terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Week 13: Dolphins 16 x 13 Jets MNF - Vencemos, mas que jogo horrível...

Miller voa para marcar o único TD dos Dolphuns...
Jenkins desvia e Jones matar a partida
Eu vivo cobrando que o time arrume uma maneira de vencer, como fazem as grandes equipes. Em partidas encardidas, os times vencedores dão um jeito de vencer. Hoje o Miami arrumou uma forma de ganhar um dos piores Monday Night da história riquíssima de 45 anos.

Nosso time foi massacrado no primeiro tempo, levando um baile do jogo corrido dos Jets. O time rival conseguiria passar das 260 jardas totais, pior desempenho do time desde a quarta partida em 2007, quando Dante Culppeper resolveu ir à fora contra nós que pela dispensa de 5 meses antes. Foi terrível.

Com apenas um FG acertado ( outro errado ), o time foi pro intervalo perdendo por 10x3, um lucro dado o massacre. No começo do segundo tempo conseguimos outro FG e a defesa enfim se disse presente em campo, conseguindo dificultar mais as coisas para o Jets. Num Punt bloqueado por Dion Jordan, o Miami pegou a bola em uma boa posição de campo. O que faz Tannehill? Lança uma interceptação ( poderiam ter tomado ao menos outras 3 na partida ) ao invés de aceitar o sack. Que conte em sua defesa que Miller fez igual a um levantador de vólei ao tentar segurar o ( péssimo ) passe... mas foi algo feio, sem dúvida. Sorte que a defesa segurou o ataque do Jets e o Kicker errou o FG!!!

Com um TD corrido por Miller o Miami empatou a partida. A defesa segurou o ataque dos jatos e ai, Tannehill resolveu ao menos aparecer em campo... e posicionou o time para conseguir, enfim, a liderança: 16x13 com um FG de Caleb Sturgis. Faltando pouco tempo, os Jets teriam que conseguir ao menos um FG ( erraram dois na partida ) para levar a partida para a prorrogação... ai vem o lance da segunda imagem: passe de Smith que tinha endereço certo, Jelani Jenkins ( a cada dia jogando melhor ) levanta o braço na hora certa e a bola sobra para Reshad Jones decretar a sua vitória do Miami...

Vencemos, mas se querem saber esta partida levanta mais dúvidas do que certezas, Mesmo que o time esteja agora como o Seed 6 da AFC, jogando assim iremos ser surrados pelos Ravens domingo. Claro que podemos dizer que foi um ponto fora da curva, mas é bom abrir bem os olhos...

5 comentários:

Lucas Gouveia disse...

realmente não foi uma boa partida, mas acho vc muito pessimista, estamos em franca acensão, NFL é isso, planejamento, subindo um degrau por vez a cada temporada, nosso time esta jogando infinitamente melhor do q temporada passada, msm Tennehiil esta melhorando, se ainda não é de encher os olhos, pelo menos nos da a perspectiva de um futuro melhor, e analisando os últimos 12 anos, isso já é muito.

Flávio Vieira disse...

existe uma diferença entre pessimismo e realismo... jogando o que jogou ontem este time leva uma sova do Ravens...

só vencemos porque o Jets é o que é...

é o que eu penso. E eu quero mais, muito mais. Por isso que Tannehill não foi, não é e nem nunca será o QB que eu quero pro meu time.

Flávio Vieira disse...

pode voltar a jogar como fez diante do Broncos? Pode, claro...

seria pessimista dizer: vai jogar ruim e perder... mas antever que outra atuação como a de ontem resultará em derrota diante do Ravens é apenas apontar o óbvio...

Murillo Rezende Santos disse...

Concordo com quase tudo...a partida foi horrível, o time foi muito mal. agora falar q um passe quase no chão do Tannehill foi um Int por culpa dele foi sacanagem. A sua implicância com o QB e seu pessimismo são contagiantes. Estamos bem e, por enquanto, classificados pros playoffs. O que precisamos é de LBs decentes para parar o jogo corrido e um TE descente.

Flávio Vieira disse...

bom, eu não gosto dele mesmo... e reitero: não estou sendo pessimista, e sim realista. são duas coisas diferentes, embora seja comum confundi-las...

o Miller errou e jogou a bola pra cima? Sim, todos viram isso... mas será que ele fez isso porque errou ou porque o passe foi, digamos assim, muito complicado?

Tannehill trocou um sack em uma primeira descida por uma interceptação... isso não é pegar no pé, e sim falar o que aconteceu...