segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Como ir ao fundo do poço 3 vezes e ainda assim conseguir vencer

Tannehill não jogou. Fez falta?
O'Leary abriu o placar em bom drive no 1º quarto, que parecia indicar uma boa tarde...
TJ McDonald evitou TD com esta interceptação...
e forçou este fumble recuperado por Kiko Alonso, em um momento crucial...
porque estava 21x13, mas ai Albert Wilson fez um TD de 42 jardas para empatar a partida.
Lance crucial 1 no OT: Drake, sozinho, comete fumble na linha 1 jarda!!!
Lance crucial 2 no OT: Corey Parker erra FG de 53 jardas!!!
Lance crucial 3 no OT: após boas corridas de Drake, Sanders chuta FG de 48 jardas e...
Acerta para definir a vitória de 31x28!!!
Esta partida esteve para ser perdida em 3 oportunidades. Mas antes de falar delas, uma informação para quem não assistiu a partida: Ryan Tannehill não jogou. Mas sinceramente, hoje, não fez falta alguma. Ele estava atuando com dores no ombro desde a partida contra os Raiders e ai no fumble sofrido contra os Bengals no domingo passado, ela se agravou. Durante a semana, ele será avaliado dia-a-dia. Vamos aos momentos em que a derrota bateu em nossa porta:

3º Quarto, 2:39. Bola na linha de 13. 1ª para o TD. Placar 21x13. Se o Touchdown dos Bears saísse seria o fim da partida, pois com 28x13 as chances de vencer seriam perto de zero. TJ McDonald fez a interceptação e deu uma nova vida para o time. Ai, o time cortou o campo e com um screen pass ( mais um de 500 ) Albert Wilson marcou um TD, já no quarto final. E com a conversão de 2 pontos, o time empatou a partida. 

4º Quarto, 3:23, Bola na linha de 29, 3º pra 9, Placar 21x21. Trubisky acerta um passe para Miller e saí o TD e o placar vai para 28x21. E agora? Pois é, parecia perdido, mas quem tem Albert Wilson em dia inspiradíssimo tem tudo. Brock Osweiller dá um passe "comum", que seria para 4 ou 5 jardas e Wilson consegue transformar num TD de 75 jardas. 28x28. Cheiro de prorrogação, confirmado com um fumble forçado por Kiko Alonso no drive seguinte, recuperado por Xavien Howard. Importante porque os Bears poderiam chegar na FG range.

Overtime, 5:06, bola na linha de 1 jarda, 3º para o TD, Placar 28x28. Miami recebeu a bola primeiro e com chamadas interessantes e excelentes corridas de Frank Gore o Dolphins chega na porta da End Zone e ai... bom, Kenyan Drake - sumido na partida - comete fumble sozinho quando tinha tudo para marcar o TD. Os Bears recuperam a bola, cortam o campo e vão chutar o FG da vitória. Tudo conspira para uma derrota massacrante para todos e sobretudo para Kenyan Drake, que chora na sideline coberto por uma toalha. Eis que Cody Parker erra o FG de 53 jardas. E o time volta ao ataque, com boas corridas de Drake - renovado e em busca de redenção - o time chega na FG range. E o nosso Kicker Jason Sanders tem um chute de 48 jardas para vencer ou deixar empatada a partida. E ele acerta!!!

Foram 3 vezes em que fomos do inferno ao céu. E foi extasiante, uma grande vitória. Não importam os erros, por enquanto. Não importam os Screen Pass irritantes. Importa é termos salvo a temporada quando ela parecia perdida. Com uma vitória que pareceu nos escapar 3 vezes.

Antes de terminar, preciso mencionar a atuação assustadora - no bom sentido - de Frank Gore com 101 jardas em 15 corridas ( 6,7 por tentativa ), muito bom de Albert Wilson com 2 TDs e 155 jardas, Kiko Alonso com fumble forçado e recuperado, TJ McDonald com uma interceptação da hora e Xavien Howard por ter coberto com perfeição seu lado e ainda recuperado um fumble.  E citar que um tal de Brock Osweiller conseguiu seus melhores números hoje, mesmo com 2 interceptações toscas.

Estamos 4-2. E enquanto escrevo está acontecendo um jogaço entre Pats e Chiefs ( 37x33 ). Se o Pats não vencer, voltaremos ao topo da AFC Leste. Querer demais? Depois de hoje, eu já não acho. 


Nenhum comentário: