quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

First Down: Tannehill precisa de talento

Texto do Juba Rivas, colaborador do Blog, sobre Ryan Tannehill e sua temporada de rookie. Aqui é um espaço democrático e todo e qualquer torcedor do Miami que quiser expor sua opinião fique a vontade. É só mandar o texto pra flaviojvieira@yahoo.com.br
 Não, o texto não é sobre Lauren Tannehill. Mas acho que vocês tenham gostado das fotos, certo?
Engraçado esse título né? Fica parecendo que eu concordo com o nosso ilustre colega, dono do blog, Flávio, mas não é o caso. Mas, o que eu quero falar na verdade é que nosso rookie QB, marido de uma mulher REALMENTE LINDA, é um bom jogador, tem suas qualidades, porém tem pouca ajuda para fazer o ataque do Miami andar. É difícil para um QB novato chegar e arrebentar na NFL, apesar de que hoje em dia alguns estão aparecendo e arrebentando (RGIII, Luck e o Wilson num nível mais abaixo que eles). Mas, mesmo assim, o início de temporada de Tannehill foi muito bom. 

Foi até constantemente lembrado como um dos QBs rookies que estavam fazendo barulho em suas equipes, assim como os já citados. Mas... a produção, o crescimento e as vitórias acabaram e ele bateu na famosa "rookie wall" que os especialistas americanos de NFL tanto falam. Tal aproveitamento começou a cair justamente depois que ele teve a contusão no segundo jogo contra os Jets. Até este dia, ele vinha evoluindo a cada jogo, porém, depois que saiu e deu lugar a Moore pra vencer aquela partida, ele nunca mais foi o mesmo. Teve apenas alguns flashs de brilhantismo, o que convenhamos é muito pouco para uma torcida que anseia por vitórias há mais de 10 anos. Com 5-8 na temporada, vamos ficar com a 4ª temporada seguida sem recorde positivo de vitórias.

Eu acho que ele não estava pronto pra ser starter este ano, mas, foi parar no centro do time muito por culpa da diretoria, não é Jeff Ireland? Trazer um QB veterano, vindo de um ano parado, que na hora da onça beber água se machucou e mostrou que não tava pronto pra voltar a NFL foi um erro sim. Matt Moore é um bom QB, porém é uma incógnita. Venceu 6 dos últimos 9 jogos do ano, mas fez uma pré-temporada em 2012 ridícula. Não teve jeito. Ryan Tannehill foi jogado as feras e até que conseguiu corresponder. De acordo com analistas da ESPN, ele tirou leite de pedra, pois Hartline e Bess são jogadores muito bons, tem suas qualidades, mas um não é exatamente o WR número um de qualquer equipe, enquanto o outro não é um playmaker. Mas, é preciso mais. É preciso que o nosso GM pense alto e cerque nosso QB de talentos de verdade. E não de WRs draftados no 6º round, Legedus Nannes da vida ou WRs desempregados em fim de carreira. Custa nada coçar o bolso e colocar nossa gloriosa e vitoriosa equipe no caminho certo dessa vez??

5 comentários:

Juba Rivas disse...

Owww Lauren.... sensacional!!! kkkkkkkkkkkkkk

Derek Szabó disse...

É, bem difícil tirar o olho da Lauren e ver o resto do texto.. kkkk..

Mas eu concordo em gênero número e grau com o texto

Flávio Vieira disse...

vejam bem:

quando ele foi draftado Philbin e Sherman já sabiam do que dispunham em mãos e qual era a qualidade ( ou a falta dela ) do elenco. já sabiam que Long poderia não render bem, sabiam que os guards eram fracos, sabiam disso e daquilo.

o quadro estava claro. Escolheram WRs no sexto e sétimo round. foi opção, não é? Pois existiam opções em rounds anteriores, mas foram escolher um TE no terceiro round quando existiam 3 ou 4 WRs com algum talento disponível.

ai vc drafta um QB com experiência quase desprezível, pra um time sem WR de elite, sem Guards e com um Tackle vindo de cirurgia e sem opção no lado direito ( tanto é verdade, que trouxeram o Martin no segundo round ).

o quadro do elenco é ruim? culpa é de quem? Não é do Ryan, este é apenas QB. a culpa é do front office e da comissão técnica. esses são os culpados. e irão seguir errando, pois irão fazer o draft de 2013 tentando dar alvos a um QB, no mínimo, meia boca. enfim, talento em volta não vai resolver, pode amenizar;

vejam o caso de Romo: tem agora um WR de classe - Dez Bryant - e isso não melhorou o jogo de Romo...

RFIALHO disse...

Gostei da iniciativa de postar textos dos leitores do blog, as vezes a caixa de comentariosfica pequena demais pra falar dos Dolphins. Parabéns Flavio e espero que o pessoal faça isso mais vezes.

Juba Rivas disse...

Nao acho Bryant AINDA decisivo. AJ Green bota ele no bolso facil facil. Esse sim ja eh elite e ja eh o futuro da posicao na NFL que vem por ai.