domingo, 11 de outubro de 2015

Mike Tannenbaum queria Dan Quinn como Head Coach. Adivinhem quem foi contra...

Mentor da melhor defesa da NFL poderia ter sido nosso Head Coach...
Errar é humano, todos sabem disso, mas permanecer no erro é burrice. Acontece que quando trata-se do Miami Dolphins este ditado não se aplicar, porque aqui errar é o básico. Olhado para trás é de se assustar que tenhamos o maior feito de todos os tempos: uma temporada perfeita. É quase impossível crer que uma pessoa que não tinha muita grana e nem envolvimento muito direto com o Esporte tenha fundado uma franquia da NFL e a levado até a glória durante a sua vida. Quando o fundador Joe Robbie morreu em 1990, o time era até então um dos 6 maiores vencedores do Super Bowl e o Patriots era um timeco. 25 anos depois e... bom, todos sabem o que somos hoje. Antes de prosseguir a foto mais famosa de Don Shula e Joe Robbie:

Os dois maiores homens de fora do campo de nossa história...
A imagem fica mais velha, e não falo de idade apenas, a cada temporada. Nela Shula fala em sua primeira entrevista como Técnico do Miami ao lado de Joe Robbie, que o tirara a peso de ouro do Baltimore Colts. Coincidência ou não nós tomamos o lugar do Colts dentro da AFC este e fomos, pelos 30 anos seguidos o time a dar as cartas na divisão. Como Shula e Robbie fomos a 5 Suber Bowls ( 71, 72, 73, 83 e 85 ) em 15 anos!!! Nem times como Steelers, Redskins, Giants ou Cowboys conseguiram fazer isso. Só mesmo o Pats igualou ( e infelizmente superou ) desde 2001, mas todos sabemos bem como eles conseguiram, não é mesmo? Adiante...

O que isso tem a ver com o Miami atual? Tudo, ora pois. Desde o fim do ano passado que Mike Tannenbaum é o Vice-Presidente de Operações da franquia, virando uma espécie de primeiro-ministro do time, estando acima do General Manager Dennis Hickey, criando - em tese - algo desnecessário. Pois bem, eis que soube-se agora que ele queria a queda de Joe Philbin desde que chegou e tinha até o substituto certo. Quem? Antes de responder, que tal uma foto da dupla atual que manda no time:

Mike Tannenbaum e Stephen Ross...
Tannenbaum queria trocar Philbon por Dan Quinn. Quem? Eu entendo se os amigos não ligarem o nome a pessoa que primeiro apareceu neste post, natural. Dan Quinn era apenas o Coordenador de Defesa do Seattle Seahawks. Sim isso mesmo, o time que foi a 2 Super Bowls seguidos. Sim o mesmo time que tem a melhor defesa da liga nas 3 últimas temporadas. Era uma escolha ótima nao? Porque nao rolou? Ora, porque o Pateta do nosso proprietário quis manter Joe Philbin no comando. Para que? Ora, só ele sabe, mas o fato é que agora temos outra temporada perdida. Ou alguém ai espera que o time vença 9 partidas em 12? Aliás, é bem capaz do time vencer umas 6 ou 7 só para ficar no meio do próximo draft, as chamadas vitórias inúteis, tal qual fez em 2011 e ficamos com Tannehill ao invés de Andre Luck. Sabe como é, até para ser péssimo é preciso competência. E isso é algo que nosso time não tem, mesmo para ser horrível.

Existe, contudo, algo bom nisso: alguém nesta franquia conseguiu ver o caminho. E basta ver o desempenho do Atlanta Falcons nesta temporada para sabermos que Tannenbaum estava certo. Quem sabe, não custa sonhar, ele não consiga acertar outros passos e - finalmente - começarmos a dar passos na direção certa. Em tempo, tem um rumor rolando de que Stephen Ross vá atrás de Sean Payton, HC do Saints, caso ele venha a ser demitido pelo New Orleans. Daria certo? Bom, Payton transformou os Saints em um time forte depois de décadas de ostracismo ( para quem não sabe, Archie Manning - sim, o ´pai de Peyton e Eli - jamais foi a post-season em sua carreira com os Saints ). Quem sabe, caso aceite, ele consiga fazer algo parecido por aqui... não custa, mais uma vez, sonhar.

Nenhum comentário: