sábado, 21 de setembro de 2013

O que esperar de Falcons x Dolphins

Wake está contando... e você?
Texto do Bruno Ribeiro...

Acredito que o Dolphins vem pra essa partida fortalecido, com a torcida a favor, após tirar o grito da garganta do torcedor em Indianapolis, colocando o Luck para o chão no lance crucial da partida.

Sabemos que a equipe de Atlanta é mais capacitada e com peças de melhor qualidade que as equipes enfrentadas nas duas primeiras partidas,  mas isso não indica que nossa equipe não tenha condições de vencer. Vamos aos fatos que podem nos favorecer ou nos prejudicar:

  1. A equipe de Atlanta já perdeu seu OT titular para o jogo de amanhã e seu RB titular, ambos com problemas de lesão e já estão fora da lista que irá para a partida contra Miami. Julio Jones e Roddy White estão como questionáveis, pois fizeram treinamentos limitados no treino de ontem. Caso um dos três já fique de fora, a equipe dos Falcons terá problemas ou no ataque, ou na defesa.
  2. A torcida de Miami esgotou todos os ingressos colocados à venda, pois a equipe vem de uma sequência de vitórias que eram necessárias para os tão almejados Playoffs.  A falta de comunicação do CO de Atlanta com Matt Ryan pode ajudar e muito a nossa equipe.
  3. A defesa de Miami acumula 9 sacks em 2 partidas. Verdade que a OL de Cleveland é uma excelente ofensive line e que a OL do Colts jogou muito bem na semana passada, mas fica evidente que dependeremos demais dos nossos jogadores de explosão para podermos parar Matt Ryan, que utiliza muito o ataque aéreo. Já perdemos Soliai e Misi fez treino limitado, o que é preocupante, porém acredito que o último vá para o jogo. Também perdemos Patterson para esse jogo novamente e Nolan Carrol novamente será o titular da posição, o que é preocupante, mesmo  que no último jogo ele tenha se portado muito bem. Will Davis vem como nickel e tem tudo pra despontar com sua habilidade de catch (seu ponto forte na minha opinião).
  4. O ataque de Miami precisa ser consistente mais uma vez. Acho que dessa vez será uma prova real para Tannehill e seus WRs poderem mostrar que temos talento e que podemos ser perigosos e jogaremos de igual para igual com qualquer adversário. Tannehill precisa de proteção da OL ou vamos acabar sofrendo mais sacks e isso poderá interferir diretamente no resultado do jogo.

Enfim, acredito sim na vitória contra Matt Ryan e seus companheiros. Tudo é possível e temos chances se jogarmos com sangue nos olhos.

Agora é aguardar e ver o que nosso time pode nos oferecer. Um 3-0 seria fantástico.

GO DOLPHINS!

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Dolphins campeão da AFC Leste?

Alguém mais pensa igual?
Procurando pela Net, achei esta imagem no site da CBS Sports. Pra quem porventura não saiba o que é ( e existem pessoas que ainda estão aprendendo as coisas na NFL, isso é o que eles chamam de Playoffs projection, ou em bom português projeções para a pós-temporada. 

E reparem bem, segundo o pessoal da CBS nós somos favoritos para vencer a divisão, e o Pats iria para a post-season, mas como Wild Card. Segundo eles ficaríamos como Seed #3 ou Seed #4. E, assim ocorrendo, poderíamos encarar o próprio Pats na rodada de repescagem. Seria surreal isso, não é mesmo?

Por enquanto eu acho isso improvável, mas não impossível.

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Pic of the Week: Temos um dono diferente...

Ele é maluquinho, poderíamos ter um Coach Top desde 2011, mas ele é o cara...
Tivemos vários bons desempenhos na semana 2: de Tannehill, passando por Grimes, indo a Sturgis, Wallace, Clay... mas eu destaco o nosso Owner Stephen Ross. A foto acima é impagável. Ele é assim mesmo, meio destrambelhado. E em 2010 fez algo parecido após o time fazer 2-0 fora de casa. Mas que vivemos dias melhores sob sua gestão, isto é inegável...

domingo, 15 de setembro de 2013

Week 2: Dolphins 24 x 20 Colts - O doce saber de uma vitória...

Vencer é sempre bom, quando se consegue fazer 2-0 fora de casa então é quase uma epopeia. Tivemos problemas durante a partida? Sim, tivemos. Mas o time soube como segurar o rival, limitou o QB adversário em número de TDs, mesmo permitindo jardas. Um dado: Miami está apenas 23-10 desde 2008 quando limita o rival a 20 pontos ou menos.

Hoje o time começou em um ritmo alucinante, com os dois setores jogando demais e o primeiro quarto terminou 14x3 com cheiro de sapatada pra cima do Colts. Mas do jeito que entrou ligado, ambos os setores sofreram apagões no segundo quarto e o Colts devolveu o placar: 14x3 e o primeiro tempo terminou empatado em 17.

Veio o segundo tempo e logo de cara um fumble ( cometido por Tannehill, mas o mesmo não teve culpa ) e o Colts marcou um FG após ter um TD anulado ( Reggie Wayne estragou, pra nossa sorte, ao se mover antes da hora ). Ai Tannehill e o ataque acordaram e marcaram um TD corrido com Charles Clay, o primeiro de sua carreira. Depois disto ficaram trocando punts e 3 and outs. Até que veio a interceptação de Brent Grimes sobre Andrew Luck na End Zone. Parecia resolvida a partida. Que nada...

O ataque não conseguiu se mover e entregou a bola pro Colts com tempo suficiente para uma tentativa a mais. E em uma quarta para 10, Phillip Wheeler sackou Andrew Luck pra terminar o jogo. E assim, apenas pela segunda vez nos últimos 10 anos, o Miami fez 2-0 e fora de casa. Teremos, portanto, 8 partidas em casa para - se conseguirmos fazer 100%, garantir uma ida a post-season. Mas isso é papo pra outro post, por enquanto vamos celebrar... 

Brent Grimes fez a sua primeira interceptação com a camisa do Miami. E na hora certa, pois era no fim do quarto período, ou seja, em um momento crucial.
Mas foi queimado duas vezes por Luck e T Hilton. Temos sim o que consertar e, incrível dizer isso, mas Patterson fez falta hoje. Mas ao menos a secundária envergou, mas não quebrou...
Coby Fleener foi um terror pra secundária do Miami. Na foto Reshad Jones tentando parar o melhor alvo de Luck. 
Andrew Luck teve uma partida com muitas jardas, mas teve desempenho ruim na Red Zone, graças ao nosso front seven. Destaque pra o LB da foto, Phillip Wheeler, um dos melhores em campo...
Mike Wallace, seja bem vindo ao Dolphins. Uma partida com boas recepções e um TD com diversos bloqueios - um deles de Mike Pouncey quase na End Zone, 115 jardas e um jogo digno de um WR de 6o milhões. Tannehill também foi muito bem, com 319 jds, 1 TD sem interceptação, além do fumble, que sinceramente não dá pra culpá-lo. Outras atuações assim deixariam mais fácil a tarefa de ir pra post-season...
Philbin empata a série com Chuck Pagano, mas o time tem problemas, sobretudo nas chamadas das jogadas, muitas vezes conservadoras ao extremo. Mas é bom vê-lo sorrir e alcançar a sua 9 vitória em 18 jogos, com 0.500 de aproveitamento. 
Por fim, o setor mais criticado foram os corredores. E hoje foi bem diferente.. Teriam sido espetaculares? Não, não foram... mas comparado com o que não fizeram diante do Browns...
E, porque não, seja bem vindo a NFL Lamar Miller com seu primeiro TD. Daniel Thomas também conseguiu mover-se e foi bem. Juntos conseguiram 99 jardas. E o jogo corrido conseguiu mais de 100 pois Tannehill e Clay conseguiram cada um correr uma jarda. Semana foram, impressionantes, 26 jardas!!!
  

Parabéns Dan Marino

Ele sempre soube como vencer o Colts. E hoje é aniversário dele...
Hoje é dia de Colts x Dolphins. Confronto de grande história, mas que curiosamente revela uma crueldade: sempre um está bem e o outro mal ( como citado aqui no Papo Cruzado postado no Colts Brasil ).


Mas hoje tem um outro fato importante: neste dia em 1961 nasceu um tal de Daniel Constantine Marino Jr. Sim, hoje é aniversário de Dan Marino. Viva o maior QB de todos os tempos. Que ele inspire o nosso QB atual a vencer o Colts, que tem um QB bem melhor.