sábado, 7 de janeiro de 2017

Wildcard: Dolphins at Steelers - Run Ajayi, Run!!!

Ah se essa cena se repetisse...
Amanhã no pote de mostarda ( vulgo Heinz Field ) iremos voltar a jogar na post-season após 8 dolorosos anos. Curiosamente as duas últimas partidas que jogamos em Janeiro foram contra time da AFC Norte, a mesma dos Steelers: o Baltimore Ravens. Só que em 2001 e em 2008 a partida foi em Miami e agora é fora de casa. E em partidas de Wild Card vencemos as 3 últimas que fizemos longe do Sul da Flórida. Isso serve de alento? Não sei se valerá algo, mas são as estatísticas.

Em campo, sendo bem realista, as chances passam pela atuação de Jay Ajayi e da Linha Ofensiva. Se o ataque ficar em campo, marcando pontos nem que seja via Field Goal e cansando a defesa dos Steelers teremos uma chance. Se a partida, por outro lado, virar um Tiroteio, podemos pensar em draft, porque não temos ataque para competir em um placar acima dos 30 pontos. É duro, mas é verdade. Se Ajayi conseguir passar das 100 jardas enquanto a partida estiver equilibrada poderemos sim vencer. Porque neste caso, a defesa dos Steelers terá que marcar perto da linha de scrimmage e abrindo espaços no fundo do campo e ai Matt Moore poderá soltar o "fogo na bomba" para Stills e cia.

Do lado defensivo vale a receita acima: a melhor saída é ela ficar fora de campo. Sem nosso melhores DBs em campo, como parar Brown, Bell e Big Ben ( o trio BBB do adversário )?? Só deixando eles fora, Não fosse pouco, ainda não teremos nossos LBs starters, fora Alonso, e ai o cenário é muito longe do ideal. Vencendo ou perdendo precisaremos reforçar o setor com pelo menos 2 jovens talentos. Pelo menos. Podemos ainda esperar que Suh e Wake possam derrubar Big Ben e tirá-lo da zona de conforto. Quem sabe né?

No mais é desfrutar a partida. Sei que para muitos que seguem os Dolphins essa será a primeira partida de post-season, para a imensa maioria a primeira com transmissão em português. É que em 2008 a ESPN não tinha os direitos da partida do sábado da AFC e assim ficamos apenas nas mãos da Internet. Agora não, vamos ver ao vivo e Full HD. E mesmo que venhamos a perder ( mesmo que por um blowout ) ninguém vai reclamar. Temos um time em cima do qual podemos melhorar e termos a confiança de voltar aos playoffs em 2017. 

E isso meus amigos, não tem preço. 

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Feliz 2017...

Se a lista era somente essa, está mais do que realizada...
Amigos eu garanto: não morri, nem fui sequestrado e nem abandonei o Blog. É que agora sou ?Secretário na minha amada Salgueiro ( Pernambuco ) e, claro, o tempo que já não era grande, ficou bem menor. Ainda escrevo preview das partidas para um site ( essa semana faço o nosso embate contra os Steelers em Pittsburgh ) e bom, aqui vai do jeito que der.

Nem vi direito a partida contra os Pats, mas pelo o que pude apurar parte daquele Miami sonolento deu as caras no Hard Rock Stadium. O que, acreditem, tem seu lado positivo: o time perdeu quando podia e mesmo que o placar tenha sido elástico, com um pouco mais de qualidade ( e vontade ) poderia ter sido bem mais apertado. Agora é passado e é hora de pensar em... eita, como é bom dizer que ainda vamos jogar depois de 16 partidas. 

Podemos vencer os Steelers? Sim, claro. Em tese, tirando Pats, Packers e Cowboys, todos os outros times contra os quais podemos enfrentar são vencíveis. Mas o que importará domingo contra o time do pote de mostarda é com que atitude iremos entrar em campo. Se iremos dar a vida em campo ou apenas adquirir mais um vexame em post-season. Lembrando que só jogamos 4 partidas na post-season nas últimas 17 temporadas e só vencemos uma única vez, em 2000. De lá para cá 3 derrotas e marcamos menos de 20 pontos somados nestas partidas. 

Uma atuação decente é o mínimo que eu quero. Vencer, claro, seria épico. Mas perder com dignidade também pode ser bom. Aguardemos e vejam só, não estou criticando ninguém em um post de Janeiro. 

domingo, 1 de janeiro de 2017

Week 17: Dolphins x Pats - Derrubando os Pats como no ano passado?

Pressão em Tom Brady é o caminho...
Ano passado vencemos uma partida que ninguém esperava no encerramento da temporada, desastrosa, de 2016. O Patriots, com receio de contundir jogador importantes, não atuou com toda a intensidade e perdeu no - ainda - Sun Life Stadium. E devem se arrepender muito disso, porque ficaram em segundo na classificação da AFC e tiveram que viajar até o Colorado para encarar Peyton Manning e os Broncos. Fosse em casa, talvez o Pats tivesse um quinto Lombardi em sua galeria. Ainda bem que fizemos isso em favor da NFL.

Agora a situação é quase a mesma para eles, com diferença de que a partida vale também para nós. Estamos classificados para a post-season e na posição ( Seed ) 6 dentro da AFC. Com uma vitória diante dos Pats podemos conseguir mais do que apenas atrapalhar o rival: se os Chiefs perderem seu jogo, nós subimos para a posição 5 e ao invés de encararmos os Steelers, iríamos pegar o Texans, o que me parece mais acessível. E se, mesmo com a derrota, o Pats ficar na posição 1, fugiríamos de ter que medir forças com eles no Divisional Playoffs.

Em todo caso, vencer é importante para ganhar respeito. E, claro, sempre é melhor vencer 11 do que 10. Ainda contra o time mais mau caráter da NFL...