sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

Qual o plano ideal caso Tannehill não volte bem aos gramados em 2018?

Gase garante o posto de intocável de Ryan Tannehill...
Ryan Tannehill. Este é o terceiro melhor QB da História do Miami Dolphins. Antes que alguém ache que eu estou ficando maluco, é apenas um fato que não tem qualquer importância. De 1966 até 1999 o Miami teve 4 QBs Starters, sendo que 2 deles estão no Hall da Fama: Bob Griese e um tal de Dan Marino. Depois de 1999, nenhum QB jogou mais do que 3 temporadas seguidas ( Jay Fiedler foi o único a jogar 3 temporadas ). Assim sendo, ao jogar 5 temporadas quase completas como Starter em todas elas, numa franquia com esta lista de QBs ser o terceiro melhor não é nada demais. Adiante...

Ele tem mais partidas como Starter, mais TDs e até mesmo mais vitórias do que os outros QBs do time, fora Griese e Marino. Mas isso não o coloca como intocável para os fãs. A cada dia que passa mais e mais torcedores entendem que ele não é a resposta para a posição. Existem, é claro, os que ainda acreditam no contrário, mas alguns talvez o façam apenas para não darem o braço à torcer.

Mas este post não é para criticar ele. Este post é para buscar indícios se Adam Gase e cia aprenderam com o erro de 2017, quando montaram um plano B. Era um risco grande que Tannehill voltasse a campo em ritmo pior do que o que apresentará na carreira e como ele não era nenhum grande All-Star... isso sem falar que ele poderia se machucar de novo ( como aconteceu ) e o time claramente não tinha se preparado para isso. Entendam: era algo que tinha que ter sido feito. É diferente dos Packers, que com um All-Star colocaram um Zé Goiaba qualquer para ser reserva, pois Rodgers não vinha de contusão. Nada de QB no Draft... mas também, Gase queimara picks desnecessariamente em 2016...

Até aqui, os sinais são de que não aprenderam. Gase falou que o plano é melhorar o time com novos Coachs ( até aqui, só ex-Bears apareceram ) e só ai definir a estratégia. Ou seja, ele não sabe o que vai fazer, apenas que Tannehill é o Starter e que ele está ótimo. O que eu faria, perguntam vocês? Bom, Fales precisa ser testado e seria o meu reserva. Mas eu traria outro QB no Draft, nem que seja uma random no fim do Draft. Assim existira uma espécie de seguro contra um nova contusão de Tannehill ou - algo provável - ele volte mal aos gramados.

Lembrando que pouquíssimos são os QBs que voltaram jogando igual ao que eram vindo de cirurgias semelhantes às que Tannehill - finalmente - fez. E menos ainda voltaram melhor ( Tom Brady é um exemplo ). Assim sendo, eu acho que todos deveriam ficar bem preocupados com a inexistência aparente de um plano. Vimos em 2017 no que deu apostar tudo em Tannehill. Espero não termos que desaposentar outro QB nunca mais enquanto eu vivo for, porque não sei se eu sobreviveria a isso...

Nenhum comentário: