domingo, 8 de abril de 2012

Draft Prospects - WR: Rueben Randle e Mohamed Sanu

Parte 2 da saga em busca de um Wide Receiver de segundo/terceiro round. Hoje teremos dois WR nem tão altos quanto os anteriores, mas porém são mais ágeis: Rueben Randle ( LSU ) e Mohamed Sanu ( Rutgers ).

Combo entre velocidade e tamanho perto do ideal. Seria ele o nosso WR1?
  • Ficha: Rueben Jacob Randle - 07/05/1991 - Altura: 1,91m - Peso: 95kg - Universidade: Lousiania State University ( LSU ) - Classe: Júnior.
  • Pontos Fortes: Sólida combinação entre velocidade e tamanho, tem todas as ferramentas para ser um WR com destaque na NFL. Ele tem um estilo limpo e às vezes parece deslizar em campo, tem ótimos instintos naturais e consegue ajustar-se para as recepções. É um receiver confiável e não perde passes fáceis e ainda faz as "impossíveis". Como atua na melhor Divisão da NCAA ( SEC ) enfrentou a elite dos defensores, o que o ajudou a moldar seu estilo. Pode contribuir nos bloqueios, não apenas na linha de scrimmage, mas em campo aberto, facilitando a vida dos corredores ou outros WRs. Para quem olhar apenas para suas estatísticas poderá ficar decepcionado, mas convém citar que LSU não tem um QB eficiente e o plano de jogo básico é correr e correr. Sendo assim, seus números - dentro do contexto - são ótimos. Tem potencial de crescimento, mas pode ser Starter desde o primeiro snap.
  • Pontos Negativos: Precisa, como qualquer WR saindo da NCAA, melhor sua corrida de rotas, mas algo pequeno. Não é bom na bola longa, mas isso pode ser melhorado. Ele precisa melhorar também em distanciar-se dos marcadores. Costuma desaparecer em certas partidas e tem 7 partidas com 3 ou menos recepções. e nos dois confrontos versus Alabama ( que foi a melhor Universidade de 2011 vencendo na final a LSU ) ele teve 31 jardas e 5 passes recebidos.
  • Notas: É o terceiro na história da SEC em média de jardas por partida ( 69,5 ). Por causa do Plano de Jogo de LSU não conseguiu grande destaque e por isso não tem premiações. Mas foi eleito pro Top Ten da SEC, ficando em 5º.
  • Draft: Randle é um WR preparado para a NFL e com um QB acima da média faria estragos. Como não temos este tal QB - e nem ele será Tanehill ou um dos citados na Série de QBs - ele poderia render como um alvo seguro em substituição a Brandon Marshall. Ele é veloz, ágil e seguro, tudo o que se espera de um, WR. Se quisermos draftá-lo ele teremos que usar a pick de segundo round. Ou fazer trade-up monstruosa a partir do terceiro round.
 Um tanque como Wide Receiver? Pois é, essa seria a melhor palavra para definir Sanu.
  • Ficha: Mohamed Sanu - 22/08/1989 - Altura: 1,88m - Peso: 99kg - Universidade: Rutgers - Classe: Júnior.
  • Pontos Fortes: Força. Essa é a melhor palavra para definir Sanu. Com quase 100 kilos, ele é capaz de, na força bruta, quebrar diversos tackles e deslocar os DBs, usando suas mãos grandes e fortes para arrancar a bola no ar ou de seus marcadores. É uma ameaça real na Red Zone. Consegue bater bem a marcação após a linha de Scrimmage. Bastante cru para a posição ( era Safety no começo da carreira ), pode atuar como Retornador de Punts.
  • Pontos Negativos: Não é uma ameaça nas bolas longas ( não conseguiu uma partida sequer com +35 jds como passe mais longo ), não é um bom corredor de rotas, não consegue mudar de rota rapidamente, o que na NFL é um problema e tanto. Sua durabilidade é um ponto a ser observado com carinho, pois em seu segundo ano ele perdeu 6 jogos por contusões e teve que fazer uma cirurgia durante a off-season seguinte.
  • Notas: Como dito mais acima, foi recrutado como Safety - tem inclusive corpo ideal para ser Free Safety - mas mudou para Receiver logo na primeira temporada. Líder da Universidade para Jardas totais e jardas em uma temporada.
  • Draft: O mais correto é que ele saia no fim do segundo round ou no começo do terceiro. Nos dois casos, talvez precisemos fazer Trade Up. A menos que tenhamos feito uma Trade Down no primeiro e usemos a pick de segundo round obtida com ela.

Nenhum comentário: