sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

E lá vamos nós de novo - Parte II

Essa foto representa bem o que tem sido o Miami Dolphins desde 2002...
Eu comecei o texto passado, sem deixar claro que seria o primeiro de uma série. Causou confusão em dois leitores. Muitas vezes isso acontece, eu começo o texto pensando numa coisa e em empolgo e sigo na veia encontrada. Só que eu confirmo o que postei: o ataque é a pior parte deste time. Quando digo isso não quero tão tripudiar sobre o setor, mas sim apontar que é mais fácil consertar os erros da defesa para torná-la uma das 3 melhores da Liga do que tornar este apático ataque em um dos 5 melhores. Foi o que eu fiz no outro texto. Agora vamos ao que eu faria na defesa.

A melhor coisa que temos é a nossa DL. Pouquíssimos times na Liga possuem melhor formação titular do que Wake, Mitchell, Starks e Vernon. Isso sem contar que ainda temos Jared Odrick. Aliás, ele é que é um, digamos assim, problema: ele foi o único escolhido no primeiro round desta turma toda ai. Aliás, ao lembrar disso temos outro problema: apenas ele e Vernon foram escolhidos no Draft. As grandes DLs da Liga são setores que atuam juntos por 5 ou mais anos. Sabem como é, o Miami Dolphins e Draft sempre andam distantes um do outro, como água e vinho. 

A questão central aqui é: Cameron Wake vai seguir sem reclamar do time por jamais ter jogado uma partida de post-season e encarar a sua 3ª reconstrução no Miami? Se eu fosse ele, pediria para ser trocado. Na boa, grandes atletas ( como é o caso dele ) querem algo mais. E, ao que parece, isso ele não terá aqui em 2015. A menos que aconteça o mesmo pelo qual passou Jason Taylor em 2008: foi trocado para o Redkins que não foi a post-season enquanto o Miami foi!!! Enfim, vai depender dele. Os outros estão todos sob contrato e a menos que forcem uma trade, devem seguir para 2015. Sim, tem Dion Jordan, mas este tem cara de Bust... Talvez até mais do que cara.

Se a DL é motivo de orgulho, os Linerbackers... tudo começa porque o último grande LB que o time teve foi um tal de Zach Thomas. Faz tempo demais sem um grande membro no setor. Wake inicialmente era LB no sistema 3-4, mas eu o considero melhor com DE. E Thomas era mais líder do que Wake foi em seus melhores momentos. Koa Misi escolhido em um segundo round ( 2009 se não me engano ) é o que de melhor temos hoje em dia. Jelani Jenkins vem prometendo e poderá superá-lo. Mas ao menos é outro atleta escolhido em Draft. Temos também os medalhões caríssimos: Dannell Ellerbe e, sobretudo, Phillip Wheeler. Os dois foram contratados a peso de ouro na temporada passada por nosso ex-gerente Jeff Ireland. Com certeza, algo que expressa a sua maior incompetência. Como resolver? Eu traria - sem pensar duas vezes - o melhor LB do draft em nossa pick. A menos que ele tivesse escrito a palavra BUST na testa...

Chegamos então na secundária. E vou começar sendo bem rude: fora Brent Grimes e Cortland Finnegan, o resto é resto. Jamar Taylor não demonstrou credenciais para ser Starter, Will Davis sofreu uma grave contusão e sua volta não é aguardada como tábua de salvação. E por fim, temo Walt Aikens... alguém notou ele em campo nesta temporada? Precisamos de um outro Cornerback de bom nível. Claro que não vai dar para contra LBs de alto nível e um CB de bom nível ao mesmo tempo, mas pode-se trazer alguém via draft. Mas Flavio, o Draft só tem 7 escolhas e você já listou umas 4 ou 5 para serem usadas no ataque? Calma... eu não sei qual será a filosofia do novo técnico. É preciso situar as coisas assim: o futuro Coach vai chegar e determinar qual será o setor que ele vai reforçar com tudo no seu primeiro ano. Como eu não sei, eu vou fazendo suposições. Este é o caso.

Entre os Safeties... a situação não é melhor. Reshad Jones e Louis Delmas não são ruins, mas também não são Tops. Precisamos pensar no curto prazo em melhorar a qualidade da dupla, mas é com os reservas o problema mais imediato. Usar os Late Rounds do Drafts para fazer elenco é o mais recomendado, ou contratar alguns zé goiabas pelo preço mínimo.

No Special Team pouca coisa a mudar. Brandon Fields segue sendo o melhor jogador de ataque do Dolphins!!! Caleb Sturgis segue sendo um Kicker altamente irregular. E o nosso Long Snapper ninguém sabem quem é, o que é excelente.

É mais ou menos o que tem que ser feito.

Nenhum comentário: