara... problemas, mas isso fica pra depois.

E Dion Sims, seja bem vindo a NFL!!!

Mais tarde uma análise, nas palavras dos próprios, apaixonada da partida, feita pelo Derek Szabó. 

3 comentários:

RFIALHO disse...

ai...ai... é lógico q há algo diferente: temos um QB!!! e de primeiro round!!! é tão simples, a nfl se transformou em um liga de passe e se olharmos bem todos os times tem bons valores em todas posições pois se não fossem bons não jogariam na NFL. O diferencial entre os times da NFL esta nos QB. Quem tem QB ganha, quem não tem perde. SIMPLES ASSIM.

Evidentemente que derrotas virão e vai ter gente falando o que não deve por desconhecimento e falta de bom senso. Um exemplo disso: os giants tomaram uma sapatada de 38 a 0 hoje e deve ter uns putos querendo ver o Eli fora e dizendo q ele não serve para os giants. Outro exemplo?!?: Joe Flacco. Quanta gente nos Ravens não gosta dele, mas é nítido que ele tem capacidade e que enquanto ele for o QB, os Ravens
serão um time temido na NFL.

O mesmo acontecerá com Tannehill. Ele vai ganhar e vai perder.Mas tá escancarado que ele é bom, que tem sangue frio e que pode fazer todos os tipos de lançamento e que enquanto ele for o QB dos Dolphins nosso time será competitivo e respeitado na NFL, algo que a muito tempo não era.

Na derrota os putos estarão por aí falando besteira...e na vitória eles aparecem com a cara mais lavada do mundo e ao invés de reconhecerem um erro de análise ou falta de conhecimento preferem não dar o braço a torcer.

Anônimo disse...

Acho que o Flávio tem o direito de cornetar o Tannehill, visto o histórico de decepções na posição, dois pés atrás com QBs é algo inevitável, além de toda unanimidade ser burra.

Tannehill não é o melhor QB da NFL, sequer é o melhor de sua turma, mas está longe de ser dos piores e nos últimos jogos demonstrou sangue frio acima do normal.Na última campnha, Tannehill tem feito o melhor que pode e até superado. Amarelão ele não é.

A Combinação defesa que mantém o time no jogo/QB sangue frio, que é aquele que faz o time vencer na última campanha do jogo e arruma pontos importantes no fim do 2º Período é poderosa, especialmente em pós-temporada. Evidente que não vai dar certo sempre. Esse time não vai fazer 16-0, mas a combinação tem força suficiente para nos levr para a pós-temporada. E lá ela pode fazer algum estrago.

Esse time não ganhará o superbowl, mas acho que Tannehill pode trazer esse superbowl para Miami um dia. Concordo com o Fialho. Quem tem QB ganha jogo e é respeitado, e acho que nós temos. Mas se para ganhar o Superbowl fosse necessário ter o melhor QB, era melhor dar a taça para o Denver Broncos logo, e sabemos que não é assim.

Marcelo

Flávio Vieira disse...

vamos com calma Rfialho.

1 - Se vc toda semana tem que virar jogos é sinal de algo está errado. vc não pode ficar na dependência toda partida de um drive matador simplesmente porque Tannehill não é um QB fora-de-série...
2 - E se ele fosse - coisa que com 100% de certeza ele não é - não estaríamos chegando ao fim das partidas precisando virá-las, certo?
3 - Ele virou - pra efeitos de cálculos, apenas esta. As outras duas ele entrou no quarto período vencendo. portanto a conta é uma virada. e quem diz isso não sou eu...
4 - Eu quero mais. Não quero um QB que fique lançando 1-1 toda partida ( ele fez 2-1 na última ), simplesmente porque tem partidas nas quais vc precisa de muito mais pra vencer...
5 - A diferença não é só Tannehill, temos finalmente um time melhor, e nem falo de peças, mas de grupo mesmo. a defesa tem envergado, mas não quebra, ou seja, o rival fica com FGs... visto que nenhum time passou das 20 jds...
6 - Pra pensar em SB é preciso mais, bem mais... mas se até Trent Dilfer venceu SB, pq Tannehill não poderia fazê-lo? Acho pouco provável, mas vai que a acontece...