sábado, 5 de dezembro de 2015

Week 13: Ravens at Dolphins - Ainda bem que não estamos em 2007...

Eu não sei como o amigo leitor fica quando lembra dos Ravens, mas eu tenho mais más lembranças do que boas, mas a boa é sensacional. Corria o ano de nossa pior campanha na NFL ( aliada à melhor da história do Pats ). Corremos seriamente o risco de fazermos 0-16 no mesmo em que o Pats fizeram 16-0 ( para nossa sorte, eles perderam o Super Bowl para o Giants de Ely Manning, Plaxico Burress e cia ). Até que na semana 14 o Miami recebeu o Baltimore Ravens - também já fora da post-season. Encurtando a história Cleo Lemon conectou um improvável passe para Greg Camarillo marcar um TD de 63 jardas ( simplesmente a jogada mais longa do ataque naquele ano ) na prorrogação, após o Kicker do Ravens ter errado um FG fácil para a vitória no estouro do cronometro. Abaixo o vídeo:


Ai é que vem o título deste post: ainda bem que não estamos em 2007. Naquela temporada qualquer partida era uma tormenta e o medo do 0-16 ficava real a cada partida. Por isso é bom que a situação agora seja diferente da de 8 temporadas atrás porque não precisamos vencer o Ravens. Sim, não precisamos. Vencer, agora, serve de alguma coisa? Sim, serve: tirar-nos de uma ótima posição no Draft. Fora isso, tem valor ZERO vencer amanha ou nas outras partidas até o fim da temporada.

Para a partida de amanha ( a primeira sem Bill Lazor de Coordenador Ofensivo ) teremos desfalques importantes: Rishard Matthews, Ja'Wuan James e Earl Mitchell estão fora. Todos fariam falta caso eu me importasse em vencer amanha, mas não é o caso. Mike Pouncey, Kenny Stills ( que é o cara deep ball que... não recebe passes na deep ball!!! ) e Branden Albert são listados como Questionáveis e tem, portanto, 75% de chances de jogar. Eu não os forçaria agora, mas não é assim que pensam as franquias. DeVante Parker - que decepção até agora essa escolha - também é questionável mas deve seguir com participação limitada nas partidas.

Assim sendo eu espero, ao menos, uma derrota honrosa. Tipo 20x14. Fora isso - ainda mais se vencermos - eu não terei muitos motivos para ficar alegre. Mas, enfim, vencendo eu não ficarei triste, pois para a ruindade atroz do Miami Dolphins pouco importa a posição no draft, a escolha quase sempre será errada.  Por falar nisso, eu irei fazer um apanhado - mais um infelizmente - sobre o que fizemos de errado nas temporadas nos últimos 10 anos. Resumo, porque se fosse colocar tudo ficaria terrível...

Nenhum comentário: