quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Jogo decisivo contra o Bills?

Será que o time vai adicionar ele ao elenco?
Domingo segundo muitos analistas é o verdadeiro teste para o time de Dan Campbell. Quem pensa assim usa como argumento o fato de que era praticamente impossível vencer o Pats em Foxborough, o que é de fato uma verdade, mas tenho algumas restrições a este pensamento:
  • Perder era, como disse, o mais provável mas existe uma diferença entre perder e passar vergonha. E o time fez a segunda coisa na quinta passada;
  • O time, segundo alguns loucos, estava numa crescente e já tinha mudado da água para o vinho. Vamos combinar, até mesmo com Joe Philbin o time venceria de Titans e Texans. Seria mais dolorido, com mais sofrimento, mas parece claro que as duas equipes não são parâmetro de nada. Caso o amigo alegue que o Texans está com 3-5 na liderança da AFC Sul eu alegarei que o time fez, decididamente, o seu pior primeiro tempo na História da Franquia de Houston. Sendo assim, não venha alegar que o Miami tenha feito alto sobrenatural duas semanas atrás;
  • Nosso QB, sempre ele, foi do Olimpo ao Reino de Hades ( se não entender de Mitologia Grega, use o Google para entender a ironia ) em apenas 5 dias. Nada poderia demonstrar mais o que ele é do que a atuação dele contra o Texans ( e só o primeiro tempo ) e a partida contra o Pats... De melhor jogador da AFC para um dos piores de toda a NFL... enfim, eu sigo acertando minha previsão. Pobre é de quem ainda consegue defender ele;
Até aqui nesta "era Tannehill", o Miami fez 3 visitas a Buffalo o time perdeu... 3 vezes. Portanto, vencer seria novidade. Isso torna impossível vencer? Claro que não, mas é um indicativo nada interessante. Existem também bons sinais para que possamos ter alguma esperança e uma delas é que estamos no começo de Novembro e portanto não iremos encarar um frio extremo. Outro ponto é que o nosso rival está com a mesma campanha nossa e uma vitória nos tira da lanterna da divisão. Como alguns ainda acreditam que o time vá para os playoffs... vencer esta partida é crucial.

Contudo, não acredito que isso seja uma possibilidade, mas o Bills é um adversário mais forte do que Texans e, óbvio, inferior ao Pats. Vencer é possível, mas eu nem faço questão de vencer mais na temporada.

Mas para vencer, algo de diferente precisa acontecer. Mas o que exatamente? Que tal reforço no jogo corrido, que nem está tao mal assim... uma das escolhas de quinto round neste Draft foi o RB Jay Ajayi, que foi colocado na Lista de Machucados na Pré-Temporada e, que por isso, precisa ficar fora de 8 semanas da temporada. E ele poderia ser retirado da lista e passar a compor o elenco, dando mais qualidade nas corridas. Ele está treinando normalmente a duas semanas após recuperar de costelas quebradas. Seria uma força a mais para um ataque apático. Lembrando que marcamos, somados, nos últimos 3 Quartos impressionantes 10 pontos!!! Em situações assim, qualquer ajuda seria bem vinda, certo?

O calendário até que poderia ajudar ( temos Eagles, Cowboys e Jets ). Mas o Eagles parece ter se encontrado, o Cowboys provavelmente terá Tony Romo e os Jets... bom, tem uma defesa mítica e vai, com 100% de certeza, dar tudo para conseguir a varrida em cima de nós, com um adendo que desde 2012 vencemos eles lá... e eles nos vencem no Sun Life ( este ano venceram em Londres, mas o mando era nosso ). 

É aguardar e assistir a partida. Eu, desde que conseguimos a proeza de perder para o Jaguars, não quero nem saber da temporada. Mas tem quem acredite em post-season. Sendo assim, a sequencia de 4 partidas parece acessível. Parece, pois com o Miami sempre é bom nunca acreditar...

Nenhum comentário: