sábado, 30 de abril de 2016

Miami escolhe outro WR e um S no sexto round. E ainda trocou Jamar Taylor

Ele nunca rendeu, mas valia mais do que subir apenas 8 posições no sexto round...
Eu sempre digo: Miami em Drafts é sempre certeza de erros, erros e mais erros. Depois de fazer a pior troca de muitos drafts ( com o Vikings, relatada no post anterior ), após ter aberto mão de talentos nos próximos anos, após escolher um OT, um WR, um CB meia-boca e um RB mais ou menos, eis que o Miami fez o que mais sabe fazer: porcaria.

O time trocou Jamar Taylor com o o Cleveland Browns. Até ai, tudo bem ele jamais rendeu como esperado. Acontece que o saldo da Trade foi patético: invertemos a ordem das picks no fundamental sexto round!!! Sim, isso mesmo, o Miami abriu mão de um jogador que poderia render algo em uma Trade melhor pensada por uma subida de 8 escolhas no sexto round. Fosse no terceiro, seria - talvez - um valor adequado.

Mas não foi só isso, é claro: com a primeira escolha no sexto round o Dolphins escolheu um Wide Receiver!!! Gente, isso é deprimente, desastroso, horripilante, abominável... eu nem sei achar um adjetivo para isso. O cara ( Jakeem Grant. Texas Tech ) pode até virar um Randy Moss 2.0 que mesmo assim não faria sentido. Ao menos o time escolheu um Safety ( Jordan Lucas, Penn State ), que pode até ser cortado, mas faz algum sentido. E cade os LBs para reforçar o fraquíssimo setor que temos? Ah, quem sabe o Tunsil possa ajudar nisso, não é mesmo?

Este é o Miami Dolphins. Desde muito tempo a piada da NFL. Para nós, é claro, sem graça.

Update: a troca com o Browns foi por uma inversao no sétimo (??) round. E o time ainda usou uma das escolhas de sétimo a que tinha direito para subir e escolher o Wide Receiver. Ficou muito pior do que já estava. Nada que surpreenda quando se fala do Dolphins...

Nenhum comentário: