sábado, 16 de janeiro de 2016

Analisando o Elenco: Linha Ofensiva

Desde 2013 que a OL é ele e mais ninguém...
Existem escolhas de primeiro round que deram certo em Miami. A última, tirando DeVante Parker que foi bem no final da temporada, foi a de Mike Pouncey. Escolha acertada e que até aqui entregou tudo o que se espera de um talento nato de primeiro round. Ele foi ao Pro-Bowl em quase todas as suas temporadas e/ou ficou como segunda opção. É o esteio da OL. Ou deveria ser sendo bem mais específico.

Durante os 4 anos de Joe Philbin em Miami - e ele fora Coach de OLs por vários anos - nunca tivemos uma Linha Ofensiva sequer aceitável. Ryan Tannehill é o QB mais sackados nos últimos 4 anos, mesmo não tendo sido o mais sackado em todos os anos. Este ano ele teve a companhia na lista de figuras como Aaron Rodgers e Russell Wilson, o que prova que só OL ruim não é desculpa para temporada péssima do QB ( basta ver os números de Wilson e Rodgers e onde estão os times na temporada ). A real é que diversos dos sacks sofridos em 4 anos foram culpa de Tannehill e dos Coordenadores, que insistiam em armar jogadas onde um OL Top era necessária. Em suma faltou inteligencia a Tannehill, Sherman e Lazor. Os dois últimos estao fora do time, já o primeiro...

Nós temos dois Tackles que não rendem: Branden Albert fica mais fora do que em campo e Ja'Wuan James é um talento de segundo round escolhido - erroneamente - no primeiro. E que mesmo assim atua abaixo do esperado, o que é um feito e tanto. 

Entre os Guards é difícil dizer qual seria a maior decepção, mas eu fico com Dallas Thomas, seguido por Billy Turner. Nenhum dos dois consegue dar sustentação ao jogo corrido e nem ao passe. As outras opções é melhor nem citar para não passar mais raiva.

No Draft eu iria melhorando o setor a partir do segundo round, até porque os dois melhores prospectos de OL devem sair antes de nossa escolha. Mas é fundamental reforçar o setor, que eu até acho que é mais mal treinado do que ruim, mas que mesmo com o melhor Coach de OL não vai virar Top.

Nenhum comentário: