terça-feira, 12 de novembro de 2013

Week 10: Dolphins 19 x 22 Buccs - Só com uma macumba para este time vencer...

Nosso time está igual estes caras ai: de meter medo...
É de meter medo esse Miami Dolphins. Pena que nos próprios torcedores. Existem tantos pontos a serem observados e apontados como cruciais para a derrota que eu nem sei por onde começar. Aliás, nem sei se quero começar a escrever...

O fato é que este time conseguiu a proeza de perder para um time que estava 0-8!!! Aliás o time tem feito isso com extrema qualidade nesta temporada: ganhamos de Colts e Bengals, que lideram suas divisões, e perdemos pro Bills... haja incompetência.

O sentimento é o pior possível. Com eu previra antes do Draft de 2012 a escolha d Ryan Tannehill nos custaria anos preciosos. E eis que na sua segunda temporada, enquanto alguns de sua classe tem tudo para irem ao Super Bowl, ele não está sendo o diferencial. Está jogando mal? Não, mas também não - como direi - empolga. Ele não é o culpado da derrota, só pra deixar claro ( a defesa e sobretudo Phillip Wheeler foram mais culpados ). Não é. Apenas é que a escolha dele foi diretamente ligada a contratação de Sherman ( ou o contrário, o que tanto faz, porque dá no mesmo: merda ). E até agora, o time está 11-14 em 25 jogos. Compare com Colts, Redskins e até o Seahawks e veja como estamos na merda...

Enfim, 2013 já Elvis... Mas disso já sabíamos quando perdemos pro Bills em casa.

4 comentários:

Unknown disse...

A franquia perdeu o respeito por si próprio. Miami perde esses jogos idiotas e nada acontece ??

Porque estão todos tão tranquilos ?? Pq ninguém lá dentro pensa em playoffs. Miami é time de 6-10, 7-9. Para os jogadores é o técnico, perdendo ontem, apenas o 7-9 virou 6-10. Ninguém vê vaga nenhuma de playoff indo embora.

Falei no Face. Se por exemplo, um jogador vem do Green Bay para Miami, ele se acomoda, porque aqui não se sente obrigado a levar o time para os playoffs. A ambição é próxima de 0. Miami sempre vai ficar ali em segundo na AFC Leste ou terceiro, dependendo do ano do JETS, que todo mundo sacaneia, e em muitos anos vai pior que a gente, mas que em outros briga por playoffs até a última rodada.

Ninguém no Miami acha que tem obrigação de vencer nada. Um time que quer ir para os playoffs tem que ganhar os 5 ou 6 jogos imbecis que tem por temporada. Miami ganha uns 3, perde dois jogos idiotas, compensa ganhando uns 2 que ninguém nem imagina e fica com um 6-10 ou 7-9. Nem para perder tudo logo e ficar com as primeiras escolhas do Draft...

Mas que construir um time, tem que se criar uma mentalidade vencedora no Miami. Os jogadores precisam acreditar na direção e nos seus respectivos companheiros, para ver que playoffs são possíveis, e que é o mínimo que se espera deles.

Hoje, um jogador que venha para Miami vem pensando em $$$. Se ele for obcecado por um anel de superbowl, aqui ele nem dá as caras. Por isso Payton Manning nem ouviu proposta de Miami.

Eu se fosse jogador, faria o contrato da minha vida com Miami e depois ia ganhar menos em um Baltimore ou Green Bay da vida, para ir atrás do Anel de Superbowl.

Eu não estou me contradizendo Flávio. O Miami não é pequeno. Mas se apequenou e os jogadores enxergam Miami assim. Como uma franqui da pouca ambição, que vale pelo sol da Flórida e para ganhar $$$

Unknown disse...

E ao contrário do que vc falou, o Miami vence sem macumba. Depois desse jogo, ele faz uma gracinha ou duas com Charges e/ou Carolina(Mais difícil) e todo mundo se anima de novo. Aí perdem para Steelers, Jets, Bills.

No fim, acabamos com um 6-10 ou 7-9 e tudo tá bem. Começamos um rebuild novo, trocamos técnico, mandamos o Tannehill ou o QB d vez para a PQP para trazer outro meia boca e se encher de esperança. Mas o pessoal continua só vindo para ganhar dinheiro, aproveitar a flórida e ganhar algum jogo de vez em quando.

Também é melhor vir para cá do que ir para um time que faça 2-14, 3-13 e se queimar.

Os Anos perdidos ou não com Tannehill são o de menos. Pq vc consstrói um time em dois ou 3 anos. A mentalidade vencedora é que é foda. E os jogadores precisam acreditar que a Diretoria do Miami quer montar um time para ganhar a divisão e Superbowl. Para atrair para cá os que querem ganhar alguma coisa e não os que simplesmente esperam o tempo passar. Posso estar falando besteira, mas Miami parece uma colônia de férias, sem cobrança e ambição.

Tannehill está longe de ser o Maior problema de Miami. O maior problema é a falta de uma mentalidade vencedora.

O Negócio é torcer para os Jets ficarem na nossa frente para pegarmos uma tabela mais fácil ano que vem...

Flávio Vieira disse...

vencer Celo Pires é no sentido de conseguir ganhar a divisão...

Unknown disse...

Ahh, vc tá falando de divisão
???

Sendo assim, nem contratando o Pai-de-Santo do Flamengo.

Mas vale o que eu falei mesmo assim. Os jogadores não vem para Miami pensando em ganhar superbowl, a AFC Leste, e sequer ir para Playoffs (Veja o Mike Wallace e compare com o do Steelers). Miami para eles é uma franquia sem ambição, como o Cleveland Browns ou o Detroit Lions (Que Hj tem bem mais ambição que a gente).

Depois dessa temporada começa mais uma reconstrução, damos um pé no Tannehill e o ciclo recomeça com outro QB meia boca. Trocam-se os nomes, mas nada muda. Miami sempre joga para ficar entre 4-12 e 7-9.

O Miami perde jogos idiotas pq os jogadores não estão pensando em playoffs mesmo... Playoff só existe na cabeça da torcida. Nunca foi objetivo. O Negócio é ficar em 2º ou 3º na AFC Leste, pegar uma escolha intermediária no Draft e tá tudo legal !!!! O Jogo de ontem só vai nos deixar uma ou duas escolhas na frente do Draft(Como seria legal o Miami ter perdido TUDO em 2011 !!! nem para isso o time serve !!!)

Falta ambição e cobrança !!! Gaste- se uma nota esse ano para acontecer uma história como essa do Bullyng e para o time perder em casa para um rival divisional sem QB e nada acontecer...

(Muito pior que para os Bucs, que bem ou mal tem um 0-8 enganoso. Fizeram uns 4 jogos duríssimos no mínimo, estavam subindo de produção, e com sorte poderiam estar com o mesmo 4-4)