domingo, 7 de setembro de 2014

Week 1: Dolphins vs Patriots - Será a hora?

O melhor momento de 2013 foi contra o Pats... mas de nada adiantou, infelizmente.
10. Esse é o total de derrotas do Patriots para o Dolphins desde que Dan Marino se aposentou.
20. Esse é o total de derrotas que sofremos pro Pats no mesmo período. E mesmo assim, nós ainda somos o rival de divisão contra quem Bill Belichik e Tom Brady - a dupla HC-QB com mais vitórias na história - menos venceram. Mas é uma surra, temos que admitir. Para cada vitória que suadamente conseguimos, eles vencem duas. Não os varremos a mais de uma década e fomos varridos em 7 desde 2000. Triste.

O rival é mais forte, tem um dos melhores QBs de todos os tempos no comando do ataque, com um TE que fatalmente será HOF ( Rob Gronkowski ). Daí vem a pergunta: é possível vencer? Em tese é, mas na prática... as respostas podem vir do dia da imagem acima: 15 de Dezembro de 2013. Contra todos os prognósticos, com CBs reserva de reservas em campo, com o Pats na Red Zone e... vencemos!!! Parecia, infelizmente a realidade foi outra - que iriamos para a post-season após 4 fracassos consecutivos. Afinal, o time estava apenas pela segunda vez em 10 anos com duas vitórias a mais do que derrotas ( 8-6 ) e faltando duas partidas, era vencer ambas, contra as frágeis equipes do Bills e do Jets - e jogar outra partida de post-season. Parecia o céu... pois é, apenas parecia.

Michael Thomas - que ninguém nem sabia que estava no elenco - interceptou Tom Brady e fez uma epopeia em um quase vazio Sun Life. Vitória, diante do rival que tomou nosso lugar na divisão... foi uma tarde inesquecível, mas o Pats tinha problemas em cima de problemas, com tantos desfalques que eu nem vou listar, mas Gronk estava baleado. Não foi o terror de sempre, mas fez estragos ainda assim. Como pode ser amanhã...

Gronkowski estará em campo amanhã, mas não em condições ideais. Quem vai marcá-lo? Sem Wheeler ( ufa!!! ), eu destacaria McCain. Mas ele é rookie, então o mais provável é destacar Dannell Ellerbe. Pois é, as opções são ruins, até porque Dion Jordan fez um bom trabalho naquele dia. Mas ele está suspenso. Assim como Reshad Jones. Que vai fazer falta demais, tenham certeza...

As nossas chances de vitória passam por duas receitas bem básicas: pressionar Brady e não entregar a bola pra Brady. A melhor maneira de manter um HOF sem marcar pontos é deixá-lo do lado de fora, impedindo ele de pensar adequadamente e mantendo o seu ataque em campo. Para a primeira tarefa tenho 100% de certeza de termos as peças adequadas, pois nossa DL é da hora, uma das 10 melhores, com certeza. Já o ataque...

Não adianta: eu não confio em Tannehill. E muito menos nessa nova OL. Sem falar que o nosso Coordenador Ofensivo NUNCA fez nada na NFL. Mas eu posso estar errado ( só com relação às duas últimas condições, é claro ). Por isso, se o ataque conseguir não perder a bola, já estará fazendo algo. Knowshom Moreno e Lamar Miller podem, quem sabe, combinar para mais de 100 jardas. Sempre existe esta possibilidade...

No mais, é torcer para que Brady não esteja num dia super inspirado. Porque se estiver as chances beiram o zero... eu adoraria dizer o mesmo de Tannehill, mas eu - ainda - não estou louco...

Nenhum comentário: