terça-feira, 7 de maio de 2013

7 Motivos para acreditar no Miami na Post-Season

Imagem da última partida nossa em post-season. E sim, o camisa 20 é o Ed Reed e ele fez TD neste lance...


Com a off-season em pleno andamento, agora é a melhor hora para apresentar sete razões pelas quais iremos aos em 2013.

1 - Os Treinadores - No ano passado, Hard Knocks nos deu uma ótima introdução para a nossa equipe técnica. Ela começa com Joe Philbin. Ele tem os ingredientes de um grande treinador, e quando você ouve suas conferências de imprensa, essa sensação se realça. Ele é muito meticuloso e confiante em seu próprio caminho para o sucesso. Não é o caminho de Green Bay, é o caminho de Joe Philbin. Além Philbin, Kevin Coyle e Mike Sherman são excelentes Coordenadores. Criticar Mike Sherman pelo seu conservador play-calling é uma verdade, mas ele conhece Ryan Tannehill melhor do que ninguém. Depois deles, Kacy Rodgers é um dos melhores treinadores da linha defensiva da Liga e Jim Turner vai continuar a melhorar a nossa linha ofensiva com precisão militar. A lista continua - Kevin O'Keefe, Dan Campbell , Zac Taylor, Jeff Nixon, George Edwards, Lou Anarumo e Darren Rizzi. Eu tenho certeza que eu perdi alguns nomes, mas eu tenho muito mais confiança nesta equipa técnica do que eu tinha na equipe de Tony Sparano.

2 - Concorrência gera sucesso - Para se tornar um time melhor, você precisa de concorrência em todos os setores. Os jogadores precisam lutar por suas posições. Veteranos precisam olhar por cima dos ombros, sabendo que há pessoas mais novas com fome para ser titular do time. Esta equipa tem muito mais concorrência do que no ano passado. Isso é uma grande notícia. Para todos, até para quem ficar, eventualmente, na reserva.

3 - Nosso Draft 2013 - Jeff Ireland conseguiu realizar um draft monstruoso ou horroso? O tempo dirá. Mas eu não posso deixar de ficar animado com os jovens jogadores que a equipa trouxe. Dion Jordan vai se tornar a base de nossa defesa pelos próximos anos. Jamar Taylor deveria ter saído no primeiro round, barrando seus problemas renais que assustou algumas equipes. Nós temos um Guard-Tackle com perspectiva promissora em Dallas Thomas, juntamente com o outro CB Will Davis. A lista continua bem com Dion Sims para substituir Anthony Fasano como o tight end de bloqueio. Jelani Jenkins deve tornar-se uma peça chave na equipe de especialistas em sua primeira temporada. Caleb Sturgis pode apenas vencer Dan Carpenter como kicker da equipe. Mike Gillislee vai lutar para tornar-se segunda opção como RB. E por último, mas certamente não menos importante, Don Jones vai lutar por um lugar no plantel como CB Níquel da equipe. Este classe do Draft 2013 certamente tem muito talento.

4 - Jovem, rápido e forte - A equipe tornou-se mais jovem, mais rápido e mais forte. Entre os Linebackers, tanto Karlos Dansby e Kevin Burnett foram substituídos por Philip Wheeler e Dannell Ellerbe. Ambas as contratações foram um golpe, aparentemente, certo e vai ajudar o time a defender os grandes, atléticos e ágeis TEs da NFL atual. No ataque os nossos WRs devem ajudar bastante no desenvolvimento de Tannehill, para que ele possa – quem sabe – ser o quarterback que queremos que ele seja. Mike Wallace é o principal craque no ataque. Ele tem o tipo de velocidade que aterroriza cornerbacks. Às vezes você simplesmente não consegue se defender contra ele.

5 - Jeff Ireland - Jeff Irlanda é um dos Gerentes Gerais mais contestados de toda a NFL. Mas se você amá-lo ou detestá-lo, todo mundo, no fundo, tem que admitir que ele tem feito grandes movimentos nesta offseason. Em primeiro lugar, ele colocou a equipa a ter uma grande Free Agency e Draft acumulando onze pick. Ele conseguiu gerir muito bem o Salary Cap, deixando muita grana para ser usada em reforços. Em seguida, ele fez a melhor Free Agency e Drafts de sua gestão. Bem feito Jeff Ireland. Agora cabe à equipe render em campo. Talento para isso, o time agora possui. Graças, que coisa, a Ireland.

6 - Uma boa secundária começa com um pass-rush de elite - No ano passado, a defesa contra corridas foi um dos pontos fortes da equipe. Indo para 2013, nossa pressa por resultados é ainda mais forte. Temos um dos melhores jogadores em termos de sacks da Liga, com Cameron Wake. Além disso, segundo anista Olivier Vernon tende continuar a melhorar, e Jared Odrick sempre consegue seus sacks. No entanto, no Draft de 2013, Miami selecionado um jovem pass-rusher Dion Jordan. Lembre-se deste nome, porque você vai ouvir muito ao longo dos próximos anos. O cara é extremamente atlético e tem todo um repertório de movimentos pass-rush e também contra as corridas. Coloque as duas coisas juntas, e você tem um excelente jogador em suas mãos. Vai ser divertido de assistir ele nesta temporada. O outro lado dessa moeda é que a nossa secundária deve melhorar, e muito, com a DL gerando mais pressão nos QBs adversários. Claro que se Brent Grimes permanecer saudável, temos um jogador de classe em nossas mãos. Ele também deve ajudar a melhorar o talento de Jamar Taylor e Will Davis. Quando você lembra que o setor ainda tem Richard Marshall e Dimitri Patterson, a posição de cornerback de repente torna-se lotado. E eu esqueci de mencionar Reshad Jones? Ele vai continuar a melhorar e, junto com Chris Clemons, proporcionará Miami com um dos melhores conjunto de Safeties na liga.

7 - Nosso futuro Franchise Quarterback Ryan Tannehill - Digo futuro franchise quarterback Ryan Tannehill porque ele não chegou lá ainda. Na verdade, ele provavelmente não vai alcançar o nível de um all-star quarterback. Dito isto, eu acredito que iremos ver grandes melhorias do nosso jovem quarterback. No papel, no ano passado, as estatísticas de Tannehill não foram impressionantes. Claro, ele jogou a bola por mais de 3.000 jardas, mas seus doze touchdowns e treze interceptações não foram algo realmente capaz de impressionar. Isso vai mudar este ano por duas razões. O primeiro é que estávamos quase completamente desprovido de qualquer talento entre os WRs. Este ano vai ser um jogo completamente diferente. O segundo, e talvez o motivo mais importante, é que Tannehill será um jogador melhor por ter uma temporada como Starter. Ele vai começar a temporada 2013 mais experiente, mais forte e melhor. Ele é inteligente, tem a capacidade mental, sabe o que é e como funciona o ataque na NFL e é extremamente talentoso. Quando você coloca todas essas características juntas, você tem o seu quarterback do futuro. Quando o seu quarterback joga bem, o time joga bem. Quando o time joga bem, ganha jogos. Quando você ganha os jogos, você vai para os playoffs. Simples assim.
 

Um comentário:

Rafael disse...

Muito boa essa análise mesmo...acho que dá pra sonhar sim com post season, via wild card, mas vocês não acham que o Patriots perdendo o Wes Welker pode facilitar pra gente chegar na post season sem passar pelo wildcard? Acho esse jogador, além do Tom Brady, um diferencial e sem essa dupla, pra mim é um time comum, não é nada impossível vencê-los nesse ano...