segunda-feira, 4 de maio de 2015

Perfil: Jamil Douglas, OG - Arizona State

Existia talento em outras posições, mas o time resolveu escolher um OG.
O Miami vem perdendo picks nos drafts recentes apostando em OLs. Jogadores que nem mesmo chegam a chamar a atenção. Ou pior, quando conseguem é da pior maneira como foi com Jonathan Martin. Enfim, é fato que o time não sabe escolher em drafts, mas quando se trata de OL parece ser ainda pior.

Esquecendo disso, podemos olhar a escolha com outros olhos, sob outras perspectivas. Comecemos admitindo que era uma necessidade obtermos um outro OL neste draft. Sim, era. Acontece que o custo para cobrir um rombo na OL pode ter sido muito alto, como por exemplo ter deixado passar um LB Starter. E detalhe: Douglas pode até nem mesmo virar Starter. Mas é o que o time quis e agora temos que conviver com isso. E torcer que, ao contrário das recentes picks de OLs fora do primeiro round ( onde mesmo com o Mega Reach em James ano passado, o time tem acertado ), Douglas vire - ao menos - um Starter razoável. Será que ele consegue? Vejamos o que pode ser dito dele:

Nome: Jamil Douglas
Altura: 1,93m - Peso: 138 kg
Universidade: Arizona State

Pontos Fortes: Douglas é um bom jogador, mas ele não possuir capacidade atlética suficiente e nem o utiliza em sua vantagem. Tem problemas quando precisa bloquear no segundo nível da defesa. Ele é melhor no run-block do que no pass-proctetion e sua presença em campo pode, inicialmente, dar-se em situações claras de corrida, o que também poderá facilitar a vida dos Coordenadores de Defesa rivais. Atua melhor do lado esquerdo. Um ponto interessante nele é a sua agressividade, que tem melhorou bastante nesta última temporada.

Pontos Fracos: Precisa melhorar, e muito, o seu jogo de pés. Quando não começa bem apoiado era empurrado com facilidade pelos defensores mais fortes e na NFL eles são mais fortes ainda. Sua técnica com as maos precisa de polimento. Com certeza seu pior ponto é a proteção para o passe, onde costuma cometer erros quando é forçado a salvar o QB de um sack.


Careira: Douglas começou todos os jogos durante a sua carreira depois de assumir a posição de Guard do lado esquerdo, durante seu ano como redshirt. Além disso foi nomeado para o Segundo time da Conferencia Pac-12.


Nota: Existiam jogadores melhores em outras posições, sobretudo LBs, mas o time mais uma vez fechou os olhos para o BPA e foi onde acredita ter mais carência. Por ele não ter, em tese, capacidades para ser Starter desde o primeiro dia ( se o fizer, será por falta de concorrentes, nao de sua qualidade individual ), a escolha é um C.

Nenhum comentário: