quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Mudanças de meia-temporada. Será uma boa?

Cheguei agora em casa e fui surprendido com duas notícias ( ambas postadas pelo Dan aqui no Blog ):
  • Chad Henne perdeu seu posto de titular, sendo substituido por seu xará e mentor Pennington;
  • Jason Allen finalmente foi cortado, após adquirirmos Al Harris.

Vamos por partes, sobre as mudanças:

A troca dos Chads pode ter efeito imediato ( e bom ), mas não gosto dela a longo prazo. Mas Flávio, não estaria o Henne jogando mal? Pode até ser, mas a longo prazo, eu acho que a mudança mais no prejudica do que ajuda. Pennington tem 34 anos e mesmo que seja bom ( e de fato o é ), não é um QB para construirmos um time vencedor em torno dele, simplesmente por jogar muito bem em uma temporada e na outra se machuca. Tyler Thigpen é inferior a Henne ( a meu ver ao menos ), mas seria uma aposta mais interessante. Acreditem, eu sou grato ao que Pennington fez pelo nosso time em 2008, mas não é o QB pra gente apostar o nosso futuro. Podemos até vencer 6 dos 8 jogos que faltam e até mesmo ir pra post-season ( o que eu quero ), mas duvido que cheguemos até o SB, que é o objetivo mor de todos. E ai, em 2011? Ficaremos com Pennington de novo? Esta é a pergunta que todos devem se fazer antes de comemorar esta mudança. E digo sem levar em conta que defendo Henne. Talvez só uma pessoa seja modificada com isso: Brandon Marshall. Seu rendimento pode aumentar ou piorar. A resposta, em no máximo duas rodadas...

Quanto ao corte de Jason Allen a coisa é mais embaixo. Bem ou mal ( e ele teve jogos podres ), ele é o líder de interceotações do time. Acho que o erro foi não terem cortado ele no começo da temporada, quando da lista dos 53 da temporada. Agora no meio da temporada, fica estranho demais. E bota demais nisto. Al Harris é um bom jogador, mas se estivesse bem não estaria disponível para ser assinado assim de graça. É uma mudança tardia. Ao menos agora eliminamos o último resquício da era de Nick Saban, de triste lembrança.

Resumo da ópera: Não vejo com bons olhos as mudanças. Uma porque não surte efeito no futuro, apenas e talvez agora e a outra porque, na prática não iremos melhorar em nada. Em todo caso, como estamos com 4-4 o que pode acontecer de ruim? Perdemos mais do que vencermos até o fim? Espero estar errado e fiquemos melhor do que estamos hoje. Apenas e tão somente não acredito nisto.

4 comentários:

Equipe Phinaticos disse...

Pennington é mais seguro que Henne Fato, mas no ponto de vista futuro fica ruim 34 anos velho demais, Tighpen seria mais interessante como vc citou, o cara do Blog do EUA do Dolphins gosto do Tighpen em 2008 ele fez uma boa temporada pelo Chiefs lançando 18 TD 12 INT 2890 yads 3 TD correndo 370 yards corridas e um Td recebendo

Gabriel disse...

ja era para ter trocado,
vamos ver se fufa.

Juba Rivas disse...

Eu acho que tbm o Al Harris não veio assim de graça não. Tinha alguns times atrás dele inclusive o Vikings, q na minha opinião, tem chances de se arrumar melhor ano que vem do que a gente. Ele preferiu vim pra ca pq tem identificação, cresceu sonhando em ser um Dolphins player. Porém, n sei se isso é lobby com a torcida, mas vamos esperar pra ver. Prefiro ter caras bons e com identificação com o time do que carniças que jogam de vez em quando os planetas se alinham no sistema solar!!!

HiroTrotte disse...

Sobre a mudança de QBs concordo com o Flávio, não acho o Henne tão ruim como alguns acham, ams acho q nesse momento o Pennington pode dar um pouco mais a tranquiladade que nosso ataque precisa...enfim veremos....
Mas gente e a outra contratação?? O OT Matt Kopa?? Ningm falando dele...é tão insignificante assim??