segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Um time parado no tempo... e faz tempo!!!

A última vitória em playoffs aconteceu contra Peyton MAnning... quem diria.
Nem faço ideia porque existam tantos torcedores jovens do Dolphins. Pessoas com menos de 20 anos não deveria ter o menos motivo para escolher esta franquia. Mas, sabe-se lá como, eles escolhem o Miami. Talvez seja o passado glorioso, talvez seja vontade de sofrer... sei lá, eles aparecem. Adiante.

O Miami Dolphins é um time parado no tempo. E faz tempo que assim o está. Entre 1970 e 1999 o time venceu 293 partidas ( mais do que qualquer outro time da NFL ), foi a 5 Super Bowls e venceu 2 ( somente o Steelers, na AFC, supera esta marca, com o Raiders tendo jogado 4 e vencido 3 ).

A partir de 2000, primeiro ano sem o mito Dan Marino, o time foi aos playoffs apenas 3 vezes. E pior, só venceu uma única partida, contra o Colts da estrela emergente Peyton Manning no dia 30 de Dezembro. O placar foi 23-17, com um TD corrido na prorrogação ( sim, foi na prorrogação ) por Lamar Smith. Aliás, o RB conseguiu mais de 200 jardas, recorde da história da franquia numa partida de post-season. Inacreditável imaginar que o time sem Marino tenha conseguido vencer em post-season. Todos pensamos que daria para viver sem ele. Ledo engano...

Em 2001 o time voltaria a vencer a divisão, com uma campanha de 11-5. Realmente um sucesso. Acontece que o time perdeu em casa para o Ravens ( então campeão do Super Bowl ) por 20x3. E, ironia tremenda, só voltaria em 2008 para novamente perder para o Ravens, dessa vez por 27x09. Nas outras 11 temporadas, frustrações acumuladas, ano após ano. Uma atrás da outra. O ponto alto ( ou seria melhor dizer baixo? ) foi 2007, onde tudo o que poderia dar errado deu e o time fez 1-15. Por essas coincidências da vida, a única vitória foi diante do Ravens.

Neste período de vacas mais de magras, diversos times se reinventaram, venceram, caíram, voltaram a vencer e voltaram a perder. Apenas Bills e Browns fizeram companhia ao Miami em todos estes anos de seca. Alguém pode citar o Raiders, mas eles foram a um Super Bowl neste nosso período de seca. Mesmo que estejam piores do que nós a muito tempo, mas só ter ido ao grande jogo já está melhor do que nós. Até o Cardinals e Lions, arremedos de times nos tempos de glória do Miami, hoje são melhores. Até em Super Bowl o Cards já esteve!!! o Lions vem jogando bem melhor desde 2008, quando fez 0-16. Já o Miami...

Nestes 14 anos desde aquela última vitória em Playoffs, o Steelers ( que tivera uma temporada de 9-7 e ficara de fora dos playoffs naquele ano ), venceu 2 Super Bowls, tendo e perdido outro. O Seattle era da AFC e um freguês do Dolphins foi a 2 SBs, vencendo o último. O Denver - já sem Elway, patinou e caiu muito. Mas agora está dando novamente às cartas na AFC. O Patriots era um time sem expressão, mesmo que tivesse ido ao Super Bowl em 1995. A lista é imensa, mas o fato é que diversos times foram e voltaram ao topo. Nós só conseguimos ficar na mesmice, perdendo.

Ao fim da temporada 2007, um pensamento nos animava: a first pick. Ou seja, o sofrimento teria recompensa. Que nada. Fizeram tudo errado e só acertaram numa pick, justamente a primeira com Jake Long. Que nunca teria um QB Top para proteger. Veio 2009, a escolha de um tal de Pat White, que seria dispensado de 2 esportes ( FA e Baseball ). Depois tantas outras escolhas perdidas.

Mas enfim, o que dá errado? Ou o que deu errado? Onde está o erro? Eu tenho opinião particular, mas este tópico não é para isso. Alguns falam que a mentalidade vencedora se perdeu. Como recuperá-la? Não sei, mas é preciso encontrar uma forma de achá-la.

Pelo bem dos torcedores. Pelo bem da história. 

Nenhum comentário: