sábado, 3 de janeiro de 2015

Antes de mais nada, qual é o maior problema do Miami?

O trio que vai preparar mais uma temporada. Porque pensar que será diferente das outras 6 anteriores?
Identificar o problema é o primeiro passo para alcançar o sucesso. Só que se isso fosse fácil, a NFL teria quase todos os times com temporadas de 8-8 ou perto disso e pouquíssimas equipes com mais do que 10 vitórias por ano. Simples assim. Diversas idas a post-season seriam decididas no sorteio, tamanho seria a equilíbrio. Mas na realidade não é assim.

Partindo do pressuposto acima, qual é o maior problema do Miami Dolphins?

a) Comando;
b) Gerenciamento;
c) Coaching;
d) Liderança dentro de campo
e) Má qualidade do elenco;
f) Todas as alternativas.

Todos que leem este espaço sabem muito bem que eu acho que a resposta é a letra F. Por mais que eu não goste e Ryan Tannehill ( e eu não gosto ) a culpa, em último caso, é de quem o draftou ou quem permitiu que alguém o draftasse. O time perdeu diversas oportunidades em Drafts, mas tantas, que eu li nos Sites dos EUA que se Hickey repetir a mão o time poderia chegar até no Super Bowl!!! Pois é, quando seu GM é Jeff Ireland, quem fizer alguma coisa parece mágico. Não, eu não achei que Hickey tenha feito um grande trabalho. O time segue sem LBs e ele perdeu uma excelente chance de ganhar picks para seguir com o jogador que ele escolhera. Por mais que James tenha sido ótimo como Rookie, a sua escolha segue sendo errada. A escolha, não ele. Que isso fique bem claro.

Hickey terá que mostrar seu trabalho, mas não caiamos em uma armadilha bastante comum: reconstruções levam tempo. Casos como o do Broncos, que era uma piada antes e hoje é uma potência apenas com a chegada de um jogador acontecem uma vez por década e olhe lá. Ele precisará de mais dois Drafts para, quem sabe, tornar este time forte o bastante para que possamos voltar a dizer: somos grandes. Duvidam? O que este time faria hoje diante de Steelers ou Colts além de realizar outras partidas frustrantes? Eu mesmo não vejo este time atual vencendo uma partida na post-season. Se fosse capaz disso, teria vencido Packers, Lions e Ravens na temporada regular. E não perderia para Bills e Jets.

Aliás, isso me trouxe outro pensamento: O Patriots só vai perder o comando da divisão quando um dos seus 3 rivais conseguirem um QB melhor do que Tom Brady. Simples assim. E nenhum dos 3 sequer chegou perto de conseguir um bom, quanto mais alguém que possa encarar Brady de frente e derrotá-lo. Por isso, se quiser, ele joga fácil até os 40 anos com chances de ir ao Super Bowl, porque sempre vai vencer a divisão.

Qual é então o problema central? Para mim vem de cima, ou seja, do proprietário Stephen Ross. Ele que perdeu a chance de contratar um Coach de verdade ( Jim Harbaugh ), que demorou além da conta de demitir um General Manager horrível ( Jeff Ireland ), que poderia ter limpado tudo ao fim de 2013 ( por causa do Bullying Gate ) e que agora resolveu manter no comando time alguém que nada fez para merecer isso ( Joe Philbin ).

Dentro de campo os melhores jogadores continuam sendo atletas que vieram do FA ( Wake e Grimes os melhores ) e um elenco sem líderes, sem aquele jogador que possa resolver uma partida apenas no seu talento.  Assim fica bem complicado, ainda mais numa liga em que equipes que eram ruins conseguem melhoras e as que eram boas se mantém no topo ser apenas mediano é o mesmo que nada. O time precisa arrumar um líder. 

Será que o trio acima tem capacidade para isso?

Nenhum comentário: