segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Pilulas ( da vergonha ) do dia seguinte

É... ele ainda é o número 1 da Divisão. Por muito até...
A defesa tentou, mas não resistiu aos desfalques e a inconsistência do ataque...
Ryan Tannehill foi tenebroso ontem. Culpa só da OL instável?
Os recebedores sofreram com a defesa dos Pats...
E a secundária foi tostada pelos Pats. Deu pena até.
O que pode ser dito do que aconteceu ontem em Foxborough que ainda não tenha sido postado? Eu pensei em "volta a dura realidade". Porque eu estava apontando que existiam certos problemas no time e colegas dos grupos de WhatsApp diziam que eu era pessimista e etc. Mas ontem, o clima foi de velório durante a pífia atuação demonstrada no Gillete Stadium. Enfim, duvido que exista torcedor dos Dolphins que tenha gostado da atuação.

Eu não virei aqui e falar o "eu avisei", porque não adianta e só serve para deixar pessoas ainda mais chateadas. Então, eu farei algo que vai no sentido contrário: analisar de forma propositiva sobre os erros de ontem. Não sei se gostarão, mas vamos lá:
  • Precisamos encontrar um meio de parar o jogo corrido sem William Hayes. O time estava bem neste quesito, mas ontem foi um Deus nos acuda, com Sonny Michel e James White, que somaram 156 jardas e outras 68 de passe, todas de White. Obviamente, este é um ajuste que não foi feito ontem, mas precisará ser feito para o resto da temporada. O lado bom disso? Vimos tudo o que não deve ser feito. É analisar o tape e trabalhar duro;
  • E a secundária Top? Bom, todos sabiam que era cedo para super elogios mas ontem Brady tostou todos, até mesmo Xavien Howard. É momento para críticas? Claro que não, até porque um tal de Reshad Jones está fora e ainda foram 2 interceptações ontem, uma delas com a partida ainda ao alcance. Portanto, nem tanto ao céu e nem tanto ao inferno: nem era espetacular nas 3 primeiras partidas e agora também não é um lixo, como pareceu ontem. Mas é bom Howard ficar mais ligado, porque ele vai enfrentar bons QBs ainda nesta temporada, tipo um tal de A-Rod;
  • Chega de Screen pass Gase!!!! Pois é, não tem quem aguente mais isso. Em uma 2ª para 22 Gase chama um screen para Drake... assim não dá. O time abriu bem a partida com um passe longo para Kenny Stills. mas depois não tentou-se mais isso. É preciso ampliar o playbook, tendo mais trick play, play actions e - claro - os passes mais longos. Treino e mais treino nesta semana;
  • Run Dolphins, Run. Sem jogo corrido, não tem como se vencer na NFL. Eu cantei a pedra, de que até aqui o jogo corrido, apesar do que diziam os números, estava devendo. E ontem foi uma desgraça. Como resolver isso? Envolvendo mais Kenyan Drake no plano do jogo, até porque Adam Gase o escolheu e abriu mão de Jay Ajayi para manter seu queridinho como Starter. E até aqui ele tem sido engolido por um QB de 35 anos!!! Gase é considerado um guro dos ataques, então ele que mostre do que é capaz. Porque até aqui...
  • Porque os WRs recém contratados não apareceram ontem? Por algum motivo desconhecido, Danny Amedondola e Albert Wilson receberam apenas 6 passes para 40 jardas de ganho total. Semana passada, eles foram mais usados e produziram bem mais. Esta é a dupla que veio pro lugar de Jarvis Landry e... ontem não participaram da partida. Precisamos deles rendendo bem para termos boas opções em campo. E mai treino é a resposta;
  • No mais, tenho um pensamento: Ryan Tannehill mostrou-se na sua totalidade ontem. Aquele é o Tannehill que vemos 6 ou 7 vezes por ano, não o das 3 primeiras partidas, errando pouco e ainda acertando muitos passes - mesmo que curtos demais. Mas até isso tem um lado bom: ele costuma jogar bem na partida seguinte. Bem para os seus parâmetros, é bom dizer. Então, salvo algo anormal, ele terá uma atuação aceitável contra os Bengals.

E ai, gostaram deste pílulas "alternativo"???

domingo, 30 de setembro de 2018

O mesmo velho Miami de sempre deu as caras hoje em Foxborough

Terá tudo voltado ao normal?
Não existe muito de bom que possa ser dito sobre a palhaçada protagonizada hoje pelos Dolphins em Foxborough. Perder é aceitável, não temos time para desafiar as grandes forças da NFL, é fato. Mas que se perca com dignidade, com luta, apresentando algo de bom. Não da forma horrenda como foi hoje. Como costuma ser 3 ou 4 vezes por ano. Com fora nas derrotas para Panthers e Ravens ano passado.

Não irei ater-me sobre a partida, mas trago para vocês um texto que me representa: Armando Salguero descreveu de forma primorosa como deu-se uma vergonha do time hoje. Amanhã eu posto sobre o que pensei da partida.