quarta-feira, 13 de março de 2013

Crônicas do dia seguinte...

Phillip Wheeler é uma adição e tanto ao corpo de LBs do time...

Devo admitir que fiquei surpreso com o dia de ontem. Tirante a óbiva e decantada aquisição de Mike Wallace, as outras 5 movimentações que o time fez foram surpreendentes. Nem tanto se olharmos os cortes de Karlos Dansby e Kevin Burnett, mas pela chegadas de dois jogadores que sequer foram cogitados por qualquer insider: Dannell Ellerbe, ex-Ravens e Phillip Wheeler, ex-Raiders. Para finalizar, ele renovou com Chris Clemons.

Jeff Ireland resolveu sair da sua zona de conforto e adicionar jogadores de qualidade via a Free Agency. Antes do dia de ontem, seu grande movimento ocorrera em 2010 ao trazer Brandon Marshall por duas picks de segundo round do Broncos. Igualmente o jogador, dois anos depois, esteve envolvido no pior movimento de Ireland na Free Agency, ao ser mandado pro Bears por duas picks de terceiro round.

Seja como for, Ireland teve até aqui sua mais movimentada ( e comentada ) off-season a frente do Dolphins. Não foram lances simples, mas ao que parece foram bem executados. Todos sabiam de antemão que Wallace queria o Dolphins e este implorava pela sua vinda. Todos igualmente sabiam que seria caro. E foi caro, mas só assim pra atrair um jogador deste quilate. Agora temos um WR Top que pode meter medo por si só nas secundárias adversárias, facilitando a vida não só de Tannehill, mas do RBs que estão na equipe atualmente. Se vai dar certo, agora depende de Ryan, Philbin e Sherman. Sem crítica alguma a Ryan, que fique claro.

Mas foram as aquisições de dois LBs que merecem mais destaque do que a de Wallace. Primeiro porque ninguém ficou sabendo e a todos os insiders foram pegos de surpresa, imagine nós, os fãs. Segundo porque era realmente um setor que carecia de upgrade, mas que eu achava que este seria feito pelo Draft. E terceiro porque o contrato dos dois que chegam são menores e contam menos contra o Cap do que o contrato dos dois que saem, ou seja, trouxemos jogadores mais jovens ( e aparentemente melhores ) por valores mais vantajosos pro time, sem diminuir o montate do Cap ( e incluso o óbvio Dead Money ).

Está Ireland de parabéns? Se os LBs melhorarem o nível de atuação do setor, sim. Pela contratação de Wallace, creio eu, qualquer um de nós faríamos ela, pois só o Miami dispunha de Cap e de carência total de um WR Top. Não quero com isso desmerecer o trabalho de Ireland, mas que na contratação de Mike eu a vejo mais fácil. Agora trazer dois bons e jovens LBs sem que ninguém fique sabendo, isso é mérito dele.

Lamento, contudo, a saída de Fasano, mas eu a entendo. Afinal ele está agora 5 anos mais velho e, infelizmentem, descartável. Convém dizer que precisaremos de reposição imediata por Michael Egnew não parece ser o substituto e os outros do elenco são, aparentemente, apenas backups. Renovar com Clemons evitar o trauma de perder 2 Starters na Secundária. E claro, com a saída de Smith, tudo aponta para que a pick 12 nossa no Draft seja usada em um Corner. 

Agora é esperar ver se aparece algum outro FA ( um TE e um CB não seria nada mal ) e pensar no Draft. Essa off-season de 2013 ficou mais animadora. E isso, em se tratando de Miami, não é pouca coisa não...

3 comentários:

Luiz Paulo disse...

Todos fomos pegos de surpresa, eu só achei o Contrato do Weeller MUITO CARO, não sei se valeria tanto assim.
Mas ainda é mais barato que o Burnett e ele é mais jovem!!

Espero muito que de certo!!

Flávio Vieira disse...

quando ler valores de contrato, busque quanto é garantido.

Victor Hugo de Souza disse...

Parece que o Dustin keller vai visitar os Dolphis hoje... To achando bem legal a nossa movimentação