quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Mel Kiper está maluco ao colocar um OT como escolha do Miami Dolphins no Draft?

Stanley na oitava pick?
Mel Kiper. Um nome conhecido por todos os amantes do Futebol Americano. Ele é, discutivelmente, a maior autoridade quando o assunto é Draft. Seus Mocks tem qualidade, fundamento e quase todo ano ele consegue antecipar movimentos que praticamente ninguém mais. Mas acho que ele está dando uma bola fora daquelas ao apontar que o Miami Dolphins cometeria a insanidade de escolher Ronnie Stanley, Notre Dame, no Draft.

Mas ai vem a pergunta do título do post: estaria ele maluco? Pior é que não, o Miami Dolphins é capaz de fazer movimentos assim, eu é que torço que ele esteja 1000% errado dessa vez. Nunca podemos nos esquecer que o Dolphins foi capaz de passar Aaron Rodgers, Drew Brees ( duas vezes ) bem como uma infinidade de grandes atletas para ficar com jogadores medíocres, que jamais foram nada na NFL ( a lista, além de triste, é extensa e não irei citar nenhuma pereba ).

Sendo assim, olhando para esse lista de desastres, escolher um OT quando o time precisa de CB e LB é uma coisa que tem - infelizmente - cara de Miami. Nada contra Stanley, que sim pode vir a ser um OT de elite, daqueles que possam virar até HOF, mas escolher um OT seria o fim da picada. Kiper está, ao listar ele como sendo escolha nossa, apenas mostrando o quão esculhambado é o Miami. Ele disse que a escolha de Stanley faria com Ja'Wuan James fosse descolado para Guard, cobrindo assim 4 das posições da OL, já que Mike Pouncey é segurança como Center e Branden Albert - quando saudável - dá conta da posiçao de LT. 

Mas seria gastar 2 picks em 3 anos com um RT. E, convenhamos, até hoje não engoli a escolha de James, que até aqui não jogou como um jogador de primeiro round. Isso sem falar no caminhão de dinheiro que foi empacado com Albert. Sem falar que usar James como Guard seria tornar a escolha dele ainda mais imprestável.

Kiper arguiu ainda que este é o ano em que Tannehill precisa mostrar a que veio. Aqui é outro erro dele, porque Tannehill já é isso ai que temos e não vai melhorar nada. O time precisa, portanto, de um esteio na defesa e esse Draft tem ótimos nomes para isso. Deixar isso passar para tentar tornar melhor um QB horroroso é seguir errando. Erro cometido em 2012 e que desde então gerou uma infinidade de outros erros. E que, pelo visto, vai seguir produzindo outros...

Nenhum comentário: