segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Week 12 - Dolphins 36 x 39 Broncos: Foi por pouco...

Ele é o gênio que todos bem sabemos, mas demos sopa e ai ele castigou...
Seguir vivo até o fim da partida, não era o esperado...
Existem duas formas de ver a derrota que sofremos hoje no calendário:
  1. Jogamos bem demais contra um Super Bowl Contender, na casa deles, com frio, com nosso ataque fluindo melhor do que o esperado; e
  2. Perdemos a chance de obter uma vitória crucial para a sequência da temporada porque fomos mal na defesa ( sobretudo contra corrida ) e o ataque deu uma pane no segundo tempo ( quando marcou apenas 15 pontos ).
A escolha da forma determina como se sentir sobre a partida. Sendo assim, farei duas análises dentro do mesmo post, até porque foram duas partidas dentro de uma mesma:

Habemus ataque?

Jogar contra Peyton Manning é muito complicado. É praticamente começar perdendo por 14x0, dado que ele irá lançar - ao menos - 2 Touchdowns. Sendo assim o time adversário terá que pontuar muito. Quando o jogo é em Mile High então... poucos times conseguem chegar na casa dos Broncos e sair com a vitória. O Miami quase fez isso hoje. Com fluência no ataque, conseguiu ao todo 25 first down ( 17 por passes ). Conseguimos 313 jardas, o que está longe de ser ruim. Nosso QB lançou 3 TDs, o que torna a interceptação como uma mera estatística. Jogamos de igual para igual com o time de Peyton Manning. 

Temos 5 partidas para vencer ao menos 4. Atuando assim, temos chances reais de chegar às 10 vitórias. E 10 vitórias podem nos dar a tão sonhada post-season. Pela qual brigamos desde 2008, e onde só estivemos uma vez em 12 anos. Estamos no caminho certo.

Não somos grandes... ainda

Times grandes dariam um jeito de vencer hoje. Arrumariam uma forma. O Miami não foi capaz de fazê-lo. O time marcou 17 pontos no primeiro tempo. E apenas 15 no segundo, sendo 8 deles no último drive. Perdemos jogadores vitais durante a partida ( Odrick, Taylor e James ), não pressionamos Manning ( apenas um sack ), permitimos que um desconhecido corresse mais de 160 jardas ( nossa defesa era a terceira melhor contra as corridas. Mas mesmo assim, o time poderia ter vencido. Nossos Coordenadores, ficou claro isso, tem problemas na hora decisiva. Além disso, tivemos faltas e falhas indivduais que selaram nosso destino na partida: Jimmy Wilson foi uma mãe e Jamar Taylor cedeu uma recepção em uma 3ª para 20 jardas onde só teria que fazer o básico... mas... nem vou criticar o terceiro CB que entrou em campo, porque seria pedir demais dele. Por fim, teve a interceptação que selou a partida. E o que dizer do chute de letra na tentativa de On Side-Kick? Desse certo, seria espetacular... mas não deu... alguém imagina Patriots. Packers e cia tentando aqui?


Pois é... essas são as duas visões. A do copo meio cheio ou meio vazio. Em todo caso, é uma derrota que deixa mais esperanças do que incertezas. Claro que temos que ver como ficará James ( embora Dallas Thomas e Jason Fox tenho ido muitíssimo bem, por sinal ) e Taylor ( embora eu prefira que Finnegan volte o quanto antes ). Mas não tem como não pensar que uma vitória teria mudado esta equipe de nível... assim como foi contra Packers e Lions, o time perdeu a oportunidade. Daquelas que não devem se perder. E pela terceira vez na temporada...

Nenhum comentário: