domingo, 15 de outubro de 2017

Week 6: Dolphins 20 x 17 Falcons - Porque não jogam como no 2º tempo sempre??

Reshad Jones salva o time mais uma vez... que homem!!!!

Existem diversas maneiras de se analisar a vitória do Miami Dolphins em Atlanta hoje. Existe o lado pessimista, apontando que os Falcons fizeram uma entregada parecida com a do Super Bowl ( pior, porque o QB hoje era Cutler!!! ). Outra opção é ver que o time continua bem ruim, mas acho um meio de vencer. E tem a opção de que apenas comemorar e pouco se importar com os buracos do time. Seja qual for a escolha, o resultado final é que o time venceu.

Antes de falar da parte do jogo em que estivemos em campo, um dado: o Miami é a primeira equipe desde os Browns de 2004 a não marcar TD nos primeiros tempos das 5 primeiras partidas da temporada. Isso mesmo, ZERO TDs nos primeiro 30 minutos das partidas. O problema reside aqui: não será sempre que contaremos com benevolência dos rivais para virar a partida. Resolver isso é tarefa do Head Coach e do Coordenador Ofensivo. E até aqui, eles não fizeram nada para corrigir isso.

Quando o time entrou em campo, marcamos 20 pontos, não cometemos erros e viramos a partida. Mesmo que os Falcons tivessem feito, sei lá, mais 20 pontos, seria uma atuação animadora e não na conta de "garbage time" e sim feitos da equipe. O fato é que a defesa apareceu pra jogar e o ataque disse presente na temporada. Até aqui, o máximo que o time tinha feito era marcar 19 e 16 pontos, contra Chargers e Titans. Agora temos uma atuação boa/ótima do ataque.

Quero destacar que Cordrea Tankersley está sim se superando. E digo isso não apenas pelo tapa na bola no passe que poderia gerar a derrota e que jogou a bola nas mãos de Reshad Jones ( cena que ilustra este post ), mas pelo atuação como um todo. Já o seu colega... Xavien Howard está penando na temporada. Mas Cordrea é sim uma grata surpresa, dado o fato de como escolhemos ruim CBs em drafts. Jones salvou outra vez, conseguindo uma atuação irrepreensível. E na partida inteira, não apenas na metade.

Destaque também para a DL, que esmagou Matt Ryan, como todos já sabemos de que ela é capaz de fazer. Acontece que hoje eles ficaram descansando na sideline enquanto o ataque virava a partida, com drives longos. Assim, quando entravam em campo, forçavam a saída do ataque dos Falcons e parando o jogo corrido rival. Os LBs melhoraram um pouquinho, mas isso pode estar mais na conta da DL do que deles mesmos. Mas é um avanço.

No ataque, Cutler segue sendo Cutler, Tanto para o mal, quanto para o bem. Ele foi bem no segundo tempo, fez passes interessantes, parecia mais confiante. Talvez tenham dado um choque nele no intervalo, vai saber... E o que dizer de Jay Ajayi e suas 130 jardas? Este é o RB que precisamos e sabemos que ele pode ser. Mais atuações assim e o time só tem a ganhar. Jarvis Landry é um monstro. E ainda ficam regulando para renovar com ele. Sinceramente não dá pra entender terem renovado com Stills antes dele. Coisas de Miami...

Claro que temos que ressaltar que Adam Gase conseguiu fazer ajustes no time durante o intervalo, mas quanto disso deve-se ao relaxamento dos Falcons? Que quando estes quiseram voltar pro jogo, já era tarde... não sei dizer, mas o time foi outro depois do intervalo. Contra todos os prognósticos, o time foi lá e venceu. Como times vencedores conseguem fazer e como parecia que tínhamos voltado a fazer. Fizemos hoje, mas quantas vezes tiraremos 17 pontos de desvantagem no placar este ano? Poucas...

Sei que eu não esperava uma vitória e deixara isso claro. Acontece que muitos também pensavam assim, mas muitos preferem não expor suas opiniões, deixando para falar depois ( não é mesmo Dan Pereira?? ). Eu falo o que penso e na hora que digo. Não jogo pra torcida. Jamais fiz isso e jamais farei-o. Estou feliz com a vitória. Se tivéssemos batido ao menos os Jets ( os Saints estão on-fire ), hoje seríamos os líderes da divisão, com um jogo a menos. Mas... bom, todos sabem que existem muitos "mas" neste time. Por hoje, celebremos a vitória...

Por falar nos Jest, semana que vem é contra eles. Nem preciso dizer que vencer a partida é simplesmente crucial, mas vencer a partida não será fácil se tomarmos 14 ou mais pontos no primeiro tempo...

Nenhum comentário: