sábado, 6 de junho de 2015

Top Ten: Quem são os melhores QBs da NFL?

Em que posição será que ele vai aparecer neste Top Ten?
O Miami recentemente deu a Ryan Tannehill uma ( injustificada e, sobretudo, não merecida ) extensão contratual, deixando ele sob contrato ( vou fazer um post explicado isso melhor ) até 2020. Pois bem, esta semana o Carolina Panthers fez o mesmo com Cam Newton, que tem um ano mais de Liga. Quer dizer, nao é apenas isso: duas ida ao pro-bowl ( onde Tannehill sequer foi considerado em 3 anos ) e levou o seu time duas vezes a post-season em 4 anos. Ok, ano passado estava fácil e mesmo com menos vitórias do que derrotas o Carolina venceu a Divisão, mas não se esqueçam que em 2013 o Miami precisou de apenas uma vitória em duas partidas e Tannehill passou quilômetros de liderar o time até o paraíso...

Com base nisso eu pensei em listar meu 10 Quarterbacks de NFL. Listas sempre são polemicas e esta, claro, não vai fugir a regra. Mas eu, e todos sabem muito bem disso, não fujo da raia...

  1. Peyton Manning, Broncos. Aqui é questão pessoal mesmo. Ou de decência quando olhamos o segundo colocado na lista. Manning é o Marino da sua geração. Só que com um Anel de Campeão no dedo. A dominância nos números parece, inclusive, a mesma. Por isso eu fico com Manning, porque estamos falando do melhor, não de quem venceu mais campeonatos;
  2. Tom Brady, Patriots. Bom, se Manning é o Marino da sua geração Brady seria o Mon... espera ai, nada disso. Montana é um mito e não paira qualquer mancha sobre sua carreira. Já sobre Tom Brady... Mas ele tem feitos notáveis na Liga, e nem falo de ter vencido 4 super bowls. Claro que a falta de concorrência dentro da divisão ajuda, mas é impossível negar que ele seja bom. Em mais uma área, se é que me entendem...;
  3. Aaron Rodgers, Packers. Aqui, outra vez, é questão puramente de gosto. Pesa a favor de Rodgers ser jovem e ter feita a torcida do Green Bay esquecer de Brett Favre ( tipo, até nós não esquecemos Marino ). O Packers é um time forte? Sim, mas muito disso deve-se a ele. Jogador raçudo que sabe achar uma maneira de vencer mesmo nas piores situações;
  4. Drew Brees, Saints. Pensar que o ignoramos ( e duas vezes!!! ) é de dar vontade matar gente em Miami... pois bem, porque eu o coloco abaixo de Rodgers? A resposta vem do seu posicionamento, a meu ver, errado no caso do Bountgate. Ele é um dos líderes da NFLPA ( associação dos jogadores ) e simplesmente ficou do lado da franquia na questão. Isso não mancha de forma definitiva sua carreira como aconteceu com Brady, mas fez-me optar por Rodgers;
  5. Andrew Luck, Colts. Sei que essa escolha vai gerar grandes questionamentos entre os "bajuladores" de Ryan Tannehill, mas é fácil demais justificá-la: muito dizia-se que o Colts era o time que era porque tinha Peyton Manning. Comparem o desempenho do time com Manning e com Luck e veremos que o time manteve-se no mesmo patamar: uma equipe que pode chegar ao Super Bowl. E que registre-se ainda: Manning demorou quase 8 temporadas para chegar ao Super Bowl e quatro para pisar os pés numa final de AFC. Luck chegou na final da última AFC com 3 temporadas e poderá superar o ídolo no primeiro quesito. Claro que Manning fez a franquia praticamente do zero, mas Luck a manteve onde ela estava. E isso é mais do que o necessário para estar no Top Five. E isso todos sabiam antes dele ser draftado. Azar nosso termos vencido, sem necessidade alguma, 7 partidas das últimas 9 da temporada 2011. Terminamos com o que ( não ) temos hoje;
  6. Russell Wilson, Seahawks. Ele tem um anel de campeão ( e perdeu outro Super Bowl ) e Luck não pode dizer o mesmo. Se a questão fosse meramente essa, diversos QBs horrorosos estariam neste Top Ten. Mas Wilson ( outro que ignoramos duas vezes!!! ) tem suas qualidades e é de elite, com certeza. E isso tendo sido escolhido no terceiro round;
  7. Phillip Rivers, Chargers. Digam o que quiserem dele, mas ele é um dos 10 melhores dessa Liga. A posição pode ser questionada - é fato - mas eu coloco aqui porque o acho merecedor disso. Diziam que o ataque dos Bolts era bom porque tinha Tomlinson, mas Rivers tem feito das suas, mesmo que tenha faltado resultados na post-season desde então.
  8. Tony Romo, Cowboys. Ele quebrou o paradigma: virou um QB confiável e com sucesso. Antes parecia eternamente fadado ao fracasso e ficar como apenas mais um. Agora ele é um QB de elite. Sua temporada 2014 mostra bem isso. E quase conseguia levar o Cowboys além do esperado, mas quem sabe em 2015?;
  9. Ben Roethlisberger, Steelers. Ele não é um QB que vai conseguir mais 4.500 jardas, mais de 40 TDs e nem vai aparecer num Top Five. Mas é um vencedor. Tem 2 anéis de campeão de Super Bowl e só perdeu o terceiro porque encarou o terceiro nesta lista. Ao contrário de outro QB com dois anéis atualmente na NFL ( Eli Manning ) ele é regular demais. Tem seus dias ruins como todo QB, mas ate´nisso ele é mais regular do que muitos. Sem falar que consegue atuar em diversas partidas mesmo sem uma OL a sua frente. Por isso tudo, ele é o nono da lista;
  10. Cam Newton, Panthers. Pensei demais para fechar o Top Ten ( citarei os que ficaram de logo na sequencia ), mas é inegável que Newton melhorou o nível do Panthers. Até pode-se argumentar que nem foi tanto assim, mas o fim de temporada dele em 2014 foi muito bom. Tudo bem, como disse no começo do texto, facilitado pela draga da NFC Sul, mas ele foi lá e carregou o time para post-season. E isso faz diferença. Como fez agora.
Diversos QBs com carreiras boas ficaram de fora. Eu pensei em trocar Newton por Dalton, mas este nem consegue fazer uma partida decente em post-season. Assim como poderia colocar Elisha Manning, mas suas duas últimas temporadas foram péssimas. Matt Ryan poderia ser o décimo, mas tem sofrido derrotas para Newton. O Flacco de 2013 entraria fácil no Top Ten ( e bem posicionado diga-se ), mas ele parece distante demais da realidade. Colin Kaepernick precisa se provar em 2015. E jamais colocaria QBs rookies entre os 10, ainda mais quando são Mariota e Winston. Mas em 2016, quem sabe, eles podem aparecer na lista...

E Ryan Tannehill? Bom, ele fica entre algum lugar entre o 14º e o 20º posto, a depender de quem analisa. Hoje ele não é melhor do que muitos dos citados ai no paragrafo anterior. Talvez se conseguir vencer a divisão possa entrar. Mas acredito que nem o mais fervoroso "bajulador" de Ryan Tannehill é capaz de acreditar nisso...

Um comentário:

Michael Jackson disse...

Então, achei a lista muito interessante e concordo com quase todas as posições, menos a oitava, Tony Romo.
(Minha opinião, não me entenda mal) essa boa temporada que ele teve foi fruto da grande OL do dallas unida ao DeMarco murray.
Usarei como exemplo o primeiro jogo entre Eagles x Cowboys lá em dallas.. a DL do eagles "neutralizou" o jogo corrido e forçou ele a lançar mais, foram 2 interceptações contra a nossa secundária (que ano passado era uma das cinco piores) esse ano sem o murray, ele vai voltar ao padrão romo..