quinta-feira, 7 de maio de 2015

Perfil: Bobby McCain, CB, Memphis

McCain poderia ter sido draftado ano passado...
Bobby McCain tinha se acostumado a ouvir seu nome sendo chamado nos alto-falantes do estádio Liberty Bowl em Memphis. Capitão da equipe em 3 temporadas, ele é líder nato e era extremamente respeitado. Isso lhe lembra alguma coisa? Pois é, ano passado o Miami fez escolha de jogadores pensando em uma única coisa: liderança. O time simplesmente ignorou talento e pensou apenas no grupo. Deu no que ( não ) deu.

Isso explica a escolha? Não exatamente. Ele além de CB sólido, premiado e com liderança nata ele ainda pode retornar chutes, o que é uma diferenciação com relação aos outros. No ano passado o time nao obteve nenhum jogador que tenha produzido algo e nem nutro esperança de que daquelas pífias escolhas possam tornar-se algo na Liga. O time chegou a estar implorando por ajuda e nenhum - isso mesmo, nenhum - deles apareceu. Para não ser totalmente injusto, teve o Fede...

O mais curiosos é que existiam opções melhores na hora em que o Miami escolheu McCain, o que é típico de Miami. Vamos olhar melhor o que podemos esperar do jogador:

Nome: Bobby McCain - Idade: 21 anos ( 18/08/1993 )
Altura: 1,80m - Peso: 82kg
Universidade: Memphins - Classe: Sênior 

Pontos Fortes: Embora não tenha a altura ideal para a posição, ele não se deixa abater com isso, buscando compensá-la com seus instintos e antecipação, sendo a explicação de parte do seu sucesso durante suas duas últimas temporadas. Instintos de McCain combinados com sua rápida explosão lhe permitem fazer jogadas e fechar janelas rapidamente. McCain é também um excelente defensor. Teve um bom Combine. 

Pontos Fracos: Altura e peso realmente são abaixo do que a liga exige atualmente e não será um complemento a Brent Grimes ( que tem biotipo parecido ). Não, eu não estou comparando os dois e sim dizendo que em situações que exijam jogadores de outro perfil, ele não será a opção. McCain tem pontos de interrogação relativos à sua cobertura, quando tem que ir em socorro a um companheiro. Sua explosão por vezes esconde os seus erros de posicionamento.

Resumo: McCain usou suas duas últimas temporadas para pavimentar um grande currículo. Contudo suas maiores fraquezas ( altura e físico ) cobram seu preço na NFL. Além disso ele pode ser um produto do Combine, como diversos jogadores o são ano após ano, tanto que antes ele nem era cotado para ser draftado e após os treinos ele virou valor de quarto round. 

McCain começou todos os 13 jogos como sênior em 2014, terminando com 46 tackles, nove passes defendidos e cinco interceptações, ganhando honras First Team All-AAC. Ele ganhou um convite para o jogo "das estrelas" de 2015.

Nota: por ter sido um meio reach ( apesar de ser bom jogador ), um B.

Nenhum comentário: