domingo, 16 de novembro de 2014

Ja'Wuan James: A hora da verdade

Será que ele dá conta? Logo saberemos...
O Futebol Americano sem particularidades tão únicas que tornam a mudança de função de um jogador algo bem complexo. Para os leigos, um Right Tackle ir jogar como Left Tackle pode parecer algo simples, fácil. Mas não é, pelo contrário é algo essencialmente complexo. Fosse fácil assim, os RTs não ganhariam menos da metade dos que recebem os companheiros do lado esquerdo. Left Tackles de elite estão entre os jogadores mais bem pagos da Liga, enquanto que os companheiros do lado direito estão entre os mais mau pagos. Fácil explicar o motivo: não existe QB de elite sem um LT de elite. Simples assim... vá lá que alguns QBs podem ter a melhor OL da Liga a sua frente, que mesmo assim não serão melhores do que são. Mas uma OL ruim não permite nem ao melhor QB da Liga ser nada além de normal...

James jogou de LT pela última vez no High School. Na Universidade de Tennesse ele era apenas um RT, tendo jogado algumas partidas como RG. Ou seja, ele tem experiência larga atuando do lado direito e isso torna a sua mudança possivelmente traumática. Não vou aqui ousar criticar sua atuação na quinta, pois ele entrou na fogueira no domingo e teve apenas 2 treinos antes de encarar Mario Williams e cia. Foi mal? Sim, mas isso era esperado. Como eu disse, o surpreendente seria ele detonar um dos melhor pass-rush da Liga em sua primeira partida como LT. Sejamos justos...

Agora contudo, ele terá tempo para se preparar. E a tarefa é ingrata: Von Miller e Demarcus Ware são os nomes que deverão atuar pelo seu lado contra o Broncos. É mole? Não espero que seja o que Branden Albert estava sendo, porque isso é injusto com o rookie. Mas ele pode melhorar um pouco. E é ai que entra o título do post: essa e´a hora da verdade para James.

A sua escolha foi criticado por todos os analistas, citando o inegável REACH ocorrido. Além disso como não lembrar que ele era um RT forte na NCAA, mas que igual a ele outros poderiam ser encontrados no mesmo draft? Tudo isso fica agora mais evidente e resta uma pergunta: se o time não o tivesse draftado, o que faríamos? Pois é, prefiro nem pensar...

Ele estava jogando bem pelo lado direito. Esperar o mesmo nível de atuação pela esquerda é desumano. A prova de fogo vem pela frente. E iremos precisar que ele vá bem. O quanto pode ser a diferença entre jogar em janeiro ou não...

Nenhum comentário: