segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Week 1: Patriots 20 x 33 Dolphins

Habemus vitória!!!
Vencer sempre é bom. Quando se tinham tantas dúvidas como no nosso caso, então é uma epopeia. Se o derrotado for o New England Patriots, tudo ganha outra dimensão... e o Miami ainda fez isso virando a partida, marcando 23 pontos seguidos, surrando Brady, deixando o Coach mais sem carater da história com cara de ..... ai é pra ficar sem palavras.

Não tenho um Notebook exclusivo, por isso o post sai tão tarde assim. Mas o importante é que temos mais coisas a comemorar do que para lamentar. Algumas que durante a partida pareciam merecedoras de lamentações, viraram agradáveis surpresas, como no caso dos LBs reservas. O fato é um só: o time foi derrotado pro vestiário e algo aconteceu lá pois o time simplesmente passou por cima do Pats no segundo tempo. Deu pena... deu nada, eu tô brincando. 

Agora vamos a um apanhado do que deu ( ou não ) certo hoje:
  • Linha Ofensiva jogou muito bem. Inegável, não tem como dizer outra coisa. Ryan Tannehill sofreu um sack apenas. Os RBs, sobretudo Moreno, encontraram espaços. Animador, sem dúvida. Mas precisamos encarar que já em algum tempo que a defesa do Pats não se destaca pelo número de sacks e sim por uma consistência em todos os níveis. A destacar também um Holding cometido por Ja'Wuan James que anulou o TD de Miller. Poderia ter feito falta. Mas o bom é que não fez;
  • Linha Defensiva. Sempre disse que era o melhor setor do time e eles provaram seu valor em campo. Cameron Wake é o melhor jogador do time e foi a chave para a vitória, ao sacar duas vezes Tom Brady e em ambas forçar fumbles. Mas os seus colegaas ( Vernon, Mitchell, Odrick e Starks ) levaram caos a Brady e cia. Uma atuação para não se esquecer tão cedo;
  • Corpo de Linebackers. Parece sonho falar que eles jogaram bem, não é mesmo? Pois caso não tenhas assistido a partida eu lhes digo que os três starters nem jogaram direito: Wheeler foi vetado, Ellerbe saiu nos primeiros snaps e Misi saiu antes do fim do primeiro tempo. O que seria problema, virou solução: Chris McCain, Jelani Jenkins e Jason Trusnik pareciam veteranos e que jogavam juntos a tempos. McCain inclusive ainda conseguiu um Sack e Bloqueou um punt no começo da partida. Eu falei dele aqui antes;
  • Jogo Corrido. Knowshom Moreno teve uma partida espetacular, com média de 5,58 jardas por corrida, o que é excelente. Mas Lamar Miller também correu bem, com média de 5,11 jardas por corrida. Eles correram, no total, 193 jardas. Um feito e tanto;
  • Ryan Tannehill e Mike Wallace. Alguns podem pensar o contrário, mas se a dupla fosse melhor entrosada, teríamos dado um passeio no Pats. Wallace deixou escapar um TD por erro de posicionamento dos pés e dropou alguns passes que poderiam ter facilitado demais a nossa vida na partida. Já o nosso QB... sinceramente, não sei o que ele pensa ao dar passes terríveis como os que fez hoje. A sua interceptação é daquelas que nem os QBs brasileiros lançam. E o pior no lance é que se o passe fosse na mão, seria TD. Depois teve outros passes errados, péssimas escolhas e coisas e tals. Passou para dois TDs, mas esteve longe de uma atuação boa. E dessa vez não pode reclamar de proteção, pois só sofreu um sack na partida inteira.
  • Preparo Físico. Nos anos 80 jogo a tarde no velho Orange Bowl era vitória certa pro Dolphins, mesmo que o time fosse melhor. Motivo? O calor e a estrutura de metal do estádio. Os adversários simplesmente pregavam em campo. Acontece que no Sun Life ( mais moderno ) onde o time joga desde 1987 esse fator sumiu. Mas o próprio passou, às vezes, a sentir a partida mais física. Hoje não foi assim. Que permaneça e que os adversário derretam no sol da Flórida;
  • Joe Philbin e a Comissão Técnica. Ano passado o time tomou 3 viradas dolorosas após ir para o intervalo vencendo, uma delas para o Pats em Foxborough. Agora aconteceu o contrário: perdendo por 20x10, o time deu um show no segundo tempo ao fazer 23x0. Sim, a ZERO. Se foi dedo de Bill Lazor ou não eu ainda não consegui saber, mas que algo de diferente aconteceu no vestiário, isso é certeza. Por falar em Lazor, eu fiquei decepcionado com o ataque. Como assim Flávio, o time fez 33 pontos e você diz isso? É possível sim dizer isso. O Playbook foi básico, simples nada de anormal. Existia uma expectativa de um ritmo frenético e de jogadas inovadoras ( com relação aos anos anteriores, é claro ) ficou, hoje ao menos, apenas nas promessas;
Vencer é excelente. Sempre é. E hoje comemoremos. Domingo tem o Buffalo Bills, outro time que tem nos castigado duramente na Era Philbin. Assim como o Patriots, que hoje apanhou. Quem sabe não seja a hora de ensinar, também, aos Bills quem é que manda na divisão? Sabem como é, vencer é bom, mas seguir vencendo é melhor ainda...


Wake vai para a galera!!!

3 comentários:

Victor Hugo disse...

tudo bem o ataque nao ser no ritmo dos eagles mas mostrou ser muito melhor do que o do ano passado,muita movimentação dos WR's , se tannehill tivesse um pouco melhor no 1 tempo seria um massacre nos patriots, o passe da int dava pra ser td e o que o mike wallace pisa fora do campo ,só ai sao 14 pontos mais,em uma das melhores defesas da nfl.

Flávio Vieira disse...

bom, eu acho que o ataque foi simples demais diante das expectativas criadas.

até mesmo o fogo na bomba ficou no mesmo nível do que era com Sherman...talvez porque o QB seja o mesmo, quem sabe né?

eu esperava mais play actions. E quando estes aconteceram, o nosso QB foi mal... ontem, inclusive, estava claro que correr estava fácil e ainda insistiram em dois drives no quarto período ( dois 3 and out ) em passes... Moreno e Miller com médias acima de 5 jds por carregada e vc vai se arriscar no passe... sem sentido.

enfim, eu fiquei sim decepcionado. Não fosse a mítica atuação da defesa no segundo tempo, o time teria perdido. Este é o fato para mim...

Flávio Vieira disse...

sem falar que eu esperava que acontece mais snaps na Read Option...