sábado, 18 de abril de 2015

O que eu faria se fosse o responsável pelo draft?

A minha "board" teria com certeza estes 3 jogadores...
Eu não fujo da raia. Todos, até os detratores da página, sabem disso: eu opino. Sempre. Gostem ou não do que escrevo ( e os altos números de acessos nos últimos dias, mesmo sem atualizações dizem alguma coisa sobre isso ), mas todos concordam: eu tenho opinião. Gostar dela ou não, é outro papo.

O draft está chegando e mesmo que o Miami Dolphins sempre consiga estragar as escolhas, eu seguirei tentando antecipar o que é o cenário mais provável. Hoje, contudo, eu farei diferente. O consenso geral é que o time vá escolher DeVante Parker, Receiver de Louisville. Isso só nao acontecerá caso o time resolva fazer uma Trade Down, o que pode mesmo ser uma boa. Mas isso agora é com Dennis Hickey, Joe Philbin e cia...

A primeira coisa a se observar é que time vencedores sao montados com base no BPA - Best Player Avaliable. Explicando melhor é tipo assim: seu time tem Darrelle Revis e o melhor jogador disponível pode ser o futuro Revis, mas você precisa de um OG. Acontece que o melhor guard disponível não vale a pick ( tipo James ano passado ). Times vencedores escolhem o futuro Revis - mesmo tendo o atual Revis - simplesmente porque talento não se desperdiça. O Miami... bom, todos sabemos o que o time faz...

Sendo assim, tudo depende de quem estiver disponível. As duas maiores carências hoje são, nesta ordem, Wide Receiver e Linebacker. Já expliquei porque precisamos de um WR, justamente para que não venham com explicações para um outra temporada ruim de Tannehill e um LB capaz de mudar o patamar da defesa seria uma excelente adição. Sendo assim, eu JAMAIS deixaria passar Parker e Beasley caso os mesmos estivessem disponíveis. E vou além: se o LB de Clemson estiver disponível ele seria de Miami. Caso nenhum dos 2 estejam disponíveis e o CB de Michigan esteja sobrando ( bem provável ) eu o draftaria. Waynes é melhor do que qualquer CB que o Miami tenha, fora Grimes. Mas ele pode ser, que coisa, o novo Grimes. Entenderam? o BPA significa você olhar além da escolha em si e focar no talento. E times vencedores não ignoram talento e nem draftam jogadores de segundo round no primeiro. Ou QBs meia-boca. Simples assim...

Caso os 3 já tenham sido escolhidos, ai fica mais complicado. Não me ocorre nenhum jogador pelo o qual eu abriria mão de picks. Em tempo, só uma trade maluca para eu abrir mão de um dos 3 jogadores, tipo uma escolha de primeiro ( próxima ) e uma de segundo com outra de terceiro. Só que estes jogadores não valem trades assim e acho pouco provável que alguém a ofereça. Também, pelo fato do time atual ser FRACO e precisar de jogadores, eu não faria Trade Up. Perder picks um ano após ter recusado ganhar picks seria um contrassenso imenso. Sem falar que não ficamos com as picks e ainda escolhemos um jogador de segundo round em primeiro.

É o que eu faria. E se fizermos uma Trade Down, quem escolher? Bom, ai vai depender de diversos fatores como a escolha que obtivermos na Trade... mas eu seguiria no BPA. Times como Patriots, Steelers, Ravens e Packers venceram Super Bowls recentemente assim. E se os campeões fazem isso, acho que deve ter um motivo. E claro, temos que copiar eles, não times como Bills, Browns, Raiders ou Jaguars. Se for para copiar alguém, que se copie quem vence.

Nenhum comentário: